domingo, 28 de dezembro de 2008

A Cabala – Um câncer no Judaísmo




"Não se deve achar em ti alguém que...
procure presságios...
Pois todo aquele que faz tais coisas
é algo detestável para Jeová..."
- Deuteronômio 18:10-13



Depois que Madonna se declarou seguidora da Cabala (ou Kabalah), várias celebridades resolveram segui-la e de repente a chamada sabedoria milenar judaica vem sendo exaltada como a grande novidade religiosa. Ser uma cultura milenar não quer dizer grande coisa, apenas que uma bobagem vem sendo propagada a milhares de anos. Mas o que é a Cabala? Nasceu realmente entre os judeus? Então é algo que os judeus praticavam como algo correto ou havia dissidências?

Antes de tudo vale relembrar algumas coisas. A nação de Israel nasceu da descendência de Abraão, cujo pacto com o Deus Jeová, a transformou numa nação grande, forte e respeitada. Embora a adoração a Jeová fosse o centro de tudo, com o passar do tempo, principalmente após a divisão do reino em 12 tribos e dois reinos, muitos judeus passaram a se dedicar a outros tipos de filosofias e crendices contrários a Lei de Deus, que o levou a dar diversas advertências como a mencionada no texto citado acima.

A maior delas, com certeza foi a adoração à Baal, principalmente porque os reis do reino de 10 tribos o adoravam, mas o judeus recebiam influências de várias outras crenças, principalmente quando Babilônia se tornou uma poderosa nação. Após a divisão dos reinos, Judá, e consequentemente Jerusalém, de onde surgiu o judaísmo, lutou para impedir que crendices como a Cabala, dominasse a Lei de Jeová.

Formas iniciais de misticismos já tinham sido inseridas na cultura judaica desde os anos 1000 AEC, mas foi somente sob o domínio grego, que muitas destas crenças ganharam força ao se misturar à filosofias agnósticas sob o imperador Alexandre, o Grande. Embora digam que a Cabala seja uma doutrina milenar (como se fosse atestado de ser infalível), em comparação com a história do povo judeu, ela é uma doutrina “recente”. Segundo o respeitado historiador judeu Flávio Josefo, doutrinas místicas como a Cabala surgiu entre os judeus possivelmente após a conquista de Jerusalém pela Grécia em 332 AEC.

A Cabala que significa “recepção” consiste em buscar a Deus por meio de um conjunto de letras, palavras, números e alguns acentos ocultos dentro das Escrituras Hebraicas, que segundo estes sábios, escondem os segredos de Deus. A Cabala ensina como descobrir estes segredos ocultos por meio de métodos de interpretação e meditação. Uma grande bobagem.

A Cabala, assim como vários outros ensinos místicos inseridos por judeus hereges, formaram o câncer que culminou na rejeição daquela nação por Jeová. Só para se ter idéia, a Cabala vai até o ponto de ensinar sobre a reencarnação, que até então era considerado ensino repugnante, mas acabou se tornando popular por meio dos Saduceus. Hoje é amplamente defendida pelo judaísmo atual.

Pra começar, Jeová sempre observou e alertou a nação de Israel quanto à introdução destas crenças místicas em seu meio. Exortações como encontramos em Deuteronômio 18:10-13 são comuns em toda as Escrituras Hebraicas. Portanto qualquer prática de presságio, mediunidade, espiritismo ou de origem pagã é totalmente rechaçada pelo Deus do antigo Israel.

Segundo, Jeová é um Deus Todo Poderoso, cuja sabedoria é inescrutável para suas criaturas. (Isaias 55:8,9; Romanos 11:33) No entanto, aquilo que a nós é dado saber, Jeová se permitiu ser conhecido por meio das Escrituras. Não existe mistério ou segredos ocultos dentro do Pentateuco ou qualquer outro inscrito sagrado do cânon hebraico. (Salmo 19:1,2; Provérbios 1:7). De fato, no primeiro século um apóstolo judeu seguidor do judeu mais importante que pisou nesta terra, Jesus Cristo, transcreveu suas palavras, quando disse: “Isto significa vida eterna, que absorvam conhecimento de ti, o único Deus verdadeiro, e daquele que enviaste, Jesus Cristo” (João 17:3). De onde buscamos este conhecimento?

A Bíblia está cheia de segredos, maravilhas, promessas de um futuro feliz e de como podemos conhecer verdadeiramente a Jeová. Mas eles não estam ocultos em palavras ou recitais de códigos de meditação. Mas está bem diante dos nossos olhos. Basta ler, meditar e seguir. – Provérbios 2:1-5; compare com Deuteronômio 17:18, 19.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Polêmicas




Eu gosto de criar polêmicas. Eu sei disso e é intencional. Mas não faço isso para chocar ou me aparecer, juro! Faço isso porque detesto paradigmas, padrões estabelecidos e regras desnecessárias baseadas no preconceito das pessoas que a estabelece. Eu gosto de buscar o conhecimento e entender plenamente tudo que é falado e não me contento em apenas ouvir respostas prontas. Detesto ser manipulado por regras pessoais cuja origem é absorvida por muitos por causa da falácia da autoridade estabelecida. Nem tudo que é proibido é ilícito e nem tudo que é lícito é proibido.

Eu adoro a Jeová porque é o Deus a quem eu aprendi a amar. Quando o conheci ainda era uma pré adolescente, mas foi através das minhas pesquisas à base dos meus questionamentos que passei a entende-lo como Deus. Graças a minha mãe e ao meu instrutor, sempre fui exortado a pesquisar. Quando eu tinha uma dúvida, em vez de simplesmente responder, meu instrutor dizia “Vá pesquisar”. E assim fui crescendo, pesquisando e questionando as coisas para ver se é verdade.

Conforme especificado por sua organização celestial, estou pronto a respeitar a hierarquia estabelecida. Estou disposto a respeitar como Davi respeitou Saul, porém, também estou disposto a discordar como Samuel discordou de Saul, quando foi necessário. Até Jeová foi questionado por Abraão e nem por isso foi achado por Deus como rebelde – Gen.18:20-33.

Este é o diferencial, mas muitos aqueles que estão acostumados a verem os outros pensando por eles, irão ver nas minhas palavras algumas pitadas de rebeldia. Eu sei, porque eu já fui assim também: apático, preguiçoso mental, manipulado e preconceituoso. Mas vejam os bereanos, eles não se contentaram apenas em ouvir os apóstolos, “porque eles eram apóstolos”, mas pesquisavam as Escrituras para comprovar se o que estavam falando era verdade – Atos 17:11.

Eu faço isso! E gostaria que todos fizessem isso também. Não estou disposto a seguir tudo que me dizem sem examinar as Escrituras. Não vou ficar concordando com tudo só porque alguém é ancião ou superintendente. Engraçado é que criticamos os evangélicos porque estes seguem e repetem tudo que o pastor fala sem questionar, e quando olho para muitos na congregação, eu vejo algo similar. Abaixo a alienação e a preguiça mental. Levanta essa bunda gorda do sofá e vai pesquisar o CD-ROM da associação. (Watchtower Library).

Que 2009 seja um ano de muitas reflexões, de muitas pesquisas bíblicas, de muitas leituras do Raciocínios e do Estudo Perspicaz, de muitas leituras das revistas a Sentinela e Despertai! e de muito amor a Jeová - Salmo 100.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Os Melhores Álbuns de 2008


10º - Kitaro (The Definitive Collection)



Todas as vezes que assistia a um drama japonês, chinês ou coreano, eu tinha a impressão que a trilha sonora era conhecida de algum lugar. Depois percebi que todas elas bebiam da fonte de Kitaro. Eu era adolescente quando comprei meu primeiro vinil do Kitaro. Alguns chamam de New Age, mas eu chamo simplesmente de Kitaro. Seu estilo é único. É fechar os olhos e relaxar.

9º - Metallica (Death Magnetic)



O grande problema das bandas de hard rock depois de se “vender” à mídia e fazer sucesso pop é retornar às origens, esquecer de tudo que fazia antes e virar um fracasso. No caso do Metallica não ocorreu isso.Um dos melhores álbuns que não fica à dever nada à “Kill´em All”. Se "St. Anger" parecia falso, "Death Magnetic" é com certeza a redenção.

8º - Santogold (Santogold)



Chega de Rihanna, Mariah Carey, Beyonce, Pussicat Dools e todas essas mulheres chatas que o hip hop americano nos enfia goela abaixo pela MTV HITS e pelas FM. Eu queria novidade, algo diferente, original. Quando ouvi "Lights Out" no Youtube, me apaixonei por esta negra que promete ser a nova sensação da música em 2009.

7º - The Killers (Day & Age)



Eles fizeram o inesperado: mudou de som. Metade dos fãs detestaram e outra metade amaram o novo álbum desta banda americana mais britânica que existe. Eu fiquei em cima do muro. Faltou as guitarras e sobraram teclados. Aquela vêia cômica e irônica das letras deram lugar a versos bonitinhos e de auto ajuda. Estão parecidos com o U2 (argh). Mas apesar de tudo isso, eu continuo gostando desses caras. Estão no meu top 10 e valeu cada centavo que paguei por este CD, não importa o que digam.

6º - The Cure (4:13 Dream)



Sabe aquele time irregular que ganha muito mais pela força da camisa do que pelo futebol? O The Cure aparece assim neste álbum que não traz nenhuma novidade, apenas o velho The Cure de sempre com a voz única de Robert Smith e só. E isso por si só já motivo suficiente para estar entre os melhores, afinal eles formam uma das melhores bandas tradicionais do período pós-punk da década de 80. É o The Cure cara!

5º - Vampire Weekend (Vampire Weekend)



O que é isso? Rock, New World, Indie, alternativo, sei lá. Só sei que é bom. Os caras misturam teclados, batidas africanas, guitarras e enfim, uma salada mista que formou uma das mais gostosas novidades deste ano.

4º - Keane – The Perfect Simmetry



Virou mania das bandas mudarem o som de um álbum para o outro. Este segue a linha do The Killers ao contrário; em vez de baixar, aumentaram o som das guitarras e o resultado ficou muito legal. mas estranho, no bom sentido. O fã tradicional também odiou, mas agente vai crescendo e aprendendo a ser eclético.

3º - ColdPlay (Viva La Vida)



Pessoalmente eu acho os integrantes da banda muito chatos. Alguns fãs deles também são, principalmente aqueles que dizem gostar do Cold Play para dizer que são intelectuais e que curtem uma boa música. Mas o ColdPlay finalmente mostrou que é uma grande banda e não apenas uma cópia do Radiohead. Só não digo que é o melhor deles, porque jamais conseguirão fazer álbum melhor que "A Rush a blood to the head".

2º - MopTop (Como se comportar)



Quando eles surgiram fazendo um rock acelerado e com qualidade, diferente do que era feito no Brasil, alguns críticos desceram a lenha dizendo que eles eram uma versão brasileira dos The Strokes. Em vez que aceitarem como um elogio, engoliram a pilha e fizeram um disco mais morno que o primeiro, mas nem por isso ruim. O único representante brasilieiro em minha lista.

1º - AC/DC (Black Ice)



Uma grande banda de rock que se dá o respeito e cultua uma legião de fãs é aquela que não muda seu estilo para agradar à mídia ou as gravadoras mesmo após anos e anos. O álbum mais vendidos dos Estados Unidos veio de uma banda australiana e tradicional. Quem pensou que AC/DC havia acabado teve que se render. Escuta aqui que isso aqui é rock´n´roll.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Então é Natal...



Todo ano é a mesma coisa. Eu tenho que sentar e explicar aos meus colegas de trabalho, que como Testemunha de Jeová não comemora a data do Natal e nem do Ano Novo. Alguns respeitam, outros olham pra mim me achando o maior idiota ou fanático (logo eu?) e tem ainda aqueles que acham que conseguem nos ludibriar tentando burlar nossas crenças (ah, mas é só uma amigolate).

Na verdade eu amo essa época pois é o tempo que posso me dedicar a ser aquilo que sou o ano todo neste blog: polêmico. Detono o natal, falo mal da hipocrisia desta época, ando até com o livro Raciocínios debaixo do braço para não esquecer um só detalhe de tudo que é falso nesta época e no Reveillon.

Mas como Deus não dá asas à cobra, este ano alguém conseguiu ser mais polêmico que eu. Não é que contrataram um judeu na minha empresa? O cara anda com um bonezinho na cabeça, com uma Tora nas mãos e ainda diz que Jesus Cristo não foi o filho de Deus. O cara conseguiu me ofuscar!! Absurdo isso. Pois é, depois de 5 anos, algum dia alguém iria se cansar das minhas retóricas. Viva o novo.

Eu ainda não tive a oportunidade de conversar com esse “judeu”, pois ele é muito novinho e deve ter se embrenhado nessa religião por modismo ou para se aparecer. Interessante mesmo foi uma conversa que tive com um membro da “Igreja Adventista do 7º Dia”.

Quando falava sobre as festas que nós, Testemunhas, não comemoravam, ele informou que os Adventistas também sabem que o Natal e outras festas são de origem pagã, mas festejam para atrair as outras pessoas à sua religião e não serem vistos como “chatos”. Meio sem querer falei: - Vocês estão parecendo com a Igreja Católica que adaptou festas para atrair os pagãos. O cara só faltou me bater!

Mas juro que falei na maior inocência. Ele ainda me deu um argumento fuleiro sobre comemorar o “reveillon”. Ele diz que se o 1º de janeiro é uma data religiosa pagã, nós Testemunhas de Jeová não deveríamos nem considerar o calendário gregoriano para basear nossa vida. Eu me limitei, como sempre, a fazer um gracejo sobre o assunto. “Concordo com você. Eu bem que queria considerar hoje e amanhã como domingo, mas aí eu teria que combinar com nosso chefe...” É cada uma!

Enfim hoje é véspera de Natal. Hoje é dia de reunião... mas amanhã, me aguarde. Eu detesto o Natal, mas amo (“amo”, viu gente? Adorar só a Jeová!) feriados!

sábado, 20 de dezembro de 2008

Pirataria



O advento da tecnologia, a tão falada inclusão digital e o alto custo de componentes eletrônicos e softwares ajudaram a popularizar a pirataria. Por mais que a Lei e os meios midiáticos queiram impor a pirataria como algo ruim, as pessoas não vêem por este ângulo. Tanto que a Microsoft resolveu banir a palavra “pirataria” das suas campanhas.

Na internet, hackers, programadores e internautas avançados acreditam na informação livre. Sistemas operacionais como Linux, os pacotes Br Office, o browser Mozzila Firefox e os programas de compartilhamento 2P2 (e-Mule, Kaazar, BitTorrent) são os maiores símbolos dessa liberdade, onde nada é pago ou preso a uma marca específica. Não precisa dizer que Microsoft e Apple são nomes a serem demonizados entre eles.

Por força da Lei de Jeová, nós como Testemunhas, devemos evitar a pirataria em qualquer instância. Atribuindo ainda o princípio "de que na dúvida, não faça", devemos evitar comprar DVD e CD piratas, baixar músicas ou filmes pela internet ou utilizar um software sem licenciamento. Porém cada vez está sendo difícil cumprir este requisito não só pela facilidade e praticidade da chamada pirataria, mas principalmente porque cada vez fica difícil separar o joio do trigo.

Por via de regra tudo que não é autorizado pelo autor seria um produto pirata. Mas na prática acbou não sendo assim tão simples. Não há dúvida de que o filme vendido nas bancas do camelô é um produto pirata, embora 6 de cada 10 irmãos que conheço possuam-no em suas casas. Porém se fazer uma cópia de CD em casa era considerado crime, o lobby das empresas de informática logo trataram de quebrar isso quando os gravadores de CD e DVD se tornaram comuns. A Lei atual diz que se você grava para “consumir domesticamente” e não obter lucro, não é crime. Como a Lei é ambígua, abriu brechas para vários questionamentos.

A maior delas – e me envolve pessoalmente – se refere a séries de TV baixados pela internet. Por exemplo, no Brasil, graças a uma Lei específica, é proibido entrar num cinema com câmeras para gravações e vender a gravação é crime de estelionato. Mas se eu gravar na China, onde não existe restrição, e vender no Brasil é crime?

Com as séries de TV a coisa ficou mais complicada ainda. Elas são exibidas em rede aberta para qualquer um assistir. Alem disso, algumas emissoras, como a ABC, disponibilizam no dia seguinte os episódios pela internet para serem baixados. Portanto se eu baixo esse episódio, coloco legendas e disponibilizo de graça para os meus amigos, isso não é pirataria. Isso ficou claro quando a Warner Bros recentemente tentou processar alguns sites de download de Séries nos EUA. O juiz entendeu que ao exibir em TV aberta, a emissora se propôs a exibição pública.

A minha consciência trabalha na seguinte hipótese. Não baixo filmes pela internet, particularmente acho que estou ferindo os Direitos Autorais de alguém que produziu apenas para exibição em cinemas. Filmes só locado ou no escurinho do cinema, o qual adoro.

Mas quanto às séries, esta não tem jeito. Continuo baixando os episódios de Lost, Smallville, Heroes e SouthPark sem peso na consciência.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

O amor é um jogo perdido


Self professed... profound
Till the chips were down
...know you're a gambling man
Love is a losing hand

Though I'm rather blind
Love is a fate resigned
Memories mar my mind
Love is a fate resigned

Over futile odds
And laughed at by the gods
And now the final frame
Love is a losing game


LOVING IS A LOOSING GAME
Amy Winehouse


terça-feira, 9 de dezembro de 2008

10 pragas do Egito



As 10 pragas lançadas por Jeová existiram! Apesar dos críticos da Bíblia, parece que uma turma bem grande de cientistas também concordam, afinal, dizem que as evidências são grandes. Mesmo que não admitam uma intervenção divina, mas as explicações científicas corroboram que a "Palavra de Deus é viva e exerce poder." - Heb. 4:12


SANGUE NO RIO NILO

Alguns biólogos dizem que a explicação mais clara é que o Rio Nilo foi atacado por uma proliferação de algas vermelhas tóxicas, o que explicaria, inclusive o cheiro fétido do rio.

PROLIFERAÇÃO DE RÃS

A segunda praga seria resultado da anterior: por causa das toxinas liberadas pelas algas vermelhas, os sapos foram “expulsos” de seu habitat invadindo a região urbana do Egito.

PIOLHOS? ARGH!

A Tradução do Novo Mundo fala em borrachudos, mas as demais versões da Bíblia citam diretamente os piolhos. Dizem especialistas que os piolhos já eram comuns no Egito. O costume de raspar os cabelos era justamente para evita-los. Mas segundo os biólogos com as águas do Nilo “sujas” e sem poder fazer a higienização, os ovos de piolhos se multiplicaram criando uma infestação de insetos.

MOSCAS GIGANTES? ECA!

Com a morte dos sapos, moscas do tipo azuis foram atraídas. Segundo o físico Colin Humpregs, as moscas não deveriam ser grandes, ele atribui ao imaginário popular o relato de moscões ou apenas uma visão deturpada da mente humana, pois várias moscas juntas, poderiam dar impressão de serem grandes.

ANIMAIS DOENTES

Para o mesmo físico, o culpado das doenças e mortes de animais foram as moscas, mais precisamente a mosca-de-estábulo que carrega vírus fatais para vacas e cavalos.

FURUNCULOS NOS HOMENS

Pelo mesmo motivo acima. A proliferação de insetos, e principalmente de mosquitos Culicoides Canithorax, teriam causado chagas e úlceras nas pessoas. Uma outra teoria nasceu após um fato ocorrido em Camarões em 1986. Um lago ficou vermelho por causa de vazamentos de gás (o que justificaria o “sangue” do Rio Nilo) e como efeito radioativo ganharam bolhas que ao estourarem se transformaram em feridas.

CHUVAS DE PEDRA

As saraivadas seria uma chuva de granizo, porém maiores que o normal. Apesar de serem raras na região, dizem os cientistas que chuvas de pedra e granizo costumavam ocorrer no norte da África.

NUVENS DE GAFANHOTOS

Com tantas alterações ambientais, o comportamento dos gafanhotos poderiam mudar, provocando as nuvens destes insetos. O solo úmido da chuva de granizo também pode ter atraído os insetos.

TREVAS NO CÉU

Segundo biólogos o mais provável é que tenha ocorrido uma khamsin, uma tempestade de areia tão densa que costuma escurecer a superfície, muito comum principalmente no Deserto do Saara. Outra explicação é que pode ter sido uma eclipse total do sol ou até mesmo uma escuridão provocada pelo cardume de gafanhotos.

MORTE DO PRIMOGÊNITO

Esta talvez seja a explicação mais desafiadores, e também a menos crível. Alguns historiadores dizem que no Egito os primogênitos tradicionalmente eram os primeiros a comer e por isso, morreram antes com a comida contaminada pela falta de higiene. Alguns geólogos, por outro lado, afirmam que os mais velhos dormiam no chão, e entre os gazes que vazaram com a erupção do vulcão Santorini, estaria o dióxido de carbono, que se desloca junto ao solo, matando quem o inalou.


RESUMO DA ÓPERA: Bem, estas são as explicações científicas. Isso atesta apenas que as profecias bíblicas ocorreram e que a Palavra de Deus é exata. A Bíblia se concentra apenas em afirmar as ações de Jeová e não se atem as explicações científicas. Embora os argumentos acima possam ser derrubados sob um olhar mais profundo, o que podemos dizer é que como o Deus que criou os céus e a terra, fica claro que Jeová deve ter utilizado os fenômenos naturais para realizar a maioria de seus milagres.

A nós só resta saber que Jeová é um Deus que cumpre o que promete. (Tito 1:2)

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008


[12 maneiras de morrer do coração]


1

Cuide de seu trabalho antes de tudo. As necessidades espirituais, pessoais e familiares são secundárias.

2

Trabalhe aos sábados o dia inteiro e, se puder também aos domingos.

3

Se não puder permanecer no escritório à noite, leve trabalho para casa e trabalhe até tarde. Reunião? Nem pensar, o tempo não dá!

4

Ao invés de dizer não, diga sempre sim a tudo que lhe pedirem, mesmo que no fundo voce quisesse dizer um "não" bem grande.

5

Procure fazer parte de todas as comissões, comitês, diretorias, conselhos e aceite todos os convites para conferências, seminários, encontros,reuniões, simpósios etc.

6

Não se dê ao luxo de um café da manhã ou uma refeição tranqüila. Pelo contrário, não perca tempo e aproveite o horário das refeições no MaCDonalds ou no Giraffa´s para fechar negócios ou fazer reuniões importantes.

7

Não perca tempo fazendo ginástica, nadando, pescando, jogando bola ou tênis.Afinal, tempo é dinheiro.

8

Nunca tire férias, você não precisa disso. Lembre-se que você é de ferro.( E ferro, enferruja!!!)

9

Centralize todo o trabalho em você, controle e examine tudo para ver se nada está errado. Delegar é pura bobagem; é tudo com você mesmo.

10

Se sentir que está perdendo o ritmo, o fôlego e pintar aquela dor de estômago, tome logo estimulantes, energéticos e anti-ácidos. Eles vão te deixar tinindo.

11

Se tiver dificuldades em dormir não perca tempo: tome calmantes e sedativos de todos os tipos. Agem rápido e são baratos.

12

E por último, o mais importante: não se permita ter momentos de oração, meditação na leitura da Bíblia, audição de uma música que você gosta e reflexão sobre sua vida. Isto é para crédulos e tolos sensíveis.

Repita sempre : "Eu não perco tempo com bobagens

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

[Homofobia?]



- Virei a cara porque vi gays se beijando ou andando de mãos dadas na rua: PROCESSO!

- Expressei que o homossexualism... nem terminei a palavra e... PROCESSO!

- Expressei que sou contra: PROCESSO!

- Pastor/padre negou a celebrar casamento gay: PROCESSO!

- Preguei para um homossexual: CADEIA!

- Um homossexual se arrepende do pecado e casa-se com uma mulher e constitui família: é traição, é... PENA DE MORTE!

--== ==--


Do jeito que está daqui um dia estaremos com vergonha de nos declarar como heterossexuais. Vem logo Senhor, Jesus - Rev.22:20

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

[Espiritismo é coisa de imbecil]





Eu sempre acho engraçado quando ouço ateus, agnósticos ou os alienados dizendo que nós cristãos somos tolos porque acreditamos em histórias fantasiosas de um messias ou de que exista um Deus invisível que criou os céus e a terra.

cho engraçado porque por mais aparentemente as histórias bíblicas pareçam fantasiosas, não são menos críveis do que as histórias que são contadas por outros grupos religiosos.

Lembram do João Hélio? Aquele garoto que ficou preso no cinto de segurança do carro de sua mãe e que foi arrastado por 9 kilometros nas ruas em São Paulo? Então...

Ouvindo o Transalouca hoje, ouvi uma idéia absurda. Segundo um médium espírita que supostamente entrou em contato com o tal “espírito” do menino, a morte dele foi causada por que em outra vida passada o “João Helio” teria sido um assassino cruel. Segundo a carta, João Helio foi reencaranação de um cruel general que viveu no século 20 AEC na Gália.

No final, "João Helio" finaliza:


Reencarnei.

Agora em comoção generalizada, como o irmão Joãozinho, desencarnei e agradeço ao Pai ter me atendido dando destino, nem igual ao que dei as minhas vítimas. Estou em paz, estou na luz. Resgatei um pouco do meu passado, outros momentos virão. Confio em Deus.

Titus Aelius

- Mensagem psicografada de João Hélio no Centro Espírita Leon Dennis, que ele freqüentava com os pais.



Acreditar em Deus é fantasia, mas acreditar em reencarnações é real. Ahhh

Espiritismo é coisa de imbecil mesmo.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

[Poesia resgatada]



MINHA MENINA

Alva da manhã em corpo de bela

Aparece a mim como uma aquarela

Vejo seu corpo num rápido olhar

Meus olhos sem pudor, em suas curvas a deslizar

Eis que vejo uma grande mulher

Mulher num sorriso de menina

Desculpe-me a ousadia

Mas admito que de primeira instância

Apenas o seu corpo via

Te imaginei nua

Te imaginei minha

Minha boca encostada à sua.

E com meu coração

Não te deixavas mais sozinha.

Te conheci um dia.

E o corpo de mulher tem a beleza de menina

Menina levada. Menina travessa.

Que de inocente nada havia.

Menina carente. Menina decidida.

Das ilusões que já caiu um dia.

Aprendi a te gostar não pelo que tinha.

Mas pelo que pudesse de ti, admirar.

E agora mudaste. Não és mais triste.

Não és mais carente. Não é mais sozinha.

Menina alegre. Menina brilhante.

Menina que aprendeu amar um dia.

Menina saliente. A minha Menina.

A quem aprendi amar todo dia

Com quem quero ficar toda vida.

Se assim você desejar.


= = = = =

Por André Lago, escrevido em 15.10.2002.

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

[ Conhecimento faz diferença ]



Conhecimento faz diferença em qualquer lugar, inclusive biblicamente, mas não estarei falando sobre conhecimento bíblico, mas de informática, que com certeza interessará a você que possui seu micro em casa sujeito as temperes da eletrônica.

Assim como Bill Gates, eu sempre apostei no software mais do que o hardware, e desta forma nunca me preocupei em aprender algo da parte física dos micros, até o dia em que eu “perdi” R$ 50,00 brincando, ao comprar uma fonte de alimentação sem necessidade. Descobrir que precisava conhecer melhor minha máquina, então, me matriculei num curso de Técnico de Suporte para manutenção de micros e cabeamento de redes.

Incrível! Já estou na 4a aula e descobri que tinha perdido mais além dos cinqüenta. Procedimentos simples, fáceis de fazer, que ao levar para um técnico, de cara, ele lhe cobra de R$ 30 a R$ 50,00 só pelo suporte. Em dias de chuva ou de barbeiragem mesmo (quem nunca enfiou a tomada do computador de 110 volts direto na tomada de 220 volts?) a energia se torna o inimigo mortal do PC. Então vamos aos dois casos mais freqüentes que costumam ocorrer com picos de energia.

:: FONTE DE ALIMENTAÇÃO


Geralmente, se você der sorte, na maioria das vezes, quem vai pro brejo é a fonte. Quando você leva num técnico a primeira coisa que ele vai falar é: “compra outra”. Balela! Para ele é muito melhor lhe vender uma nova fonte, onde a mais barata vai custar cerca de 60 a 80 reais, do que substituir as pequenas pecinhas que no máximo custarão de 2 a 5 reais, mais o trabalho que deverá lhe cobrar 30, se você levar na loja dele.


:: COMPUTADOR LIGA MAS NÃO APARECE IMAGEM


Você apertou o botão de ligar, a luz de “liga/desliga” acende mas o monitor não aparece nada (no meio técnico isso se chamada “Não dar imagem”). Não se desespere! Geralmente o computador possui uma série de “soldados de defesa” que visa proteger o seu processador e componentes: isso só acontece quando o pico de energia passou pelo estabilizador, pelo fusível, pela bobina e NTC. (que diabo é isso?!). É só fazer um procedimento simples chamado de dar “clear no chip cmos”. Não entendeu nada? Ta bom, simplificando, basta tirar a bateria que fica na placa-mãe, aguardar 2 minutos e depois colocar novamente. O computador vai entender que você o está ligando pela primeira vez e vai dar carga em todos os componentes, inclusive o inativo, que não está dando imagem. Sabe quanto um técnico cobra pra fazer isso aqui no DF? R$ 30,00 se você levar na loja dele ou R$ 50,00 se ele for em sua casa!


Gente, alguns casos, infelizmente só poderão ser resolvidos com a presença de um técnico, pois você pode correr o risco de danificar alguma placa ou chip, mas se você não tem dinheiro no momento para fazer um curso de montagem de computador, pelo menos procura um irmão de toda confiança, que com certeza, ele não vai lhe extorquir para fazer simples procedimentos.
[Inconsciência Negra]



Moreninho, branco, mulato,

cabo verde, indígena, pardo,

marrom bom bom, bronzeado,

ONTEM NÃO FOI O SEU DIA


Foi o dia de quem se declara

NEGRO

com muito orgulho


quarta-feira, 19 de novembro de 2008

[ Seleção Brasileira em Brasília ]




Não, eu não vou. 2/3 dos ingressos foi separados para autoridades (leia-se pela porcos, baba ovos, puxa sacos e afins), outros foram separados para sorteios (imagine se eu vou sair com dois kilos de feijão na mão para concorrer ingressos, sou um getleman) e os que foram colocados à venda chegaram ao absurdo de R$ 180,00 o mais barato. Centoeoitentareais pra ver a Seleção Brasileira? Não dou nem a pau!

# # #


Prefiro ver a vitória da Seleção de Portugal em casa mesmo pela TV, tomando minha bear gelada e comendo pipoca com minha família.

# # #


O Estádio está lindo. Em comparação ao velho Bezerrão, este é como trocar um Fusca por uma Ferrari. Mas mesmo assim, encontrei falhas.

# # #


Parece que faltou grade para colocar na frente do estádio. Colocaram uma gambiarra feita de pano verde. Ficou ridículo!

# # #


Pior mesmo é para quem mora nas redondezas. O Gama já é pequeno e com as suas principais ruas bloqueadas, virou um inferno. Só entra quem tem uma conta de luz em seu nome para provar que mora na região. Detalhe: moro de aluguel, não tenho conta de nada em meu nome e meu carro não possui alarme e nem travas. E agora?

# # #


O Estádio é de primeira mas o time é de terceira. Não é tão ruim assim, pois quando o Gama disputou a série C em 2004 tinha uma grande presença de público uma vez que ganhava todas. Tanto que voltou rapidinho para a Série B. Quem sabe se a nova diretoria montar um time eficiente teremos mais público presente ano que vem.

# # #


O novo estádio já está delirando no povo daqui, principalmente na especulação imobiliária. Apartamentos 2/4 que custavam R$ 300,00 o aluguel, pulularam para R$ 450,00. Os preços praticados no Shopping do Gama, que fica ao lado do Estádio, inflacionou mais que o Park Shopping, o mais chique de Brasília. Tem lojas fechando e outras diminuindo de espaço.

# # #


Eu sou Felipão Esporte Clube, como ele não é mais o técnico da Seleção de Portugal, meu entusiasmo já não é mais o mesmo. Mas como minha antipatia pela Seleção da CBF é maior, torço por mais uma vitória lusitana. Placar? 4x1 para Portugal para inaugurar o novo Bezerrão boniiiiito!

terça-feira, 18 de novembro de 2008

[ Eu amo Jeová... ]



Eu amo o meu Deus a quem sirvo. E o amo sem considerações ou reservas. Tê-lo como o meu Deus é mais importante do que qualquer coisa, do qualquer pessoa, gesto ou ação.

Amo assim como o rei Davi amava a Jeová, eu o amo. Mesmo quando o rei Saul, designado pelo próprio Jeová, começou a fazer merda, ainda assim Davi continuou amando Jeová e agindo segundo as suas Leis. Seu amor por seu Deus não acabou (1 Samuel 24: 2-7).

Os servos de Jeová nos dias do rei Manasses também amavam a Jeová. Eles viram quando Manasses arrepiou no templo colocando altares à Baal, construindo imagens de outros deuses, sacrificando o seu próprio filho, matando pessoas inocentes, genocídio, conduzindo o povo ao erro. E continuou amando a Jeová, embora no intimo clamassem por vingança, mas surpreendentemente ter visto o rei Manasses se arrepender e ser perdoado de todos os seus erros. (2 Crônicas 33:10-13).

Eles amavam a Jeová embora 70% dos reis de Israel e Judá fizessem o que era errado aos olhos de Jeová, embora todos eles representassem o próprio Jeová como reis designados da linhagem de Davi. Eles continuaram a amar a Jeová!

Os apóstolos de Cristo amavam a Jeová. Mesmo quando Judas Iscariotes fez a maior merda que um ser humano poderia fazer, ainda assim, eles continuaram seguindo a Jesus nas promessas de Jeová. (Lucas 24:44-53).

Alguns continuaram a servir a Jeová mesmo não entendendo o que havia acontecido com Ananias e Safira. É possível que alguns tivessem até achado exagerado, na sua imperfeição, a morte deles, mas continuaram a amar a Jeová do mesmo jeito.

Esta é a regra que eu sigo. Eu amo a Jeová, mas não fecho os olhos para as coisas boas e nem as coisas más. Não sou romântico, prefiro a sinceridade antes de tudo, e detesto demagogias espirituais. Sou realista naquilo que acredito. E amo a Jeová acima de qualquer coisa. (Romanos 8:38, 39).

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

[ Shutdown ]





O senador Eduardo Azeredo do PSDB- MG, deve ter cheirado muito orégano e enviou projeto que vai a votação no Congresso Nacional. A redação do texto é absurda, típico de um político alienado e ignorante.

Caso a lei seja aprovada, você que está lendo este blog poderá ser preso. Inclusive, eu, por dizer que ele cheirou orégano.





Por outro lado, como existe no Brasil várias leis que não pegam, esta pode ser apenas mais uma, por que não?

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

[ Uma Nova Congregação ]





Quando você muda para uma nova congregação tudo é novidade e expectativa. Pessoas novas, pessoas diferentes, novos jeitos, novos comportamentos, novas regras. Sim, porque cada congregação tem uma regra conforme a cabeça moderna ou tacanha dos anciãos que a supervisionam. Escolhi a atual porque já conhecia um dos anciãos de longas datas e pelo fato dele trabalhar com informática. Aliás, este requisito, por si só, já me convenceu a participar da congregação dele. Explico!

Pessoas tacanhas, principalmente quem não mexe com informática, costumam achar errado tudo que se relaciona com ela. Graças a Jeová, a organização tem designado anciãos jovens, modernos, que costumam ter uma visão menos preconceituosa das coisas, e isso tem ajudado bastante. Mas nem sempre foi assim. Por exemplo, tem um superintendente, que hoje está no Rio de Janeiro, que chegou a dizer que “internet não é para cristãos, o cristão que tem internet em casa, está comentando um erro”. Não preciso nem argumentar, não é?

Vai aparecer alguém dizendo que não deveria estar escrevendo isso, afinal, temos que mascarar às pessoas do mundo, que tudo na organização são flores. O livro que dá a nossa versão de “...como jogar as coisas para o debaixo do tapete e mostrar que tudo são flores” eu não li. Mas não se preocupem, as pessoas que lêem isso aqui são cristãos como você.

Enfim, os irmãos ainda são novos, no inicio tudo são flores, todos são carinhosos e atenciosos. Com o passar do tempo, quando eu deixar de ser novidade, apenas os irmãos de verdade continuarão carinhosos e atenciosos. Aí sim poderei dizer que finalmente fiz amigos de verdade. Até lá... vou dançando conforme a música.

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

[Vergonha do Nordeste]




Eu sou um daqueles que acreditam que futebol é cultura. Que se deve torcer pelo time de sua cidade, seu estado, sua região. Mas infelizmente ao contrário do que existe na Europa, temos uma mídia tendenciosa. A Rede Globo, principalmente, com seu alcance em todo território nacional, faz uma verdadeira lavagem cerebral nas pessoas para que torçam para os times do eixo RJ-SP, sobretudo Flamengo e Corinthians. O resultado é que no interior dos Estados as pessoas deixam de torcer para os times de sua região. Uma vergonha, uma vez que estes mesmos times são de cidades que tem o maior preconceito contra os nordestinos.

Na Bahia não é diferente. Segundo uma pesquisa a torcida do flamengo no interior é quase semelhante ao de Vitória ou Bahia. É como se o Flamengo jogasse lá. Cansados disso e sabendo que várias caravanas viriam do interior para assistir o jogo no Barradão, a torcida do Vitória criou a frase “Vergonha do Nordeste” com uma seta apontando os torcedores do flamengo. A faixa foi pequena mas fez sucesso no Brasil ao ponto de incomodar a toda e poderosa Rede Globo.

http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Flamengo/0,,MUL842423-9865,00.html

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

[ A Crise Americana e você! ]




Não acredite no presidente Lula e na sua equipe econômica. A crise é séria e vai afetar você! Mas o que é essa crise que todos falam e não entendemos nada? Tentarei explicar de uma forma bem simplista.

Eu tenho uma casa que vale R$ 10.000,00. Decidi fazer um empréstimo e usar minha casa como garantia; desta forma procurei uma financiadora de hipoteca que me emprestaria um valor de até 40% acima do valor avaliado do meu imóvel. Fechado o negócio, fiz um empréstimo de R$ 14.000,00 divido em 36 meses com juros, que ao pagar a última parcela, o banco estará recebendo algo em torno de R$ 30.000,00. Desta forma, teoricamente o Banco Hipotecário tem um crédito a receber de 30 mil.

Como imóvel é um investimento seguro e em valorização constante, as cédulas hipotecárias são moedas valiosas nos Estados Unidos, onde algumas hipotecas chegam a ser fechadas com ágio de até 200% acima do valor real do imóvel. Mas tudo bem, os americanos são bons pagadores, e em caso de inadimplência, basta tomar o imóvel de volta. Opa! Mas se a dívida do banco é de 30 mil e minha casa vale apenas 10 mil, como é que mesmo vendendo meu imóvel, a dívida será coberta? Deu para entender como começou a chamada “bolha” que deu origem à crise? Calma, que o rombo ainda é mais feio.

Não conformado em esperar o pobre devedor quitar suas dívidas, o Banco Hipotecário “vende” o crédito de R$ 30.000,00 para um outro banco de investimento, que para pagar toma emprestado de outro banco. Isso se chama compra de carteiras de crédito, um negócio arriscado baseado apenas na confiança de que o devedor irá quitar suas dívidas.

Mas e se de repente, eu, João, Maria, Fernando, Kátia e mais centenas de pessoas começam a não pagar a hipoteca? No inicio o sistema de cobrança ainda funciona, somos despejados e o meu imóvel vai à leilão. Mas lembra que ele só vale R$ 10.000,00? E quem vai cobrir o restante? Não adianta me cobrar que eu não tenho dinheiro. Outros bancos, começam a perceber o rombo e fecha o cofre para empréstimos para estes bancos de investimentos. O Banco Hipotecário começa a ficar com dificuldades financeiras e falta dinheiro para pagar ao outro banco, que por sua vez não tem dinheiro para pagar ao outro banco, que sem dinheiro, retira os valores aplicados em fundos de investimento, fazendo as ações desvalorizar, criando um verdadeiro efeito dominó. Sem ninguém para salva-los, estes bancos de investimento acabam falindo, levando com eles o dinheiro de dezenas de aplicadores.

Como os Estados Unidos representa cerca de 30% da economia mundial, a queda deste país acaba levando todos os demais junto com ele graças à globalização. Sem dinheiro no mercado, o Dólar valoriza e sobe de preço, o custo da matéria prima sobe encarecendo produtos que seriam vendidos a outros países. Quem antes comprou à crédito ou tomou emprestado á base do Dólar acaba pagando o dobro do que valia no inicio. Fábricas repassam estes preços para o fornecedor, que por sua vez passa para o comerciante, que por sua passa para o consumidor. Como o salário não sobe, o custo de vida do trabalhador fica difícil. Como o lucro diminui, algumas empresas acabam sendo obrigadas a demitir. Aumenta o desemprego, aumenta o caos financeiro e com isso vem a inflação.

Entendeu como isso afeta você? Então não adianta fazer discurso anti-americano desejando que o rombo derrube os Estados Unidos. O inferno são os outros; ruim com eles, pior sem eles.

domingo, 26 de outubro de 2008

[ Triste Bahia ]




Eu sou baiano, soteropolitano e amo minha cidade. Mas infelizmente seus cidadãos estão destruindo-a. Alguns amigos se surpreendem quando digo, depois de 8 anos em Brasília, que não sinto falta de nada, a não ser, claro, da minha família e dos jogos do Vitória no Barradão. O que me entristece por lá é o pensamento medíocre da maioria da população, seja pobre, seja rica, seja classe média.

Há alguns meses o professor Antônio Natalino Dantas, coordenador do curso de medicina da UFBA, chamou todos os baianos de burro. Disse que o baiano tem QI baixo e que só toca berimbau por que tem uma corda. Natalino estava num péssimo dia, foi uma declaração infeliz, não levando em consideração a herança cultural literária, poética e musical de nosso Estado. Mas sem exageros, ele tinha um pouco de razão.

Vamos tomar por base o Carnaval de Salvador. Na década de 1980 o carnaval de rua era do povo pobre. Chique mesmo era participar das festas de Salão realizados pelos Clubes, como o do Clube Bahiano de Tênis, o mais concorrido da cidade. Com o tempo, essas festas foram se tornando mais caras, e a classe média passou a ser impedida de participar, migrando junto com o povo, para às ruas.

No final da década de 80, vendo no turismo uma forte fonte de receitas, o então governador ACM criou um projeto cultural baseada na valorização das raízes que teve seus altos (a inclusão da cultura negra como grade do currículo escolar e a restauração e revitalização do Pelourinho) e seus baixos (reformados, os espaços que antes eram do povo, passou a ser da elite e dos turistas). Entre esses baixos veio a transformação do Carnaval de rua numa festa nacionalmente conhecida, graças ao contrato de exclusividade com a BAND e do patrocínio da Artartica e Brahma, as duas maiores cervejarias do país.

Mas onde entra a burrice do povo? Sabem quanto custa brincar no carnaval de Salvador? Se você quiser participar de todos os blocos, ouvir todos os artistas nacionalmente conhecidos, vai desembolsar cerca de R$ 3.000,00! No bloco do Asa de Águia, o abada (que lhe dá direito a dançar dentro do bloco por no máximo 4 horas) custa R$ 900,00. O bloco Camaleão tem a segunda fantasia mais cara, são R$ 840,00 para ouvir o Chiclete com Banana. No da Ivete Sangalo são apenas R$ 650,00 enquanto sua genérica, Claudia Leite, cobra R$ 300,00.

Levando em consideração que muitos desse artistas não fazem mais tanto sucesso em Salvador (o Chiclete com Banana faz “shows” onde costumam cobrar R$ 10,00 a entrada), o objetivo óbvio é atrair os turistas, sobretudo os brasilienses e paulistas, que adoram a Axé Music. No entanto, no afã de fazer parte da festa nacional, muitos soteropolitanos entram na onda e pagam o preço para brincar no Carnaval.

Muitos desses gastam todo o salário para participar de uma festa que dura apenas sete dias e passam fome o resto do ano. Ninguém paga nem 10% disso para comprar um livro, estudar melhor ou procurar se especializar. A Bahia tem um dos maiores pólos petroquímico da América Latina – Camaçari – mas todos possuem supervisores, técnicos e especialistas de outros Estados, porque não existem em Salvador pessoas para estas demandas. O pobre e negro de Salvador não pense em cursas uma faculdade, mas já nasce querendo montar uma banda de pagode, porque supostamente dá mais dinheiro e você não precisa estudar.

Talvez por isso, não me sinta lisonjeado quando descubro que “Ò pai ó” vai virar série de televisão da Globo. Vem aí mais uma visão estereotipada da minha cidade que não representa a maioria. Triste Bahia!

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

. [ Campeonato Brasileiro ]





Vamos falar de futebol. Há tempos não falo disso não é? Bem, falando dos times que eu torço o que posso dizer; o Vitória está indo bem. Levando em consideração que em 2006 ele estava disputando a terceira divisão e que ano passado subiu à Série A como quarto da série B, acho que a campanha do Vitória está boa, embora não aceite a síndrome do vira-vira que ele insiste em demonstrar. Bem, pelo menos teremos o Campeonato Sulamericano ano que vem.

Já o Gama, parece que não tem mais jeito. Amargará mais uma vez o retorno à Série C. E ano que vem não será fácil, pois teremos times mais competitivos. Um triste fim para um time que ganhará um dos estádios mais modernos do país, o estádio Bezerrão que será inaugurado no mês que vem no amistoso entre Brasil e o selecionado de Portugal.

Já que não estou nas primeiras, minha torcida pelo título da série A fica entre Cruzeiro e Grêmio. Qualquer um, menos os times do eixo do mal (RJ e SP). Estou farto de a mídia enaltecer estes times em detrimento dos demais. Já lá embaixo torço de fé que Fluminense e Vasco da Gama caiam para a segunda divisão.

Já na série B, ficou claro desde o inicio que subiria o Corinthians e mais três. Tenho que admitir que ao contrário dos demais times que disputaram a série B, o Corinthians pensou grande. Montou um time de Série A e sobrou no campeonato. Quem eu quero que suba junto com ele? Mesma regra: qualquer um menos os times de São Paulo. Estou torcendo por Vila Nova-GO, Avaí-SC e o Juventude-RS.

sábado, 18 de outubro de 2008

[ Papai Noel ]

Sim, ele existiu, mas nada tem haver com o nascimento de Cristo. É apenas mais uma das invenções da Igreja Católica! Seu nome, na verdade, é Nicolau de Mira, hoje ainda adorado mesmo após o primeiro cisma, tanto por Católicos como Ortodoxos. É considerado o padroeiro da Rússia. Como todos os demais santos católicos, a lenda lhe atribui alguns milagres tais como cura de doenças e ressurreição de crianças. Mas de fato mesmo, há apenas a história que deu inicio a lenda atual do Papai Noel.

No quarto século, em Mira, atual Turquia, existia um bispo de bom coração chamado Nicolau. Conta a lenda que certo dia ouviu na sacristia uma confissão de um pai preocupado pois não tinham dinheiro para pagar os dotes de casamento das filhas e por isso, elas entrariam na vida de prostituição. No dia seguinte, as moças encontraram perto da chaminé de sua casa dois sacos de moedas, que ajudou as garotas e tirou a familia da miséria. Logo depois a noticia se espalhou pela região.

Mesmo não admitindo que era o presenteador misterioso, o povo do vilarejo passaram a desconfiar do Bispo Nicolau, afinal, a Igreja era a única instituição rica do lugar. Desta forma, as pessoas usaram a artimanha de levar seus pedidos à Deus por meio do Bispo Nicolau. Misteriosamente no dia seguinte o presente aparecia na casa da pessoa. Assim surgiu a lenda de São Nicolau, beatificado mais tarde pela Igreja Católica, e consequentemente, Ortodoxa russa.

São Nicolau foi a saída da Igreja para atrair fiéis. O Natal, baseado numa festividade romana de adoração ao deus-sol já era comemorado desde o 3º século pelos cristãos apóstatas, mas faltava um símbolo que chamasse a atenção, uma vez que o nascimento de Cristo, por si só, não era atraente.

Neste contexto, São Nicolau, protedor das crianças, dos mercadores, dos marinheiros e que distribuía presentes, veio a calhar e logo surgiu a idéia de incluí-lo como um dos símbolos do Natal.

Na Holanda passaram a chamá-lo de Sinterklaas. O povo dos países baixos levaram para sua antiga colônia (Nova York) este nome que passou a se chamar Santa Claus. Na Bretanha o chamavam de Father Christmas (Papai Natal), os franceses de Pere Noel que acabou migrando para Portugal como o nosso conhecido Papai Noel.

Assim o Natal, com uma nova roupagem, ganhava o mundo e dava inicio aos festejos que conhecemos hoje em dia.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Nintendo Wii:
O dia que Davi derrubou dois golias


No passado, videogame era coisa de criança. Hoje se tornou coisa de adolescente e adultocente. E quanto mais o tempo passa, mais os gameviciados querem mais. Mais imagens em alta definição, mas situações complexas e, principalmente, mais recursos. O sucesso dos games nos trouxe os videogames de alta resolução e os superjogos que parecem tão reais que saltam à rela como o Final Fantasy Series, Halo 3 ou Quake IV. Nessa leva, duas empresas, praticamente deixaram as demais no pó, ao disputar este mercado com os consoles Playstation (Sony) e XBox 360 (Microsoft). Durante muito tempo, as duas eram imbatíveis, disputando o mercado milionário dos superjogos.

Até o dia, que a Nintendo surpreendeu as duas, por incrível que pareça, fazendo justamente o contrário: apostando em jogos simples. A empresa japonesa decidiu não disputar com as duas, não iria fazer games avançadíssimos, com gráficos de ultima geração para agradar os jogadores veteranos, mas faria jogos simples para agradar o irmão mais novo, a irmã, o pai, o tio e o avô.

Enquanto no Playstation 3 e XBOX 360, você tem às mãos um joystick com um monte de botões e códigos complexos para jogar um game, no Nintendo Wii você precisa apenas de um controle remoto com alguns poucos botões. No Playstation você às vezes usa até 3 botões ao mesmo tempo para fazer um simples movimento; já nos jogos da Wii basta apertar um botão e movimentar os braços. O computador faz o resto. Incrível né?

Além disso, além de apostar em jogos de ação com enredos complicados, a Nintendo aposta em jogos simples para a família: ressuscitou o Super Mario, tem jogos de cartas, jogos de dança, karaokê e a maioria deles podem ser jogados por até 4 pessoas ao mesmo tempo. Como a empresa gasta menos para produzir estes jogos, o preço final nas lojas também é pequeno, chega a ser 1/3 do valor dos da concorrência. Aliás, como concorrente, a Sony e Microsoft nunca tinha vista a Nintendo, até o dia que o Wii chegou a marca de 10 milhões no mundo em apenas 1 ano. Só o Playstation 2 levou dois anos para bater esta marca, o Playstation 3 nem sonha ainda e o XBOX, só para quem tem muito dinheiro.

Eu, particularmente, não sou muito fã do Nintendo. Acho muito bobinho os jogos, além disso já estou acostumado a ficar digitando números e códigos para passar as fases do Quake e Doom no meu computador, por isso um joystick é coisa boba. Mas ao contrário de muitos veteranos, não sou contra o joguinho japonês. Afinal, os leigos também devem ter uma chance de jogar. E também podemos bater no peito e dizer coisas: “Nintendo é coisa de criança, quero ver você me derrotar no Quake IV”.

terça-feira, 14 de outubro de 2008

sábado, 11 de outubro de 2008

[Mataram o português!]

A partir do ano que vem, a Inês é morta. A reforma internacional que pretende unificar a linguagem escrita de todos os países de língua portuguesa finalmente sairá do papel. O mesmo português escrito no Brasil será o escrito em Portugal, Cabo Verde, Angola, Moçambique e Timor Leste. Tivemos que ver a língua inglesa e espanhola dominar o mundo para entender que somente tendo uma língua padronizada, o português também seria respeitado. Eu sou um dos que acham que essa unificação deveria ocorrer. Mas tinham que usar como base justamente o português brasileiro?! Non creo. Sou brasileiro mas como amante da minha língua pátria, acho que deveríamos utilizar como padrão a língua de Portugal por motivos óbvios.

O Brasil venceu no grito, pegando carona na informática. Como somos quase 100 milhões de internautas, ganhamos de lavada dos demais países de língua portuguesa. Antes os sites internacionais ainda colocavam as opções “português brasileiro” e “português lusitano”, mas a preguiça acabou exterminando este último e hoje praticamente seja na internet ou em televisão à cabo, o português utilizado é sempre o padrão brasileiro.

Para começar, pouco nos importamos com essa mudança. Na verdade, a alteração ortográfica não mudará em nada. O brasileiro não sabe escrever direito hoje e continuará a não saber depois. Assassinam a língua portuguesa sem dó e nem piedade, e utilizarão a reforma como pretexto para continuar com o genocídio em 2009. “Ta vendu como portuguêis é cumpricado? E ainda mudam? Purisso que num estudo mesmu”.

É um absurdo, porque os portugueses amam sua língua e consideram uma prioridade ler e escrevê-la bem. Em Portugal não dão espaços para estrangeirismos. Lá não existem Shoppings, OffShore, Telemarketing, Mouse, Help Desk, Shorts, T-Shirt entre outras expressões, que aqui no Brasil ganharam uma aceitação incrível, graças a nossa colonização cultural americana. O português lusitano se aproxima do latim, que entre outras coisas, prima pelo rigor poético, conhecimentos científicos, sem falar no conteúdo histórico e literário. As aulas de literatura portuguesa e de gramática são uma das mais concorridas em Portugal, e os cursos de Letras são um dos mais valorizados.

Aqui no Brasil por até R$ 175,00 você faz um curso vagamundo de Letras pela internet. E ainda se formam como professores. Universitários se tornam demissionários ou não conseguem vagas em empresas por não escreverem direito. Imagina o ensino médio? Alunos brasileiros não sabem interpretar textos simplesmente porque não sabem lê-los. Tem pessoas que simplesmente se desesperam quando se pedem para escrever uma redação simples. Mudam virgula de lugar, pontuam onde não deviam pontuar e remodelam todo o sentido de um texto.

Enfim, mataram o português. Mas o que esperar de um país onde o seu presidente só estudou regularmente até o ensino fundamental? Apenas lamentar a morte do portuga e esperar que Castro Alves, Machado de Assis e Luiz Camões não revirem na tumba.

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

[ Eleições 2008 ]

Todos os anos em que há eleições é a mesma coisa, todos perguntam se é verdade que Testemunha de Jeová vota nulo. Eu costumo responder ironicamente que toda Testemunha vota, infelizmente, porque somos obrigados. Mas chegando lá, o voto é secreto e que não posso responder individualmente por cada pessoa, mas que como Organização, nós somos neutros politicamente e preferimos não nos envolver.

Para os que me respeitam, se calam. Para os que não, dizem que somos alienados, não temos consciência política, social e esse blá blá blá que conhecemos.

Como leio muitos jornais, geralmente sempre estou informado sobre os rumos da política de nosso país. Às vezes é difícil manter uma posição de neutralidade, mas tento não externar minha opinião. Porém, diante de uma discussão entre colegas de trabalho, minha língua coça e acabo dando algumas opiniões que mostram como eu detesto toda e qualquer visão esquerdista, de pessoas a quem eu chamo carinhosamente de esquerdopatas.

Mas voltando ao voto nulo, embora seja bastante difundido entre nós, particularmente não acredito que votar nulo ou branco seja uma forma de demonstrar neutralidade, graças à nossa Lei que caracteriza esses votos como válidos dependendo do pleito eleitoral. Em alguns casos, o voto nulo ou branco ajuda a eleger um determinado candidato ou a legenda, levando em consideração fórmulas int para os chamados votos válidos. O certo seria não ir votar! Eu geralmente faço isso. Não voto, depois pago uma multa de R$ 4,50 e regularizo meu título eleitoral.

Não sei se do ponto de vista cristão este seria um princípio correto, afinal, poderia se alegar também que como votar é uma obrigação do cidadão brasileiro, não votar seria uma forma de desrespeitar as autoridades. Pode ser, quem sabe?

O fato é que todas as eleições acabam me dando nojo. É uma inutilidade ver coisas bizarras sendo elegidas como vereadores. Como é que as pessoas votam em coisas assim? Em Salvador, o prefeito destrói toda a orla de Salvador, abandona o Pelourinho à degradação, transforma a cidade num caos, é considerado por duas vezes o pior prefeito do Brasil e depois acaba sendo o mais votado para a reeleição?

Política em enoja. Ainda bem que somos neutros; ainda bem.

sábado, 4 de outubro de 2008

[ Sindicato de Vagamundos ]


Minha mãe é professora, funcionária pública do Estado da Bahia. Duas amigas minhas também são professoras, funcionárias do Governo do Distrito Federal. Sabe qual a diferença entre minha mãe e elas? R$ 2.800,00

Eu fico extremamente revoltado quando ouço falar de greves de funcionários públicos em Brasília. Os professores são a classe mais vagamunda que existe. Para se ter uma idéia, um professor que ensina o primário, não ganha menos que R$ 3.000,00. Eles foram a classe que menos trabalha, pois além das licenças permitidas pelo governo que chega a ser 8 por ano, eles são os que mais dão atestados médicos. Em média o professor do DF falta o trabalho de 30 a 35 dias por ano. Um absurdo!

Enquanto isso seja no Rio, Bahia, Pernambuco e São Paulo, estes mesmos professores lutam para ganhar míseros 500 a 600 reais por mês. Agora os professores do DF, liderados por sindicatos que nada mais são do que fomentares de rebeliões, decidem entrar em greve.

Um absurdo!

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

[Bezerra de Menezes e os néscios]


"O espiritismo é uma fábrica de idiotas,
e não pode subsistir"
- Machado de Assis


O espiritismo é um samba do espírito doido, dado a falta de uma ideologia específica e o excesso de fantasias que povoam as histórias contadas por seus crentes. Geralmente as pessoas gostam do que não se pode explicar e por isso se sentem atraídas ao espiritismo, mesmo àquelas que dizem seguir outras religiões. Embora o espiritismo tenha nos dados ótimos filmes inteligentes como Sexto Sentido, Os Outros, além dos filmes japoneses e coreanos de terror, no geral, ela deve ser enquadrada naquilo que ela é: apenas fantasia.

Quem pensa que é apenas Hollywood que produz filmes baratos que surpreende nas bilheterias, teve que se curvar ao filme nacional Bezerra de Meneses – O Diário de um espírito. O filme é barato, produção fraca, mas graças ao além, se tornou o filme brasileiro mais visto nos cinemas superando, inclusive, favoritos e badalados como "Era uma vez" e "Última parada 174". Brasileiro gosta de fantasia.

Quer saber quem foi Bezerra de Meneses? Nem queira! Diz ser um médico cearense do século 19 que teria ajudado pobres e se tornado um político popular. Parou aí! Mas os espíritas dizem que ela era uma entidade, reencarnação do evangelista Lucas e que curava pessoas com o poder dos espíritos. Parei aqui!

A Bíblia deixa clara a posição de nosso Deus e seu filho, Jesus Cristo, sobre o espiritismo: demonismo puro! Meios de brincar (ou ser brincado) pelo próprio Diabo. "Não vos vireis para médiuns espíritas e não consulteis prognosticadores profissionais de eventos, de modo a vos tornardes impuros por eles." — Levítico 19:31. Jeová tinha advertido à nação de Israel a não se misturar com médiuns e praticantes de magia. Deixou claro que eles não tinham o seu agrado e faziam a vontade de Satanás. - Levítico 20:6, 27.

Ao final, no livro de Revelação (Apocalipse), nosso Deus deixa claro quando declara que praticantes do espiritismo serão destruídos totalmente. (Rev 21:8).

Portanto, Bezerra de Meneses pode até fazer sucesso lá para as negas deles, mas para mim ele nada mais parece um oportunista que, conforme as palavras de Machado de Assis atraiu para si a subsistência de vários idiotas. - Isa. 47:12, 13.

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

[ Caldinho de Miojo ]


Um dos grandes problemas de se morar sozinho e não saber cozinhar direito é quando a fome bate na madrugada e você não está muito a fim de pedir um hambuguer ou pizza pelo telefone. O jeito é apelar para coisas simples. E neste quesito não existe nada mais simples que Nissin Miojo.




Já houve uma fase de minha vida que eu comia miojo por que era a única opção que meu bolso me dava. Em vez de lamentar e sentir pena de mim mesmo, eu levada na brincadeira. Eu era a única pessoa que tinha um banquete semanal: galinha caipira na segunda, legumes na terça, galinha light na quarta, carne com bacon na quinta e feijoada na sexta (embora de todos, a feijoada é a mais ruim).

Com tanto miojo e o peso aumentando, fiquei curioso uma vez se esse famoso macarrão instantâneo engordava? Para meu desespero descobrir que ele não só engorda (carboidratos puro) como ainda ajuda a criar doenças coronárias devido ao alto teor de gordura trans. Mas como nem tudo é perfeito mesmo, hoje só como miojo em noites que eu não estou muito a fim de comer nada pesado.

O banquete de hoje? Galinha Caipira... e o caldinho do miojo, opa, esse é o mais gostoso.

Opa... acabou de baixar o download do segundo episódio da terceira temporada de Heroes. Fui!

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

[ Notícia para quem precisa ]

Eu estou velho. Descobri isso depois que passei a ligar o rádio para ouvir duas coisas: resenhas esportivas ou os noticiários da BANDNEWS FM.

Até então, a CBN Notícias era líder de audiência em meu MP4, mas a formalidade exarcebada e o bairrismo carioca avacalhou a rádio e ouvi-la passou a ser um suplício. Por causa disso vibrei quando há um ano, a BandNews passou a ser transmitida para Brasília. O centro do poder precisava de uma rádio do nível da BANDNEWS TV, o qual eu já sou telespectador assíduo.

Desta forma, enquanto todos os outros estão ouvindo música ou jabá de rádios nos seus celulares ou MP3, eu estou me atualizando com as noticias diárias.

Pela manha, entre as 07 e 09 horas é obrigatório para mim ouvir a rádio tendo Ricardo Boechat e o jovem jornalista Luiz Megale, que juntos, formam uma bem humorada dupla de âncoras do melhor jornalismo na rádio. A informalidade e as opiniões claras, sem rodeios, e com algumas pitadas de ironia de Boechat, dão o tom do programa que ainda tem os ótimos comentários de Mônica Bergamo (política e atualidades), Guilherme Barros (negócios e consumo), José “macaco” Simão (humor) e Milton Neves (esportes). Ta bom, o Milton Neves é um chato de galocha, mas não destoa da programação. Sou ouvinte assíduo e o dia me parece desatualizado se por algum motivo não ouço as noticias.





A partir das 9:00 horas entra um programa local que tem ótimos comentários de Cláudio Humberto, embora seja acompanhado de um outro jornalista chato. Daí eu desligo e só ligo novamente à partir das 17:00 horas, quando escuto as noticias ancoradas pelo maior jornalista desse país, Boris Casoy.

Por ser admirador e ouvinte, foi com muita alegria que recebi a noticia que Ricardo Boechat ganhou o prêmio de melhor âncora do jornalismo radiofônico (Comunique-se 2008). Alegria porque sou testemunha da sua capacidade profissional e confirmar que um prêmio foi dado para um grande jornalista.

A Bandnews está apenas nas sete maiores capitais: São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, mas você pode ouvir pela rádio. Confira!

www.bandnewsfm.com.br

domingo, 14 de setembro de 2008

[Comprovado, as mulheres são lentas...]


O teste foi feito ontem no Shopping Pátio Brasil. O desafio: tanto eu como minha namorada iriam comprar algumas roupas. A quantidade eram quase as mesmas; ambos queriam uma calça, algumas blusas, meias e roupas íntimas (hum, se eu dissesse cuecas e calcinhas iria ficar feio, não é?).

Cada um pegou o seu rumo dentro da Riachuelo, que ultimamente está melhor que as concorrentes. Em apenas 12 minutos, eu consegui escolher minha calça, algumas camisas, um tênis, um pacote de meias e cuecas.

Já tinham se passado 40 minutos e Daniela ainda estava tentando achar uma blusa. Foram quase 1,5 hora para escolher apenas uma calça e duas blusas, sem falar naquelas que ela devolveu depois porque no inicio gostou, mas agora achou feio.

Outro fato descoberto é que as mulheres se vestem para as outras mulheres. Incrível! Foram várias as vezes onde minha opinião – e com certeza a maioria dos homens – foi “não gostei”, mas ela acabou cabulando diante de outras mulheres que diziam “nossa, ficou lindo”. E essa moda atual de usar óculos escuros que toma metade do rosto? Até agora não conheço um homem que ache lindo isso. Mas enfim, elas que se entendam.

Após a saída, diante do comentário “a gente bem que podia passar na Otoch”, saí correndo, afinal, eu não agüentaria passar tudo isso de novo.

Resultado final do teste: se você for homem, NUNCA acompanhe suas mulheres ao fazer comprar no shopping. Seu dia poderá ser bastante estressante.

[Ainda sobre as Lojas Riachuelo]

Eu gosto de comprar uns pacotes de meias que vem 6 pares brancos. Mas finalmente havia um pacote que trazia 3 pares pretas e brancas, além de outras pretas e cinzas. Não havia nenhuma cinza e branca. Perguntei para o vendedor,se poderia trocá-las. Ele disse que não. Um senhor que estava do lado escutando, achou absurdo. “Vocês vão deixar de vender as meias só por preguiça de trocar os pares?”. O vendedor continuou dizendo que não. Assim, não comprei as meias. Será que o dono da Riachuelo sabe disso?

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

[ “Eu pertenço a Paulo, mas eu a Apolo...”]

Não tem jeito. Por mais que se orientem quanto a respeitar as decisões pessoais de nossos irmãos por questões que envolvem consciência, as pessoas sempre tomarão partido de algo, seja contra ou a favor. Em 2007 o Escravo, sob inspiração, escreveu: “Cristãos assim reconhecem que em muitos assuntos não condenados explicitamente nas Escrituras, há margem para variação de opiniões entre os que crêem. Em vez de criticar, eles reconhecem como “puras” as coisas que Deus não condena. Não esperam que todos os outros cristãos pensem exatamente como eles em aspectos da vida sobre os quais a Bíblia não dá orientação específica”.

Acabou o estudo da revista, uma semana depois a maioria esquece do que se falou ali, principalmente, os crente demais, estes o piores, pois tudo que ele não concorda é errado, mesmo que não esteja especificado na Bíblia.

Ele não gosta de rock? É errado. Ele não gosta de vestir bermuda? É errado. Ela não tem um corpo bonito? Então quem usa biquini na praia, é um cristão errado. A questão de consciência é muito delicada, porque envolve uma decisão entre você e Jeová. Alguns acham que quando se fala em consciência é a senha para “SIM”. Outros acham que é a senha para condenar, e ainda tem a cara de pau de falar em “princípios bíblicos” para justificar a usurpação do lugar de Jesus Cristo, aquele único a quem Jeová deu o privilégio de julgar.

Vamos tomar por base os comentários feitos sob o tópico anterior. Meu caro amigo Geovane viu um ancião comprar uma telesena, e só por causa disso achou que poderia também comprar? Parecia que no fundo você já tinha o desejo e esperou apenas que alguém desse o primeiro passo para faze-lo também. Não pode ser assim. A decisão é sua! E se este ancião estiver errado? Lembre-se que uma decisão de consciência significa que você tem consciência que pode pagar por seu erro, caso esteja errado.

Por outro lado o Márcio disse que Telesena é jogatina. Baseado em quê? Telesena é uma título de capitalização o qual 50% é revertido em capital e os outros 50% como taxa de serviço. É aprovado pela SUSEP e autorizado para comercialização pela Liderança Capitalização. Propaganda enganosa? Duvido! Silvio Santos não é bobo; besta é o povo que compra algo sem ler a linhas pequenininhas no canto da página.

Definitivamente é um título de capitalização, portanto, um investimento financeiro. Jogatina é quando você usa seu dinheiro em jogos de azar, é quando você compra uma aposta.

Entenderam? Eu disse que não concordo com a compra de Telesena, e pior ainda, com os títulos de capitalização. Mas em nenhum momento disse que quem compra é um pecador. Não sou de Paulo, nem de Apolo, nem de Cefas, mas, sou de Cristo. E lembre-se sempre do conselho bíblico: “Quem come não menospreze ao que não come, e quem não come não julgue aquele que come . . . Para o seu próprio amo está em pé ou cai. Deveras, far-se-á que ele fique em pé, pois Jeová pode fazê-lo ficar em pé.” (Romanos 14:3, 4)

Dica de leitura? A Sentinela 15 de outubro de 2007. Página 25-29. “Ouça a voz de sua consciência”.

sábado, 6 de setembro de 2008

[Títulos de Capitalização é para o cristão?]

Para começar, o que é um título de capitalização? Popularmente conhecida como “poupança forçada” trata-se de uma forma de investimento onde você deposita valores (capital) mensalmente ou de uma única vez e após um prazo pré-estabelecido, tem o dinheiro investido de volta devidamente corrigido pela TR. Como motivação, cada título possui um número que é sorteado mensalmente e você pode ganhar prêmios materiais ou em dinheiro.

Como se trata de um investimento, inicialmente não há nada demais em fazer uma capitalização. Afinal, não há nada de errado em aplicar seu dinheirinho ganhado com muito sacrifício. Muitos irmãos empresários aplicam na bolsa de valores, em fundos de investimento ou em imóveis. Até as Filiais fazem isso com as doações que damos, senão, não seria possível manter as gráficas funcionando com o pouco dinheiro que nós contribuímos.

No entanto, se alguém perguntasse: É correto para um cristão comprar uma Telesena? Claro que não, você diria, baseando apenas suas afirmações pelo fato de ser um produto do Silvio Santos ou por ser vendido em lotéricas. Mas dando uma olhadela melhor, a resposta talvez não seja tão óbvia assim.

A Telesena, do Grupo Silvio Santos, nada mais é do que um título de capitalização, ou seja, um investimento, embora ele invista apenas 50% do valor pago. A CAIXA possui ainda o CapMais e o SuperXCap que são os seus produtos mais populares comercializados nos Lotéricos. O Bradesco tem o seu Pé Quente que geralmente é empurrado goela abaixo quando você tenta fazer um empréstimo por lá. A IBI (C&A) lançou o cartão de crédito que nada mais é do que um cartão de débito tendo por base o valor que você aplica num título de capitalização.

E agora? Pensaria melhor antes de condenar um irmão que comprou uma telesena?

Apesar de nunca ter sido tratada em publicações, há uma carta da Associação aos anciãos que fala sobre isso. Pelo que lembro a resposta era que se tratava de uma questão de consciência. Os irmãos deveriam ser alertados quanto a ganância e jogatina, e depois deveriam analisar, levando em consideração princípios bíblicos, se valeria à pena ou não comprar um título de capitalização. Muito relativo isso. Um irmão talvez achasse errado entrar numa lotérica para comprar uma telesena, mas não achar errado fazer um cartão de crédito do IBI.

Eu, particularmente acho errado. Uma pessoa que faz um título de capitalização não está procurando investimento, mas sim, os prêmios que ela oferece. Além disso, com as taxas praticadas no mercado, se ele quiser investir, a capitalização é o pior investimento que alguém pode querer. Até a Cardeneta de Poupança traz um retorno bem melhor. Mas quem sou eu para acusar alguém de ganancioso? E mesmo que eu soubesse disso, que base eu poderia afirmar uma vez que fazer investimentos financeiros não é pecado?

No final, só caberá mesmo a Jesus Cristo, o rei designado por nosso Deus, julgar isso. Até lá, paremos de julgar nossos irmãos...

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

[ Existiram Nefilins?]

Segundo a Bíblia, foram homens híbridos gigantes nascidos de mulheres que tiveram relações sexuais com anjos e se tornaram violentos, poderosos e aterrorizantes. (Gen. 6:4). Segundo historiadores, possivelmente se trata de uma lenda criada pela Bíblia. Baseiam se no fato de não haver prova arqueológica de que eles existiram. Bobagem!

Seguindo a idéia de “onde há fumaça, há fogo”, podemos olhar para o passado e observar as lendas e histórias da mitologia grega, suméria e babilônica para entender que estes homens realmente existiram.

GILGAMÉS

No Museu Nacional do Iraque ainda se encontra um texto cuneiforme originário da Biblioteca de Assurbanipal, que reinou sobre Babilônia em 668-627 AEC. Neste texto há relatos da história de Gilgamés, um homem poderoso que era “dois terços deus e um terço homem”. Segundo a lenda, Gilgamés não só era poderoso, como usava esse dom para massacrar oprimidos e estuprar as mulheres da região. Revoltados, os nativos apelaram para sua deusa Aruru que lhes deu outro semi-deus chamado Enquidu. Mas em vez de lutar contra Gilgamés, eles se tornam amigos, tornando a vida daqueles camponeses mais miseráveis ainda. Mais tarde Enquidu é morto pelos deuses, e desolado, Gilgamés parte atrás de outro semi-deus chamado Utnapichtim, que segundo a lenda, sobreviveu ao dilúvio e por isso havia ganhado poder e imortalidade. Localizado, Utnapichtim conta para Gilgamés como foi orientado pelos deuses a construir um navio para “buscar salvar tua vida”. Apesar do poder, Utnapichtim não consegue dar imortalidade a Gilgamés, que parte de volta à sua terra e morre decepcionado.

HERCULES, O HERÓI

Um herói para a antiguidade e para os nossos tempos. Segundo a mitologia grega Hercules era filho de Zeus e uma mortal chamada Alcmena. Desta relação nasceu o homem mais poderoso da terra, que devido ao ciúme de Hera, a deusa da natureza, fora combatido até o limite do seu poder. Num acesso de loucura provocado por Hera, Hercules se tornou um assassino violento, capaz de aniquilar qualquer pessoa em seu caminho. Recuperado de sua consciência, para pagar seus pecados, um Oráculo ordenou-o que servisse por 12 anos o seu primo Euristeu, rei de Micenas. Este por sua vez, amante de Hera, obrigou Hércules a cumprir doze perigosíssimos trabalhos, com o fim de mata-lo, mas no fim, Hércules saiu vitorioso de todos, embora cada um deles envolvesse lutar com anjos poderosos e monstros horripilantes.

AQUILES

Filho de uma feiticeira chamada Tétis com um "anjo dos céus", se tornou o maior e mais poderoso guerreiro da terra, após ser mergulhado no rio Estige, tornando-se invulnerável, exceto a parte do seu corpo em que ela usou para segura-lo, o famoso e proverbial “calcanhar”. Segundo uma profecia, Aquiles seria crucial na conquista de Tróia pelos Gregos, mas por ter matado um dos filhos do deus Apolo com Ártemis, a deusa da caça e da vida selvagem, ele acabaria morrendo na batalha. A morte acabou ocorrendo após o fim da guerra, quando o troiano Paris, atirou uma flecha fatal que atingiu Aquiles no calcanhar e o matou.

RESUMO DA ÓPERA?

Todas estas, e mais umas mil lendas em torno de semi-deuses, anjos ou demônios sobre-humanos que vieram para a terra e subjugaram as pessoas podem parecer uma simples história de ninar, mas para nós que cremos na Bíblia como palavra de Deus, e por isso, sabemos que o dilúvio ocorreu e que nefilins existiram, de fato cremos que onde há fumaça, há um incêndio.

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

[Filmes vistos recentes...]

INCRÍVEL HULK

Ótimo, mas apenas para quem gosta do herói. Se não, vai achar muito infantil. A história é interessante e tem boas cenas de ação e efeitos especiais. A cena inicial da perseguição na favela da Rocinha é ótima e Débora Nascimento está linda, apesar de aparecer poucos minutos e falar umas poucas palavras em português. No inicio nem Edward Norton e Liv Tyler não convende muito como Bruce Banner e Beth Ross, mas depois acostumamos. O hulk está mais convincente, mas ainda muito artificial, o filme tem poucas cenas empolgantes (vai ver é porque não sou muito fã do Hulk) mas a cena final é paga todo o filme. Se você assistiu “Homem de Ferro”, vai amar, mas se não, não vai entender nada. Vale à pena ir com os amigos num sábado de sol.

O FIM DOS TEMPOS

Você sabe quem é M.Night Shyamalan? É fã de seus filmes? Se a resposta for não, fuja desse filme, pois não vai gostar. Assim como ele fez em “A Dama na Água”, é mais um filme para fãs. Eu, por outro lado, amei. Para quem não sabe, Shy é o mesmo diretor de “Sexto Sentido”, “Sinais” e “A Vila”. Sua característica é assustar pela imaginação, então ele despreza os efeitos especiais para fazer cenas que chocam pelo sub-entendimento que você tem da situação. Em “Sinais” ele canalizou uma invasão alienígena no planeta para apenas um porão de uma casa, onde valeu-se de sua capacidade como diretor e das atuações dos atores envolvidos. Neste filme, não é diferente, pois uma epidemia faz com que as pessoas se matem coletivamente. Descobre-se que se trata de um fenômeno natural e as pessoas passam a fugir para o interior com o fim de escapar. O final é simples, bem ao estilo de Shy, e se você vai achando que será um final surpreendente, acaba se decepcionando. Espere sair nas locadoras para assistir com seus pais ou alguém que gosta de filmes para refletir.

A MÚMIA III

Um filme totalmente escapista. Sem uma história convincente, péssimas atuações, mas com muitos efeitos especiais e situações cômicas. Garante a diversão! No inicio você estranha a atriz Maria Bello no lugar de Rachel Welz como a esposa de Brandon Fraser, mas depois acostuma. A história? Bem, um imperador maligno do passado recebe um feitiço e é “congelado”, junto com seu exército. Se alguém ressuscitá-lo ele dominará o mundo. Quem vai fazer isso? Depois é so monstros, armadilhas, múmias, esqueletos e um final previsível. Vale a pena quem quer apenas se divertir no cinema.

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

[ Jesus Cristo segundo Galileu ]


Renovei pela quarta vez minha assinatura da Revista Época e como mimo ganhei de brinde a assinatura da revista Galileu. Para variar, a primeira revista que recebo é sobre Jesus Cristo. Geralmente os assuntos destas revistas sempre é polêmico, mas Galileu surpreendeu. Informações vagas sempre resumidas a “...segundo os historiadores” ou “...segundo os especialistas”, sem ao menos dizer quando, quem e aonde.

Para começar, alegam que Jesus na verdade seria analfabeto. Qual o argumento utilizado? O fato dele não ter escrevido um livro sequer. Meu Deus! Sou analfabeto também ou será que blog vale? Depois afirmam que Jesus nasceu em Nazaré, não em Belém, desconsiderando totalmente a narrativa dos evangelhos, que mostra inclusive a rejeição dos seus contemporâneos, entre outras, por ele não ser natural daquela cidade.

Outra barbaridade: Jesus morreu na “cruz” mas não teve sepultamento; ficou lá para que os abutres ou corvos comessem os seus restos mortais! A justificativa tosca é que simplesmente naquela época apenas os ricos tinham esse benefício. Então argumentam que José de Arimatéia foi “criado” pelos autores dos evangelhos (ah, e segundo a revista Mateus, Lucas, Marcos e João não foram os reais autores) para justificar o enterro de Jesus, que segundo eles, não ocorreu. Quem disse isso? Os tais historiadores. Quem, quando e aonde?

Mas nem tudo está perdido. Algumas “descobertas” batem com o que as escrituras ensinam sobre Jesus, que a cristandade ignora. Estes historiadores acertam quando dizem que Jesus não fazia milagres apenas por fazer ou como mera bondade e compaixão. O contexto mostra que os milagres de Jesus tinham como objetivo demonstrar o que o Reino de Deus faria pela humanidade num futuro. (Bingo!)

Afirmam também que Jesus não tinha vindo inicialmente para salvar a todos em geral, mas sua pregação direcionava apenas aos judeus, e por causa da rejeição destes, a oportunidade foram abertas para povos de outras nações, os gentios. Desdenham da afirmação de que Maria teria ficado virgem para sempre e afirmam que possivelmente Jesus teve irmãos carnais. Descarta a possibilidade de Jesus ter tido relacionamento com alguma mulher, inclusive Maria Madalena, e que, conforme dizem alguns críticos, Jesus nunca teria existido, se tratando apenas de um mito criado pela igreja para seduzir fies ao longo do século.

De resto, apenas declarações típicas de quem não possuem a fé cristã, o que não podemos cobrar de historiadores e cientistas, na sua maioria incrédulos ou ateus. Para explicar porque Jesus escolheu Judas Iscariotes como apóstolo, porque ele foi batizado por João já que não tinha pecados ou porque ele achou que havia sido abandonado por seu Pai quando preso na estaca, basta apenas eles lerem o livro Conhecimento.

No entanto, apesar de tudo, isso bastou para que eu pedisse o cancelamento da assinatura da revista Galileu. Claro que a vida de Cristo se traduz um mistério para estudiosos e pessoas sem fé, mas estabelecer que estas afirmações baseadas em conjecturas e teorias são verdades absolutas, é no mínimo uma agressão à inteligência do leitor.

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

[Síndrome de Asperger]

A Despertai! de setembro traz uma matéria interessante sobre a Síndrome de Asperger, que geralmente é relacionada ao autismo. Eu já tinha lido sobre ela, mas com outro enfoque, claro, na revista Seleções Digest, e graças as minhas manias hipocondríacas, cheguei a achar que eu também era portador deste distúrbio.

Eu sempre me achei uma pessoa difícil de me relacionar, embora Sebastião, um ancião maravilhoso de Salvador, me chame de “diplomático” por saber lidar com pessoas falsas sem ser agressivo. Eu conseguia angariar antipatias na mesma proporção que conseguia amizades sinceras. Eu sempre fui bom em manipular as pessoas, me dava uma impressão de ter muitos amigos, mas na verdade eu estava apenas exercendo liderança, uma característica que possuo muito bem e uso bastante quando quero, principalmente no âmbito profissional.

Eu sempre era do contra, sempre emitia opiniões não muito populares, sempre odiei os paradigmas e as demagogias, de modo que eu nunca era necessariamente aquela pessoa popular. Meus grandes e íntimos amigos eram contados nos dedos. A maioria eram colegas manipuláveis e quando eu não conseguia moldar sua forma de pensar, perdia o interesse.

Mais tarde, como Testemunha isso me causou alguns aborrecimentos, porque eu tinha a verdade, e para mim, se inculcar uma verdade é tão fácil nas pessoas, ainda mais se eu usasse meu poder de manipulação. Logo depois dois estudantes meus chegaram ao batismo, mas um deles logo depois caiu na inatividade. Fui lá, como todo instrutor deve fazer, e ele me disse: “- Eu tenho de ser Testemunha por amor a Jeová, não por você. Não tente me manipular novamente, me dê um tempo”. Isso foi um banho de água fria!

As boas novas não é algo que se inculca nas pessoas por manipulação, ou por métodos especiais ou por oratória emocional. A verdade é inculcada apenas pelo espírito santo de Deus àqueles que são atraídos por Ele. Não se pode forçar as pessoas, ou manipula-las de forma que ela se sinta culpada ou motivada apenas por desejos pessoais ou ambições materialistas. Convence-se pela verdade, não por presentes.

O que isso tem haver com a Síndrome de Asperger? Nada... necessariamente. Este estudante, que por sinal não tinha notícias dele há mais de 10 anos, simplesmente voltou à Organização desde 2002, casou com uma irmã e vive muito bem com ela.

Hoje eles tem um filho de 2 anos.

Autista.

sábado, 23 de agosto de 2008

[Pai]


Uma das melhores coisas ao retornar à casa de mainha foi rever algumas fotos antigas. As que mais me emocionaram foram aquelas em que eu aparecia com meu pai. Para os que eu ainda não contei, meu pai faleceu enquanto eu ainda tinha 10 anos. Foi um mal para o bem, pois foi justamente a morte de meu pai que atraiu a mim e a minha família para as promessas de Jeová sobre a ressurreição, e conseqüentemente, à sua Organização.

Hoje ele é um dos principais motivos que ainda me apego a Organização, apesar das pressões deste mundo e de alguns "superfinos apóstolos".

Poder vê-lo me carregar novamente no colo. Um sonho realizável!






“Digo-vos em toda a verdade:
Vem a hora, e agora é,
em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus,
e os que tiverem dado ouvidos viverão.

João 5:25