quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

[ Heath Ledger ]




Demorei para falar da morte de Heath Ledger, porque não queria ser mais uma voz entre milhares. Não sou necessariamente fã dele, mas gostei de quase todos os filmes que ele participou. Por exemplo "As 10 coisas que odeio em você" é o filme preferido de todos que gostam de comédia romântica. Já "Coração de Cavaleiro" é um dos meus preferidos; aquele que você assiste mil vezes se ele passar na televisão.

Talvez por isso vibrei, quando há um ano seu nome foi anunciado para interpretar o Coringa no filme Batman - O Cavaleiro das Trevas, que deve estrear no Brasil em julho. Como fã das histórias do homem morcego, sempre vi o Coringa como um um psicótico cruel, mas aí veio os primeiros filmes do Batman e estragou tudo. Filmes ridículos, com adaptação medíocre, manchando a imagem do único herói de verdade. Jack Nicholson estragou o vilão mais popular de todos os tempos.

Mas a redenção veio com "Batman Begins" mostrando um lado mais humano e menos caricato. Heath Ledger entra nesse contexto interpretando um Coringa à altura. Pelos trailers vemos um Coringa mais vilão, mais cruel, mais próximo da realidade dos quadrinhos.

Quanto ao Ledger, o que posso dizer é que desejo que o perdão a ele seja dado. Não sou juiz, mas a Bíblia diz que milhões de pessoas que agora vivem serão ressuscitados, e que a morte é o perdão de todos os pecados. Uma coisa é certa: se Jesus julgá-lo merecedor, e eu também, vou fazer questão de fazer o seu estudo no novo mundo.


.

domingo, 24 de fevereiro de 2008

[ Faria? ]


Sim, eu lutaria por você,
eu mentiria por você,
Caminharia em fogo por você,
sim, eu morreria por você

Você sabe que é verdade,
Tudo que eu faço

Eu faria por você.


"Everything I do (I Do It for you)"
BRYAN ADAMS


sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

[ Só os fortes sobrevivem ]



Este é um release do filme "Eu sou a lenda" com Will Smith.

O filme é sobre a devastação da humanidade após a liberação de um vírus mortal. Todos morreram.

Prédios foram destruídos, menos um!





Não viu?

Dê mais uma olhada.





Sim. Este é um dos prédios da Watchtower em Nova York.

Legal né?


quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

[ Fome ]

Vocês já passaram fome na vida? Não estou falando de sentir fome, mas daquela situação onde você não tem o que comer para voce e seus filhos, e não sabe de onde tirar, olha em volta em não sabe o que fazer, e pior, amanhã será a mesma coisa. É uma situação horrível.

Eu passei fome duas vezes na minha vida. Uma, logo quando meu pai morreu e deixou minha mãe pra criar quatro filhos com um salário mínimo e muitas dívidas herdadas e por isso, sem crédito na praça. Minha mãe "fez das tripas, coração" para colocar alimento em casa, mas às vezes era muito para ela. A pior lembrança dessa época foi eu cozinhando um caroço de abacate para comer com açúcar.

A segunda vez, eu não esperava, porque já estava grandinho. Já estava em Brasília, tinha sido demitido de um emprego, mas também tinha acabado de passar em 4º lugar num concurso feito pela CAIXA para Analistas de Suporte terceirizados. Apesar da boa colocação, eu esqueci que estava na terra das pessoas influentes. Dos 50 que passaram, eu fui o 34º a ser chamado. Coisas de Brasília.

Neste período - 3 meses - fiquei desempregado e sem dinheiro. Morava com um irmão, mas acredito que ele achou que eu estava protelando e vivendo às custas dele. De repente ele parou de comprar alimentos para dentro de casa, e miojo e pão passou a ser meu "almoço" de cada dia. Emagreci 13 kilos e quase adoeci.

Cada dificuldade na vida serve de lição para o futuro e para nos dar um pouco de humildade também. Por que lembrei disso?

Porque ontem ao descer do ônibus perto do trabalho, encontrei um homem velho, mal arrumado, em frente a um restaurante pedindo para as pessoas que passavam, dinheiro para ele comprar uma marmita. Era comida!! Não era um bêbado ou um menino de rua que talvez trocasse o dinheiro em drogas. Era comida! E ele estava em frente a um restaurante.

Mas as pessoas nem ligavam. Voltei, entrei no restaurante, comprei uma marmita e dei a ele. A expressão dos olhos dele foi única. Que mundo miserável vivemos. E continuei meu caminho andando e não sei porque comecei a chorar. Não chorei por causa das fomes que passei. Chorei por causa das fomes que ele continuará a passar.


.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

[ Apelido que pega! ]

Sabe aquela história do apelido, que quando alguém coloca e você nem se importa, acaba indo para o esquecimento? Mas se você “apela” acaba pegando mais que chiclete no solado de havaianas? É assim que está acontecendo com Preta Gil, coitada.

Desde o caldo que ela levou na praia, os programas de humor pegaram pesado (sic) com ela, brincando com sua condição corpórea exuberante. Se ela tivesse levado na brincadeira, do tipo “sou gorda mesmo, mas tem quem me ache bonita”, isso passaria rápido. Mas ela apelou e aí o povo não perdoou.

Donos de sites ou de blogs, costumam usar um recurso para que o Google ache suas páginas primeiro, chamado de Google Bomb. Palavras chaves são digitadas entre algumas tags do HTML e com isso, o Google faz uma rastreio trazendo essas páginas.

Provavelmente, muitos “mulekes” fizeram a associação das palavras PRETA+GIL+ATRIZ+GORDA, fazendo com que toda vez que você digite uma dessas palavras, o site traga um monte de indicações da Preta Gil. Agora, ela ameaça processar o Google.

Ela tem todo o direito,claro, mas na minha opinião, vai mexer com vespeiro.Daniella Cicarelli já provou desse venenom quando tentou barrar o You Tube.

Assim como os motoboys, os internautas formam uma classe unida. Todas as tentativas de censurar páginas como o Yahoo, You Tube, Google, se transformaram numa dor de cabeça maior ainda. A não ser, claro, que ela esteja procurando um meio de se manter sempre em evidência na mídia.

Mas Preta, você é uma gordinha negra linda. Não precisa ficar levando essas gozações à sério.

.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

[ Das séries que eu gosto: THE 4400 ]


A primeira pessoa a desaparecer foi em 1949. Uma garotinha de apenas 9 anos. Era apenas o inicio. Durante os próximos 50 anos, 4400 pessoas sumirão da terra sem deixar rastos. Até que um dia, em 2005 uma bola de fogo aparece em Seatlle, EUA, e de repente trazem de volta as mesmas 4400 pessoas, com os mesmos traços, sem envelhecer e sem conhecimento de onde estiveram. Mas as coisas complicam quando cada um deles começam demonstrar habilidades especiais, super poderes que alguns usam para o bem, mas outros, infelizmente, para fazer o mal.


A série The 4400 gira em torno da vida destas pessoas que retornaram e agora tem de retomar a sua vida interrompida. Logo após serem liberados, alguns dos que retornaram começam a experimentar novas e inexplicáveis habilidades. Está nas mãos de Tom Baldwin e Diana Skouris, dois agentes da NTAC, descobrir o mistério por trás dos 4400. A linha mestra da história sugere que os 4400 foram abduzidos por seres humanos do futuro por serem a única esperança de salvação da humanidade no seu tempo. Portanto, existe um plano por trás dos 4400, embora ainda não esteja claro qual seja.


A série possui 4 temporadas e é exibida no Brasil pelos canais pagos da Universal Channel (4ª temporada) e SciFi (ainda apresentando a primeira). Possui uma história de suspense interessante, e tem uma abordagem adulta, ao contrário de "Heroes" e "Smallville".


Infelizmente, as duas primeiras temporadas foi um sucesso, mas começou a declinar de audiência a partir da terceira. A série foi cancelada em dezembro do ano passado, mas o último episódio da 4ª temporada não deixa enigmas ou perguntas sem ser respondidas.




.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

[ Pés no chão ]



Eu calçava chinelos.
Então vi alguém com um tênis Nike.
E comecei a reclamar do mundo.

Aí um dia encontrei alguém que não tinha pernas.
Eu olhei pros meus chinelos.
E parei de reclamar!


.

domingo, 10 de fevereiro de 2008

[Sorria, você está sendo manipulado]


"Tudo na Globo é tendencioso e manipulado. Não reconheço à Rede Globo autoridade em matéria de liberdade de imprensa..." Estas palavras foram ao ar no dia 15 de março de 1994, pela voz de Cid Moreira no Jornal Nacional. Mas não era um mea culpa; se tratava de um direito de resposta concedido pela Justiça a Leonel Brizola, que dias antes havia sido dado como morto pelo noticiário. Detalhe: Brizola era inimigo do Regime Militar que mantinha ligações políticas com a Rede Globo.


Hoje em dia, quase 90 milhões de brasileiros tem uma coisa em comum. Tem na Rede Globo sua principal fonte de entretenimento. Realmente a Globo é uma potência, ela é nada mais que a quarta maior televisão do mundo. Não é de admirar que ela tenha tantos admiradores, mas também, na mesma proporção, de críticos e inimigos.


A Rede Globo nasceu em 1965, quando o presidente João Goulart concedeu a Roberto Marinho, dono do jornal O Globo, e ao grupo americano Time Life a concessão do canal 4 do Rio de Janeiro. Trazendo algumas inovações, a Rede Globo foi se popularizando, montou sua sede também em São Paulo, atraindo para si os telespectadores das antigas Rede Record, Excelsior e Tupi. Em 1969, depois de um incêndio em sua sede em São Paulo, a Globo do Rio passou a transmitir noticias e programações para todo o Brasil, se tornando a primeira rede nacional do país.


Ter uma emissora nacional e de alcance popular era tudo que os Militares queriam. Logo ela se tornou "arma" necessária para transmitir aos brasileiros as noticias que "fossem importantes para o país" segundo os Generais. Nascia a forma Global de se manipular a noticia e fazer propaganda política. Pra começar, os militares ofereceram a todos os seus apadrinhados uma concessão de TV que retransmitisse a Globo em seus Estados: ACM na Bahia, os Sarney no Maranhão, os Collor em Alagoas e assim por diante. Era a forma de se chegar ao norte e nordeste do país.


A partir daí, a Rede Globo começou a mudar os rumos e o comportamento do país. Primeiro, indicou literalmente ACM para Ministro das Comunicações em 1985, e curiosamente, foi responsável também por sua queda. Durante anos fez propaganda pro Regime Militar, e ocultava as manifestações de democracia do povo brasileiro. Escondeu as greves do ABC paulista e a campanha pelas “Diretas Já”, que viria eleger mais tarde o então presidente Tancredo Neves. O clímax ocorre em 1989 quando fez campanha informal e ajudou a eleger Fernando Collor de Melo.


Mais tarde, a Rede Globo percebeu com sua "novela das oito" que era possível também fazer a população adotar costumes e comportamento conforme sua cartilha. A novela Malu Mulher ajudou a disseminar o movimento feminista em 1979 desqualificando valores como casamento, virgindade e aborto. Assim, ela percebeu que poderia ditar o comportamento do brasileiro, lançando personagens influentes, que logo eram copiados no modo de vestir, de falar ou de agir.


Hoje, a "novela das oito" é a principal forma de lavar o cérebro das pessoas. Existe homofobia? Lança um personagem gay bonzinho. Os evangélicos estão crescendo? Lança-se personagens caricatos para mostrar como eles são fanáticos. Os movimentos sociais estão lutando? Até uma invasão de uma faculdade pelos "sem casa" e estudantes rebeldes tivemos, numa clara alusão de que os movimentos sociais seriam, na verdade, baderneiros. A única coisa que não mudou são os negros. Estes continuam sendo poucos, fazendo papéis de pobres ou de empregados domésticos.


Claro, que também tivemos personagens com boas causas, como a menininha com Síndrome de Down, que ajudou os incluírem na Sociedade. Mas mesmo que seja para uma boa causa, não lhe incomoda saber que alguém está tentando manipular sua forma de pensar?


Graças a Deus chegamos à era da Internet, onde uma rede não possui mais o monopólio da comunicação e a interatividade nos motiva a pensar. Um documentário intitulado Muito além do Cidadão Kane foi produzido pela rede americana ABC, que mostrava as barganhas entre Rede Globo e os militares e sua forma de manipular a notícia. O documentário foi censurado no Brasil pela justiça (sic) até hoje, mas pode ser encontrado no You Tube.


Mas mesmo assim, ainda nos deixamos nos moldar por aquilo que a vênus platinada exibe em seus noticiários ou em suas novelas como verdade absoluta. Seja de Direita ou Esquerda, a classe política de nosso país continua nos dando exemplos de corrupção e desonestidade. Enquanto eles enriquecem, pessoas morrem, outras não tem onde morar, pagamos altíssimos impostos e somos saqueados todos os dias pela violência. Mas pra que se importar com isso, não é verdade? Se o mais importante é saber quem vai ser o líder o BBB8 ou quais serão as cenas do próximo capítulo da novela? Enquanto tivermos dando ouvidos a esta política de "pão e circo" da Rede Globo, sempre seremos uma marionete. Sorria, você foi manipulado.


.

.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

[ Acabou? ]

O mais legal de se morar em Brasília é que você só sabe que o carnaval acabou quando descobre que é quarta-feira de cinzas e precisa voltar ao batente.

Os bancos voltam a abrir hoje. Do ponto de vista econômico, é um absurdo que um país pare por 4 dias (no caso de Salvador, 7 dias) apenas por conta de carnaval. Em nenhum outro país isso acontece, nem naquelas festividades típicas da Europa como "guerra de tomates" ou "guerra de laranja", ou seja lá o que for.

Mas do ponto de vista de funcionário, eu estou nem aí. Porque não espera e deixa o banco abrir amanhã?

De qualquer forma, aí vamos nós novamente. Acabou o Carnaval, oficialmente começa o ano, oficialmente o Brasil começa a produzir.



.

domingo, 3 de fevereiro de 2008

[ Ih, é carnaval ]

Só hoje me dei conta de que é carnaval. Como tenho SKY, geralmente não sou afetado pela programação momesca das televisões abertas. Mas estava em Santa Maria quando passou três carros alegóricos dos Acadêmicos de Santa Maria. Sim, acreditem, aqui tem desfiles de escolas de samba.

Quando vim pro Gama, um carro de som alardiava que a o carnaval da cidade seria um grande show em frente da Administração. "Grande show" leia-se um bando de bandas desconhecidas e um público sem graça achando que aquilo é diversão. Se carnaval em Brasília não presta, imagina nas cidades-satélites.

Hoje o Pânico na TV começa mais tarde. Deve ser para concorrer com os desfiles do Rio. Nem precisava; eu não ía assistir os desfiles mesmo.

Amigos do mundo sempre me dizem: "Você, é de Salvador, e está aqui?". Claro, meu filho, sou de Deus. Eu só fui no carnaval de Salvador duas vezes. Quando criança, que nem lembro, só em fotos de infância, e uma vez em 1999 quando estava desassociado mas só por curiosidade. Não gostei!

Fiquei a noite toda no circuito Barra-Ondina, no mesmo lugar, ao lado do Hotel César Park, esvaziando a caixa de isopor dum vendedor, louco para acabar logo e ir embora. Eu devo ser estranho. Melhor, sou Testemunha de Jeová!.

Agora são exatamente 20:46 horas. Vou indo, pois vai começar o Panico na TV. No domingo, é a única coisa que salva-me do tédio vespertino.



.

sábado, 2 de fevereiro de 2008

[ História do Brasil ]


Eu vou contar pra vocês
Certa história do Brasil
Foi quando Cabral descobriu este país tropical
Um certo povo surgiu
Vindo de um certo lugar
Forçado a trabalhar neste imenso país

E era o chicote no ar
E era o chicote a estalar
E era o chicote a cortar
Era o chicote a sangrar

Um, dois, três até hoje dói
Um, dois, três, bateu mais de uma vez

Por isso é que a gente não tem vez
Por isso é que a gente sempre está
Do lado de fora
Por isso é que a gente sempre está
Lá na cozinha
Por isso é que a gente sempre está fazendo
Um papel menor
Ou o papel pior!


+ EDSON GOMES & BANDA CÃO DE RAÇA +






.