quinta-feira, 31 de maio de 2007

[ Amor à segunda vista ]

"Lá vem, lá vem, lá vem de novo,
acho que estou gostando de alguém...
E é de ti que não esquecerei"

- Legião Urbana

Num daqueles dias normais em que você acorda achando que vai ser apenas mais um dia como qualquer outro, você se depara com alguém esplendoroso, lindo, que desperta aquele mais profundo sentimento gostoso de sentir, que faz seu dia mais bonito, o céu parece que fica mais azul, nuvens parecem algodão doce de verdade, as cores ficam mais coloridas, os pássaros parecem que estão cantando pra você, parece que a garganta vai dar um nó e a única coisa que você tem vontade é de gritar e dizer como o mundo é maravilhoso.

Acho que todos nós já passamos por isso várias vezes e dizem ser o fenômeno do "amor á primeira vista". É um sentimento gostoso e vicia.É como se você estivesse cantando Legião Urbana. O medo, nervosismo, mas ao mesmo tempo a alegria e esperança fazem do dia o mais feliz de todos.

Se apaixonar é ótimo, tanto que existem aqueles que se apaixonam à toda hora e são injustamente vilipendiados e tachados de volúveis. Ora, bolas, eles apenas são amantes da paixão! Ir pra casa, dormir pensando na pessoa, às vezes nem dormir, pensando, tudo que faz, tudo que decide, tudo que almeja é estar fazendo parte dos planos daquela pessoa. Será que vai dar certo? Será que ele vai gostar de mim? Será que ele vai gostar de minha família? Meu Deus, e se minha mãe contar aquela mania horrível que eu tenho? Quando será que vou vê-lo novamente?

Paixão é muito gostoso de se sentir. O tal Amor à primeira vista é uma paixão gostosa demais se sentir. Ninguém ama de verdade alguém que não conhece direito, mas todo amor só nasce depois de uma primeira avistada. Por isso, quando acontecer, permita sentir isso naturalmente. Não entre em desespero, as coisas precisam acontecer gradativamente, por acaso; não será por alguém que vai te apresentar outro alguém, não será passeando no intervalo de um congresso como se este fosse o único objetivo do intervalo de um congresso, não será em salas de bate papo, programas de busca de encontros, não será no orkut e nem no My Space. Será natural! Quando menos você esperar, quando mais distraída você estiver, e quando acontecer, não se precipite, afinal, o amor de verdade só acontece na "segunda vista".

quarta-feira, 30 de maio de 2007

[ Maná ]


Se você acha que música mexicana se resume a RBD...







A melhor banda de rock do mundo hispano! Acabei de comprar o álbum "Amar es combatir".





"hey, estoy viviendo sin vivir
estoy muriendo sin poder morir
hey, dime dime tell me too, cuando seas libre mi amor

hay, no lo puedo soportar
no me quiero derrumbar
mandame un mensaje una señal
mandame tu luz amor
manda una señal amor

vivir, sin ti vivir, estarse muriendo sin morir
estar, sin ti estar, estarse muriendo sin morir
amor, donde estaras, manda un mensaje una señal
y yo, no parare, no vivire sin ti amor... NO!"


Manda una señal, Maná.



PS: Um grande beijo Paulinha, e que Jeová te abençoe. Que eu possa ter a mesma sorte que você teve ao encontrar um grande amor.

terça-feira, 29 de maio de 2007

[ Este não é mais um post patético sobre amor ]

O MSN é uma coisa interessante. Utilizado mundialmente para conectar pessoas pela rede, muitas delas utilizam para mostrar o que está sentindo colocando frases de amor. Uma pesquisa nas 17 pessoas que estavam on line quando comecei a digitar estas palavras, vi que 13 delas usavam frases ou canções de amor, provavelmente como forma de mandar recado para alguém. Definitivamente o amor éros é patético!

Não estou apaixonado por ninguém. Socorro!! Será que nunca mais vou amar novamente? E quem sabe escrever frases patéticas de amor no MSN e achar graça? Finjo que não estou preocupado com isso. Talvez porque estou num ano onde meus amigos próximos estão casando. São quatro casamentos, só este ano.

Gostei de muitas e continuarei gostando, claro, afinal já gostei de muitas pessoas, mas amar é algo diferente que só tive o (des)prazer de sentir duas vezes. Amei duas mulheres em minha vida e nos dois casos, o final foi trágico. Mas como estabeleço esse amor? Bem, somente o amor poderia me fazer pensar racionalmente em saber que "aquela era a mulher da minha vida" e que estava disposto a largar tudo. As demais foi apenas paixão, o que não as coloca num lugar inferior, vale frizar.

A primeira vez tinha apenas 21 anos, fui noivo e sabia que era aquilo que queria. Se daria certo e se estaríamos juntos até hoje, não sei, mas naquela época era sabia que a amava muito. Infelizmente, venho a distância e apesar de ser uma viagem de apenas duas horas, o amor não sobreviveu o espaço entre Salvador e Aracajú. Foram os dois piores anos seguintes de minha vida.

6 anos depois, entre várias paixonites e atrações físicas, reecontrei o tal amor. Amei uma pessoa como nunca amei antes! (eu não acredito que escrevi uma frase desta, vou vomitar). Me dediquei a uma pessoa, mas no fim, fui trocado por uma amor de carnaval... literalmente! O amor me traiu novamente. E embora seja um caso perdido, ele ainda persiste em ficar me assombrando, como um fantasma, ao meu redor. O amor não é confiável.

Mas o fato é que apenas nestes dois casos senti que poderia escrever frases de MSN. Depois, não tem jeito. Acho idiota, como uma colega minha, que no segundo dia de namoro já colocava algo como "Fulano, te amo demais, voce apareceu na minha vida como um anjo". Só se foi anjo do diabo! Mas diga pra mim se estou errado, como alguém pode amar alguém que conheceu ontem, ou melhor, nem conhece direito?

Num sei! Posso estar sendo duro, mas o amor não têm vez comigo. Não sei se é triste ou real, mas o fato é que esse amor é romântico, traiçoeiro, mesquinho, egoísta, doloroso, e, sobretudo, patético.

Desculpem por ser amargo, mas eu avisei: este não seria mais um post patético sobre amor.

domingo, 27 de maio de 2007

[ Palavras ]

Qual seu maior sonho?

Fazer uma cirurgia de correção de miopia.

Qual seu maior pesadelo?

Ser enterrado vivo.

Seu pior defeito?

Orgulho.

Quando foi mais feliz?

Deixa eu ver... acho que... não consigo lembrar agora.

Se pudesse mudar algo em você, o que seria?

Emagreceria 15 kilos.

Que música está na campainha do celular?

Nenhuma... prefiro ele vibrando.

Quais seus escritores preferidos?

Diogo Mainardi.

O que está lendo agora?

Secular: Síndrome de Peter Pan;
Bíblico: O homem em busca de Deus.

Se morrer...

Que fosse na hora, sem sentir dor.

Amor é...

Uma coisa roxa que nasce no coração dos trouxas.

Qual seu lema?

Sorrir sempre!
Mesmo que esteja chorando por dentro.

quarta-feira, 23 de maio de 2007

[ Prepare-se para ser enganado ]


"Vocês estão procurando o segredo, mas não vao encontrar.
Por que não estão realmente olhando. Não querem realmente saber.
Querem continuar a ser enganados"

+ O Grande Truque +





Estamos no final de mês, portanto, você não tem dinheiro mesmo, não tem onde sair, o jeito é alugar um filme para passar o final de semana em casa com a familia. Loque de uma só vez O Ilusionista e O Grande Truque e prepare-se para ser enganado, no melhor sentido, ou melhor; no maior e excepcional sentido. Os filmes são sobre mágicos e foram lançados no cinema na mesma época, dando a impressão de que são filmes rivais, mas na verdade foi apenas uma grande coincidência, pois embora ambos falem do mundo dos truques, são dois filmes totalmente diferentes.

O ILUSIONISTA é um filme de suspense, embora demore um pouco para engatar, quando começa, desperta a nossa curiosidade. Ensenheim (Edward Norton) é um famoso ilusionista de Viena que acaba despertando a inveja de um príncipe que passa a desejar mascará-lo em todas as peças. Certo de que as mágicas não passam de fraudes, Leopold vai ao show de Eisenheim disposto a desmascará-lo. Quando Sophie (Jessica Biel), noiva de Leopold, é chamada ao palco para participar de um número, ela reconhece em Eisenheim uma paixão juvenil. Eles iniciam um romance clandestino e o príncipe delega a um inspetor de polícia (Paul Giamatti, excelente como sempre) a missão de expôr a verdade por trás do trabalho do mágico. A coisa complica quando Sophie aparece morta; Ensenheim passa então a utilizar seus truques para poder desmascarar o Principe Leopold.

Em O GRANDE TRUQUE, é seguida outra linha. Hugh Jackman (o Wolverine de X-Man) e Christian Bale (de Batman Begins) são dois amigos de um mestre da mágica na Inglaterra do século XIX, (Michael Caine), mas depois de um acidente numa das apresentações onde a esposa de Hugh morre, eles acabam virando "rivais" e se transformam em grandes mágicos tentando vencer um ao outro com um grande truque. A coisa se complica quando numa das apresentações, Hugh morre e Bale é acusado de assassinado. O filme passa a mostrar como eles se tornaram os grandes mágicos e aonde a obsessão deles em vencer um ao outro passa a ser doentia e afetar as pessoas ao seu redor.

Ambos os filmes são de suspense com um final surpreendente. Porém "O Ilusionista" segue uma linha mais tradicional, mostrando um jovem apaixonado usando suas habilidades para desmascarar um assassinato. Uma das cenas do filme, ouvi dizer, foi até ridiculamente plagiada pela novela "O Profeta", mas nao se preocupem, pois não há nada de espiritismo no filme. Como o próprio nome diz, é ilusionismo puro, e se for esperto, talvez até mate a xarada antes do filme acabar.

Já "O Grande Truque" é um pouco mais complicado e você vai ter que usar o "Rev" do seu controle algumas vezes. A história é contada em três tempos (antes, depois e durante) e as cenas se entrelaçam sem aviso prévio e por isso é preciso prestar atenção para entender. Neste filme, dificilmente você conseguirá descobrir o final antes do tempo. O mais interessante é a ambiguidade dos personagens, pois durante todo o tempo você não consegue distinguir quem é o vilão e quem é o herói. Talvez até nem depois do filme. A história têm várias reviravoltas que não deixará você sonolento.

No entanto, os dois filmes fazem você concordar com a frase que transcrevi no inicio deste post. Às vezes a verdade esta ali o tempo todo; apenas gostamos de ser enganados.

segunda-feira, 21 de maio de 2007

[ Faces ]


Por que você não olha pra mim? Oh oh
O que é que eu não tenho demais? Oh oh
Por que você não olha pra mim? Oh oh
Por trás desses óculos tem um cara legal!

Óculos, Paralamas do Sucesso.


Beleza não é tudo. Sempre me disseram que eu jamais deveria utilizar meu rostinho lindo para conquistar as coisas. Por isso decidi - por minha própria vontade de mim mesmo - nascer feio. Mas exagerei na dose, então tive que amenizar algumas coisas. Uma delas foi o uso de óculos. Sou míope desde os meus 18 anos quando comecei a trabalhar com computador (eu era da época que o computador tinha tela verde, usava DOS como sistema operacional e pra ligar precisava de disquete flexível chamado de boot) e a tela verde deslocou o foco dos meus olhos. Hoje possuo 3 graus de miopia, que me impede, por exemplo, de ler as placas de trânsito, ler o letreiro dos ônibus, identificar uma pessoa com mais de 3 metros de distância. Assim, não teve jeito... fui obrigado a usar lentes corretivas.

Então, há 2 anos fui apresentado às lentes de contato. Foi amor à primeira vista. Usei lentes verdes, mel e as lentes comuns, felxíveis, gelatinosas, tudo que eu tinha direito. No inicio fui orientado por um oftalmologista, mas com o tempo, acabei me achando o dono da verdade, então passei a usar lentes indiscriminadamente, compradas pela internet. Resultado? Dois pares de retina cheias de lesões e uma proibição para usar lentes de no mínimo 6 meses. Voltei a usar óculos.

Eu odeio usar óculos. Achei que seria colocado numa estaca de tortura por isso, mas a recepção foi boa. "Puxa, ficou legal", "Ficou com cara de homem responsável", "Melhor assim, ficou bonito" foram alguns comentários que ouvi. Mas nem tudo foram flores: "Ixi... ficou esquisito" ou "Fala aí, quatro olhos!" também foi depejado contra minha pessoa. Mas enfim, como é melhor ser um feio enchergando do que um cego lindo, estamos de volta aos óculos.

sábado, 19 de maio de 2007

[ Você já disse adeus? ]





Eu não sei o que eu to fazendo, mas
Eu tenho que fazer
Aquela noite que eu te conheci, eu acho,
Que nunca vou esquecer
Um momento quase perfeito
Inocente em seus defeitos
Tudo que é bom dura pouco
E não acaba cedo


Eu não como, eu não rio
Eu não sei o que é adormecer
Me desculpe se eu fechar os olhos
E desaparecer


Agora, pra sempre, foi embora, mas eu nunca disse adeus.

Eu nunca disse adeus, Capital Inicial

sexta-feira, 18 de maio de 2007

[ Salve a Seleção! ]



A Seleção Brasileira cada vez me interessa menos. Pela primeira vez na minha vida, passei uma Copa do Mundo torcendo por outra seleção. Tenho vários motivos para torcer por Portugal: tem Felipão em que eu pude conhecer pessoalmente numa palestra promovida pela empresa que trabalho, tenho muitos amigos no velho mundo, sem falar em Cristiano Ronaldo e Deco.

A seleção brasileira cada vez mais me deixa enojado. Jô, Naldo, Alex Silva, Doni?

Afonso??!! Por que não Índio, do Vitória? O campeonato baiano e o Vitória tem mais experiência e emoção do que o campeonato holandês.

Eu gostava da Seleção antes de se tornar Tetra Campeã. Tinha mais garra, vontade, amor à camisa, não havia esse oba-oba. Hoje o Brasil é um caça níqueis: joga com a Seleção do Quatar só para ganhar dinheiro. Ah, vai se Quatar!!!

Ronaldinho e Kaká não quiseram jogar a Copa América, mas vai jogar um amistoso caça níqueis na Grã Bretanha. Imposição do patrocinador. Tomara que a Inglaterra dê uma goleada.

Um treinador incompetente com nome de anão das histórias de Branca de Neve. Nem usar camisa ele sabe. Ah, mas quem faz as camisas dele é a filha; e quem fez a filha?É tudo imcompetente.

Não existe mais Seleção Brasileira para mim. Torço e continuo adimirando o trabalho feito por Felipão em Portugal. Na última copa,chegamos perto. Mas na próxima
vai dar Portugal, depois de se consagrar bi campeão pela Eurocopa, claro!!

quinta-feira, 17 de maio de 2007

[ Seria pecado ouvir T.A.T.U.? ]



Quais seriam as chances de uma dupla pop da Rússia fazer sucesso mundial? Nenhuma, exceto se ela viesse acompanhada de uma polêmica que chamasse a atenção da industria fonográfica. Assim, em 2000, quando um vídeo com duas garotas vestidas de escolares, cantando em russo, se beijando e jurando amor uma à outra, apareceu na MTV européia, acabou fascinando e provocando grande audiência.

Logo se descobriu que a dupla se chamava T.A.T.U. (Se pronuncia tatí em russo e significa “essa que ama aquela”) e era formada pelas belíssimas Yulia Volkova (a morena) e Lena Katina (a ruiva). O estouro foi imediato e a canção original que se chamava “Ya Soshia S Uma” ganhou uma versão em inglês chamada “All the things she said” e virou hit mundial.

A imagem de duas adolescentes lésbicas era marcante e ao mesmo tempo fetichista. O dueto ganhou o mundo, e o jogo de marketing começou a funcionar: foram proibidas de falar com a imprensa e dar autógrafos, não "levantavam a bandeira" do lesbianismo, mas também não desmentiam os rumores, principalmente porque as letras das músicas vinham recheadas de canções de amor claramente ambíguas. Estavam sendo vendidas alí a mais nova dupla lésbica do pop rock.

No entanto, a falta de uma retórica convincente, além do próprio desgaste da imagem forjada, fizeram com que as meninas contassem a verdade: elas não eram lésbicas, mas amigas de infância. Tudo não passava de um jogo de marketing; Yulia tinha uma filha com seu atual namorado e Lena declarou que embora não tenha nada contra o romance lésbico, mas sua paixão eram os homens. A dupla ainda faz sucesso até hoje, mas não mantém o fascínio que mantinha antes.

Durante esse tempo, fomos brindados com algumas canções lindas e legais como “Not gonna get us”, “How soon is now”, “Friend ou foe” e a lindíssima “Gomenasai”. Estes e muitas outras estão compiladas no álbum The Best, que elas acabaram de lançar, que traz ainda a inédita “Loves me not”.

É pecado ouvir TATU? Não vejo nenhum problema. Eu comprei o álbum "The Best" e as canções são legais. A temática são as mesmas, independente da opção sexual, letras de amor, desilusão, essas coisas. Na verdade, T.A.T.U. nada tem haver com lesbianismo, mas com a prova de que tudo neste mundo é o marketing bem feito.


+ + +

"Se eles machucarem você
Eles machucaram a mim também
Assim nós nos ergueremos.
Não vamos parar
E é tudo sobre,
É tudo sobre nós"

All about us, T.A.T.U.

+ + +

Se a Rússia consegue entrar no show business, por que só o Brasil que não consegue?

terça-feira, 15 de maio de 2007

[ Feridas ]



Você foi o maior dos meus casos
De todos os abraços o que eu nunca esqueci
Você foi dos amores que eu tive
O mais complicado e o mais simples pra mim.
Você foi o melhor dos meus erros
A mais estranha história que alguém já escreveu
E é por estas e outras que a minha saudade
Faz lembrar de tudo outra vez







Estou com umas mil aftas na boca. E mais umas trezentas na língua. Uma mais gigante que a outra. As pessoas não entram em consenso quanto à origem delas. Estômago ácido o caçamba, afinal, eu bebo dois copos de leite todo dia. Afta é um saco. Afta é o cúmulo. Não dá pra comer, nem farinha. Até falando dói. Afta dói mais que a dor de um chute lá embaixo.

Estou gravando um CD com as antigas de Roberto Carlos para minha chefe. Putz! Depressão total. As musicas de Roberto Carlos reabrem feridas cicatrizadas. Parece que as feridas quando reabrem dói mais. Doem mais que aftas.

+

Que horas são? 00:43h... onde diabos anda esse sono??

+

segunda-feira, 14 de maio de 2007

[ Mas o fato é que... ]

Moisés casou. Belisquem-me para ver se é verdade. Mas o fato é que agora perdi minhas regalias de final de semana. Na festa de despedida de solteiro, até tentei fazer com que a noiva assinasse um compromisso permitindo que eu continuasse a pegar o rango todo final de semana, abrir a geladeira à vontade, arrotar na cozinha, largar o sapato com chulé no meio da sala, mas ela não aceitou. Lamentável!

+ + + + + + + +


Mas o fato é que o casamento de Márcia e Moisés foi um dos mais lindos que eu já vi. Não foi só porque eu presidi, mas porque foi realmente muito bem cuidado. Pra começar, a cerimônia foi organizada pela Francisca, uma irmã nossa, que por conhecer como funciona nossa Organização fez tudo de forma adequada. A juíza de paz era uma mulher, e as palavras delas, saíram muito convincentes. Pela primeira vez, vi um noivo que não foi coadjuvante: Moisés cantou, cantou, recantou, dançou, pulou, foi o mais animado da festa.

+ + + + + + + +


Esta vale informar: o casamento não teve cântico 117. Aleluia!!!

+ + + + + + + +


Mas o fato é que em vez disso, teve cântico 54 cantado por Celine Dion e George Benson.

Acho que alguns superfinos apóstolos não gostaram.

+ + + + + + + +


Cheguei sozinho. Saí sozinho. Alguns dizem que estou ficando chato, outros que estou metido ou que estou escolhendo demais.

Mas o fato é que: ser solteiro é bom demais.

+ + + + + + + +


Disto eu posso falar; quando estou interessado em alguém e sinto que a pessoa não ta a fim, eu não forço a barra. Alguém precisa dar uns toques a algumas irmãs sobre isso...

+ + + + + + + +


Minhas duas ex namoradas estavam presentes com seus respectivos namorados e maridos.

Se eu morasse no Goiás, daria umas ótimas canções sertanejas... $ $ $

+ + + + + + + +


Pra não dizer que falei só de casamento...

VITÓRIA 5 X 1 AVAÍ

Volta Leão à Primeira Divisão!

sábado, 12 de maio de 2007

[ Perseguição ]

Jesus disse que seus seguidores seriam perseguidos – fisicamente e/ou moralmente – e por isso, acho até comum noticias relacionadas pelo mundo contra as Testemunhas de Jeová. Claro, como qualquer irmão faria, me preocupo e sempre os incluo em minhas orações (Filêmon 4). Mas de todos, acompanhei de perto (leia-se, procurando noticias em jornais, sites de notícias, etc) a perseguição na Geórgia e na França, por serem notórios.

Qualquer perseguição na África ou em países do terceiro mundo, é atribuído à ignorância, pobreza, tribalismo fanático, má educação e o ditatorialismo militar. No entanto, o que podemos dizer da Geórgia, ex-membro da grande potência Soviética, e da França, país tradicional europeu, primaz da democracia e fonte da teoria governamental que prega a igualdade, liberdade e fraternidade?

Tudo bem que após o fim da URSS, a Geórgia se tornou um dos países pobres do Leste Europeu, mas é incrível que num país que até pouco tempo atrás era uma nação poderosa permita que pessoas agridam fisicamente outras sem tomar atitudes. Fiquei estarrecido com uma dessas invasões, onde foi relatado que uma das beatas chegou a desferir um golpe com uma cruz na cabeça de um dos irmãos, que foi internado com traumatismo craniano. Seria absurdo se fosse com qualquer religião, mais ainda, com um irmão nosso. É absurdo que num país livre e democrático, coisas assim continuem acontecendo.

Já no caso da França é mais complicado ainda, pois a perseguição é moral. Tudo bem, que ao contrário das outras nações, a França leva a sério o fato de ser uma nação laica, mas o motivo utilizado para denegrir a imagem das Testemunhas de Jeová foi, no mínimo, ridícula e tendenciosa. Criaram uma Lei Fiscal absurda, utilizamos a Lei para questioná-la e enquanto isso, eles propagam que não queremos seguí-la.

Mas conhecem àquela história da fofoca? Onde até que se prove o contrário, o estrago está feito? É isso que tem acontecido, pois os irmãos têm sido apontados nas ruas como caloteiros, desonestos, fraudadores do fisco e assim por diante. Segundo uma irmã que conheço de Lion, às vezes, a perseguição é pior do que se fosse física, pois no caso da Geórgia, sempre aparecem grupos de defesa dos direitos humanos, que não concordam com as agressões físicas, mas no caso da França, o governo propaga a idéia errada que é noticiada por jornais e televisão, e acaba sendo apoiada pela população em geral.

Graças a Jeová, e seu filho Jesus, recentemente a Corte Européia decidiu que o Governo da Geórgia foi culpada de omissão e condenada a recompensar às vítimas por danos morais e custas legais. Em breve, esperamos que as coisas de resolvam na França, pois neste caso, o nome de Jeová está sendo literalmente vituperado. Eu fico puto de raiva quando isso acontece.