quarta-feira, 29 de agosto de 2007

[ Sempre Weezer ]


Quem me conhece sabe que o Weezer é a minha banda favorita, a top of the top das minhas cinco bandas favoritas. Por isso mesmo foi imperdoável somente agora eu conseguir comprar o último álbum da banda lançado em 2005, chamado "Make Believe". Álbum importado, preço caro, outras necessidades, foram alguns motivos não justificáveis, mas pelo menos agora eu posso ouvir e comprovar: Weezer é a maior banda de rock do mundo!


Os reis dos nerds, como são conhecidos, mostram um som mais amadurecido, porém com o mesmo ritmo que os consagraram: rock simples, com guitarras ferozes mescladas com sonoridade pop em alguns riffs. A melhor canção chama-se "The Other Way", mas tem a belíssima "Freak me out" além da divertida "Bervely Hills" e da "Perfect Situation" que nos lembra o Weezer mais no inicio da carreira.

Perfeito. Bravo. O melhor álbum de rock de 2005!



----=== x ===----

"Eu quero te ajudar
Mas não sei como
Eu quero te acalmar
Mas as palavras não saem
Eu tenho um monte de medos
Sobre rejeição
Eu tenho um monte de memórias doloridas
Eu sempre fui um pouco tímido
Então eu olho pro outro lado

Outro lado
Outro lado
Eu me viro e olho pro outro lado"

The Other Way, Weezer


.

terça-feira, 28 de agosto de 2007

[ Até os rins ]

Existe dor pior que a dor do parto? As mães que tiveram parto normal que o digam. Mas o fato é que existem dois órgãos que ficam atrás do abdômen que quando ataca é uma dor insuportável. Ontem fui parar no hospital por causa do meu rim esquerdo. Estava eu em casa, assistindo Pânico na TV, quando uma pequena dor começa a incomodar nas costas. De uma hora para a outra a dor ficou insuportável, parecia que ia explodir minhas costas.

No hospital, uma injeção de Voltarem e outra de Buscopam resolveram meu problema. Diagnóstico? Rins. Uma simples infecção ou até um cálculo renal. Mas como a dor parou depois de uns copos de água, parece que é só a primeira opção. Mas só vou saber mesmo com certeza depois dos exames que farei nesta semana. No entanto, graças a internet e ao um buscador conhecido como Google, muita coisa podemos descobrir antes.

Os rins servem como filtros do sangue, limpando-os das impurezas. Essas impurezas ficam retidas e são expelidas pelos líquidos que ingerimos. Se não há líquido, não há limpeza e assim nossos rins vão acumulando substância tóxica que é prejudicial ao corpo humano, ou então, prejudica o funcionamento dos próprios rins. Assim, o lance é beber água, muita água. Coisa que não fazemos com muita freqüência.

Descobri também que o corpo precisa ingerir de 2 a 4 litros de água por dia, dependendo de vários fatores como temperatura do ambiente e esforços físicos. Mas isso não pode ser de vez: não adianta beber um litro de água numa manhã e passar o resto do dia na secura. O recomendável é que se beba 200ml de água a cada hora. Desta forma, seus rins estarão trabalhando sempre bem "lubrificados".

É engraçado que a gente só aprende as coisas sofrendo, não é? Depois de ontem, minha música preferida se chama... Água Mineral!!!


"Tá com sede? Tô.
Bebeu água? Não.
Água água água
água mineral
água mineral
água mineral do Candeal
Você vai ficar legal"

...e seus rins agradece.

domingo, 26 de agosto de 2007

[Cuidado com os apóstatas ]


Aquilo que Raul Seixas chamava de "metamorfose ambulante", eu chamo de “ser volúvel”. Eu sou um cabeça dura, e para mudar minha opinião sobre alguma coisa o argumento precisa ser bastante convincente. Agradeço a Jeová por ser assim


A apostasia está em todo lugar, mas na internet ganhou um espaço antes nunca dado a eles. Incrível como basta digitar "Jeová" no Google e de cada 10 sites sugeridos, nove são de sites apóstatas. Nojentos esses caras!


Alguns têm a curiosidade de ficar entrando nestes sites "só para ver o que eles falam de nós". Não faça isso. A arte de enganar destes apóstatas inclui se fazer se anjos de luz (2 Cor. 11:14). Eles não estão interessados, inicialmente, em questionar nossas crenças, eles deixam isso para os evangélicos; seu interesse principal é minar nossa confiança no "escravo fiel e discreto", pois ao fazer isso, derruba todo o resto.


Muitos apóstatas foram anciãos ou servos ministeriais, então, possuem conhecimento razoável sobre a rotina administrativa da organização e usam isso como falácia, tentando nos enganar com bravatas. Em vez de dizer que o “inferno existe” eles vão tentar te convencer que a organização é má administrada, que os anciãos são hipócritas, que Betel costuma fazer transações comerciais ilícitas e assim por diante.


Charles Taze Russel, coitado, é o mais criticado. Ele já foi polígamo, adúltero, membro da KGB ou da maçonaria. Segundo outros, as ilustrações de nossas revistas estão cheias de desenhos com mensagens subliminares. Na França fomos acusados de sonegadores de impostos e em São Paulo, Betel recebe visitas costumeiras de oficiais da Receita Federal tentando achar uma brecha em nossas contas. De vez em quando colegas do trabalho trazem alguma reportagem que cita alguma suposta trambicagem de nossa Organização.


Lembre-se que todo apóstata foi uma Testemunha anteriormente, por isso, cuidado inclusive com toques desafinados vindos de irmãos (1 Cor. 14:8). Eu tinha um amigo que servia como ancião numa congregação de Vitória da Conquista-BA. Ele era bastante comunicativo, não era bitolado e concordávamos em algumas opiniões. De uns tempos depois, percebi que ele questionava tudo que vinha do “Escravo”. Percebi que o toque já não tinha o mesmo som. Questionar é bom para fortalecer nossa fé, mas se rebelar é outra coisa. Tempos depois um outro amigo da mesma congregação me ligou dizendo que ele havia sido desassociado. Três meses depois, ele me ligou, dizendo que ele havia montado uma igreja na região e tinha montado um site apóstata na rede.


Para mim foi um choque, mas graças a Jeová, eu sou um cabeça dura. Não serão apóstatas desgraçados que irá me afastar de Jeová e de seu filho Jesus. Mas assim como Satanás um dia enganou Adão e Eva, é preciso estar sempre atento.

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

[ Você mataria uma pessoa para salvar cinco? ]


No último final de semana eu proferi o discurso "Continue a desenvolver-se na sua relação com Deus" numa congregação em Santa Maria-DF. Um ótimo esboço que falava sobre uma das coisas maravilhosas que Jeová deu aos homens: a sua consciência moral. Independente de ser servo de Deus, ateu ou agnóstico, as pessoas possuem um senso de moral que as torna misericordiosas e piedosas diante das calamidades, violência ou injustiças, independente se são crentes, ateus ou agnósticos.


Uma pesquisa feita por um grupo de psicólogos britânicos chegou a essa conclusão ao fazer duas perguntas básicas para um grupo de pessoas: se você estivesse guiando um trem e ele tivesse perdido o controle; em uma das linhas há cinco pessoas desavisadas e na outra linha, apenas uma. Não há jeito de parar, você tomaria que decisão? Segundo a pesquisa, 93% das pessoas, responderam que preferiria seguir o trilho que havia uma pessoa e deixaria as cinco sobreviventes. O nosso instinto automaticamente chegaria a conclusão que se houvesse perda, que fosse a menor possível, por mais dura que fosse.


No entanto, a outra pergunta era: você está no mesmo trem, e as cinco pessoas continuam desavisadas na linha. O trem irá matá-los todos, mas se você jogar uma pessoa que está do seu lado nas rodas do trem, este irá parar, salvando a vida dos cinco. Você empurraria essa pessoa?


Provavelmente você responderia que não. Mas não são situações iguais? Um sacrifício para salvar cinco? A resposta é a consciência moral que Jeová nos deu. Ele nos criou à sua imagem com qualidades como amor, alegria, misericórdia, compaixão, e nenhuma delas se encaixa na decisão de acabar com uma vida. Na situação uma, a morte afetaria a todos nós de qualquer jeito, mas entenderíamos que ela foi feita pelo "trem" não por nós. No segundo caso é uma ação mais direta, somos humanos, e não tentaríamos dar cabo da vidade de alguém, porque Jeové é amor, e nós somos reflexo Dele.

Os psicólogos continuam intrigados. Nós não! Sabemos o Deus o qual servimos.

+ + + + +

"Mas, tornai-vos benignos uns para com os outros, ternamente compassivos,
perdoando-vos liberalmente uns aos outros,
assim como também Deus vos perdoou liberalmente por Cristo."
- Efésios 4:32


quarta-feira, 22 de agosto de 2007

[ Eu ]




--== [] ==--

Nas calçadas pisadas
de minha alma
passadas de loucos estalam
crânios de frases ásperas
onde forcas
esganam cidades
e em nós de nuvens coagulam
pescoços de torres oblíquas

soluçando eu avanço por vias que se encruzilham
à vista de crucifixos
polícias
polícios
vícios
fixam
ilham

eu


[Inocentes]



* Inocentes é uma banda punk de São Paulo das antigas.

domingo, 19 de agosto de 2007

[ Vem, Senhor Jesus! ]


Declaro para os devidos fins que minha vida está sem graça. Na verdade é um sentimento recíproco: eu acho a vida meio sem graça e ela, por sua vez, me acha meio sem sal. Mas não estou nem aí para a opinião dela. Vivo minha vida rotineira (casa-trabalho-casa), intercaladas com as atividades espirituais. Não é carência afetiva, pois modestia à parte, tem muita mulher rodando as cercanias, mas não vou me entregar a uma pessoa só para suprir minha necessidade emocional. Não seria justo comigo e, principalmente, não seria justo com ela.


O fato é que estou repetindo todos os dias as palavras do apóstolo João registrada no versículo 20 do último capítulo de Revelação. Vem logo Senhor Jesus... acaba logo com isso, traz logo o Armagedom, lidera seus anjos poderosos, destrói esse sistema iníquo, me destrói logo se meus pecados chegaram até os céus ou então me salva com vida para o novo mundo, pois, sobrevivendo, pelo menos teremos um novo mundo que me dê mais nova motivação para achar mais graça na vida.


Calma, pessoal, não estou em depressão. Nem estou com tendências suicidas (eu sou covarde suficiente até para não tirar minha própria vida, mesmo se quisesse). Eu só estou com um absoluto, contínuo, expressivo, incomodativo e extremo tédio da vida! Sempre as mesmas coisas, sempre as mesmas tarefas, sempre as mesmas... mesmas. Nada de novo, nada de diferente, nada de nada!


Amanhã começa mais uma semana; a trigésima terceira deste ano. Para a próxima sexta-feira faltam cinco dias. E daí? É só o começo da trigésima quarta, trigésima quinta, trigésima sexta...


+ + + + + + +

Quando você estiver triste não ouça:

Everybody´s Changing, do Keane
The Cientist, do Coldplay
No alarms, no surprise, do Radiohead
Anime Sola, do The Magic Numbers

Eu ouço porque sou descarado.

+ + + + + + +

Você me enganou outra vez. Por que reabriu feridas se não tinha intenção de tratá-las???

+ + + + + + +

"André, eu não vou aumentar a dose, 50mg pra você é o bastante. Aliás, estou já pensando em avaliar se você precisa realmente deste remédio..."

Tem médico que não ama a vida, não é verdade?!

terça-feira, 14 de agosto de 2007

[ Estudo de A Sentinela ]

Incrível como Jeová usa o Escravo para nos orientar todos os dias. Sempre pensamos que sabemos tudo, mas Jeová tem a forma certa de nos mostrar pontos de vista que parece que tudo é novidade. Este último estudo "Não retribua a ninguém mal por mal" nos trouxe à atenção duas coisas que não tinha parado para analisar:

1 - Odeie o mal, não somente as conseqüências - Todo mundo sabe disso, não é? Mas nessa revista fui entender mais plenamente quando no parágrafo 8 reza: Temos de odiar o próprio mal, não apenas as conseqüências dele. Muitos irmãos podem deixar de fazer algo apenas pelas consequencias, e não pelo erro em si. Por exemplo: muitos cristãos deixam de pecar somente por causa das conseqüências, como por exemplo, os efeitos da desassociação, ou pela consciência de ter feito algo errado, pelo vitupério que causaria à família ou à congregação. Mas isso só não basta, é preciso odiar o que é mau. Ah, mais isso todo mundo sabe. Nem sempre! Eu já vi comentários do tipo "Se eu não fosse Cristão, eu estaria fazendo isso ou aquilo". Este é um comentário típico de quem odeia as conseqüências, não a causa. É preciso odiar o que é iníquo, não somente o que a iniqüidade causa.

2 - Oração de Estevão - Eu sempre achei subjetiva a oração de Estevão pelos seus perseguidores, tipo, um exemplo de misericórdia e perdão que serviria de modelo para cada um de nós saber perdoar nossos inimigos. Mas a oração de Estevão tinha muito mais. Ele desejava realmente que aqueles perseguidores mais tarde se arrependessem. Eu nunca tinha parado para pensar, que na prática, a oração de Estevão surtiu efeito em Paulo. Mais tarde, Jeová ouviu as orações de Estevão por se permitir ver o coração de Saulo e descobrir que ele seria um ótimo apóstolo. Observe, que Jesus convocou Paulo quando este ainda era um "inimigo". Quantos daqueles romanos e judeus que colocaram Cristo na estaca, mais tarde se tornaram seus seguidores? Isso me lembra aquilo que escrevi há algumas semanas sobre a "arrogância".

O que existe de irmãos arrogantes.. tsc tsc.

domingo, 12 de agosto de 2007

[ Momentos Tarja Preta ]

♥ ♥ ♥

De todas que me beijaram,
De todas que me abraçaram,
Já nem sei.

Foram tantas as que me amaram...
Foram tantas as que eu amei...

Mas tu que rude contraste,
Tu que jamais me amaste,
Só tu nesta alma ficaste,
De todos as que eu AMEI!

♥ ♥ ♥

Oferecimento, RIVOTRIL.
[ Mais um casamento ]

Uepa, o QUARTO casamento... de Erisvaldo. Agora faltam mais dois no mês que vem. Com isso, eu ganho o título de último dos solteiros. Quando será que vou casar? Novo Mundo talvez... depois do milênio quem sabe.




sábado, 11 de agosto de 2007

[ Casamento do meu filho ]

Opa! Lembra que falei que 5 amigos meus estavam casando este ano? Não perca a conta: ontem foi a vez de André Junior (por isso eu chamo ele de meu filho).

Continue contando... hoje tem mais um. O Casamento de Erisvaldo.



As irmãs reclamando e a Congregação Nascente com esse bando de homens solteiros. Divulga aí!!

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

[ Desconstruindo relacionamentos ]

Acabei de assistir Um beijo à mais. São 00:43h, não estou com um pingo de sono. A história? Legalzinha. É um drama romântico. Quatro amigos distintos na fase dos 30 anos: um acabou de ser abandonado pela namorada de infância, não possui auto-estima nenhuma e anda correndo atrás dela que vive humilhando-o; outro está casado com uma mulher que só vive brigando e culpando-o de tudo, pior, eles possuem um filhinho e ele acha que por isso deve continuar com o casamento; um outro acha que a vida é só curtição, todas as noites dorme com uma mulher diferente e não quer relacionamento sério; e, chegamos ao protagonista do filme: um rapaz sério que namora com uma garota série e responsável, eles acham que são perfeitos um para o outro, até o dia que ele conhece uma garota mais nova e sua vida entra em confusão.

Qual a moral do filme? Não sei, não estou com muita paciência para ficar filosofando sobre relacionamentos. Relacionamentos são difíceis até para filosofar...

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

[ Eu choro vendo filmes ]

Homens não choram! Meu pai costumava dizer isso. Mas depois que o vi chorando, quando fui atropelado por uma moto quando tinha apenas 10 anos, e na minha perna foi aberto um buraco enorme, que ele pensou que teria que ser amputado, percebi que toda regra tinha uma exceção.

Minha exceção se chama filmes. Eu choro em filmes e não tenho vergonha de admitir. Ainda bem que vocês não são machistas, não é? Tem alguns filmes, que eu posso assistir mais de uma vez, que me arrepio, me emociono, e não consigo segurar a pequena gota de lágrima caindo dos olhos. As vezes tento até disfarçar, mas meus olhos vermelhos me entregam.

Vamos à sessão boiolice. Por exemplo, chorei...

.:. No filme ET quando ele ressuscita para a alegria do pequeno Elliot, é emocionante. E na cena onde eles escapam voando me arrepia até hoje.

.:. Nas duas mortes que ocorrem no filme Antes que termine o dia, principalmente a primeira. Ele é mais convincente.

.:. No clássico O Campeão, quando o boxeador morre no final do filme.

.:. Em StarWars – Episódio III quando os robôs reconstrói o Anakin e o transforma em Darth Vader. É impossível ficar passivo na cena em que a máscara é colocada nele e o Imperador o chama: “Darth Vader, levante-se!”. Quem é fã saga Guerra nas Estrelas, sabe do que estou falando.

.:. No filme Menina dos Olhos quando Ben Afflect aparece para a apresentação da filha. O olhar de surpresa dela ao ver o pai é comovente.


Acho que foi... só. Estes foram os que arrancaram lágrimas,por que se eu for contar aqueles que me arrepia de emoção, a lista seria bem maior.

sexta-feira, 3 de agosto de 2007

[ Dose dupla ]



O que?
Congreso Siga a Cristo, Parte B.
Onde?
Ginásio Nilson Nelson, Brasilia-DF
Dia?
Domingo
Horas?
13:25h



Eu, tentando convencer "Naamã" a me dar umas moedinhas de ouro!


.