sábado, 29 de dezembro de 2007

[ Que Jano se exploda ]

Dia 01 de janeiro é o dia em que todo o planeta faz homenagens - mesmo que sem saber - ao deus romano Jano, o senhor dos términos e dos inicios. Era o porteiro celestial, sendo representado com duas cabeças, representando os términos e os começos, o passado e o futuro. Segundo a mitologia romana, era o responsável por abrir as portas para o ano que se iniciava, e toda porta se volta para dois lados diferentes.

Por causa de Jano, Julio César, criou o mês de janeiro. Desse modo, será que nós Testemunhas de Jeová deveríamos chamar Janeiro de "Janeiro"? Um caso a se pensar!

Bem, mas estou pouco me lixando para Jano. No meu trabalho uma amigo me perguntou por que nós não festejavamos o Reveillon. Quando tentei explicar que o dia era uma homenagem religiosa a Jano, ela falou:

- Tô pouco me lixando para Jano. Eu quero é curtir a festa!

Pois é, isso se chama ignorancia religiosa. Mas sabe de uma coisa? Que se dane Jano. Ninguem nem sabe quem ele é. 2007 foi um ano muito ruim pra mim. Será que o ano de 2008 será melhor? Duvido, mas quem está preocupado?





Queria agradecer mais uma vez a todos que perdem seu tempo para acessar este blog e ler as baboseiras que escrevo. Eu instalei um contador em minha página no dia 07/05/2007 e hoje conta-se que de lá para cá 3.100 pessoas visitaram ele. Eu fazendo o cálculo (mentira, quem fez foi Excel) significa que em 237 dias, uma média de 13 pessoas visitaram meu blog.

Mais uma vez, meu muito obrigado. Nos vemos no ano que vem!



.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

[Windows Pirate]

Você acha que computador é muito mais do que acessar Orkut e MSN? Sempre ouviu dizer que Bill Gates pratica o monopólio? Gostaria de saber como nasceu o Windows e como a Microsoft se tornou a maior empresa de softwares do mundo? Quer ver como a IBM e a Xérox fizeram a maior burrada de sua história? Então você tem que assistir Piratas do Vale do Silício.

É um filme produzido em 1999 e que passou bem longe dos cinemas brasileiros, e possivelmente das nossas locadoras também. Mas se você procurar, acha. O filme conta a história de Steve Jobs e Bill Gates, criadores respectivamente da Apple e da Microsoft, no fundo da garagem e como se tornaram as duas maiores empresas de computadores pessoais do mundo.

Baseado em fatos reais, o filme traz algumas revelações fantásticas, como detalhes de como no fundo da garagem, Jobs conseguiu convencer altos executivos da HP a comprar sua idéia. É hilário a cena em que o empresário diz a ele:

- Você diz que esse computador é para pessoas comuns. O que eles iam querer com computadores? [Silêncio]

Paralelamente, vemos como um jovem estranho e tímido decide abandonar Havard para também lançar um projeto de computador pessoal. Seu nome? Bill Gates. O legal do filme é mostrar que tanto Jobs como Gates não eram tão mocinhos assim. A diferença entre ambos é mostrada nos seus tratos com subalternos; enquanto Jobs dirige sua empresa com dureza e incentivando rivalidades, Gates prefere deixar as pessoas à vontade, inclusive, para “roubar” um software que mais tarde, depois de aperfeiçoado, se transformaria no Windows.

É um filme bem legal para quem gosta da historia que envolve as duas empresas. O filme termina na fase de quase falência da Apple e não fala da volta por cima, quando eles lançaram o novo Macintosh e o IPod. Mas dá uma idéia que nesta briga, nenhum dos dois foram santinhos.



Bill Gates e Steve Jobs hoje: não se enganem com esse sorriso.




.

terça-feira, 25 de dezembro de 2007

[ Pessoas Diferentes ]

Esta semana a revista Época traz sob o título “Casamento Evangélico e Gay” uma extensa reportagem sobre a Igreja Contemporânea que abriga ex-pastores e fiéis de outras denominações. Curiosamente, um dos “noivos” que estava se casando, um tal de Vanderson, é mencionado como ex-Testemunha de Jeová.

Ficou chocado? Eu nem tanto. Fiquei muito mais decepcionado em saber que devido a sua opção sexual ele decidiu parar de lutar contra as artimanhas de Satanás, esquecer toda a verdade bíblica que aprendeu e se devotar numa fé falsa como membro parte de uma igreja picareta, do que necessariamente por ter assumido sua homossexualidade.

Antes de tudo, vale frizar que ter tendencias homossexuais é uma coisa; praticar o homossexualismo é outra. Lembre-se que Jeová odeia o pecado, não o pecador. (Rom. 3:23). Assim, da mesma forma como você, que apesar de desejar tanto o sexo oposto, mas nem por isso se tornou fornicador, uma pessoa que descobre ter tendências homossexuais ainda não violou as Leis de Jeová.

Durante minha vida como Cristão, lidei com três amigos cristãos que tinham tendências homossexuais. Lamentavelmente, dois destes sucumbiram e decidiram seguir suas vidas tortuosas e foram desassociados. Mas um deles se manteve íntegro até hoje e serve, inclusive, numa Congregação como pioneiro regular. Segundo ele, apenas eu, uma outra irmã, amiga nossa, e sua mãe sabem disso. Sua mãe é sua maior fonte de ajuda espiritual. As vezes torcia e até forçava algumas irmãzinhas para que ele namorasse e fizesse as pessoas parar de comentar ou fazer piadinhas, mas depois descobri que não é tão simples assim. É uma luta diária onde cada dia é uma vitória.

Esta questão é muito delicada e exige não só espiritualidade, mas principalmente, madureza e bom senso dos anciãos para que saiba lidar com o assunto. Infelizmente nem todos estão preparados para lidar com isso. Às vezes, estas pessoas precisam apenas de compreensão, apoio, um ouvido amigo e oportunidade de desenvolver sua fé e confiança em Jeová, além de coragem para lutar contra seu modo de pensar.

O mais importante é que estas pessoas não se vejam como monstros, aberrações ou anomalias, mas que por algum motivo (seja genético, comportamental ou doença, sei lá) sabem que não é uma pratica aprovada por Jeová e por isso esperam o tempo quando Jeová estabelecer o seu reino na terra, todas estas coisas detestáveis que conhecemos como materialismo, fornicação, adultério, homossexualismo, bebedeiras, acabarão. (1 Cor. 6:9,10) Estas pessoas são dignas da minha admiração, pois demonstram vividamente que amam a Jeová e estão dispostas a lutar contra sua própria natureza para se manterem íntegros e fiéis.

Por isso, o ex-Testemunha de Jeová mencionado na reportagem é digno do meu desprezo. Não por assumir e praticar a sua homossexualidade; mas por ter dado às costas ao nosso Deus Jeová!



.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

[ Espírito do Natal?? ]



ESTA NOITE TODO O PLANETA CELEBRARÁ ESTE ESPÍRITO QUE OCORRE APENAS UMA VEZ POR ANO. ESTE ESPÍRITO QUE UNE PESSOAS NUM MESMO IDEAL, QUE APROXIMA DOS DISTANTES, QUE TRAZ O SORRISO NOS LÁBIOS, AMIGOS SE ABRAÇAM, COLEGAS DE TRABALHO SE BEIJAM, RIVAIS SE UNEM, NÃO HÁ DIFERENÇA, NÃO HÁ INIMIGOS, ENFIM, QUE HOJE TODOS POSSAM CELEBRAR ESTE...


ESPÍRITO DE FALSIDADE!



sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

[ Arco-Íris ]

"E acontecerá que,
quando eu trouxer uma nuvem sobre a terra,
então é que aparecerá o arco-íris na nuvem.
E hei de lembrar-me do meu pacto entre mim e vós..."
- Genesis 9:14,15.






E deu certo. Pelo menos para mim. Toda vez que vejo um arco-íris a primeira coisa que lembro é do Dilúvio e da promessa feita por Jeová de que jamais destruiria a humanidade com água novamente.


É interessante falarmos sobre isso, uma vez que o aquecimento global tem feito surgir várias teorias catastróficas, e uma delas, é que a Terra perderia parte do seu litoral, por causa do degelo das calotas polares do sul e do norte. Minha cidade, Salvador, perderia suas belas praias e seríamos obrigados a recuar mais ao centro dos continentes.


Um estudante me perguntou: "Mas isso seria contra o pacto de Jeová!". Não necessariamente. Jeová fez um pacto que jamais destruiria a humanidade com um dilúvio que cobrisse TODA a terra de água. No entanto, se as calotas do Pólo Sul e Norte derreterem, não está destruindo a humanidade, pois não cobrirá todo o planeta.


Mas até 2015 - quando, segundos os cientistas, as calotas estarão na sua maioria derretidas - muita coisa pode acontecer, inclusive, o Armagedom. Aí lembraremos de outro texto bíblico que diz que Jeová vai "arruinar os que arruinam a terra". (Rev.11:18)


Mas quem são estes que arruinam a terra? Os governos? Os donos de fábricas? E os irmãos que trabalham nestas fábricas? E quanto aos irmãos que não se preocupam com o meio ambiente? Algo a se pensar!



.

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

[ Órfãos de Cinema ]

O Gama, uma das principais cidades-satélites de Brasília, chamada de “Capital do Entorno” devido a sua proximidade e importância com as cidades goianas da fronteira, ficou órfã de cinema. O grupo Arco Íris, que administrava os dois cinemas do Shopping Gama, fecharam as portas e foram embora.

Também pudera; o shopping está passando por uma grande reforma de decoração e ampliação, mas não cuidava de seus dois cinemas que acumulavam sujeira, cadeiras quebradas, som de péssima qualidade (ninguém entende filmes dublados ou nacionais).

Agora é esperar que um empresário do ramo aceite não só administrar as duas salas, como também reforma-la e transforma-las em cinemas de verdade.


.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

[ O valor de um homem ]


A vida de um homem vale R$ 97,00. Sua vida, sua liberdade, sua privacidade, sua calmaria vale quase cem reais. O praço básico!



Hoje eu fui no Cartório de Registro Civil para dar entrada no casamento de meu amigo Valdson e sua lindíssima noiva Gabriela. De todos os casamentos que houve até agora, este eu tive participação direta. Fui o responsável por aproximar os dois, por isso, fui convidado para ser testemunha.

Agora que eles decidiram se casar não sei se fico feliz, ou se me sinto culpado.


.


.


Mas casar deve ser bom. Senão estariam todos solteiros.


.


.


Agora sobra eu, Ismael e meu irmão. Como Ismael e Pedro já estão quase casando, possivelmente 2008 serei condecorado como o últimos dos solteiros. Azar deles!


.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

[O bloco do eu sozinho]






Deixa eu brincar de ser feliz.
Deixa eu brincar com o meu nariz



+ Los Hermanos +

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

[ Dentista & Justiça ]


O que existe em comum com estas palavras? Nada! No entanto, quando se trata de André Lago e a Lei de Murphy, "nada" é uma palavra que nem sempre significa ausência de alguma coisa.


Eu sou meio preguiçoso para dentistas. Aquela maquininha utilizada exclusivamente para doer o dente, dói na minha espinha dorsal. Eu poderia continuar bem distante de odontologistas se fosse uma porcaria de pedra na feijoada que fez quebrar um dente meu. O jeito foi enfrentar a fera!


Curiosamente, neste mesmo dia de consulta ao dentista eu teria uma audiência de julgamento de um processo trabalhista, o qual eu seria testemunha. Quando eu me dirigi ao dentista não achava que faria nada demais, mas nãããão, a dentista "tinha tempo livre, vamos resolver logo isso!".


Eu sei que existem posições mais embaraçadoras que ficar de boca aberta para uma dentista. Eu mesmo já passei - e pude relatar - duas situações destas: um exame no urologista e uma cirurgia no pescoço com uma médica peituda que não tinha se tocado que os apontava bem para cima de mim. No entanto, o dentista é uma coisa horrorosa também.Ficar lá de boca aberta, com uma pessoa enfiando um troço nos seus dentes, mandando você cuspir de vez em quando, não é uma posição que gostaria que me vissem. Mas após "bisonhadas" e anestesias, lá corre eu para a 14ª Vara do TRT de Brasília.


Ser testemunha é uma coisa normal, exceto se você for mentir. Mas no nosso caso esse não era o problema; mas apesar da verdade, o advogado achou por bem sincronizarmos os testemunhos para que não houvesse surpresa. Tudo bem? Tranqüilo? Que nada! O advogado esqueceu de me dizer que eu não seria recebida pelo juiz com bolinhos e refrigerante.

- Senhor André Luís Lago Silva?
- Sim, senhora. - Era uma juiza.
- Fique de pé!!
- Unf..!
- Você sabe que falso testemunho é crime passível de 3 anos de prisão? Que se eu perceber que você está mentindo eu te darei voz de prisão e você sairá daqui diretamemte para a detenção?!!


Minha boca estava anestesiada, mas meus pés, minhas mãos, meu corpo, minha bexiga não. Tremi feito pau de sebo em dia de São Judas e quase que minha boca totalmente anestesiada não dizia nada que não fosse "Sim", "Não" e "Não Sei". Ô situação! Meu colega disse que se pudesse filmaria a cena para poder zoar de minha cara.


Enfim, é assim que as coisas acontecem. Depois dessa aprendi uma lição. Entre a justiça e uma obturação; melhor ficar em casa.



.

sábado, 8 de dezembro de 2007

[Perdendo Dentes]


As brigas que ganhei,
nem um troféu como lembrança
pra casa eu levei.

As brigas que perdi,
estas sim, eu nunca esqueci.


+ Pato Fu +




.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

[ Vidas Opostas? ]

Ontem foi o aniversário de um grande amigo meu. Sei disso porque ele faz um mês depois que eu faço. Hoje ele é Superintendente de Circuito servindo no interior da Paraíba juntamente com sua esposa. Ela, por sinal, me ama, mas na nossa época de adolescente não ia muito com minha cara porque achava que eu saía com ele para arrumar namoradas pelos congressos à fora.

Wesley estudou comigo na Escola Técnica da Bahia. Nos batizamos no mesmo dia. Quando ele se tornou Servo Ministerial, eu também me tornei. Quando ele saiu pro serviço de Pioneiro Especial, eu não fui. Ele se tornou Ancião; eu não. Ele se casou; eu não. Ele se tornou superintendente de circuito; eu não!

Ele é o único superintendente não bajulável que eu conheço. Com o amor e devoção que ele tem, espero que eles continuem progredindo espiritualmente cada vez mais. Já pensou se um dia ele fosse designado para minha região? Seria bom demais!


.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

[ Palavras Tristes ]


Prometo não escrever palavras tristes. Embora é errado prometer o que não se pode cumprir. Ando dissolvendo a cada dia como uma bola de carne embebecida por ácido sulfúrico. Mas vou tentar escrever coisas alegres, ou pelo menos interessantes. Só não poderá ser de minha vida pois não existe nada mais sem graça do que ela. Lá no fundo deve haver algo de engraçado em mim, pois os sorrisos que costumo dar de vez em quando não pode ser somente uma expressão superficial de minha alma. Deve haver palavras alegres que eu possa compartilhar com vocês. Deve haver. Deve haver.



.

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

[ Partimpim ]



Eu não existo longe de você.
E a solidão é meu pior castigo.
Eu conto as horas pra poder te ver.
Mas o relógio está de mal comigo.


+ Adriana Calcanhoto +





.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

[ Inimigos dos gordinhos ]

A Revista VEJA desta semana citou os sete pecados dos gordinhos. Apesar dos meus 1,85 metros de altura, meus 96 kilos de massa semi-muscular já começa a me delatar. Dizem que falta só mais um pouquinho para eu entrar na galeria dos gordinhos. Se depender dos pecados citados por VEJA, podem preparar minha carteirinha do clube:




>> A TV COMO AMIGA

Indagados sobre o local preferido para fazer as refeições, os gordinhos e obesos foram unânimes: em frente à televisão. Eu só consigo comer direito em frente à televisão ou em frente ao computador. Dizem que a gente acaba prestando a atenção na TV em vez da comida. Balela isso, afinal, antes de ir em frente a TV eu prestei bastante atenção no X Tudo que eu estava preparando.

>> REFEIÇÕES RÁPIDAS

"Somado, o tempo dedicado às três principais refeições é inferior a uma hora. O café-da-manhã é devorado em doze minutos, em média; o almoço, em 22 minutos; e o jantar, em 21 minutos. Cada uma das refeições deveria durar pelo menos o dobro disso."

Me poupe. Quem leva 40 minutos mastigando um almoço? Vai me dizer que Giane Albertoni e Giselle Bundchen passa esse tempo todo mastigando?

>> DESCANSO REGADO A GORDURA

"Quando chega o fim de semana, seis de cada dez gordos liberam geral. Eles gostam de empanturrar-se de refrigerante e churrasco – em geral, aquele em que o espeto sai do fogo pingando gordura." Só não digo que isso é verdade porque ninguem me convida todo final de semana pra um churrasco.

>> PREPARO INADEQUADO

Opa! Como eu não cozinho e almoço de segunda à segunda em restaurante, pelo menos dessa posso ficar de consciência limpa.

>> COXINHA, CHOCOLATE, BISCOITO...

Desde que descobri que meu colesterol estava beirando os 400 resolvi largar isso... mas pão, póóóde!

>> PÃO E ARROZ

Engraçado, eu achava que o vilão da história era o feijão. Taí, vou passar a comer mais feijão do que arroz. Resolvido!

>> PADARIA COMO DIVERSÃO

"De cada dez brasileiros acima do peso, sete escolheram 'ir à padaria' como a principal atividade de lazer." Eu não! Prefiro mil vezes ir no churrasquinho que fica na esquina do prédio onde moro. Delícia!



.

terça-feira, 27 de novembro de 2007

[ O que foi? ]




acordei bemol
tudo estava sustenido
sol fazia
só não fazia sentido


Paulo Leminski




.

domingo, 25 de novembro de 2007

[ Retrocesso ]






Andar com você é voltar no tempo. É relembrar as coisas boas. Recuar e sentir novamente teu cheiro que impregnava meu ar. É ver seus olhos de perto. Admirar seus cabelos esvoaçando. Perceber seu sorriso de menina. É cheiro de banho no rio. De filmes no videocassete da sala. De namoro na varanda. É lembrar do tempo que eu tinha uma família, não tinha preocupações, responsabilidades demais. Uma época boa que só volta retrocedendo no tempo.

- - - - - - -

Minha vida é uma música da Adriana Calcanhoto.
Tem horas que é partipim, noutras fico marítimo, e às vezes eu enguiço.



.

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

[ Qual o seu nome? ]

Desde os primórdios, ter um nome bonito sempre foi uma das buscas do ser humano. Os servos de Jeová colocavam nomes nos filhos que refletissem sua adoração e gratidão ao único Deus verdadeiro. Aliás, o próprio nome de Deus tem significado. Colocar nomes com significado sempre foi uma atitude de toda e qualquer cultura.

Se fosse pela vontade de minha mãe, hoje vocês estariam falando com “Claudio Augusto”; mas graças a uma manobra de meu pai, me tornei “André Luís”. Os dois já discutiam há tempos sobre o nome a colocar em mim, então, se aproveitando da recuperação pós-parto de minha mãe (afinal, ter o primeiro filho de parto normal pesando 4,9 kilos não é para qualquer uma), meu pai me registrou com o nome do profeta espírita André Luiz (meu pai era simpatizante do kardecismo, embora se declarasse católico apostólico romano).

Apesar da origem, gostei. Prefiro ser André Luís do que Claudio Augusto e ganhar apelidos como “Cacá”, “Cacau” e “Claudinho”. Por increça que parível apelido nunca pegou em mim, embora algumas colegas de trabalho me chamem de “Dedé” só pra me irritar.

Esse negócio de nome é complicado, principalmente quando temos o azar de ter pais que nos dêem nomes ridículos. Ano passado a justiça não permitiu que um homem registrassem o nome do filho de “Bin Laden”. Na Caixa Econômica sempre nos deparamos com alguns nomes ou sobrenomes engraçados, além daqueles esdrúxulos que já conhecemos por correntes de e-mail.

Mas ridículo mesmo é a mania de colocar nomes "americanizados". Joana vira Joanna, Suzana se transforma em Suzzany, e por aí vai a balbúrdia. Eu tenho uma amiga que se chama Pollyanne Chrystynne. Imagina só?

E mania que alguns irmãos tem de colocar nomes bíblicos? Será que o pessoal acha que é "amulêto" retirar nomes da bíblia? Só pode, porque alguém achar que nomes como Ezequiel, Oséias, Miquéias, Gemima, Zacarias, Teófilo, Menaías, são nomes bonitos, precisam rever seus conceitos. Coraaagem!!

Mas é isso aí. Nomes não escolhemos. Mas quando são curiosos, sempre possuem os que tem curiosadade (sic). Você, por exemplo, sabe porque seus pais te deram esse nome?



.

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

[ Estamos de volta!!]


3 anos de sofrimento.
Agora é hora de soltar o grito preso na garganta.
Estamos de volta à primeira divisão.

VITÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓRIAAAAAAAAAAAAAA







.

sábado, 10 de novembro de 2007

[O pequeno homem aranha]






Foi muito interessante a história do garoto de 5 anos, que pensando ser o Homem Aranha, salvou um bebê de 1,9 anos de uma casa incendiada. Riquelme dos Santos decidiu entrar na casa ao ver que a mãe de Andriele estava em desespero. Ele disse que não ea para ela chorar nem gritar, que ele a salvaria e em seguida entrou saltitante na casa em chamas. O ato heróico foi elogiado pelos bombeiros, apesar de jamais ser recomendado.

Quando eu era pequeno, sonhava em ser o Robin, para ser filho do Batman, mas nunca me meti numa aventura dessas. Realmente o pequeno homem aranha demostrou muita coragem, embora poderia ser vitima. Mas é realmente incrível até onde uma criança pode levar uma fantasia.

quinta-feira, 8 de novembro de 2007

[ Eu nasci há 34 anos atrás... ]





:: Com apenas 7 anos ::

- = = -



:: Tropinha de Elite ::



.
[ Invasão de Privacidade]

Não existe mais privacidade. Você se tornou um pontinho localizável em qualquer parte do planeta graças a tecnologia. Hoje, uma colega minha me mostrou como funciona o serviço de localização da Claro. Bastam apenas alguns segundos e logo o sistema traz exatamente a localização do celular da pessoa que você está buscando, num mapa, que indica a rua ou quadra mais próxima que você está. Incrível!

Em São Paulo, um chip que será colocado em cada um dos carros em março do ano que vem, permitirá que qualquer veículo seja localizado em qualquer parte da cidade ele esteja. É bom para localização de carros roubados, é verdade, mas é ruim para a sua privacidade, pois mesmo que não esteja fazendo nada demais, não incomoda saber que neste exato momento um computador está monitorando os seus passos?

Por meio de aparelhos baratíssimos é possível grampear seu telefone sem que você perceba.

No momento que seu computador acessa a internet, todos os servidores registram seu endereço IP, cuja informação é disponibilizada à autoridades policiais em caso de solicitação judicial.

Não há mais anonimato. Não há mais privacidade.

.

segunda-feira, 5 de novembro de 2007

[Você é importante!]

Raramente gosto de postar coisas que recebo por e-mails, mas achei este interessante.

Quando você se sentir sem valor, lembre-se que:

ABRAÃO - Era velho demais (Gênesis 21:5)

ISAQUE - Era um medroso (Gênesis 26:7)

JACÓ - Era um trapaceiro (Gênesis 27)

JOSÉ - Foi injustiçado (Gênesis 37 e 39)

MOISÉS - Era incapaz de falar em publico (Êxodo 4:10)

GIDEÃO - Teve dúvidas que Deus realmente o havia escolhido (Juízes
6:36-40)

SANSÃO - Era mulherengo (Juízes 14:1-2; 16:1-4)

RAABE - Era uma prostituta (Josué 6:22-23)

JEREMIAS - Era jovem demais (Jeremias 1:6-7)

DAVI - Cometeu um adultério e um assassinato (2 Samuel 11 e 12)

ELIAS - Tinha tendências depressivas (1 Reis 19)

JONAS - Fugiu de Deus (Jonas 1:1-3)

NOEMI - Era uma viúva desamparada (Rute 1:1-5)

JÓ - Faliu e perdeu a saúde (Jó 2)

JOÃO BATISTA - Era uma figura excêntrica e até comia insetos Mateus
3:1-4)

PEDRO - Negou Cristo (Lucas 22:54-62)

MARTA - Era agitadíssima e invertia as prioridades (Lucas 10:38-42)

MARIA MADALENA - Tinha sido possuída por 7 demônios (Marcos 16:9)

A MULHER SAMARITANA - Tinha se divorciado... mais de uma vez! (João
4:1-30)

ZAQUEU - Era pequeno demais (Lucas 19:2, 3)

PAULO - Era religioso demais (Filipenses 3:4-6)

TIMÓTEO - Tinha provavelmente uma úlcera crônica (1 Timóteo 5:23)

E LÁZARO - Estava morto! (João 11)


.

domingo, 4 de novembro de 2007

[Favoritismo]

O Estudo da revista de hoje foi bastante interessante principalmente o abordado pelos parágrafos 8 e 9 que foi um verdadeiro tapa na cara da indústria da bajulação.

Lembra-me de uma história contada pela esposa de um superintendente de circuito. Ela dizia que quase todos os dias alguns irmãos apareciam para trazer-lhes presentes: geralmente eram guloseimas, mas também havia os materiais: sapatos, vestidos e assessórios. Então na primeira reunião, ela observou que existiam irmãos humildes na congregação que vestiam roupas bem simples, por sinal, um dos pioneiros regulares usava um sapato tão gasto que a sola parecia uma boca de jacaré.

Ela pensou em dizer para os irmãos que davam presentes a eles, que procurassem estes irmãos que tinham mais necessidade, mas achou que poderia estar demonstrando ingratidão, então o que fez? Ela mesma chamou cada um desses irmãos e deu os sapatos a eles.

No parágrafo 9 diz que mostrar consideração aos espiritualmente fortes e aos anciãos e superintendentes não é favoritismo, mas fazer isso somente a estes, em busca de destaque, é bajulação!

Na minha congregação há uma irmã que mesmo com seu carro zerinho, faz questão de pegar as irmãs idosas e leva-las ao Salão. E olhe que algumas moram em verdadeiras baixadas. Assim, qualquer ato que ela venha a fazer com irmãos de destaques, é visto como uma coisa normal.

No entanto, aquela pessoa que quase não visita a cada de ninguém, quase não faz nada por ninguém, chega a visita e resolve ligar o carro, levar guloseimas ou dar presentes materiais, é bajulador.

Como diz um irmão idoso de minha congregação: “ninguém nunca pediu para lavar meu carro, mas com o do superintendente de circuito, tem até disputa!”

Graças a Jeová, estes fazem parte de uma pequena minoria.

quinta-feira, 1 de novembro de 2007

[Planos para 2008]

.:. Continuar servindo a Jeová.

.:. Passar no concurso da CAIXA.

.:. Casar.

.:. Comprar um carro.

.:. Continuar tendo amigos maravilhosos como vocês*


(*) Segundo o contador de minha página, eu recebo cerca de 30 visitas diarias. A você que entra aqui, lê e não escreve nada. Meu obrigado!


.

terça-feira, 30 de outubro de 2007

[Servo]

”Grandes poderes,
trazem grandes responsabilidades”



Sou uma pessoa normal, que quer apenas ser normal, como qualquer pessoa normal. Sou Testemunha de Jeová há 18 anos, adoro o Deus a quem sirvo e amo o seu filho amado que morreu por mim. Sou uma pessoa que quer apenar servi-lo de forma simples, contínua, sem hipérboles. Não sou pioneiro regular e sou daquele que quando chega um feriado, em vez de querer ir para um território isolado “passar o dia todo pregando”, eu prefiro ir para um clube e sair com meus amigos num churrasco; mas por outro lado sou aquele que considera todo domingo sagrado para o serviço de campo e não troco por nada. Não coleciono dúzias de estudos bíblicos, mas possuo um estudo bíblico o qual tenho uma relação muito próxima com meu estudante. Sou aquele que diz o que pensa, faz o que tem vontade e não sou suprimido por aquilo que as pessoas acham ou venham pensar sobre mim. Sou uma pessoa que trata a todos por igual e não bajulo ninguém atrás de oportunidades, privilégios ou atenção. Não sou um exemplo a ser seguido, nem para o bem, nem para o mal. Sou apenas uma pessoa normal. André Lago, um servo do Deus altíssimo que viver sua vida em paz, publicador das boas novas.


Trabalhar como Servo Ministerial é uma responsabilidade muito grande. É preciso dedicação, senso de dever, humildade e submissão. Ser Servo é para servir, não para ser servido. É uma das grandes oportunidades que temos para ajudar outros. É preciso antes de tudo, se anular, para cumprir com sua designação e ajudar a manter a congregação unidade. Servos Ministeriais prestam um grande serviço.

Agora voltei a ser definitivamente uma pessoa normal. E que Jeová me proteja, amém!

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

[ Tropa de Elite ]


Tropa de Elite é a bola da vez. Assisti no cinema segunda-feira. Os esquerdistas de plantão, que amam culpar as injustiças sociais como justificativa para criminalidade, demonizou o filme chamando-o de facista, perigoso e propagandista da direita política. Se assim for, acabo de descobrir que se tivesse uma bandeira política eu seria extremamente de direita (até então achava que meu nojo pela esquerda era só uma questão de antipatia às ideologias hipócritas e bitoladas deles).


Na segunda-feiora, saía da casa de um amigo numa das mais novas, perigosa e humilde cidade-satélite de Brasília, e ao chegar na parada de ônibus estranhei a presença de um carro velho largado com as janelas abertas. Achei que seria de alguém que com a bexiga apertada que tinha corrido para algum matagal nas redondezas. Não era. Passaram-se cerca de meia hora e eu já estava preocupado, afinal, o que fazia um carro ali abandonado às 22:34 da noite?


Minha preocupação aumentou quando surgiu um rapaz mal vestido, que se aproximou e perguntou se o carro era meu. “Não, não é... estou aqui há mais de meia hora e não vi o dono”. Foi a senha: o rapaz foi embora e disse que voltaria com a turma para depenar o carro. Será que eu corria? Gritava por socorro? Fingia ignorar? E se eles me matassem? Graças ao meu bom Deus Jeová e ao seu filho Jesus, o ônibus chegou bem na hora que a “turma” retornava, tirando de mim o infortúnio de ser testemunha ou até mesmo vítima.


Fiquei pensando no dono do carro. E fiquei pensando nas pessoas. Os jovens aparentemente não pareciam desnutridos ou drogados. Não tinham a aparência de quem passava fome, e por causa das “injustiças sociais”, estavam cometendo um crime. Aliás, acredito que eles nem precisavam realmente daquilo. Percebi que o discurso da nossa esquerda burra era uma falácia.


Hoje, então, descobri que no mesmo dia, um amigo tinha sofrido um seqüestro relâmpago ao deixar sua namorada em casa em mais outra satélite, desta vez, de classe média. Ele, a namorada e mais uma irmã nossa ficaram à mercê de dois menores que com uma arma na mão ameaçava constantemente estuprá-las e matar o rapaz. No final, suas orações deram certo e eles foram embora contentes com o dinheiro tirado dos caixas eletrônicos e com o carro. Três pessoas traumatizadas; uma delas tomando calmantes e antidepressivos. Eles, por serem menores, devem ter a nossa piedade.


É claro que esse discurso meu é mundanista. As pessoas não têm a esperança sólida que temos de que o Reino de Deus irá acabar com todas estas coisas. Mas até lá vivemos na guerra deste mundo, e somente uma pessoa insensível pode ficar impassível quanto a tudo isso. Mas enquanto vivermos aqui, não desce garganta àbaixo a desculpa de que a culpa pelas mazelas são as diferenças sociais, que pobre não tem oportunidade e que a única saída é a criminalidade. Pode até ser, mas se escolher este caminho, precisam saber que sofrerão também as conseqüências, e uma delas, é ser punido pelos seus crimes.


Tropa de Elite se destaca por isso. Ao contrário de “Carandiru” e “Cidade de Deus” que tentava humanizar criminosos e mostrá-los como vítimas ou camaradas, “Tropa” faz justamente o contrário e acerta: bandido é bandido e tem que pagar pelos seus crimes. Eu penso assim e justamente para evitar que um dia eu me torne uma pessoa insensível e fria, é que repito todos os dias as palavras do apóstolo João em Revelação 22:20: “Amém, vem logo Senhor Jesus..”

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

[ Rainha Ester ]

Assim como o Rei Davi, a rainha Ester é uma das figuras mais lembradas como orgulho nacional dos judeus dos nossos dias. Todos os detalhes de sua história estão registrados apenas nas Escrituras Hebraicas e no Alcorão, por isso mesmo, apenas estes livros deveriam ser utilizados para compilar qualquer biografia desta judia que por sua coragem salvou o povo hebreu de uma aniquilação.

Assim é decepcionante o filme Conquista de Reis lançado no Brasil direto em DVD que trata do relato da pobre judia que conquista o coração do rei Persa Xerxes e por sua beleza e influência consegue acabar com uma manobra que visava aniquilar o povo judeu dos seus dias. A produção é excelente, possui bons atores, a direção de arte é ótima e a fotografia também, mas quanto ao enredo...

Pra começar a história registrada no livro de Ester é rápida e simples, desta forma, os roteiristas tiveram que se desdobrar em criar hiatos para manter quase duas horas de produção. É incluída várias sessões históricas que explicam um pouco o ambiente que vivia Jerusalém dominada pelos Persas, mas a história se perde ao se separar da Bíblia insinuando que a coragem de Ester tinha mais haver com o seu caráter do que necessariamente com sua fé em Jeová.

Tudo bem que o nome Jeová não é mencionado uma vez sequer no pequeno livro de Ester, mas o contexto mostra que o grande “calcanhar de Aquiles” era justamente a adoração que os judeus tinham pelo único Deus Verdadeiro que incomodava tanto a Hamã e seus asseclas. Outro incômodo se pode prever pelo nome original do filme (One night with the king), que mostra uma Ester sedutora e que teria dormido com o rei na primeira noite, desobedecendo as Leis dadas por Deus a Moisés.

Enfim, “Conquista de Reis” é um filme para se ignorar. Assim como a maioria dos filmes baseados em histórias da Bíblia. Lamentável.

domingo, 7 de outubro de 2007

[ Mudanças ]


“Quanto às rodas,
clamava-se para elas
aos meus ouvidos: ‘Ó rodagem!’”
— Ezequiel 10:13.


Faltam apenas três meses para 2008 e as alterações que irão mudar nossa rotinha espiritual. Das duas mudanças, uma me surpreendeu e a outra, eu cantava a pedra há tempos, embora não achasse que ocorreria de verdade. Uma prova fundamental de quem dirige a Organização de Jeová na terra é nada mais que seu filho Jesus.

:: 15 MINUTOS

Admito que no inicio não gostei muito da diminuição de 15 minutos do discurso público, afinal, já é tão difícil cumprir o esboço em 45 minutos, pior ainda em meia hora. Mas do ponto de vista da assistência foi uma mudança muito boa, afinal, pode ser cansativo ouvir uma pessoa durante quase uma hora para quem é cristão dedicado, imagina para o estudante ou visitante. Mas o grande desafio mesmo vai ser adaptar alguns esboços para 30 minutos, pois há alguns que é praticamente um desafio, justamente por possuir muitas informações históricas e textos bíblicos, tais como "O Dilúvio nos Dias de Noé tem significado para nós" (que você precisa falar muito de descobertas científicas que compravam que o dilúvio ocorreu) ou o profético "Qual seu lugar no arranjo de Deus?" baseado nas profecias do capítulo 7 de Daniel.

Mas como costuma dizer um ancião de minha congregação: ancião e servo estão aqui para servir, portanto... se vira!

:: REVISTA DE ESTUDO

Há muito tempo atrás eu disse a um grupo de irmãos que preferia trabalhar com a revista Despertai! no serviço de campo, do que com a A Sentinela, pois a primeira tem mais assuntos interessantes do ponto de vista do morador. Cheguei até a afirmar que a única coisa em A Sentinela era a famosa "revista de capa", ou seja, que somente o assunto da capa poderia despertar (sic) algum interesse no morador. Não sei se foi a forma como falei que acabou chocando alguns, mas o fato é que quase fui apedrejado.

Pois bem, agora temos uma revista para o público e uma revista para estudo! Foi uma das melhores coisas que o Escravo Fiel fez. Agora sim teremos uma revista A Sentinela voltada especialmente para as pessoas que ainda não conhecem a Jeová e poderemos trabalhar com ela de uma forma que chame à atenção para as verdades bíblicas.

.

segunda-feira, 1 de outubro de 2007

[ "10 Coisas que precisamos saber"? ]
ou, "Como derrubar argumentos imbecis de correntes de email que você recebe".

:: 1.Uma pessoa que é boa com você, mas grosseira com o garçom, não pode ser uma boa pessoa.


Eu trocaria "Garçon" por "Mãe ou irmã". Este sim um parâmetro para se analisar o caráter de uma pessoa. Quem trata mal a mãe, com certeza vai tratar a esposa do mesmo jeito. Mas garçon? Caracas...quem nunca foi atendido por um garçon folgado, burro ou grosso, e teve que ficar calado?


2.As pessoas que querem compartilhar as visões religiosas delas com você,quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas.


Alguém leu na Bíblia alguma parte onde Jesus trocava informações com os Fariseus, Saduceus, Budistas ou Baalistas dos seus dias, sobre religião?

3.Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e dance.

Liga Sim. Quando eu vejo alguém dançando parecendo uma besta, eu observo.

4.A força mais destrutiva do universo é a fofoca.


Nem sempre. Fofoca já salvou muita gente. Eu conheci uma menina que foi "salva" por que as pessoas começaram a fofocar que o namorado dela era um galinha safado. Ela terminou o namoro, encontrou um cara direito, e o "ex" já emplacou quatro namoros, sempre deixando as meninas magoadas.

5.Não confunda nunca sua carreira com sua vida.


Há controvérsias. Muitas pessoas acham tedioso e cansativo o seu trabalho. Às vezes tudo que uma pessoa deseja na vida é trabalhar naquilo que gosta e dar prazer. Poucas pessoas conseguem isso, talvez, por isso muitos buscam essa oportunidade.

6.Jamais, sob quaisquer circunstâncias, tome um remédio para dormir e um laxante na mesma noite.

Ta bom. Nisso eu concordo.

7.Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão pela qual a raça humana ainda não atingiu ( e nunca atingirá ) todo o seu potencial, essa palavra é "reuniões".

Que frase superficial sem sentido. Eu descobrir meu potencial espiritual assistindo as minhas reuniões regularmente no Salão do Reino.

8.Há uma linha muito tênue entre "hobby" e "doença mental".


Então me chame de débil mental. Se um homem não pode procurar uma diversão para sair da rotina, como colecionar coisas ou fazer algo; mate-me!!!

9.Seus amigos de verdade amam você de qualquer jeito(!).

E por que eles sempre estão querendo dar opinião na minha vida?

10.Nunca tenha medo de tentar algo novo. Lembre-se de que um amador solitário construiu a Arca. Um grande grupo de profissionais construiu o Titanic.


Gente, sejamos cristãos, mas não sejamos toscos. A arca que Noé construiu não bateu num iceberg como o Titanic. Mesmo assim ele levou quase duas horas para afundar, a Arca afundaria em menos de 20 minutos.

sábado, 22 de setembro de 2007

[ Tradução não, traduction yes! ]


O inglês, definitivamente, virou a língua universal. Pena que foi o inglês americano, e não o britânico, que se popularizou. Lamento isso pelo mesmo motivo que lamento o fato do mal falado e escrito português brasileiro se sobrepor sobre o bem escrito português lusitano. Mas isso é outra história, que um dia comento com vocês.


Voltando ao inglês, antigamente qualquer pessoa podia traduzir o que quisesse, que os leigos aceitavam. Hoje, porém, as pessoas possuem um mínimo sequer de conhecimento da língua de Shakespeare o suficiente, pode desmascarar os tradutores pilantras que enrolam o povo por aí.


No TVZ do Multishow temos um exemplo típico disso. É sabido que existe a chamada "tradução livre" de expressões ou palavras que não existe correlação com a nossa, mas nas legendas dos clipes do Multishow aparecem traduções que beiram o ridículo. A maior delas foi traduzir "Big girl don´t cry" por Gente grande não chora. Qualquer gente pequena sabe traduzir girl por "garotas". Mudou todo o sentido da canção da Fergie, coitada.


É por isso que eu detesto filmes dublados. A diferença estúpida do que se fala no original, com aquilo que se escreve na legenda chega a dar nos nervos. Um dia assisti um filme onde o cara falava de música com uma menina, então ela fala "ele gosta de sorvete de baunilha" e todos riem. O que sorvete tem haver com música? Qual o sentido da piada? Depois me lembrei do rapper americano Vanilla Ice (uma espécie de Latino dos Estados Unidos) e tudo ficou claro. Meu Deus! Quantos leigos se perderam na piada deste filme?


Um dia rejeitei uma proposta de emprego de tradutor, porque meu inglês é horrível escrito, e falado, pior ainda. Mas pelo que vejo por aí sobre tradução, eu fiz uma besteira muito grande. Afinal, os tradutores de filmes e legendas do Multishow estão ganhando dinheiro fazendo uma grande embromation.

.

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

[Calor Mata?]




Brasília chegou hoje ao seu clímax de calor; com 32º foi o dia mais quente do ano. Mas até que eu não reclamo muito. O clima que é horrível para os demais asmáticos, para mim é uma maravilha. Loucura, né?

Mas sabe, o calor de Brasília não é tão ruim assim. Em comparação com Salvador, é até melhor. Explico! Lá tem mar, praia, mas em dias úteis, você trabalha, portanto o que adianta ter isso? O calor de lá é horrível. Por causa do clima extremamente úmido você sua o dia todo, parece que sai de seu corpo um dilúvio de suor, que encharca sua camisa e anula os efeitos do seu desodorante, é um desastre.

Aqui no DF o calor dá apenas aquela sensação de abafamento, no entanto, como o clima é seco, não sai um líquido de seu corpo em forma de suor. Eu vou pro Serviço de Campo, saio com a camisa no mesmo estado que saí; do mesmo jeito, sem amasso e sem aquela mancha de suor que que fica quando eu saía no campo lá em Salvador.

De qualquer forma, eu gosto de dias que não tenham chuva. Eu sei que muitos estão loucos que chova logo (afinal já vai fazer quase 6 meses sem chuvas), mas eu preferiria o clima do outono (frio demais à noite e clima ameno durante o dia).

Mas enquanto a chuva não vem...

.

sábado, 15 de setembro de 2007

[ Yes, eu amo cinema! ]


Eu amo cinema. Quando falamos nisso, não está em questão apenas o fato de ir ao cinema, comer Doritos com fanta uva e depois voltar dizendo que o filme é legal. Envolve conhecer toda produção, analisar a fotografia, as edições de imagens, a marca da direção, e principalmente, trilha sonora. É um conjunto de coisas que faz, por exemplo, de Transformers o melhor filme do ano. Ah, mas claro, eles nunca serão considerados como tal pelos críticos de cinema que vão selecionar algum drama chato da hora, ou aquele que traz a biografia chata de alguém.


Mas este é o problema, principalmente, do crítico brasileiro. Existe uma unanimidade burra no nacionalismo cultural, aquela de que devemos valorizar nossas raízes a qualquer custo, mesmo que nossas raízes sejam piores que os dos outros. Hoje estreou no cinema o filme “Baixio das Bestas” que recebeu elogios de todos. O filme deve ter suas qualidades, mas a circunstancia toma o sentido ridículo quando vem acompanhada da velha reclamação de que as produções nacionais não têm espaço, que blockbusters como Piratas do Caribe ou Homem Aranha 3, que ganham mais salas do que os filmes nacionais.


As maioria das pessoas vão ao cinema em busca de diversão, pois cinema é, antes de tudo, um arte de entretenimento. Embora eu ache que exista espaço para os chamados “filmes cabeça”, mas eles vão ficar condicionados aos lugares onde os seus públicos alvos costumam freqüentar: aqui em Brasília existem dois espaços para isso que é o Cine Academia de Tênis e o Embracine. Agora, querer que um filme brasileiro que trata “das mazelas do ser humano, o lado mais podre e escuro do homem, a partir de personagens movidos pela hipocrisia, perversão e crueldade”, ganhe mais salas do que Transformers; é ser utópico demais.


Engraçado que na França a discussão era a mesma, sendo que lá, os nacionalistas utópicos venciam. As salas eram abarrotadas de filmes cabeça franceses (e por sua vez, vazios também), enquanto os poucos cinemas que tinha permissão para exibir as grandes produções apinhavam de gente. Então surgiu um produtor chamado Luc Besson que como um ótimo visionário, descobriu que a França tinha dinheiro suficiente para produzir grandes filmes com a mesma qualidade que os de Hollywood. De lá para cá, a Luc Besson produziu O quinto elemento, Taxi, Cavaleiros do Ar,O pacto dos lobos, filmes que não devem em nada as grandes produções americanas. Hoje, a França já é um cinema de entretenimento e os donos de salas de exibição voltaram a ganhar dinheiro.


Embora eu deteste a Globo, mas aqui no Brasil, a Globo Filmes começa a fazer uma verdadeira revolução ao primar por filmes de entretenimento, em vez de filmes cabeça, que já possuem incentivos do governo para serem produzidos. Os intelectuais de plantão torcem o bico, mas eles não conseguem encontrar uma solução para os exibidores de cinemas que enchem suas salas com filmes como “Didi e a Princesa Lili” enquanto outras ficam às moscas para exibir filmes cabeça chatos como “Baixio das Bestas”.

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

[ Já bebi absinto ]


Vimos no estudo de livro desta semana como a cristandade dissemina seu veneno espiritual por meio de idéias tolas e creças antibíblicas. Eu mesmo, que passei minha infância e inicio da adolescência na igreja evangélica, sei bem o que é isso.


Como 1/3 do povo brasileiro, sou asmático. Quando criança, as minhas crises eram agudas e agonizantes. Por causa disso era uma criança retraída, não brincava na rua, não jogava bola e vivia no hospital respirando nebulizadores. Eu evitava viagens longas distantes de minha mãe, pois tinha medo de passar mal e "morrer lá". Porém, um dia, não sei por quê, acabei indo para o Retiro de Carnaval da igreja que eu fazia parte. Seria injusto, todos se divertindo, e eu em casa sem fazer nada. Eu tinha 7 anos, e me lembro de poucas coisas, mas o suficiente para perceber o quanto a religião falsa é danosa.


Na primeira noite foi tudo tranquilo, mas no segundo dia, comecei a respirar ofegante, não deu outra, à noite tive uma crise de asma. Então os pastores tiveram a belíssima idéia de "orar sobre mim" para que eu fosse curado! Fui levado a uma sala vazia, onde três homens começaram a gritar no meu ouvido, orações que mais parecia uma locução esquizofrênica; uma quase sessão de exorcismo. Salva... cura... cura... ! E eu, na inocência dos meus 7 anos, acreditei que logo seria curado e estaria brincando com outros colegas.


Depois da sessão de gritaria e parafernália, minha asma teimou em desafiar os pastores e diante da situação, o único jeito foi levar-me para casa. No entanto, por que o Senhor não me curou? A resposta básica foi: eu não tinha fé! Como?! Eu era uma criança bastante dedicada a Deus, orava todos os dias e tinha o sonho de crescer e ser pastor, como é que eu não tinha fé? Aquilo foi um choque para mim, passei a me sentir a pior pessoa do mundo, pois não era digno de ser curado, já que segundo àqueles "representantes de Deus", eu não tinha fé.


Mas isto foi só o começo. Um outro amigo, metido a mais "crente" que os outros, começou a disseminar que eu não tinha sido curado porque eu estava fazendo alguma coisa errada. E como os "errados" iriam para o inferno, passei a acreditar que o meu destino era queimar no lago que arde em fogo e enxofre. Passei noites sem dormir pensando nisso, nada do que fazia, eu achava suficiente bom, pois continuava a ter asma, e assim, continuava a ser um "sem fé". O medo do inferno influenciou tanto na minha vida, que vocês nem imaginam. Quase passava para o lado de lá (me tornando membro do satanismo) por causa desse pavor de queimar no inferno. E, lembrem-se, eu era apenas uma criança de sete anos.


Até o dia em que a verdade entrou na minha vida e me libertou. Acreditam, que o único motivo que me levou a estudar a Bíblia com as Testemunhas de Jeová, embora na época fosse líder da mocidade dos jovens da minha igreja, foi saber que o inferno de fogo não existia como um lugar de tormento eterno? Toda vez que lembro das palavras de Jesus descritas em João 8:32, eu me lembro disso, pois no meu caso, a verdade foi uma grande libertação.


.

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

[ Irmãos Wayans ]



Os irmãos Wayans são a família de artistas negros mais bem sucedida dos Estados Unidos, depois dos Jacksons, claro. A familia de 10 irmãos, produziu pelo menos quatro atores responsáveis por seriados e filmes de maior sucesso de audiência e bilheteria.

Os mais conhecidos são: Damon Wayans, que interpreta o chefe de familia do seriado Eu, a patroa e as crianças, Keenan Wayans, que chegou a fazer alguns filmes policiais, mas hoje é mais reconhecido pela sua direção de filmes como As Branquelas, Todo mundo em pânico e O pequenino, que teve como maiores estrelas, os outros dois irmãos Marlon Wayans e Shawn Wayans.

Eles são os nomes mais engraçados da televisão mundial. Os filmes acima citados foram arrebatadores nas bilheterias dos cinemas. "Eu, a patroa e as crianças" já está na quinta temporada e é um sucesso de audiência e é considerado um dos melhores sitcons produzidos.

Mas o que você tem haver com isso? Bem, se gostar de cultura inútil, descobri hoje, assistindo uma entrevista de Shawn na VH1, que seus pais são Testemunhas de Jeová e que todos eles foram criados dentro da organização. Embora não tenham "seguido a religião", mas eles tem em seu pai, um grande exemplo e sempre estão atento aos conselhos dados por ele.

Isso mudou sua vida? Nem a minha... mas diga se não é interessante?

.

domingo, 9 de setembro de 2007

[ Meu trabalho ]


Sou Analista de Suporte de uma das 28 células que compõe o Call Center da Caixa Econômica Federal, que possui cerca de 1.312 operadores de help desk, responsáveis pelo atendimento à rede interna do banco em nível nacional. Prestamos suporte técnico, tecnológico, operacional e normativo sobre sistemas e produtos do banco aos funcionários, prestadores de serviço e estagiários das agências, lotéricos, correspondentes bancários e unidades de todo o Brasil.


Só pra se ter uma idéia: quando você vai ao banco abrir uma conta ou fazer outra coisa, o sistema trava ou o funcionário fica na dúvida do que fazer, é para nós que eles ligam. Se na Loteria disseram que o sistema está fora do ar, é nossa tecnologia que está correndo atrás para solucionar ou buscar os responsáveis. Potanto temos um trabalho muito importante na instituição bancária mais importante da população de baixa renda do país, cerca de 80% dos clientes da CEF.


O meu serviço é, entre outros, avaliar os sistemas, gerenciar as informações aos operadores reciclando-os com treinamentos, avaliar o atendimento prestado por eles. Além disso, precisamos manter a equipe sempre unida e motivá-los por meio de ações voltadas para este fim, que envolve dias temáticos, gincanas, premiações dos melhores do mês, e às vezes, até promoção de festas ou encontros off in loco com o fim de interagí-los junto com suas familias.


Minha célula cuida do Sistema de Cadastro dos clientes do banco, que alimenta todos os demais sistemas, e por isso, somos responsáveis pela abertura e gerenciamento de contas correntes, além do gerenciamento dos produtos de Capitalização, Previdência e Seguro vendidos pela CEF. Falando assim, parece que nosso serviço é importante. E é mesmo! É preciso muita atenção e conhecimento absoluto dos sistemas e normas do banco, pois uma informação errada, uma conta não aberta ou encerrada indevidamente, um dinheiro mal aplicado, pode gerar prejuízos financeiros ao cliente e à imagem do banco.


Além do meu trabalho, cuido do noticiário que possui uma edição mensal e sou mebro da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Desta forma, posso dizer que vivo meu trabalho intensamente, mas só consigo faze-lo de forma saudável, porque gosto do que faço, e fazendo o que gostamos, não atrapalha em nossa vida particular. Ser reconhecido como um bom funcionário é dos requisitos que precisamos ter para não causar vitupério ao nosso Deus.

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

[ Estou grávido... ]

...e hoje pela manhã eu vi meus filhos na Ecografia Abdominal: fígado, bexiga, intestino e, inclusive, meus rins. Todos estão passando bem, inclusive o rim esquerdo, o maledeto que me atacou no domingo retrasado. Seja lá o que causou aquela dor horrível, não existe mais. Sou um homem "trintão" com saúde e beleza interior; literalmente.

Mas esse negócio de ecografia é uma coisa interessante. Eu nunca tinha passado por este exame. Pra começar, achei que veria meus órgãos internos exatamente como aparece nos livros de biologia; mas não, é tudo preto, só com umas imagens em 2D muito sem graça. Minha bexiga era uma mancha preta no computador, que horror! E meus rins? Até que estavam bem desenhados, mas esperava mais deles. E ainda tem mulher que se emociona quando vê estes pontos pretos?

Legal mesmo é a preparação. 12 horas de jejum total, nem água! Então, desde as 21 horas de terça-feira, fechei a boca. Mas é uma situação ruim demais. Já observou que quando não pode, é aí que o corpo quer? Comi tudo que tinha direito antes desse horário, mas não adiantou,pois parecia que eu tinha mais fome que antes, mais sede que árabe no deserto, foi uma luta árdua. Até conseguir dormir e não beliscar nem mesmo uma azeitona.

Já na consulta, o engraçado é quando você pega uma médica nem um pouco carinhosa. “Tira a camisa, abaixa as calças e deita na cama”. Opa! É assim? Eu sou cristão minha senhora, não faço sexo antes do casamento. Não deito ainda na cama de ninguém. Mas ela não me deu atenção. Loura, gorda, feia e ainda tinha uma verruga perto do nariz. Eu não acredito que deitaria na cama daquela mulher!

Nem bem deitei e ela jogou um gel na minha barriga e espalhou todo. Mais uma vez fiquei assustado, pensei que ela iria me agarrar, já estava pronto para correr pedindo por socorro, afinal, eu sou um rapaz inocente, mas aí quando ela ligou os aparelhos e começou a me apresentar os órgãos internos, aí relaxei.

Pois é, depois dos 30 você começa a visitar urologistas, cardiologistas, ecógrafos... Qual será o próximo “gista” que visitarei em breve? (quem fizer piada com geriatria ou teste de prevenção ao câncer de próstata, vou logo adiantando que não tem mais graça).

segunda-feira, 3 de setembro de 2007

[ Nós podemos ser heróis ]





Sou louco por séries e pago caro por isso, literalmente. Depois de Smallville, The 4400 e Lost, foi a vez de ser conquistado por Heroes. A série foi um dos maiores sucessos de audiência na TV americana, ano passado, e este ano, conquistou milhares de fãs (como eu) ao ser exibido no Universal Channel. A TV Record promete exibir a série ainda este ano e aí vocês vão poder conferir.


Heroes é um drama policial que mescla suspense e ficção, ao abordar a vida de pessoas comuns que descobrem possuir super poderes ou habilidades extraordinárias. Inicialmente, assustados, não sabem o que fazer, mas logo descobrirão que serão peças chaves para evitar a destruição do planeta.


Um jovem sonhador tenta convencer seu irmão político que ele pode voar, uma líder-de-torcida descobre ser totalmente indestrutível, uma stripper de Las Vegas, lutando para sustentar seu filho, percebe que sua imagem no espelho tem um segredo, um fugitivo da polícia descobre poder atravessar paredes, um talentoso artista, cujo vício nas drogas está destruindo sua vida e sua relação com a namorada, é capaz de pintar o futuro e um policial azarado consegue ouvir o pensamento das pessoas - inclusive os de um terrorista capturado. No Japão, um jovem desenvolve um jeito de parar o tempo.

Os seus destinos? Nada menos do que salvar o mundo.


Muita ficção, diria você. Mas curiosamente Heroes chama a atenção por dar uma abordagem adulta à história de super heróis, criando uma tensão numa trama complexa de enigmas, suspense e ação policial. A grande maioria dos personagens, possuem desvios de caráter, o que lhes dar certa ambigüidade, assim cada um deles pode varias de bonzinhos à vilões a cada episódio. O mais interessante é que os enigmas não perduram muito tempo, sendo solucionados, embora acabem surgindo outros, mas pelo menos não é como Lost, onde muitos enigmas da primeira temporada ainda não foram explicados.

Enfim, Heroes, nos faz sonhar... Quem sabe nós também não podemos ser heróis?

sábado, 1 de setembro de 2007

[ Acabou ]





"Amor, então, também acaba?
Não que eu saiba.
O que eu sei é que se transforma
numa matéria prima,
que a vida se encarrega de transformar em raiva,
ou em rima"


+ Paulo Leminski +



.

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

[ Sempre Weezer ]


Quem me conhece sabe que o Weezer é a minha banda favorita, a top of the top das minhas cinco bandas favoritas. Por isso mesmo foi imperdoável somente agora eu conseguir comprar o último álbum da banda lançado em 2005, chamado "Make Believe". Álbum importado, preço caro, outras necessidades, foram alguns motivos não justificáveis, mas pelo menos agora eu posso ouvir e comprovar: Weezer é a maior banda de rock do mundo!


Os reis dos nerds, como são conhecidos, mostram um som mais amadurecido, porém com o mesmo ritmo que os consagraram: rock simples, com guitarras ferozes mescladas com sonoridade pop em alguns riffs. A melhor canção chama-se "The Other Way", mas tem a belíssima "Freak me out" além da divertida "Bervely Hills" e da "Perfect Situation" que nos lembra o Weezer mais no inicio da carreira.

Perfeito. Bravo. O melhor álbum de rock de 2005!



----=== x ===----

"Eu quero te ajudar
Mas não sei como
Eu quero te acalmar
Mas as palavras não saem
Eu tenho um monte de medos
Sobre rejeição
Eu tenho um monte de memórias doloridas
Eu sempre fui um pouco tímido
Então eu olho pro outro lado

Outro lado
Outro lado
Eu me viro e olho pro outro lado"

The Other Way, Weezer


.

terça-feira, 28 de agosto de 2007

[ Até os rins ]

Existe dor pior que a dor do parto? As mães que tiveram parto normal que o digam. Mas o fato é que existem dois órgãos que ficam atrás do abdômen que quando ataca é uma dor insuportável. Ontem fui parar no hospital por causa do meu rim esquerdo. Estava eu em casa, assistindo Pânico na TV, quando uma pequena dor começa a incomodar nas costas. De uma hora para a outra a dor ficou insuportável, parecia que ia explodir minhas costas.

No hospital, uma injeção de Voltarem e outra de Buscopam resolveram meu problema. Diagnóstico? Rins. Uma simples infecção ou até um cálculo renal. Mas como a dor parou depois de uns copos de água, parece que é só a primeira opção. Mas só vou saber mesmo com certeza depois dos exames que farei nesta semana. No entanto, graças a internet e ao um buscador conhecido como Google, muita coisa podemos descobrir antes.

Os rins servem como filtros do sangue, limpando-os das impurezas. Essas impurezas ficam retidas e são expelidas pelos líquidos que ingerimos. Se não há líquido, não há limpeza e assim nossos rins vão acumulando substância tóxica que é prejudicial ao corpo humano, ou então, prejudica o funcionamento dos próprios rins. Assim, o lance é beber água, muita água. Coisa que não fazemos com muita freqüência.

Descobri também que o corpo precisa ingerir de 2 a 4 litros de água por dia, dependendo de vários fatores como temperatura do ambiente e esforços físicos. Mas isso não pode ser de vez: não adianta beber um litro de água numa manhã e passar o resto do dia na secura. O recomendável é que se beba 200ml de água a cada hora. Desta forma, seus rins estarão trabalhando sempre bem "lubrificados".

É engraçado que a gente só aprende as coisas sofrendo, não é? Depois de ontem, minha música preferida se chama... Água Mineral!!!


"Tá com sede? Tô.
Bebeu água? Não.
Água água água
água mineral
água mineral
água mineral do Candeal
Você vai ficar legal"

...e seus rins agradece.

domingo, 26 de agosto de 2007

[Cuidado com os apóstatas ]


Aquilo que Raul Seixas chamava de "metamorfose ambulante", eu chamo de “ser volúvel”. Eu sou um cabeça dura, e para mudar minha opinião sobre alguma coisa o argumento precisa ser bastante convincente. Agradeço a Jeová por ser assim


A apostasia está em todo lugar, mas na internet ganhou um espaço antes nunca dado a eles. Incrível como basta digitar "Jeová" no Google e de cada 10 sites sugeridos, nove são de sites apóstatas. Nojentos esses caras!


Alguns têm a curiosidade de ficar entrando nestes sites "só para ver o que eles falam de nós". Não faça isso. A arte de enganar destes apóstatas inclui se fazer se anjos de luz (2 Cor. 11:14). Eles não estão interessados, inicialmente, em questionar nossas crenças, eles deixam isso para os evangélicos; seu interesse principal é minar nossa confiança no "escravo fiel e discreto", pois ao fazer isso, derruba todo o resto.


Muitos apóstatas foram anciãos ou servos ministeriais, então, possuem conhecimento razoável sobre a rotina administrativa da organização e usam isso como falácia, tentando nos enganar com bravatas. Em vez de dizer que o “inferno existe” eles vão tentar te convencer que a organização é má administrada, que os anciãos são hipócritas, que Betel costuma fazer transações comerciais ilícitas e assim por diante.


Charles Taze Russel, coitado, é o mais criticado. Ele já foi polígamo, adúltero, membro da KGB ou da maçonaria. Segundo outros, as ilustrações de nossas revistas estão cheias de desenhos com mensagens subliminares. Na França fomos acusados de sonegadores de impostos e em São Paulo, Betel recebe visitas costumeiras de oficiais da Receita Federal tentando achar uma brecha em nossas contas. De vez em quando colegas do trabalho trazem alguma reportagem que cita alguma suposta trambicagem de nossa Organização.


Lembre-se que todo apóstata foi uma Testemunha anteriormente, por isso, cuidado inclusive com toques desafinados vindos de irmãos (1 Cor. 14:8). Eu tinha um amigo que servia como ancião numa congregação de Vitória da Conquista-BA. Ele era bastante comunicativo, não era bitolado e concordávamos em algumas opiniões. De uns tempos depois, percebi que ele questionava tudo que vinha do “Escravo”. Percebi que o toque já não tinha o mesmo som. Questionar é bom para fortalecer nossa fé, mas se rebelar é outra coisa. Tempos depois um outro amigo da mesma congregação me ligou dizendo que ele havia sido desassociado. Três meses depois, ele me ligou, dizendo que ele havia montado uma igreja na região e tinha montado um site apóstata na rede.


Para mim foi um choque, mas graças a Jeová, eu sou um cabeça dura. Não serão apóstatas desgraçados que irá me afastar de Jeová e de seu filho Jesus. Mas assim como Satanás um dia enganou Adão e Eva, é preciso estar sempre atento.

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

[ Você mataria uma pessoa para salvar cinco? ]


No último final de semana eu proferi o discurso "Continue a desenvolver-se na sua relação com Deus" numa congregação em Santa Maria-DF. Um ótimo esboço que falava sobre uma das coisas maravilhosas que Jeová deu aos homens: a sua consciência moral. Independente de ser servo de Deus, ateu ou agnóstico, as pessoas possuem um senso de moral que as torna misericordiosas e piedosas diante das calamidades, violência ou injustiças, independente se são crentes, ateus ou agnósticos.


Uma pesquisa feita por um grupo de psicólogos britânicos chegou a essa conclusão ao fazer duas perguntas básicas para um grupo de pessoas: se você estivesse guiando um trem e ele tivesse perdido o controle; em uma das linhas há cinco pessoas desavisadas e na outra linha, apenas uma. Não há jeito de parar, você tomaria que decisão? Segundo a pesquisa, 93% das pessoas, responderam que preferiria seguir o trilho que havia uma pessoa e deixaria as cinco sobreviventes. O nosso instinto automaticamente chegaria a conclusão que se houvesse perda, que fosse a menor possível, por mais dura que fosse.


No entanto, a outra pergunta era: você está no mesmo trem, e as cinco pessoas continuam desavisadas na linha. O trem irá matá-los todos, mas se você jogar uma pessoa que está do seu lado nas rodas do trem, este irá parar, salvando a vida dos cinco. Você empurraria essa pessoa?


Provavelmente você responderia que não. Mas não são situações iguais? Um sacrifício para salvar cinco? A resposta é a consciência moral que Jeová nos deu. Ele nos criou à sua imagem com qualidades como amor, alegria, misericórdia, compaixão, e nenhuma delas se encaixa na decisão de acabar com uma vida. Na situação uma, a morte afetaria a todos nós de qualquer jeito, mas entenderíamos que ela foi feita pelo "trem" não por nós. No segundo caso é uma ação mais direta, somos humanos, e não tentaríamos dar cabo da vidade de alguém, porque Jeové é amor, e nós somos reflexo Dele.

Os psicólogos continuam intrigados. Nós não! Sabemos o Deus o qual servimos.

+ + + + +

"Mas, tornai-vos benignos uns para com os outros, ternamente compassivos,
perdoando-vos liberalmente uns aos outros,
assim como também Deus vos perdoou liberalmente por Cristo."
- Efésios 4:32


quarta-feira, 22 de agosto de 2007

[ Eu ]




--== [] ==--

Nas calçadas pisadas
de minha alma
passadas de loucos estalam
crânios de frases ásperas
onde forcas
esganam cidades
e em nós de nuvens coagulam
pescoços de torres oblíquas

soluçando eu avanço por vias que se encruzilham
à vista de crucifixos
polícias
polícios
vícios
fixam
ilham

eu


[Inocentes]



* Inocentes é uma banda punk de São Paulo das antigas.

domingo, 19 de agosto de 2007

[ Vem, Senhor Jesus! ]


Declaro para os devidos fins que minha vida está sem graça. Na verdade é um sentimento recíproco: eu acho a vida meio sem graça e ela, por sua vez, me acha meio sem sal. Mas não estou nem aí para a opinião dela. Vivo minha vida rotineira (casa-trabalho-casa), intercaladas com as atividades espirituais. Não é carência afetiva, pois modestia à parte, tem muita mulher rodando as cercanias, mas não vou me entregar a uma pessoa só para suprir minha necessidade emocional. Não seria justo comigo e, principalmente, não seria justo com ela.


O fato é que estou repetindo todos os dias as palavras do apóstolo João registrada no versículo 20 do último capítulo de Revelação. Vem logo Senhor Jesus... acaba logo com isso, traz logo o Armagedom, lidera seus anjos poderosos, destrói esse sistema iníquo, me destrói logo se meus pecados chegaram até os céus ou então me salva com vida para o novo mundo, pois, sobrevivendo, pelo menos teremos um novo mundo que me dê mais nova motivação para achar mais graça na vida.


Calma, pessoal, não estou em depressão. Nem estou com tendências suicidas (eu sou covarde suficiente até para não tirar minha própria vida, mesmo se quisesse). Eu só estou com um absoluto, contínuo, expressivo, incomodativo e extremo tédio da vida! Sempre as mesmas coisas, sempre as mesmas tarefas, sempre as mesmas... mesmas. Nada de novo, nada de diferente, nada de nada!


Amanhã começa mais uma semana; a trigésima terceira deste ano. Para a próxima sexta-feira faltam cinco dias. E daí? É só o começo da trigésima quarta, trigésima quinta, trigésima sexta...


+ + + + + + +

Quando você estiver triste não ouça:

Everybody´s Changing, do Keane
The Cientist, do Coldplay
No alarms, no surprise, do Radiohead
Anime Sola, do The Magic Numbers

Eu ouço porque sou descarado.

+ + + + + + +

Você me enganou outra vez. Por que reabriu feridas se não tinha intenção de tratá-las???

+ + + + + + +

"André, eu não vou aumentar a dose, 50mg pra você é o bastante. Aliás, estou já pensando em avaliar se você precisa realmente deste remédio..."

Tem médico que não ama a vida, não é verdade?!

terça-feira, 14 de agosto de 2007

[ Estudo de A Sentinela ]

Incrível como Jeová usa o Escravo para nos orientar todos os dias. Sempre pensamos que sabemos tudo, mas Jeová tem a forma certa de nos mostrar pontos de vista que parece que tudo é novidade. Este último estudo "Não retribua a ninguém mal por mal" nos trouxe à atenção duas coisas que não tinha parado para analisar:

1 - Odeie o mal, não somente as conseqüências - Todo mundo sabe disso, não é? Mas nessa revista fui entender mais plenamente quando no parágrafo 8 reza: Temos de odiar o próprio mal, não apenas as conseqüências dele. Muitos irmãos podem deixar de fazer algo apenas pelas consequencias, e não pelo erro em si. Por exemplo: muitos cristãos deixam de pecar somente por causa das conseqüências, como por exemplo, os efeitos da desassociação, ou pela consciência de ter feito algo errado, pelo vitupério que causaria à família ou à congregação. Mas isso só não basta, é preciso odiar o que é mau. Ah, mais isso todo mundo sabe. Nem sempre! Eu já vi comentários do tipo "Se eu não fosse Cristão, eu estaria fazendo isso ou aquilo". Este é um comentário típico de quem odeia as conseqüências, não a causa. É preciso odiar o que é iníquo, não somente o que a iniqüidade causa.

2 - Oração de Estevão - Eu sempre achei subjetiva a oração de Estevão pelos seus perseguidores, tipo, um exemplo de misericórdia e perdão que serviria de modelo para cada um de nós saber perdoar nossos inimigos. Mas a oração de Estevão tinha muito mais. Ele desejava realmente que aqueles perseguidores mais tarde se arrependessem. Eu nunca tinha parado para pensar, que na prática, a oração de Estevão surtiu efeito em Paulo. Mais tarde, Jeová ouviu as orações de Estevão por se permitir ver o coração de Saulo e descobrir que ele seria um ótimo apóstolo. Observe, que Jesus convocou Paulo quando este ainda era um "inimigo". Quantos daqueles romanos e judeus que colocaram Cristo na estaca, mais tarde se tornaram seus seguidores? Isso me lembra aquilo que escrevi há algumas semanas sobre a "arrogância".

O que existe de irmãos arrogantes.. tsc tsc.

domingo, 12 de agosto de 2007

[ Momentos Tarja Preta ]

♥ ♥ ♥

De todas que me beijaram,
De todas que me abraçaram,
Já nem sei.

Foram tantas as que me amaram...
Foram tantas as que eu amei...

Mas tu que rude contraste,
Tu que jamais me amaste,
Só tu nesta alma ficaste,
De todos as que eu AMEI!

♥ ♥ ♥

Oferecimento, RIVOTRIL.
[ Mais um casamento ]

Uepa, o QUARTO casamento... de Erisvaldo. Agora faltam mais dois no mês que vem. Com isso, eu ganho o título de último dos solteiros. Quando será que vou casar? Novo Mundo talvez... depois do milênio quem sabe.




sábado, 11 de agosto de 2007

[ Casamento do meu filho ]

Opa! Lembra que falei que 5 amigos meus estavam casando este ano? Não perca a conta: ontem foi a vez de André Junior (por isso eu chamo ele de meu filho).

Continue contando... hoje tem mais um. O Casamento de Erisvaldo.



As irmãs reclamando e a Congregação Nascente com esse bando de homens solteiros. Divulga aí!!

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

[ Desconstruindo relacionamentos ]

Acabei de assistir Um beijo à mais. São 00:43h, não estou com um pingo de sono. A história? Legalzinha. É um drama romântico. Quatro amigos distintos na fase dos 30 anos: um acabou de ser abandonado pela namorada de infância, não possui auto-estima nenhuma e anda correndo atrás dela que vive humilhando-o; outro está casado com uma mulher que só vive brigando e culpando-o de tudo, pior, eles possuem um filhinho e ele acha que por isso deve continuar com o casamento; um outro acha que a vida é só curtição, todas as noites dorme com uma mulher diferente e não quer relacionamento sério; e, chegamos ao protagonista do filme: um rapaz sério que namora com uma garota série e responsável, eles acham que são perfeitos um para o outro, até o dia que ele conhece uma garota mais nova e sua vida entra em confusão.

Qual a moral do filme? Não sei, não estou com muita paciência para ficar filosofando sobre relacionamentos. Relacionamentos são difíceis até para filosofar...

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

[ Eu choro vendo filmes ]

Homens não choram! Meu pai costumava dizer isso. Mas depois que o vi chorando, quando fui atropelado por uma moto quando tinha apenas 10 anos, e na minha perna foi aberto um buraco enorme, que ele pensou que teria que ser amputado, percebi que toda regra tinha uma exceção.

Minha exceção se chama filmes. Eu choro em filmes e não tenho vergonha de admitir. Ainda bem que vocês não são machistas, não é? Tem alguns filmes, que eu posso assistir mais de uma vez, que me arrepio, me emociono, e não consigo segurar a pequena gota de lágrima caindo dos olhos. As vezes tento até disfarçar, mas meus olhos vermelhos me entregam.

Vamos à sessão boiolice. Por exemplo, chorei...

.:. No filme ET quando ele ressuscita para a alegria do pequeno Elliot, é emocionante. E na cena onde eles escapam voando me arrepia até hoje.

.:. Nas duas mortes que ocorrem no filme Antes que termine o dia, principalmente a primeira. Ele é mais convincente.

.:. No clássico O Campeão, quando o boxeador morre no final do filme.

.:. Em StarWars – Episódio III quando os robôs reconstrói o Anakin e o transforma em Darth Vader. É impossível ficar passivo na cena em que a máscara é colocada nele e o Imperador o chama: “Darth Vader, levante-se!”. Quem é fã saga Guerra nas Estrelas, sabe do que estou falando.

.:. No filme Menina dos Olhos quando Ben Afflect aparece para a apresentação da filha. O olhar de surpresa dela ao ver o pai é comovente.


Acho que foi... só. Estes foram os que arrancaram lágrimas,por que se eu for contar aqueles que me arrepia de emoção, a lista seria bem maior.

sexta-feira, 3 de agosto de 2007

[ Dose dupla ]



O que?
Congreso Siga a Cristo, Parte B.
Onde?
Ginásio Nilson Nelson, Brasilia-DF
Dia?
Domingo
Horas?
13:25h



Eu, tentando convencer "Naamã" a me dar umas moedinhas de ouro!


.

terça-feira, 31 de julho de 2007

[ Não confiem (sempre) em médicos ]

"Os laboratórios fizeram muita coisa boa pela humanidade.
Em troca de muito, mas muito dinheiro"



Quem diz isso é Peter Rost, ex vice presidente de marketing (?) do Laboratório Pfizer, em entrevista à Revista Época, desta semana. Ele foi demitido por denunciar práticas ilegais do laboratório, entrou na justiça, e ganhou a causa (U$ 35 milhões) contra a empresa. Apesar de ter sido funcionário da Pfizer, laboratório que produz, entre outros, o conhecido Viagra, Peter diz que as práticas ilegais ocorrem em todos os outros grandes laboratórios conhecidos, tais como a Roche, Glaxo, Eurofarma e Shcering Plough, além dos pequeninos, estes, o pior de todos, pois precisam ganhar mercado dos "gigantes".

Sempre tive a certeza disso. A única coisa que os interessam são os lucros da venda de remédios. Até hoje não entendi o motivo da Glaxo ter parado de produzir o Aerotide Spray, uma bombinha para asmáticos que reunia as duas substâncias completas, que são vendidas em separados no Aerolin Spray e em outro medicamento que não me lembro o nome. Um amigo, aqui da farmácia da rua, disse: "Depois que o Aerotide sumiu, o Aerolin e o "outro" voltaram a vender mais". Detalhe: quem é asmático sabe que enquanto o Aerotide produz uma sensação de alivio respiratório por vários dias seguidos, o Aerolin só consegue produzir alivio por no máximo 24 horas. Resumo da ópera? Quanto menos tempo, mais bombinha terá que usar, e quanto mais usar, mais dinheiro terá que gastar. Portanto, o Aerolin Spray é mais lucrativo que o Aerotide Spray, e isso decretou o desaparecimento do último, creio eu.

Mas onde entram os médicos nisso?


Médicos, assim como qualquer outra profissão, querem ganhar dinheiro. Todos eles são bombardeados, segundo Peter, pelas áreas de marketing desses laboratórios, que costumam agraciá-los com brindes, prêmios e até comissões. Entenderam agora? Algumas vezes, um medicamento é receitado para você, não porque ele é bom, mas porque aquele profissional está ganhando algo por trás daquela receita.

Assim, aí vai algumas dicas, de como não ser "vítima" desses médicos gananciosos, que fazem a vontade de laboratórios inescrupulosos:

1 - Exija um genérico - O Brasil é o país que mais produz medicamentos genéricos. Sempre exija que seu médico recomende um. Se ele não recomendar (ou dizer que não existe), exija que ele coloque pelo menos o nome original na receita. Um farmacêutico poderá lhe indicar outras opções de genérico, ou um mais barato.

2 - Segunda opinião - Sempre que puder, se consulte com mais de um profissional. Sempre tenha uma segunda, ou terceira opinião. As vezes a visão, ou a experiência, de um médico pode ser limitada. Erros médicos acontecem de montão, portanto, nem sempre ache que a opinião do "seu médico" é unânime.

3 - Falácia - É comum dos profissionais utilizar a falácia da profissão. ("Acredite em mim, afinal, sou médico"). Se ele disser que apenas aquele remédio é o melhor, desconfie. Remédios tradicionais costumam não ter patentes exclusivas, pois segundo a Lei das Patentes, a exclusividade só dura no máximo 15 anos.

4 - Brindes, posters, suvenir - De início parece ser normal, mas desconfie de médicos que possuem muitos suvenir com nome de laboratórios (chaveiro, relógio de parede, porta papel, etc) ou posters de remédios colados na recepção. O que ele ganha em fazer essa propaganda?

5 - Amostra Grátis - Tome cuidado, pois é o barato que sai caro. Só é grátis no inicio, e somente para você, pois o médico está ganhando muito, desde o inicio, com essa "indicação".

segunda-feira, 30 de julho de 2007

[ Siga a Cristo ]

“Vamos Mesa... revista-se de Humildade” – Elizeu.



O congresso me fortaleceu tanto, que deu até para carregar uma rocha.


O Congresso foi ex-ce-len-te. Fantástico, o melhor congresso desde o “Justiça Divina”. As mudanças efetuadas pelo Escravo foram ótimas e o programa, todo baseado em nosso, líder, foi único. Podemos dizer que conforme a vontade de nosso Deus Jeová, seu filho foi louvado e glorificado em todos os momentos.

Pra começar, achei os simpósios mais dinâmicos, em parte, pelo estreitamento do tempo. O de domingo, com seis oradores em uma hora, não deu tempo de ninguém querer cochilar. Além disso, colocar o drama pra tarde, foi uma ótima sacada, algo que eu já comentava há muito tempo: discurso público domingo à tarde era um convite à soneca.

A assistência de 9.910 para a parte A do congresso foi boa, para o pouco número de Testemunhas de Jeová que existe em Brasília, mas nos deu um incentivo de que há muita obra para frente.

Mas pra mim, a emoção mesmo foi participar do drama pela primeira vez. (ufa, agora posso dizer). É indescritível a emoção, a ansiedade, a comunhão, o nervosismo e todo o preparativo que antecede a apresentação do drama. Só para se ter uma idéia, o drama foi às 13:25h, desde as 11:50h estávamos todos na “concentração”: tira paletó, coloca roupa, faz piada com os “músculos” dos outros, põe roupa, por barba, faz maquiagem, brinca, faz piada, tudo para esconder o nervosismo agravado pelas mais de uma hora de espera. Enfim, tudo deu certinho conforme a vontade de Jeová. Seu filho foi magnificado!

Mas no próximo domingo, ainda tem mais uma apresentação. Mais um dia de glória ao nosso Deus Jeová.


.

sexta-feira, 27 de julho de 2007

[ Ausente ]

Este final de semana estou comprometido com outra coisa...




Me procure na segunda-feira!

quarta-feira, 25 de julho de 2007

[ Estou triste ]

Da série: vai ser pé frio assim na casa da mariquita...



O pior que aguentar a gozação na saída do Estádio,
é aguentar a gozação no trabalho.

.

segunda-feira, 23 de julho de 2007

[ Arrogância ]

Tem coisas que me deixam tristes de verdade. Uma delas é a arrogância. Recebi um email ontem questionando minha afirmação à respeito do marido descrente de uma irmã - de que ele era um grande provedor e um excelente pai de família - me dizendo que só pelo fato dele não ser Testemunha de Jeová, já o desqualifica para qualquer coisa.

Então, só Testemunhas de Jeová são excelentes provedores e pais de familia? Não é bem assim. Ser um ótimo "pai de familia" não está relacionado à espiritualidade, mas ao caráter. O fato dele ainda não ter aceitado a verdade não o qualifica como iníquo.

Mas o que me deixa intrigado é essa arrogância que muita vezes demonstramos. Será que é inerente a todos? Eu não consigo ser assim, e se eu estiver errado, meu Deus!, mais uma vez - entre as dezenas de milhares de vezes - peço o Teu perdão e Tua miséricórdia.

É engraçado como as crianças, em sua inocência, consegue enxergar melhor que os adultos. Durante o noticiário da queda do avião da TAM, a filha de uma amiga, de 10 anos, declarou: "- André... pelo menos quando eles forem ressucitados, estarão com paraíso ganho, né? E a gente que ainda estamos aqui?".

Verdade. E nem sabemos se vamos passar com vida!

Baseado na esperança da ressurreição, temos a certeza que muitos que hoje morrem, serão ressucitados novamente. Assim questionemos: quem estava no avião da TAM? Um ladrão? Um adúltero? Um líder religioso? Um político..., ou uma pessoa simples, que simplesmente não era Testemunha de Jeová, e provavelmente, jamais seria, se ainda estivesse vivo hoje. Algumas dessas pessoas serão ressucitadas para a vida na terra e terão sua oportunidade durante o ano milenar de Cristo.

Como ficamos ao saber que muitas dessas não Testemunhas serão ressucitadas, enquanto muitas das atuais Testemunhas não passarão com vida pelo Armagedom? Já pensou nisso?

Não é tempo para manter a arrogância. Lembre-se de que Jesus veio a terra para morrer por todos, e começarmos a julgar as pessoas no lugar de Cristo Jesus, nos levará a arrogância, que por sua vez não cabe no tipo de vida que Deus requer de nós. É hora e amarmos as pessoas e vê-las como um grande potencial. Muitos que hoje servem lealmente a Jeová, no passado, eram até temidos antes. A palavra de Deus tem o poder de mudar as pessoas, e, enquanto ainda vivemos nessa terra, nestes últimos dias, enquanto Jesus não decretar o seu julgamento, TODOS são bem vistos aos olhos de Jeová.

Inclusive o marido dessa irmã, que oficialmente, pensa que não estuda a Bíblia; mas não sabe que toda vez que "jogo conversa fora" com ele, na verdade, estou dando testemunho...

domingo, 22 de julho de 2007

[ "Sinagogas de Satanás" ]

SINAGOGA ETÍOPE EM JERUSALÉM FECHA ESCRITÓRIO DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ

Em Kiryat Yam, a organização anti-missionária Yad L'Achim foi bem-sucedida, depois de uma longa luta, em encerrar um centro missionário das Testemunhas de Jeová. Yad L'Achim referiu o edifício de escritórios de Kiryat Yam como um dos quatro principais centros das Testemunhas de Jeová no país, sabendo-se que o culto leva a efeito duas palestras por semana para dezenas de pessoas. A pressão exercida por Yad L'Achim e por outros inquilinos do edifício veio finalmente a tornar-se insuportável, e o centro missionário foi encerrado.

Fonte Original: http://www.israelnationalnews.com/News/News.aspx/123133

= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =

A Sinagoga de Satanás continua ativa dois milênios depois. (Revelação 2:9)

= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =

Alguém aí ainda tem dúvidas do por quê Jeová ter rejeitado Israel como nação?


.

sábado, 21 de julho de 2007

[ Encontro com ACM ]

A despeito de ser um político, ACM sempre foi uma figura folclórica em Salvador. Ele era uma pessoa polêmica, por isso criava em torno de si sentimentos antagônicos. Para quem não sabe, ACM era um dos conselheiros do Vitória e isso já o tornava "o cara". Nunca fui muito ligado em política e meu interesse por ele era maior que zero, até o dia em que encontrei-o.

Esse encontro foi numa praia de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, chamada Buraquinho, logo depois de Vilas do Atlãntico, a "Beverly Hills" de Salvador dos anos 90. O pessoal da minha congregação costumava acampar no período de Carnaval e nessa época, Buraquinho, era o refúgio daqueles que buscavam fugir da folia momesca. Estava eu, passeando pelas areias, eram mais ou menos 6 horas da manhã, a praia estava ainda vazia e distraidamente "vi" um velhinho, gordinho, branco, bigodudo, eu já ia dizer... "puxa, parece o ACM" e não era que era ele mesmo?

O encontro foi rápido. Ele acenou para mim, devolvi com um sorriso. Não demorou muito e as pessoas o reconheceram, e logo, aquele velhinho começava a ser cercado pelas pessoas que batiam em suas costas, abraçavam, dava autógrafos, coisa rapidinha, e logo ele seguiu com seu cooper. Fiquei supreso porque se tratava de nada mais que o ex-governador da Bahia. Não era um político fazendo bravatas, mas era como se ele fosse um cantor, ator, uma pessoa folclórica.Ele poderia estar ali arrogante, cheio de seguranças, mas não, era tão simples como se fosse qualquer outra pessoa idosa fazendo seu cooper.

Ele pode ter sido uma pessoa miserável como todo político é, o "toninho malvadeza", mas naquele dia, pra mim, ele foi apenas um velhinho cordial, que as pessoa diziam se chamar Antonio Carlos Magalhães.

quarta-feira, 18 de julho de 2007

[ Admiração ]

Qual o segredo de uma boa relação? Cheguei a conclusão que a palavra mágica se chama “admiração”. Ela é mais importante que amor, que atração física, que dinheiro, que qualquer outra coisa que não sobreponha a admiração. Seja a admiração por vestir bem, pela inteligência, pela capacidade de trabalhar e de batalhar, por qualquer coisa que mostre que aquela pessoa tem algo especial, motivador, que te atraia.

Sem admiração o amor fica inóquo, a paixão morre e o dinheiro vira “pensão alimentícia”. Seja a admiração pela inteligência, por uma habilidade, seja por ocupar um cargo importante ou até a admiração por ser uma pessoa batalhadora e que provê segurança.

Um irmã de minha congregação, tem um marido, que embora não seja cristão, é um excelente provedor e um ótimo “pai de família”. No domingo de manhã, fui no “barraquinho” dela para acompanhá-la em alguns estudos bíblicos. O marido dela estava pra rebocar as paredes da casa. Saímos às 08:45h,quando retornamos às 11:00h, a casa estava toda rebocada e ele já tinha começado a lançar os alicerces para construir o muro.

Eu vi nos olhos dessa irmã o brilho de alguém que estava admirando seu marido. O olhar, o carinho, o cuidado em trazer um lanche para ele, a cara de surpresa e finalmente uma pequena expressão oral, de forma simples e brejeira, que resumia tudo que sentia naquele momento: “Puxa, hômi, tu é retado mesmo, hein?”. Eles não possuem tanto dinheiro, ele não é uma pessoa que podemos chamar de bonita, mas era um excelente marido e um ótimo pai, digno de admiração.

Não adianta querer conquistar somente com beleza, porque temos a capacidade de acostumar fácil com as coisas e logo a beleza se torna superficial, se você não tiver algo mais concreto, com conteúdo, para oferecer. A admiração não nasce em ser lindo, gostoso ou charmoso, nasce da habilidade em ser especial em alguma coisa.

No âmbito congregacional, a admiração nasce em servir a Jeová com amor e se dedicar a Ele. Por que será que Pioneiros Regulares ou Auxiliares chama a atenção? Servo ministerial ou ancião? Ter uma boa oratória ou uma excelente facilidade em falar no serviço de campo ou de angariar estudos, ser hospitaleiro e tratar todos bem na congregação indistintamente; são coisas assim que atrai o amor de uma mulher espiritual, digna de Provérbios 30.

Uma vez brinquei com a esposa de um ancião: “Puxa, mas fulano é feio demais... o que você viu nele?”. Ela riu, mas falou algo interessante: “O que mais me atraiu a ele foi o fato de saber que todos na congregação o admirava como pessoa. Não podia ser coincidência, ele tinha que ser especial. E, graças a Jeová, não me enganei”.

É isso aí!!!