sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

O QUE É O NATAL?

Natal é um município brasileiro, capital do estado do Rio Grande do Norte, pertencente à Região Metropolitana de Natal, à microrregião de Natal, à mesorregião do Leste Potiguar e ao Polo Costa das Dunas.

A cidade nasceu às margens do rio Potengi e do Forte dos Reis Magos,no extremo-nordeste do Brasil, numa região chamada "esquina do continente", distante 2.507 quilômetros de Brasília. É conhecida como a "Cidade do Sol" ou "Noiva do Sol" por ser uma das localidades com o maior número de dias de sol no Brasil, chegando a aproximadamente trezentos.Também a chamam de "Capital Espacial do Brasil" devido às operações da primeira base de foguetes da América do Sul, o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno no município limítrofe de Parnamirim.

Capital menos violenta do Brasil, décima-quarta cidade mais segura do Brasil e terceira capital com melhor qualidade de vida do Norte-Nordeste,é a vigésima cidade mais populosa do país, detendo em 2010 uma população de 803.311 habitantes (ou 1.350.840, contando a região metropolitana).

Feliz Natal-RN! Que todos os nossos irmãos de Natal, possam ser felizes e que Jeová os abençõe muito.




.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

O AMOR É REALMENTE CEGO


Maridos, continuai a amar as vossas esposas,..."
- Efe. 5:25.


Sabem quando dizem que o amor é cego? Alguns cientistas da Universidade da Flórida descobriram que isso pode ser mais do que uma expressão, mas um fato comprovado. O amor torna o cérebro humano incapaz de prestar a atenção em rostos bonitos. Segundo esses cientistas, isso acontece porque, quando as pessoas pensam em amor, o neocortéx do cérebro passa a enviar sinais repelindo pessoas muito atraentes - que são tentadoras e tem mais chances de levar alguém a praticar o adultério.

O mais irônico nessa pesquisa é que ao contrário do que você pensou, esse mecanismo está 4 vezes mais presente no cérebro masculino do que no cérebro da mulher. Isso nos reforça outro ditado que diz: "Homem é dificil de amar, mas quando ama, ama de verdade."

Como a maioria dos cientistas, eles atribuem isso a um processo evolutivo que teria se desenvolvido para ajudar o ser humano a ser mais monogâmico. O que esses cientistas não explicam é porque as pessoas teriam a necessidade de ser monogâmicos na natureza, uma vez que o princípio básico da evolução, são as adaptações para sobrevivência da raça. Desta forma pra sobreviver, seria muito mais interessante que os seres humanos se tornassem poligâmicos aumentando a chance de mais procriações.

É óbvio que esse mecanismo do cérebro foi colocado propositadamente por um Criador, preocupado em que as pessoas que se amam, ficassem juntos e vivessem sem dificuldades sob suas Leis que não são pesadas, entre estas, a que diz: "...deve ser marido de uma só esposa.’ — 1 TIMÓTEO 3:2."




Fonte: Revista Superinteressante, mar 2010.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

QUAL MINHA FANTASIA?



Eu vivo muitas vidas,
mas este personagem eu não escolhi.
São as minhas escolhas que define quem eu sou.
Lutei.
Desisti.
Abandonei.
Duvidei.
Esqueci...?
Encontrei!
Não foi à toa que descobri meus medos e virtudes
para ter liberdade em minhas escolhas.
Ainda vou viver muitas vidas nesta vida.
Mas felicidade é ser eu mesmo.
Sei que serei sempre o mesmo.
Mas não posso garantir que serei o mesmo para sempre...






Fábio Assunção, para a campanha da NEXTEL.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

VAMOS LÁ...

Prometi a uma amiga, a minha família e muitos amigos que não perderia uma reunião sequer. Bem, já se passaram três reuniões e não tive coragem de ir. Eu sei que devemos agradar a Jeová, que existem muitas pessoas lá que gostam de mim e que estão torcendo pelo meu retorno, mas ainda assim, é complicado. Vocês nem imaginam; só quem já passou, ou está passando, por isso sabe dizer.

Na verdade, estou sozinho, e talvez esse seja o grande problema. É difícil lutar sozinho, sem alguém para te apoiar pessoalmente. Mas como Jeová é maravilhoso, minha mãe resolveu vir morar em Brasilia. Como na primeira vez, ela será minha grande força terrestre neste processo.

Domingo, decidi assistir reunião em outra congregação aonde não conhecesse as pessoas. A situação é constrangedora do mesmo jeito, porque por mais que você chegue depois de iniciado a reunião e saia antes dela terminar, sempre tem algum indicador, irmão ou irmã que vem lhe cumprimentar e perguntar de onde você é. E sempre tem alguém que você conhece ou que conhece você.

Não consigo falar, e acabo passando por mal educado. Espero que alguém um dia diga a eles que não falei por que não sou ninguém nesse momento.

Ainda penso, se mantenho esse blog ou não, sei lá, vai que alguém ache que estou contribuindo para que vocês estejam pecando por "ler" um desassociado. Mas é que eu escrever, e no momento, escrever é a única forma de por pra fora as coisas que sinto sem ter vontade de explodir.

Bem, hoje vou assistir reunião na minha congregação. Será a primeira depois do anuncio. Vamos lá, seja o que Jeová permitir.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

CAI A FICHA!


"Não me diga isso,
não me dê atenção,
mas obrigado por pensar em mim"
- Renato Russo.



A primeira semana é muito complicada. Parece que não caiu a ficha. Você só percebe que é desassociado quando assiste a primeiro reunião e os irmãos ignoram você. Por mais sabido que isso iria acontecer, ainda é muito complicado. Afinal, quem gosta de ser rejeitado e tratado como se não existisse?

Mas como não sou marinheiro de primeira viagem, vou tentando tirar de letra essa situação. Não importa o que voce fez, não importa o que fazem com voce: O MAIS IMPORTANTE É SERVIR A JEOVÁ!!

As vezes quando estou casa, sinto coisas estranhas. Sinto vontade de sumir do mundo, de que isso não estivesse acontecendo. Se pudesse eu até me mataria, para não sentir a dor, a angústia, o nó na garganta e a dor no peito que parece não parar nunca. Às vezes me imagino num pesadelo aonde a qualquer minuto vou acordar. Mas não acordo, aliás, acordo todos os dias dentro de um pesadelo.

Percebi que dormir é a melhor solução. Mas nenhum médico achou motivo suficiente para me receitar o DORMINOD. Ah, tem o Rivotril, mas ele perdeu a força quando me desiludi há uns 8 anos com uma pessoa. Não tem mais efeito em mim o desgraçado.

Passo as noites em claro, e os dias em mais claros ainda. Perdi minha esposa, minha religião... e meu time caiu para a segunda divisão. O que mais pode acontecer 2010? Tento não ouvir músicas deprimentes, mas o que fazer se meu gosto sempre inclui Radiohead, Lykke Li, Amy Winehouse, Lacrimosa, Ramstein, entre outros?





PS: Desculpe a pessoas ao qual não respondi ao email, todos com a mesma pergunta. Talvez porque as respostas sejam óbvias.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

ODE AO ARREPENDIMENTO E A CELEBRAÇÃO AO RETORNO

Pequei.
E como todos os pecadores, preciso pagar pelos meus erros.
Tentei ser alguém especial, mas me tornei um inútil em busca da vaidade.
Como toda pessoa imperfeita, sobrepujei meus defeitos.
Magoei a quem não devia magoar.
E sofro pelos meus atos contínuos.
Sou homem.
Sou corajoso.
Não fujo das minhas responsabilidades.
E acato a punição pelas minhas irresponsabilidades.
Amei.
Amo.
E estarei de volta assim que puder...
Entro no trem de uma longa viagem.
Viagem de oração e reflexão.
Perdoem-me a quem traí.
Perdoem-me os a quem decepcionei.
Que Jeová tenha misericórdia de mim!!!

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

SENHOR DAS HORAS



O tempo é meu inimigo.
Ordena que as horas do dia se arrastem.
Permite que as horas da noite se mortalizem.
Cada minuto é um tormento que me escarnece.
E os segundos são meros pixels de dor.
O tempo é meu inimigo.
E minha hora chegou!

sábado, 27 de novembro de 2010

IDOLATRIA


Quem é fiel no mínimo, é também fiel no muito.”
— LUCAS 16:10.


Já ouviu a frase "atirou no que viu, e acertou no que não viu"? Às vezes as coisas na organização de Jeová funciona dessa forma. Muitos irmãos pensam, erroneamente, que só existe um pecado para Jeová: a fornicação.

Desta forma muitas pessoas pensam que qualquer pecado é relativo desde que não aja fornicação. Que num namoro é possível "dar uns amassos" tranquilamente, desde que não haja sexo, especificamente. Que pensamento errado, ó Jeová!

Para começar é bom lembrar do que Jeová estabelece como fornicação: Relações sexuais ilícitas fora do vínculo marital, bíblico. O problema é que muitos irmãos pensam que "relações sexuais ilícitas" ocorre apenas quando há penetração entre os órgãos genitais. Assim, namoram, ficam, se agarram, se amassam, sem nenhuma preocupação, afinal, "não fizeram sexo", certo?

Errado. A palavra grega traduzida por “fornicação” é por·neí·a. Veja o que diz o Estudo Perpiscaz: "Entende-se que pornéia envolve o uso crassamente imoral do(s) órgão(s) genital(is) de pelo menos um humano; também, tem de ter havido dois ou mais entes (inclusive outro humano concordante ou um animal), quer do mesmo sexo, quer do sexo oposto." Isso significa que o que alguns acham simples como manipular o órgão sexual do namorado(a) é considerado por Jeová como "porneia", ou seja, fornicação. Entendeu a gravidade dos atos, agora?

Entretanto, a fornicação pode ser justificada com um pecado da "carne fraca" (Mar 14:38). É por isso que nas comissões judicativas é feito tantas perguntas criteriosas, para se estabelecer se alguém cometeu fornicação por iniquidade ou por tentação.

Mas enquanto muitos irmãos estão preocupadas com a fornicação, não percebem que pode ser engodado por Satanás por outros meios. Aqueles que alguns não consideram importantes, mas são considerados por Jeová como mais graves do que uma fornicação, por exemplo: idolatria.

A idolatria é basicamente adorar outra pessoa, ou outra coisa, que não seja a Jeová. Isso envolve, claro, a adoração de santos, festividades religiosas de outras denominações chamadas cristãs, mas pode envolver coisas simples que às vezes passam despercebidas. A idolatria é algo detestável aos olhos de Jeová, pois significa prestar a outros a adoração que deveria ser dada somente ao Deus Todo Poderoso. E olhe que não estamos mencionando coisas bobas como gostar de um cantor ou seguir um determinado time de futebol.

O mesmo Estudo Perspicaz diz sobre idolaria, na página 364: "Praticava-se também idolatria por preparar uma mesa com alimentos e bebidas para os deuses falsos (Is 65:11), por fazer ofertas de bebidas, de bolos sacrificiais e de fumaça sacrificial (Je 7:18; 44:17) e por chorar em cerimônia religiosa (Ez 8:14)" Observem que era considerado idolatria até "chorar em cerimônia religiosa"!!!

Muitos irmãos que vivem de vida dupla acham que coisas simples como ir à uma festa de aniversário, ou participar de festejos de São João ou de festas oferecidas pelo trabalho para confraternização de Natal ou Ano Novo, é algo inofensivo. "Pecado? Mas eu não fiz nada, não fiquei com ninguém", talvez imaginem. Mas não é! Às vezes numa comissão judicativa uma fornicação é até perdoável, mas a frequência numa festa feita com objetivos religiosos de adorar outros deuses, não! Isso é idolatria!!!

1 Cor. 10:14; 1 Te. 1:9; 1 João 5:21.


.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

LYKKE LI

Os filmes da saga Crepúsculo até que não foram totalmente ruins, apesar de tudo teve uma trilha sonora legalzinha que reuniu muita gente boa. Na trilha de LUA NOVA descobri Lykke Li que canta a música mais linda e mais triste do filme "Possibility". A música é tão triste que certo dia quando ouvia, precisei tomar anti-depressivo. Exageros á parte, vale à pena conhecer o trabalho dessa menina.





Fui em busca de outras canções e acabei me surpreendendo com uma seleção de músicas fantásticas. Nascida em Estocolmo, Suécia, e embora tenha mudado para os Estados Unidos aos 19 anos, foi somente ao retornar à sua terra natal que conseguiu produzir seu primeiro álbum "Youth Novels". O reconhecimento na billboard veio quando o rapper Kenye West a convidou para um dueto na canção "Gifted".

Likke Li tem um estilo que por não ser identificável chamam de "Indie Rock". Com canções que abusam das melodias que grudam no ouvido e batidas eletrônicas, o destaque é para sua voz suave e encantadora.

Todas as canções são lindas, e fica difícil destacar algumas, mas posso indicar "Evereybody but me", "Hanging High", "Dance, dance, dance" e "I´m good, I´m gone".

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

EPÍLOGO

Saudades! Sim...talvez...e porque não?
Nosso sonho foi tão alto e forte
Que bem achara vê-lo até à morte
Deslumbrar-me de luz o coração!

Quantas vezes, Amor, já te esqueci,
Para mais doidamente despertar,
Mais doidamente me lembrar de ti!


E quem dera que não fosse sempre assim:
Quanto menos tento recordar
Mais a saudade andasse presa a mim!

Esquecer! Sim..., mas ah! como é vão!
Que tudo isso, não importe.
Se Deus deixou beleza que conforte.
Deixo te livre, à minha sorte.

Agora me despeço, enfim
Que o amor, refloresça em ti.
Sobre apenas, bons momentos.
E que sejas merecidamente feliz!

Ah, Amor, e um dia de mim lembrarás.
De um coração que partido em erros.
Nunca, por ti, de bater, deixarás.

sábado, 6 de novembro de 2010

3D - JEOVÁ CRIOU PRIMEIRO




Eu tinha apenas 8 anos quando ouvi falar pela primeira vez na tecnologia 3D. Foi no lançamento no Brasil em 1983 do Filme “Tubarão 3D”. (Na verdade o filme é de 1975, mas como ainda acontece hoje, as coisas chegavam ao Brasil com atraso). O problema é que na época, ninguém no Brasil podia ver, porque nossos cinemas não possuíam projetores para tal. Porém, mesmo se vissem, ficariam extasiados por pouco mais de 5 segundos, tempo em que a única cena do filme foi feita em formato tridimensional.

Naquela época era assim. Aliás, o primeiro filme em 3D foi lançado em 1953, o terror “A Casa de Cera” aonde assim como Tubarão, o 3D aparecia apenas umas duas vezes no filme. As pessoas naquela época não se empolgaram, assim como os que foram assistir “Tubarão III” e logo a novidade caiu em desuso.

Se a tecnologia tem que agradecer a alguém pelo seu ressurgimento, ela agradeça à pirataria. Cansados de dar murro em ponta de faca, tentando combatê-la inutilmente, os produtores resolveram fazer algo que os “piratas” não pudessem copiar. Com isso surgiu a renovação da tecnologia e os filmes tridimensionais voltaram com força, principalmente depois que James Cameron, com o seu “Avatar” criou um câmera especial capaz de filmar todo o ambiente em formato tridimensional. Pronto, hoje o 3D veio para ficar, virou modinha, e muitos especialistas apostam que o futuro será tridimensional – infelizmente.

Como funciona a tecnologia 3D?

Na verdade, nós já enxergamos em 3D. Jeová criou essa tecnologia há mais de 6 mil anos. Olhe para um ponto fixo, um objeto. Feche um olho, o esquerdo primeiro e depois abra, fechando o direito. Observou que a figura muda de posição em cada olho? Essa brincadeira que fazemos desde criança explica a tecnologia 3D. Nossos olhos possui uma distancia média de 7cm, e por isso, cada um enxerga sob um ponto de vista diferente. O que o nosso cérebro faz? Capta a imagem dos dois olhos, calcula a altura, o comprimento e a profundidade, funde em uma única visão tridimensional. Se não pudéssemos enxergar em 3D, jamais poderíamos fazer coisas simples como pegar um copo, ou diferenciar a distancia de um objeto do outro ou a profundidade de um buraco.

A “Tecnologia 3D” empregada em imagens e filmes, nada mais é do que uma forma de enganar o cérebro, fazendo com que enxerguemos figuras 2D em formato 3D. Em termos bem simples, funciona assim: um filme é gravado com duas câmeras 2D dispostas cerca de 7cm da outra. Depois de gravados, um editor junta as duas imagens em uma só projeção, dando aquela impressão de embaçamento quando visto sem os óculos. Isso porque você está vendo realmente duas imagens. É aí que entram os óculos: eles utilizam um filtro que faz com que as duas imagens sejam sobreposta para cada um dos seus olhos, dando a visão de profundidade captada pelo seu cérebro. Na verdade o que a tecnologia faz é dar a uma imagem 2D a impressão de 3D.

Pessoas que enxergam com apenas um olho, dificilmente consegue desfrutar dessa tecnologia.

Malefícios do 3D

Como tudo na vida, o abuso pode ser perigoso e traz malefícios. Muitas pessoas reclamam de sentir dores de cabeça e/ou tonturas ao assistir filmes em 3D. Isso ocorre porque embora a imagem seja filtrada pelos óculos, mas o cérebro, que não é burro (sic), sabe o que está ocorrendo e precisa fazer um esforço dobrado para processar a imagem e transmitir para o seu consciente. Isso demanda mais sangue no cérebro, demanda mais atividade e a pressão sanguínea faz com que sinta os efeitos disso. É muito comum isso acontecer em quem possui míopia ou astigmatismos, uma vez que o deslocamento da imagem gerada pela retina, faz com que o cérebro precise trabalhar mais para focar a imagem.

E nunca é demais explicar, que os óculos oferecidos pelos cinemas, foram usados por centenas de pessoas anteriormente. Muitas delas com doenças como conjuntivite, catarata, glaucoma. Como você não pode confiar na limpeza feita pelos empregados desses estabelecimentos, o melhor mesmo seria comprar um óculos 3D (que custam cerca de R$ 20,00) ou levar um pano umedecido com álcool para você fazer a sua própria limpeza antes de usar.

Levando gato por lebre

Você foi assistir “Fúria de Titãs 3D” e não percebeu nada tridimensional? Assistiu “Alice no país da maravilhas 3D” e se sentiu no meio do samba do chapeleiro louco? Cuidado, você levou um gato por lebre. Existe uma diferença entre filmes que foram feitos no formato 3D e filmes que foram transformados em 3D. No primeiro, como já expliquei, ele é inteiramente filmado com duas câmaras que dá uma visão de profundidade típica dos filmes tridimensionais.

Se você assistiu “Avatar” ou “Resident Evil 4”, observará que não se trata apenas de objetos que voam em sua frente, mas todo o cenário possui uma profundidade tão fantástica que você tem a impressão de que está dentro do filme. Isso é graças a uma tecnologia criada por James Cameron, cujo equipamento é caríssimo, é difícil de se manejar, e como o custo de produção é grande, muitos estúdios de Hollywood evitam investir, preferindo filmar em 2D e depois sobrepondo a imagem em 3D na edição.

A maioria dos filmes anunciados como 3D, na verdade foram filmes editados posteriormente, que nem sempre o resultado sai satisfatório. Mas como para o público comum, o que vale é a novidade, muitos acabam desembolsado um dinheiro a mais, para serem enganados.


Nem todo mundo admira o 3D

Apesar do sucesso de público, muitos diretores autorais resistem ao 3D. Christopher Nolan foi um dos que travou uma briga com a Warner Bros, que queria que ele filmasse “A Origem” em formato tridimensional. Na visão dele, o 3D serve como brinquedinho de criança, para divertir em casos de desenhos animados ou filmes infantis, mas que no caso de filmes autorais, a tecnologia acaba mudando o foco que deveria ser dado para o roteiro, para a fotografia, edição de imagens e a direção do filme.

Muitos outros diretores pensam o mesmo. Tim Burton tentou até o último momento impedir que “Alice no país das Maravilhas” fosse transformado em 3D, e credita o resultado ruim da transformação ao Estúdio (embora “Alice” tenha feito um enorme sucesso de bilheteria). M. Night Shymalan quase foi afastado da direção de “O Último Mestre do Ar’ por também não concordar na transformação do filme no formato 3D.

Ver objetos voando na frente da tela é legal, e se você acha que vale à pena gastar R$ 25,00 por isso, fica à seu critério. Mas antes de assistir a um filme em 3D, pesquise nos sites especializado se ele realmente foi filmado nesse formato. Não leve gato por lebre.

E lembre-se, enxergar figuras e imagens em 3D só é possível graças a tecnologia milenar empregada por nosso Deus maravilhoso. - Salmo 139:14.

.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

O QUE PENSAM AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ SOBRE O HOMOSSEXUALISMO

O QUE ACHAMOS DA HOMOSSEXUALIDADE?

Não odiamos os gays e lésbicas, mas não apoiamos o estilo de vida deles. Como cristãos, nossa vida é baseada em princípios bíblicos que diz, claramente, que Deus criou o sexo para ser feito apenas entre homem e mulher, e apenas se forem casados. (Gênesis 1:27,28; Levítico 18:22; Provérbios 5:18, 19).

ISSO NÃO SERIA UMA FORMA DE DISCRIMINAÇÃO?

Discriminar é tratar alguém de forma diferente, preferencial, geralmente com prejuízo para uma das partes. As Testemunhas de Jeová tratam todos de forma igual, e todos são bem vindos para assistir uma de nossas reuniões. (1 Pedro 2:17). Os cristãos não odeiam gays e lésbicas, sendo bondosos com todas as pessoas. (Mateus 7:12).

MAS A POSIÇÃO DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ NÃO INCENTIVA O PRECONCEITO?

Rejeitamos a conduta homossexual, e não os homossexuais. Na verdade seguimos os rígidos padrões bíblicos de moral, portanto, condenamos qualquer ato de imoralidade, seja ele praticado entre pessoas do mesmo sexo ou de sexo diferentes. Condenar essas atitudes não é um ato de preconceito, mas um ato de bondade, incentivar as pessoas fazer aquilo que Deus requer delas.

CRISTO VEIO À TERRA PARA TODAS AS PESSOAS!

Jesus Cristo quando esteve na terra, ele não incentivou seus seguidores a aceitar todo e qualquer estilo de vida. Jesus abriu o caminho da salvação para todos que quisessem exercer fé, e exercer fé, é mudar sua vida deixando de fazer coisas que são condenadas por Deus, como a homossexualidade. Jesus se dirigiu a prostitutas, mas em todas as ocasiões, elas foram exortadas a mudarem seu modo de vida para continuar a seguir a Cristo. (João 3:16; Romanos 1:26, 27).

HOMOSSEXUAIS NASCERAM ASSIM. NÃO É UMA INJUSTIÇA DA PARTE DE DEUS?

Existem divergências entre os especialistas sobre o assunto. A Bíblia não fala dos fatores biológicos envolvidos na homossexualidade, embora reconheça que algumas tendências sejam bem fortes. (2 Cor. 10:4,5). Ainda assim, mesmo que as pessoas sintam atração por pessoas do mesmo sexo desde a tenra infância, ainda assim, a homossexualidade é errado aos olhos de Deus. Muitos alegam que o comportamento violento, como os dos psicopatas, são de origem genética, ou de nascença, mas ainda assim não justifica os assassinatos cometidos por ele. Pior ainda aos olhos de Deus, da mesma forma, ter nascido assim, não ameniza a condenação de Deus sobre o homossexualismo.

AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ TAMBÉM QUEREM MUDAR HOMOSSEXUAIS EM HETEROSSEXUAIS COMO FAZEM OUTRAS IGREJAS EVANGÉLICAS?

Embora acreditamos que o correto e natural relacionamento é entre homens e mulheres, não temos interesse em fazer lavagem cerebral nas pessoas. A Bíblia exorta aos humanos a fazer a vontade de Deus e o interesse das Testemunhas de Jeová é que todos moldem sua vida a fazer sua vontade. Os que querem servir a Deus precisam escolher agir segundo à vontade dele, mesmo que para isso tenha de lutar contra sua tendência sexual. Por exemplo: embora todos tenhamos desejos sexuais, a Bíblia declara que temos que fugir da fornicação (1 Cor. 6:18). Os que servem a Deus enfrentam esses desejos, inclusive muitos solteiros que com poucas chances de se casar, se mantém felizes sem satisfazer seus desejos sexuais. É disso que se espera dos que servem a Deus.


OBS: Baseado, com adaptações, no artigo “Os jovens Perguntam: Como posso explicar o conceito da Bíblia sobre a homossexualidade?” da Despertai! 12/2010.

domingo, 24 de outubro de 2010

COMO SUPERAR O FIM DE UM RELACIONAMENTO

(...para homens)


Por mais difícil que possa parecer à uma mulher, sim, nós homens amamos. E às vezes o fim de relacionamento pode ser tão doloroso para nós do que a cultura feminista prega. Pode parecer machista, mas as mulheres estão acostumadas a amar, e às vezes, sabem lidar bem com a rejeição: choram, come chocolate, se levantam e sempre tem as amigas para mostrar como o homem não valia nada e cerca de dois, três meses depois, já estão de novo namorado.

Os homens geralmente não estão costumados. Estou falando do homem que ama, não do homem sem vergonha que você namorou apesar de todos os conselhos, e que no fim, foi mais um cafageste. Quando um homem ama realmente uma mulher, ele se dedica a ela com total intensidade que o deixa bastante vulnerável. Na rejeição, ele não sabe como conduzir isso, e o resultado sempre é ambivalente. Bem, como a internet está cheia de conselhos para as mulheres, decidi adaptar algumas dicas para os homens.


1 - "Seja homem"

Más notícias, cara! Inicialmente vai doer e a dor vai ser grande. É o chamado tempo de luto, aonde você será aflingido pela Negação ("Isso não pode ser verdade"), Raiva e Ressentimento ("Não acredito que ela fez isso comigo!") e Depressão ("O que vou fazer da minha vida sem ela?"). O sentimento de perda e tristeza é normal. Seja homem, não no sentido de sair batendo e xingando todo mundo, mas no sentido de estar preparado para as séries de sentimentos que virá. Se você acha que ainda vale à pena tentar, faça isso, mas tome cuidado para não exagerar. Quando amamos alguém costumamos interpretar qualquer gesto de carinho da forma errada e por isso as vezes achamos que vale à pena correr atrás. Ligue ou passe uma mensagem, mas esteja preparado para um "não" e aceite. Não brigue com ela e nem discuta, pois na raiva você pode dizer coisas que não queria dizer e isso só vai deixar você pior depois. Não adianta ficar pedindo explicações a ela, pois a decisão está tomada, independente do que ela disser e as desculpas soarem desfarrapadas. Além disso, as mulheres costumam ser cruéis quando terminam um relacionamento; ao contrário de nós que às vezes ficamos com pena da garota e usamos a tática de fugir da situação, a mulher não tem nenhum problema em te dizer "N-Ã-O Q-U-E-R-O" e isso só vai deixar você com mais ressentimentos por causa da insensibilidade dela. Curta sua dor. Compre sua cerveja, mas beba em sua casa, ligue o som no maior volume, chore (por incrível que pareça, isso faz bem), assista uma comédia do tipo pastelão ou a um filme policial ou de ação ou vá dormir! "Curta" sua dor, mas só é permitido fazer isso uns dois ou três dias, pois depois ela vai se amenizar e você não pode sofrer a vida toda. Nenhuma pessoa merece isso!

2 - "Corte a comunicação"

Geralmente quando a mulher coloca um ponto final, na maioria das vezes, é um ponto final mesmo. Dê um tempo a ela. Não ligue, não mande SMS e nem emails. Se puder bloqueie ela do seu MSN por um tempo, não passe em frente a casa dela para ver se a luz está acesa ou não procure saber da vida dela por meio de amigos em comum ou dos parentes, por mais que a mãe dela diga que que "você vai ser sempre o genro preferido". Além disso possivelmente ela vai te ignorar ou se irritar pela constante marcação cerrada. Sabe aquele ditado, "longe dos olhos, longe do coração"? Em pouco tempo verá que funciona mesmo. As vezes é até paradoxo: ajuda a quem ama esquecer, e quem terminou sentir falta. Mas o mais importante, não a cerque, deixe-a livre para decidir seus rumos. Por mais que dôa acreditar, ela tem uma vida independente agora e você não tem mais nada a ver com isso. Não fique imaginando se ela já está com outro, porque existem muitos homens na vida dela, amigos que vão se sentir mais à vontade para brincar com ela, já que agora ela está solteira. Se ela vier com papinho de "vamos ser amigos?", caia fora, não existe amizade no fim de relacionamento para quem ama. Se daqui há alguns meses, anos, quando você tiver curado, achar que pode manter uma amizade, tudo bem, mas neste momento só vai lhe ajudar a sofrer por causa da emissão de falsas expectativas.

3 - "Não se culpe, mas seja realista"

Namoros servem justamente para se descobrir se o relacionamento vai dar certo, se vocês combinam, essas coisas. Não somos perfeitos e nem sempre o fato dela não ter gostado de você significa que seja um cara ruim. Apesar dos conselhos bíblicos, as pessoas se aproximam da outra pela aparência física, e quando nos acostumamos com a beleza o que sobra? As pessoas são diferentes, tem desejos e sonhos diferentes que às vezes apesar da forte atração física, não se combinam. A mulher não pensa como o homem, aonde para nós a soma é simples: eu gosto dela e ela de mim, então dá namoro. A mulher analisa as situações circunstanciais como segurança emocional e financeira, família, trabalho, planos espirituais e muitas vezes ela termina um relacionamento mesmo gostando do cara. Em vez de se culpar e se sentir a pior pessoa do mundo, perceba que você é interessante aos olhos de outra pessoa. Mas é bom ser realista; na maioria das vezes a mulher termina por causa de traição, indiferença, grosseria, ciume doentio, será que você não pecou em alguma dessas coisas? Que tal melhorar para o próximo relacionamento?

4 - "Corte as lembranças"


Ela não vai sair do seu coração de uma hora para outra, mas até que a chama se apague totalmente, corte qualquer lembrança que a faça a acender. Se eram casados e foi ela quem saiu, limpe a casa, mude o mobiliário, a cama de lugar (se for possível, mude até de cama). Apague do computador todas as fotos com ela. Se não tiver coragem, então grave num CD e depois esconda num lugar bem guardado que você não corra o risco de achar tão cedo. Não vá aos mesmos lugares que costumavam ir e nem force amizade com as amigas dela. Se forem do mesmo Salão do Reino, vai ser um pouquinho mais complicado, mas uma dica: terminou a reunião, vai embora. Não é para a vida toda e com certeza os irmãos vão entender, e quando você tiver finalmente curado, terá tempo para conversar com todos eles antes e depois das reuniões.

5 - "Tempo com os amigos"

A melhor forma de perceber que existem tantas coisas boas e que se pode seguir em frente é andar com os amigos. Os mais íntimos sabem o que você está passando e não vai ficar remoendo coisas do tipo "Nossa, porque deu errado? Eu achava que vocês formavam um belo casal". Saiam, jogue futebol, vão á praia ou a um clube, marquem de ir juntos pregar num território menos trabalhado. As mulheres costumam ser muito ruins nesse sentido; é começar um namoro e ela indiretamente acaba fazendo com que você se afaste deles. Se aconteceu com você, se aproxime, se ele for seu amigo vai entender, até porque sabe que não foi sua culpa. E aí quem sabe, no próximo relacionamento, perceberá que não vale à pena cair nessa armadilha e mantenha seus amigos sempre próximos.

6 - "Cuide-se"

A tendencia nossa é relaxar no visual. Barba por fazer, camisa amassada... esquece, Quem gosta de derrotados e negativistas? Cuide-se psicologica e fisicamente também. Entra numa academia, compre roupas novas e ande sempre bem arrumado. Mulheres, inclusive a sua ex, gostam de homens que tem auto-confiança, segurança e que andam bem arrumados. Converse com pessoas que passaram a mesma situação e descubra como eles "sobreviveram", entenda que a sua dor já foi sentida por alguém. O sentimento de solidariedade e empatia costuma ajudar o cérebro a se acostumar com a situação.

7 - "Projeto Esquecimento"

Depois do luto entra a fase da Aceitação. Não significa que ainda esqueceu ela, mas já se conforma com a situação. Seu coração não dói tanto e você já consegue rir e até se imaginar com outra pessoa. Mas ainda não está curado. É comum quando estamos com alguém, colocar alguns projetos na gaveta, seja por falta de tempo ou porque ela achava que era uma piada. Que tal tocar eles para frente? Um curso de bateria ou de saxofone? Por que não? Quem disse que não podemos fazer alguma coisa pelo nosso "hobby"? Que tal fazer ajustes para se tornar Servo Ministerial ou Ancião? Que tal tirar um tempo para ajudar nas construções de salões de assembléias? Está na hora de fazer aquelas coisas que são exclusivamente suas.

8 - "Aceite seu novo estado civil"

Lembra-se quando você estava zangado com ela, que o que mais desejava era ser solteiro para se divertir com seus amigos? Pois esta é a hora de desfrutar dessa independencia. Saia com eles, visite novos ambientes, faça novos amigos, viaje, não tem ninguém te prendendo agora!!

9 - "Amor à vista"

"Doença de amor se cura com outro?" Nem sempre, geralmente isso acaba em mais corações feridos. Não se atire de cabeça e saia procurando desesperadamente a primeira mulher que encontrar pela frente. Se por um lado é importantíssimo estar aberto para um novo amor e conhecer novas pessoas, é igualmente importante enterrar a antiga relação antes de se lançar nos braços de outra pessoa. Amar para esquecer pode não produzir os resultados desejados. Esqueça, pensando nos aspectos positivos e negativos da última relação, reflita biblicamente naquilo que futuramente vai querer de uma vida a dois, fortaleça-se espiritualmente e então aí já pode amar novamente.

10 - "Ame a Jeová"

Tá bom, pode parecer clichê de Testemunha de Jeová, mas ainda assim é o melhor modo de curar qualquer coisa. "Os sacrifícios a Deus são um espírito quebrantado; um coração quebrantado e esmagado não desprezarás, ó Deus." — SALMO 51:17. Falar com Jeová em oração, colocar para Ele os seus sentimentos e suplicar apóio espiritual para sair dessa situação é a melhor coisa. Leia revistas e publicações bíblicas que falam do assunto. O artigo "Jovens Perguntam", embora seja direcionado aos jovens, contém muitas dicas interessantes para nós eternos jovens adultos.


PS: Adaptado do artigo "10 Dicas para esquecê-lo" do site www.entremulheres.com


.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

10 CANÇÕES QUE ME FAZEM CHORAR

Uma revista inglesa fez uma pesquisa e desta saiu uma lista das 10 canções que conseguem fazer o homem inglês chorar. Então, sentimental do jeito que estou agora, resolvi fazer a minha lista de músicas que conseguem arrancar lágrimas dos meus olhos. São canções que me fazem chorar por vários motivos, por lembranças bonitas de minha juventude, por pessoas que amei, por pessoas que se foram, sejam pela letra ou pelo clipe espetacular, enfim, canções que realmente me fazem chorar. E como poderão ver, trata-se de uma lista bem eclética...



"CAN´T SEE USELESS"
OINGO BOINGO



"Esta música resume parte do que tem sido minha vida sentimental."

_____________________________________

"DEBORAH"
JON ANDERSON & VANGELIS



Me lembra minha juventude, das amizades da escola, das primeiras paixões. Eu sinto uma sensação nostálgica enorme e fico triste porque queria voltar no tempo e não posso.

_____________________________________


"THE SCIENTIST"
COLDPLAY

http://www.youtube.com/watch?v=tNwQeedQfZE&feature=related

"A música além de ser linda, emociona muito mais se você assistir ao clipe. Contado de trás para frente, não tem como se emocionar ao chegar ao final (na verdade o inicio) e descobrir porque ele canta tão triste assim. Detalhe: observe como mesmo de trás para frente ele canta acompanhando a letra. Foi uma trabalho linguistico feito justamente para isso. Fantástico."


_____________________________________

"DEVOLVA-ME"
ADRIANA CALCANHOTO



"'Deixe-me sozinho, porque aqui eu viverei em paz. Quero que seja bem feliz junto de seu novo rapaz'. Impossível não chorar com isso"

_____________________________________

"SHE MADE ME CRY"
PHOLHAS



"Nossa, eu era ainda criança quando ouvia essas música no cassete. Me lembra minha infancia, juventude, os mesmos motivos da canção 'Deborah'"
_____________________________________


"SOLIDÃO"
MILIONÁRIO E JOSÉ RICO



"Já expliquei isso num post. Essa música era a preferida de meu pai."
_____________________________________

"UNIVINTED"
ALANIS MORRISSETE



"Não é só porque é tema do filme Cidade dos Anjos, que por sinal, não gostei. É porque ela é linda mesmo"

_____________________________________

"EVERYBODY HURTS"
REM



"Essa é uma das canções que te faz chorar sem fazer esforço. Como diz o título, todo mundo sofre"
_____________________________________

"MUSIC AND ME"
THE JACKSONS FIVE



"Lá pelas bandas de 1983... 84, quando Thriller foi lançado, ouvir as músicas antigas dos Jackson Five virou moda. Essa embalou a minha primeira namorada, quando eu tinha 12 anos. Era nossa cançao."

_____________________________________

"PAI"
FÁBIO JUNIOR



sábado, 9 de outubro de 2010

O QUE É AMOR?


"Agora, porém, permanecem a fé, a esperança, o amor, estes três;
mas o maior destes é o amor" - I Corintios 13:13






O que é amor? Como definir em toda sua vida qual a pessoa que você realmente amou ou que foi apenas uma paixão? Como saber se você ama a pessoa que você está hoje? É incrível como se já fizeram milhares de canções, milhares de poesias, contos, poemas... e ninguém sabe definir o amor.

É óbvio que estou falando do amor eros, e antes que alguém venha me apontar 1 Corintios 13, gostaria de ressaltar que aquele é o amor àgape e nada tem a ver com o amor, o tesão, o carinho, o cuidado, a preocupação que um homem sente por uma mulher, e vice versa.

Bem, eu acredito que o amor (eros) verdadeiro só ocorre quando você consegue associá-lo ao amor agape. É quando você consegue associar o tesão, o carinho, o desejo, a admiração pela pessoa com tudo aquilo que está descrito na carta de Paulo aos corintios, então você tem o verdadeiro amor pela pessoa.

Durante toda minha vida, nos meus 36 anos, acredito ter amado somente 3 pessoas. O amor (eros) associado ao amor agape, o transforma numa pessoa que é feliz simplesmente por amar. Você não deseja nada em troca, apenas ver a felicidade da pessoa amada, mesmo que isso não ocorra com você. O amor eros é egoista, ele ama condicionalmente: se ele(a) te ama, você está feliz, mas se não; você se auto destrói, ou pior, destrói a pessoa amada.

Associado ao agape, você aprende a valorizar o seu sentimento, acredita que o mais importante para a sobrevivência de seu amor é que ela(e) esteja esteja feliz. O amor eros associado ao agape não é cego. Ele sabe de todos os defeitos, de todos os caminhos, de todas as propabilidades e é capaz de cuidar, de proteger, de orar e até fazer de tudo para que esse amor continue, mesmo que não esteja ao lado da pessoa.

Alguém que ama é capaz até de desistir do seu amor, para se manter feliz e amando. É capaz ate de deixar o amor ir embora, pois sabe que não é capaz de dar felicidade para a pessoa que ama.

Quando você ama é capaz inclusive de agradecer a pessoa que conquistou o coração de sua amada, só porque foi capaz de fazê-la feliz. Eu, acredito, amei três pessoas. Todas elas no meu passado. A terceira, ainda amo, mas fico feliz por saber que ela ama e é amada pela pessoa com quem ela estar hoje.

Esse papo de amor é um saco né? Mas na falta do que fazer, decidi contar a história dos meus três amores e como alguns deles foram felizes e sofríveis para mim.

Aguarde... e não prepare os lenços, pois não é mais uma história de amor.



PS: Este post foi escrito às 2:37h, depois da 15ª lata de Antártica e ouvindo "Everybody hurt" (REM), "So beatiful" (Chris de Burg) e "Deborah" (Vangelis).

domingo, 26 de setembro de 2010

ALIMENTO ESPIRITUAL À DOMICÍLIO?

Fachada de uma Igreja Batista de Hampstead, Londres, UK. O letreiro diz:


"Comida Espiritual Servida Aqui.
Se deseja ser servido à domicílio,
esperem pelas Testemunhas de Jeová"




sábado, 25 de setembro de 2010

A TRAVESSIA DOS ISRAELITAS FOI NO MAR CANIÇOS?

Os cientistas, de um modo geral, são engraçados. Quando não se contentam em tentar desmentir à Bíblia ou quando não conseguem provar que algum relato não aconteceu, eles inventam então de deturpar a história.

Já há algum tempo alguns geólogos tem questionado a passagem bíblica da travessia do Mar Vermelho. Tentavam justificar que a passagem foi em algum outro lugar, especialmente numa região pantanosa do norte da África chamada de Lagos Amargos, mas enfim, esses geólogos sempre foram uma voz sem força na escuridão.

Pois bem, eles não desistem e recentemente um grupo de pesquisadores da Universidade de Colorado, EUA, criaram uma nova teoria aonde a travessia ocorreu no mar de Caniços, não na região do atual Mar Vermelho.

"Em artigo recente na revista científica 'PLoS One', eles estimam que um vento de velocidade próxima de 100 km/h, soprando sobre a desembocadura do rio Nilo por 12 horas, teria sido suficiente para empilhar as águas e abrir uma passagem com alguns quilômetros de largura."

Na verdade eles fizeram uma simulação de uma situação natural que poderia ocorrer com ventos fortes na velocidade de "100 km/h, soprando sobre a desembocadura do rio Nilo por 12 horas", que "teria sido suficiente para empilhar as águas e abrir uma passagem com alguns quilômetros de largura." O problema é que para justificar e provar essa teoria, eles mudaram o local da travessia. Para ajudar na sua teoria questionam inclusive a tradução bíblica informando que a palavra hebraica "Yam Suph" significaria mar de Caniços. (Veja simulação feita pelos pesquisadores)






Entretanto os pesquisadores, Carl Drews e Weiqing Han, não estão mal intencionados. Drews declarou ser cristão e apoiar o movimento Design Inteligente - grupo de cientistas mundiais que não concordam com a evolução darwiniana - e sua intenção é apenas provar fisicamente que o relato bíblico, de fato, existiu.

Bem meu caro Drews, pára com isso. É óbvio que os milagres de Jeová foram feitos utilizando eventos físcos da natureza, entretanto foram milagres!, ou seja, "o vento forte do leste" foi um vento incomum que transformou o Mar Vermelho em duas bandas. Além disso mesmo que fosse um evento natural, Moisés teria que ser um grandissísimo geólogo sortudo para prever que justamente quando ele fugisse do Egito o tal mar do Carniço seria partido em dois. - Exodo 14:21

Enfim, se ficou curioso pode ler a matéria completa nesse site: http://tinyurl.com/2vu753j Ah, e não se esqueçam de pesquisar tambem o livro Estudo Perspicaz das Escrituras sob o verbete "Mar Vermelho".

terça-feira, 21 de setembro de 2010

DESASSOCIADO DEU PITI NO CEARÁ

Ser nordestino no sul e sudeste é fogo, quanto mais tentamos evitar vexames, é quando aparece as peças raras. Não é que vem do Ceará a piada do ano? Um irmão de Fortaleza foi desassociado, deu piti, e resolveu fazer uma campanha regional para delírio dos evangélicos e apóstatas "ciarenses".





Parece coisa de comédia pastelão, por isso mesmo demorei a acreditar quando soube que um desassociado chamado Sebastião , em Fortaleza, orquestrou não só uma ação civil pública contra as Testemunhas de Jeová, como mobilizou um bando de desocupados para fazer uma espécie de manifestação contra a desassociação.

O tal Sebastião liderava um bando de gatos pingados, que possivelmente não tinha uma trouxa de roupa para lavar em casa, portando faixas, cartazes e camisetas com dizerem “Não à desassociação”, “Queremos nossos amigos de volta”, sob um grande outdoor citando o processo e a causa nobre contra à Organização.

A imprensa séria cearense, claro, caiu fora, mas teve um jornaleco chamado “Jornal da Assembléia” que na falta de um buraco melhor do Cid Gomes para mostrar, resolveu divulgar a bagaça. Pode se ver na reportagem acima que ainda apareceu um tal de Marcos, com uma cara de trouxa “solidário” com a manifestação, uma vez que só porque ele se afastou da igreja foi discriminado pelos amigos. Como diz um Gugu Liberato, muito tristi.

Oportunistas, a manifestação acabou atraindo um monte de políticos néscios tentando associar a desassociação à discriminação aos negros, mulheres e afins. Aí, é claro, ficou fácil para apóstatas e opositores, alguns deles evangélicos, pegar carona na história.

Eu ia até tecer um comentário sério sobre isso, mas depois das imagens acima, rir é a única solução. E ainda tem gente que acha que isso já é a perseguição. Por favor, me batam um abacate! A única coisa que posso dizer para os irmãos cearenses é que não entrem na pilha. As pessoas têm o direito de se manifestar, inclusive contra nós, se quiserem. A nossa defesa é feita por meios legais, por meio dos advogados da Associação, ou em último caso, por meios espirituais.

Totalmente desnecessários alguns vídeos aonde mostram irmãos discutindo com os tais manifestantes. Pelo amor de Deus gente! Essa guerra não é nossa, mas de Jeová. Nossa “guerra” é continuar defendendo seu nome por meio da pregação de casa em casa e em testemunhos informais.

Entretanto, de qualquer forma, para mostrar que a ação promovida pelo Sebastião é descabida, Justiça do Ceará deu parecer a favor das Testemunhas de Jeová solicitando o trancamento do processo com o seguinte argumento que descrevo abaixo na íntegra:

A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) determinou, nesta terça-feira (31/08), o trancamento da ação penal movida contra Francisco Ribeiro Rebouças Júnior e Fernando Andrade Chagas, membros da Congregação das Testemunhas de Jeová, em Fortaleza. Os dois estavam sendo acusados de impedir o contato de Sebastião Ramos de Oliveira, desassociado da Congregação, com os integrantes daquela comunidade.

Conforme denúncia do Ministério Público (MP), Sebastião Ramos de Oliveira saiu da Congregação das Testemunhas de Jeová em dezembro de 2008. Por conta disso, ele teria sido impedido por Francisco Ribeiro e Fernando Andrade, respectivamente, presidente e coordenador da congregação, de manter “convívio social e familiar” com os membros da referida entidade. Essa postura, de acordo com o MP, infringiria o art. 14 da lei nº 7.716/89, que cuida dos casos de discriminação por motivo de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.

A defesa dos acusados ingressou com pedido de habeas corpus (nº 44832-87.2010.8.06.0000/0) no TJCE requerendo a extinção da ação penal instaurada, alegando ausência de justa causa. O processo tramita na 6ª Vara Criminal da Comarca de Fortaleza.

Ao julgar o caso, a 1ª Câmara Criminal decidiu, por unanimidade, conceder a ordem para trancar a ação. “Não vislumbro, na escusa ao trato cotidiano, qualquer forma de discriminação, impedimento ou obstacularização. Há, sim, uma escolha por adeptos de credo religioso que, errado ou certo, apregoam a indiferença diante daqueles que, antes irmanados, abandonaram a crença, o que lhes parece lógico, pois resultante de interpretação da Bíblia Sagrada”, afirmou o relator do processo, desembargador Francisco Pedrosa Teixeira.

O relator finalizou: “Gostemos ou não, isso faz parte da liberdade de culto, sacramentada constitucionalmente. Levar a conduta ao patamar de ilicitude penal me parece demasiado. Ressalte-se que a vítima, em nenhum momento do inquisitório, acusou os pacientes, preferindo generalizar, afirmando que a discriminação era incentivada pelos dirigentes da aludida religião em todo o país. Se assim é, que seja acionada toda a comunidade eclesial!”



Fonte: http://www.tjce.jus.br/noticias/noticias_le_noticia.asp?nr_sqtex=20616#topo

sábado, 18 de setembro de 2010

CARRO VELHO

"Quer andar de carro velho amor,
que venha, pois eu sei que andar a pé,
amor, é lenha"

- Ivete Sangalo







Certa vez, tinha conhecido uma irmã num congresso, e conversa vai, conversa vem, parecia que finalmente iria arrumar uma namorada. Na semana seguinte convidei-a para passear no shopping, tomar um sorvete, tale e coisa, coisa e tale, e como ela era de família de classe média, imaginei, tenho que pegar ela de carro. Mas como, se o máximo que eu tinha era uma bicicleta?! A única solução era pedir emprestado um carro de alguns amigos. Entre "não" e "não posso porque vou sair agora", sobrou apenas o Fiat 147 de um irmão muito chegado. O FIAT 147 era lindo, bem cuidado, com umas rodas "filé", coisa de quem cuida com carinho. Mas como esse irmão acabou se atrasando em um estudo bíblico que ele foi, acabei indo para o encontro de ônibus. Conversa vai, conversa vem, comentei com ela do tal "147" e para a minha surpresa, ou não, ela falou: "ainda bem, porque eu iria morrer de vergonha em sair num carro velho desses!".


Depois dessa experiência nunca mais acreditei em "irmãs" que ligam apenas para o lado espiritual e não se importa com o lado material. Algumas mulheres dizem que a mania dos homens de dar tanto valor aos carros é ridícula, porém, como dizer que uma atitude dessas é machista quando encontramos peças como estas? Ta bom, sei que generalizar é errado, mas acabamos sendo manipulados pela generalização. (compare com 2 Timóteo 2:20,21)

Pena que muitas vezes o que chamamos de carro, parece ter o poder de espantar todas as mulheres em um raio de centenas de quilômetros... Seja pela cor horrível (laranja ou amarelo-ovo, por exemplo) ou pelo estado deplorável da lataria, aprendemos desde o berço que não basta apenas ter um carro: É preciso que ele seja capaz de nos ajudar a conseguir conquistar alguém!

E muitas vezes o momento decisivo do pobre irmão ficar ou não com aquela garota que ele conseguiu depois de algumas horas de chaveco no congresso, é exatamente na hora de apresentá-la ao seu carro. Aí ele vai ter que se superar para convencê-la de que não corre nenhum risco de contrair tétano se esbarrar na ferrugem. Sem contar que carro velho é o inimigo numero um das meias-calças, já percebeu? Nunca conheci uma mulher que não tenha saído de um cacareco sem deixar metade de suas meias grudadas nas ferragens.

Aqui no DF, aonde as pessoas possui um bom nível de vida financeira, e por isso mesmo, costumam andar de carro "zero kilômetro", mesmo que seja em 72x a preço mórdicos, andar num carro velho pode ser complicado.

Mas tem homem que parece se divertir com os defeitos que o carro vive acumulando. Sei lá, parece que carro velho desperta o "McGiver" que existe dentro de nós. Já reparou como todo dono de velharia adora resolver os problemas com grampos de cabelos, carvão de pilha, arame, palito de fósforo, e até coisas mais bisonhas, como usar esmaltes de unhas para retocar a pintura? (No meu caso, amo os sprays).

Pior que ter carro velho é não ter dinheiro para colocar gasolina. E o engraçado é que o bendito carro sempre resolve parar bem longe de um posto de gasolina, já reparou? Então, para acabar de vez com sua noite, ele procura umas moedas dentro do cinzeiro, sai caçando mais alguns trocados nos bolsos, e termina fazendo um pedido: "Você não teria uns cinco 'paus' para eu comprar gasolina?" Nossa, mais romântico que isso, não existe!!!

E depois de tentar fazer de tudo, cansar de girar a chave na ignição, ele vai perguntar se você sabe como fazer um carro pegar no "tranco". Bem, como é mais que natural, mesmo que você saiba como fazê-lo, carro velho sempre tem alguns segredinhos, que somente o dono conhece: "Você tem que "bombar com força" o pedal do acelerador, pisar na embreagem até o fim, e engatar a segunda, senão ele engasga e morre de novo!" Ou seja: depois de várias tentativas, quem vai ter que empurrar o carro será você! É minha filha, quem disse que baba de jegue é rapadura? Rapadura é doce mas é dura. É minha cara irmã, a situação é complicada. Ainda bem que só passei situações assim com minha esposa. Só assim para testar o amor.

O fato é que amo o meu Fiesta 96 motor endura. Ele me acompanhou em muitas aventuras e se pudesse falar, nossa, contaria muitas coisas. Talvez seja por isso que ainda insisto em gastar rios de dinheiro para mantê-lo sempre em forma, do que passar mais 60 meses pagando uma prestação de carro novo. Meu "neguinho", você é meu companheiro fiel, meu carro, e se alguém tiver de gostar de mim, vai ter que gostar de você também.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

IGREJAS-DORMITÓRIO


"Na proporção em que cada um recebeu um dom,
Usai-o em ministrar uns aos outros,
Como mordomos excelentes da benignidade imerecida de Deus,
expressa de vários modos."
- 1 Pedro 4:10




Quando Brasília foi construída havia necessidade de se construir “cidades” para os trabalhadores. Na inauguração em vez desses trabalhadores irem embora, acabaram ficando e assim, sem condição de morarem no Plano Piloto, foram povoando regiões que hoje são conhecidas como “cidades-satélites”. Mas antes de serem chamadas assim, elas eram chamadas de cidades-dormitório, ou seja, serviam apenas para que pessoas que vinham trabalhar temporariamente em Brasília pudessem dormir e se alojar. Por isso esse foi o nome que escolhi para designar algumas igrejas, sobretudo, as neo-pentecostais.

Eu convivi uma época com o pessoal da Igreja Renascer, antes de conhecer a verdade, e juntando com o pouco que venho conhecendo das pessoas que eu converso, cheguei a conclusão de que essas igrejas acabam sendo convenientes para quem procura fé-rápida e para a igreja que está mais preocupada com números do que com qualidade.

Tenho um amigo que é obreiro na IURD e questionei a ele se ele conhece todos os “irmãos” da igreja dele? A resposta foi exatamente o que respondia a minha questão: “Alguns, mas todo dia chega gente nova que é difícil gravar todos os nomes.” À despeito do “gente nova”, entenda-se renovação. Percebi que a grande maioria das igrejas neo-pentecostais está sempre lotada de pessoas que se renovam.

O lance é o seguinte: as pessoas estão tão desesperadas em busca de algo que lhe conforte o mais rápido possível, que se aprumar junto a essas igrejas que lhe oferece fé fácil acaba sendo o mais conveniente. Você entra, ora, chora, é consolado e, claro, paga. Com o passar do tempo, quando o problema não parece ser tão grande na vida dessas pessoas, elas simplesmente vão embora, pois não se vêem comprometidas com a igreja. Como a igreja também não possui nenhum comprometimento, o ciclo se fecha, se desfazendo e abrindo para novas pessoas, uma vez e uma vez mais.

Na época da minha estada pela Renascer eu lembro que quase não havia controle de quem entrava e saía da igreja, desde que a pregação da oferta tivesse sempre lotada de pessoas prestimosas. As pessoas iam e viam sem sequer sabermos especificamente quem elas eram, salvo uma ou duas vezes que você conseguisse uma “audiência” com o Bispo do lugar. Haviam pastores, presbíteros e diáconos, mas geralmente estes serviam apenas como equipe de apoio. Tanto que saí da igreja e até hoje acho que lembram mais de mim, assim como muitos outros da minha época, que também saíram sem sequer serem convidadas a ficar.

Claro que não deve generalizar. Igrejas evangélicas tradicionais como a Assembléia de Deus e a Batista possui uma administração mais rígida, embora na maioria delas, a falta do rebanho só é sentida quando o dízimo mensal não é pago (aí você recebe uma carta carinhosa lhe informando que você está em débito com o Senhor).

Enfim, não se devem temer evangélicos no serviço de campo justamente por isso. O fato dele conhecer aparentemente a Bíblia não o transforma num morador difícil de se lidar. Acredite, ás vezes é muito mais fácil do que convencer uma pessoa fanática que tenha apenas como prumo à sua crença. Lidar com católicos que não possui conhecimento algum da Bíblia, pelo menos para mim, é mais complicado, porque é mais difícil racionar com ela à base das escrituras. Mas cada caso, é um caso. Que no fim, nos empenhemos em usar nossos dons para servir à Jeová e atrair essas pessoas.

domingo, 12 de setembro de 2010

ESTUDOS BÍBLICOS


"Salvarás tanto a ti mesmo como aos que te escutam."
- 1 Tim. 4:16



Dirigir estudos bíblicos proveitosos é um dom que todos devem ter, mas apenas poucos possuem com habilidade. Os que trabalham de tempo integral no serviço de Jeová por padrão - e por treinamento - são os mais habilitados, mas existem pessoas que parecem ter nascido para isso. Moisés, meu ex-instrutor, hoje ancião coordenador da congregação Nascente, no Gama, é um deles. Seu interesse pelos estudantes vai muito mais além do que apenas passar verdades bíblicas, mas ele se preocupa e se interessa tanto por eles, que se torna também seu amigo, seu conselheiro, parte da vida deles. Eu fui seu primeiro estudante, isso há 23 e ainda hoje ele utiliza o mesmo método (se é assim que podemos chamar) e justamente por este motivo possui uma leva de pessoas que conheceram a Jeová por sua causa. Outro se chama Henrique, também ancião no Gama, que tem uma capacidade incrível e dissoluta de "convencer" os jovens a servir a Jeová. Os "meninos do Henrique", como são chamados os seus inúmeros estudantes que hoje servem a Jeová, alguns como servos ministeriais e até anciãos, mostram como seu método similar de se tornar não só um instrutor, mas um amigo pessoal na vida de cada um deles, é uma forma majestosa como Jeová atrai muitos.

Eu nunca herdei esse dom de Moisés. Nesses 23 anos tive muitos estudantes, mas pouquíssimos deles "renderam". Consegui levar dois ao batismo, Reginal, um senhor sério que se batizou mas 3 anos depois se envolveu com uma irmã e foi desassociado. Perdi o contato com ele, alguns dizem, que eles estão retornando, espero que parte da "semente" que eu coloquei seja um dos resultaodos disso. Curiosamente outro estudante por quem eu nunca achei que fosse sair alguma coisa, Junior, não só se batizou como se tornou servo-ministerial. Após isso, só pessoas que estudavam mas depois desistiam.

Há 5 anos quebrava minha cabeça com Erick. Gostava dele porque era um menino carente, e assim como eu, tinha um bom humor incrível. Mas ele acabou viajando para São Paulo, e perdemos o contato. Esta semana fui visitar a congregação Central do Gama, e distraído, recebi um murro, sim um murro, de um rapaz alto, cheio de espinhas na cara e aqueles dentões irreconhecíveis: Erick!!!! Voltou há 3 meses e agora está estudando a Bíblia novamente.

Acho que é essa alegria que os irmãos queria dizer quando terminaram o comentário do texto diário de hoje com as palavras: "Além do mais com o apoio de Jeová poderemos ajudar a salvar os que nos escutam. Que motivo de algeria isso seria!"

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

SINESTÉSICOS


Sempre atribuí cores às coisas. Por exemplo, para mim, segunda-feira é verde, terça é branco-gelo, quinta-feira vermelho. O mês de junho é rosa, janeiro é marron e o atual mês de setembro é amarelo. Loucura, não? Nem tanto.

Durante toda minha vida sempre achei que isso fosse meio louco ou uma forma que meu cérebro tinha descoberto para decorar coisas. Quer dizer, ainda não cheguei à conclusão de que não seja realmente louco, mas de todo jeito pelo menos um dos sintomas o qual eu acreditava piamente que fosse um deles acabei de descobrir na revista Mundo Estranho (sic) que se trata de um leve distúrbio comum dos que sofrem de sinestesia.

Sinestesia é um distúrbio neurológico que faz com que o estímulo de um sentido cause reações em outro, criando uma espécie de salada sensorial entre visão, olfato, audição, paladar e tato. O mais comum dos sinestésicos é atribuir automaticamente uma cor para determinado objetivo focado ou sentir cheiros diferentes em determinados lugares, mesmo que não haja nenhum odor. No meu caso isso é quase imperceptível e natural. E ocorre com muitas coisas. Letras, números, mês, dia, ano, palavras, sentimentos... todos eles para mim tem uma cor. Jeová? Branco. Jesus? Vinho. Testemunha de Jeová? Amarelo. Número 8? Marron... e por aí vai.

Mas se você achou tudo isso loucura, acredite, eu sou um dos menos sensíveis à sinestesia. Há casos aonde pessoas associam objetos à sons, cheiros e à alucinações. Uma pessoa irritada por sentir cheiro de rosas, ou estabelecer que “José” seja aparente confiável enquanto “João” seja uma pessoa falsa. Há casos aonde pessoas viam bolas coloridas diante de determinados sons.

Richard Feynman, um físico vencedor do prêmio Nobel dizia ver letras e números coloridos enquanto dava aulas. Eddie Van Hallen, líder da banda Van Hallen usou seu “dom” de ver notas musicais coloridas para criar a “nota marron” usada em discos da banda.

Enfim, se isso é loucura ou não, o fato é que muitas vezes utilizei a minha sinestesia como decoreba em provas e assim por diante. Às vezes sabia diferenciar DNA e RNA apenas pelas cores e me lembrava da solução. Incrível né? Ah, só por curiosadade, DNA é verde e RNA é branco-gelo.

sábado, 4 de setembro de 2010

25 COISAS QUE ESPANTAM NAMORADOS

1. Tentar ser a segunda mãe
Não adianta lutar contra a natureza: mãe é mãe e vice versa. Sempre será a número 1. Não caia na bobeira de querer brigar pelo lugar dela. Isso não significa que você não é amada; só não é tão amada como a mãe dele. Não existe coisa mais irritante para um homem do que ouvir alguém, principalmente sua esposa, falando mal de sua mãe. Se você tiver uma crítica, pode começar assim: "Amor, eu amo sua mãe de coração, mas eu observei que... O que você acha? Será que estou errada em pensar assim?"

2. A perseguidora
Você é daquelas que ligam de meia em meia hora só para falar um "oi"? Quer que ele esteja presente em sua vida 24h todos os dias? Não caia nessa cilada. Os homens gostam de cultivar os seus espaços. Quando ele diz que está indo sair com os amigos, ele só quer conversar besteira um pouco, coisas de homens. Nessas conversas, claro, vão falar de outras mulheres, mas na grande maioria das vezes é fazendo alguma observação engraçada, fofocando (sim, os homens também fofocam), criticando ou simplesmente fazendo propaganda dela para outro amigo.

3. A mulher nhém-nhém-nhém
Os maridos não são chegados ao nhém-nhém-nhém. Os namorados até aceitam inicialmente, mas quando virar marido, vai se encher. Mulher que fica falando e reclamando todo o tempo acaba ganhando a antipatia do maridão.

4. A espiã
Fazer o estilo mulher espiã não só não é cristão como deixa os homens muito infelizes. Uma mulher que vasculha celular e a pasta do namorado em busca de segredos, ouve recados no celular e procura números não familiares na conta telefônica pode estar cavando o fim de seu relacionamento. Ele vai começar a achar que você é neurótica. Se não confia no namorado, converse com ele ou termine.

5. A rival
Se seu namorado ou marido tem uma amiga fiel não adianta querer rivalizar com ela, com certeza você sairá perdendo nessa queda de braço. Ponha uma coisa em sua cabeça: se fosse para sair namoro, já tinha saído. É possível sim uma amizade verdadeira entre homem e mulher. Você duvidar ou implicar com isso vai transformá-la numa pessoa insensível e sem razoabilidade aos olhos dele.

6. A desesperada
Quer afastar um namorado em pouco tempo? É só desatar a falar feito uma maluca, sem controle nenhum.

7. As que não colocam a mão no bolso
Já se foi o tempo em que as princesas ficavam olhando enquanto os homens abriam suas carteiras e pagavam todas as contas. Dividir, ou pelo menos fazer essa sugestão, é uma maneira de mostrar que você não está à procura de um mecenas que banque todos os seus luxos. A não ser, claro, que você seja daquelas que só procuram irmãos ricos. Mas outra dica. Se ele insistir demais em pagar toda a conta, aceite. Se você for do tipo independente pode sugerir bem humorada que na próxima vez é você quem vai pagar tudo.

8. A mulher "Excel"
Sabe aquelas mulheres que fazem tabelas para tudo: quantas calorias podem ser consumidas no dia; como será a rotina diária; quais os horários mais apropriados para contar cabelo? Organização é bom, mas o excesso pode fazer de você uma chata. Ele vai pensar que você vai controlar a vida dele da mesma forma.

9. As extrovertidas
Os homens ficam assustados quando se deparam com mulheres que abraçam, beijam, riem ou falam alto e são chegadas a ser o centro das atrações em todos os lugares aonde chegam.

10. A antiamigos
É aquela que acompanha sempre o namorado ou marido, mas nunca consegue se integrar à turma. Age como se fosse um simples apêndice e não faz a mínima questão de ser simpática ou manter algum tipo de conversa com os amigos do seu namorado. Erro fatal!

11. A que leva sempre uma companhia
Teocraticamete é até incentivado, uma vez que se isolar pode levar o casal a tentações. Mas levar sempre a irmã ou uma amiga para encontros ou passeios não é uma boa idéia. Se for o caso, saia com um casal de amigos, aonde embora estejam juntos, cada um terá uma privacidade parcial.

12. As ciumentas
Um pouco de ciúmes é bom, mas cismar com aquela prima bonitona ou ficar chateada ou fazer cena só porque vocês encontraram na noite uma ex dele não é uma postura muito inteligente. O exagero pode fazer de você uma neurótica.

13. Aquelas que não se cuidam
No meu tempo, quando conhecíamos uma irmã no congresso ou assembléia, logo imaginávamos: vamos na casa dela para ver como é no dia-a-dia? Enfim, não precisa perder todo o seu tempo arrumando-se, mas pequenos detalhes são fundamentais. Por exemplo, quando for a um shopping, cinema ou parque utilize uma roupa apropriada. Tem irmãs seríssimas que usam roupas de ir para o Salão do Reino ao sair com o namorado.

14. As que se cuidam exageradamente
Uma hora no banho, mais uma para fazer a maquiagem e ainda mais um bom tempo para escolher o vestido. Não há homem que tenha paciência para agüentar essa maratona exagerada de cuidados femininos. Eu, e muitos homens que conheço, acham lindas as irmãs que usam uma maquiagem leve, às vezes um brilho, um baton e um lápis no olho é o suficiente. Sabe aquela sombra verde cintilante ou a bochechas toda avermelhada? Acredite, a maioria dos homens detestam.

15. Aquelas que criticam
O rapaz tem aquele velho sofá que ele ganhou da mãe e gosta tanto, mas você teima em falar mal e ficar dizendo que ele deve jogar fora e comprar um que você viu em uma loja da moda. Desista, isso só vai fazer que ele troque mesmo é de namorada e fique com o sofá velho. Homens gostam de tecnologia, games e usar o velho jeans, o velho tênis, etc...

16. Nem tanto para Nietzsche, nem tanto para revistas de fofocas
Ser exageradamente intelectual pode te dar um ar blasè, mas também não precisa virar uma especialista em revistas de fofocas. Se for falar de um assunto espiritual faça isso de forma bem, mas bem natural, para não dar impressão de que você quer ser certinha demais. Ah, e não pergunte coisas do tipo "Porque você ainda não é Servo Ministerial?" Sabendo, ou não, isso vai deixá-lo bastante constrangido.

17. A que odeia futebol
A maioria dos irmãos homens amam futebol, e por mais desestimulado que seja, torcem para um time, mesmo que esconda isso. E somente uma reunião ou congresso vai impedir que eles vejam seu joguinho no domingo à tarde. Uma mulher que fica falando mal de futebol o tempo inteiro pode estar cultivando um inimigo.

18. A que quer discutir a relação
A famosa DR é uma das grandes ciladas femininas. Os homens odeiam falar a todo momento sobre seus sentimentos. Se quer ir longe no seu relacionamento, discuta-o em conta-gotas ou de uma forma descontraída.

19. As que estão sempre prontas para o casamento
Se você conheceu um homem e já começa a falar em festa de casamento, filhos e família, pode estar cavando sua solteirice eterna. Ele vai achar que está desesperada, e irmãos detestam mulheres assim. Eles gostam de ser valorizados e a irmã desesperada passa a impressão de que está casando com o primeiro trouxa que apareceu na frente.

20. A auto-suficiente
Os homens são estranhos, ao mesmo tempo que não querem mulheres que precisam deles o tempo inteiro, mas ficam inseguros quando elas são completamente auto-suficientes. Vai entender? Lembra daquela propaganda da Revista Claudia aonde a mulher finge que não consegue abrir um pote de azeitonas e pede ajuda ao marido? Por aí...

21. A chantagista
A pior de todas. Um dos tipinhos mais odiados. Gostam de se fazer de vítimas e fazem chantagens emocionais o tempo inteiro.

22. As que bancam as santinhas
A ingenuidade pode ser inicialmente uma boa arma de conquista. Mas não exagere. Os homens, irmãos também, gostam quando as irmãs às vezes fogem do padrão "santinhas demais".

23. As que fazem o homem de escravo
Mordomo, escravo, pegador de água, motorista, mensageiro e namorado. Algumas mulheres esperam tudo isso de seus namorados e maridos. Eles, no entanto, não estão dispostos a exercer tantas funções assim na sua vida. Seja razoável.

24. As que vivem de comparações
"Meu ex fazia isso". "Nós sempre jantávamos aqui". "Essa era a cor predileta de fulaninho". Fazer comparações entre o atual e o ex não vai agradar nem o pouco quem ocupa seu coração no momento.

25. Quantas namoradas você já teve?
Faz realmente diferença? Deixe disso, essas perguntas só expressam a sua insegurança e vai deixá-lo constrangido. Principalmente se ele for um homem sério, porque como é sabido, colecionar namoradas na Organização de Jeová não é algo que se possa orgulhar.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

USO SÁBIO DAS RIQUEZAS MATERIAIS

"Na sua casa há coisas valiosas e riquezas"
- Salmo 112:3



O texto de hoje me chamou à atenção a um dos maiores perigos que circunda os cristãos hoje em dia: o materialismo. Ao contrário de outro pecados como a fornicação e o adultério, o materialismo é perigoso porque ele não é facilmente identificável. Como dizer que alguém é materialista? Só porque ele possui muitos bens materiais? Não, não é bem assim. Abraão era riquíssimo. Charles Taze Russell também era. E hoje em dia muitos irmãos possui grandes riquezas materiais e o mais importante, riqueza espiritual. Por outro lado muitas das pessoas pobres estão tão ansiosas em mudar de vida que são capazes de fazer qualquer coisa para mudar essa situação, seja fazendo horas extras, fazendo cursos e mais cursos ao ponto de perder as reuniões, sacrificando o convívio com a família espiritual, em busca de um lugar ao sol no mundo material.

Conforme o comentário inicial do escravo, "quer alguém tenha muito em sentido material, quer pouco, é possível ser rico espiritualmente". Aqui em Brasília aonde as pessoas possuem uma certa estabilidade financeira, principalmente por causa do serviço público, o materialismo é uma luta. Muitos cristãos acham que a felicidade é arrumar um emprego público que lhe dê um ótimo salário e estabilidade. Usam como desculpa que se tiver no serviço público terão mais calma e tempo para se dedicar à Jeová. Mas o que vemos nem sempre é isso que acontece. As pessoas ganham melhor, gastam melhor e acabam se preocupando ainda mais para pagar as dívidas que possuem. Além disso estão tão preocupados em "mostrar" o que compraram, que pode correr o risco não so de se tornarem arrogantes, como de fazer outros tropeçarem, por mostrar uma visão errada dos servos de Jeová.

A questão é: o que fazemos para agradecer a Jeová por termos um bom emprego ou uma vida confortável? Certo irmão dono de uma franquia lucrável de uma loja de tintas emprega vários irmãos de sua congregação, inclusive dando oportunidade para jovens terem seu primeiro emprego. Além disso, todos possuem escalas especiais que lhes permitem assistir às reuniões cristãs em sua congregação. Um certo clínico, amigo meu, de Salvador, viaja com seu pai, outro médico, várias vezes para Betel para ajudar voluntariamente irmãos betelitas que precisam de cuidados médicos. Da mesma forma que Charles T. Russell que vendeu todos os seus bens materiais em prol das boas novas, muitos irmãos tem feito o mesmo para a alegria de nosso Deus.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

AMORES CERTOS, CAMINHOS OPOSTOS

Amores certos, rumos contrários. A vida, às vezes, prega peças cruzando vidas de duas pessoas para depois dar a elas rumos opostos. Encontros e desencontros. A pessoa certa na hora errada.

Neste congresso em Luziânia fiquei feliz por duas pessoas. Duas pessoas que me fazem acreditar que é possível, sim, haver esperança e seguir verdadeiramente o caminho tortuoso de ser Testemunha de Jeová neste mundo turbulento. Ela, linda, maravilhosa, cheia de propostas, mas não se entregou para o primeiro que "se disse irmão" e aguardou o tempo certo que Jeová daria a ela.

Ele, uma pessoa bondosa, atenciosa, um irmão magnífico, um ancião amoroso, que de repente teve a vida invadida por um turbilhão de surpresas desagadáveis. Tinha tudo para abandonar tudo, desacreditar no amor.

Agora ambos juntos. Ambos felizes. Merecidamente felizes.

Que Jeová abençõe a vocês dois meus irmãos.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

LÍNGUAS


“Toda terra continuava a ter um só idioma
e um só grupo de palavras”
- Gênesis 11:11



Qual será a “língua” do povo de Jeová no novo mundo? Embora a Bíblia não seja clara quanto a esta informação, acho que não existe nada demais em divagar um pouco. Alguns chutam que voltaremos a usar como por osmose espiritual a velha língua hebraica falada por nossos “pais” Adão e Eva, “como Jeová queria desde o princípio”. Outros acham que falaremos a língua que seja mais popular quando o armagedom chegar. Mas qual estabelecer a língua popular? É sabido que a língua inglesa é a hoje a linguagem universal, então será que finalmente o povo falará a língua das canções pop e dos filmes de Hollywood?

Talvez eu seja apedrejado mas gostaria que todos falassem a língua portuguesa. Para mim a língua mais linda de todos os lugares. Mas também gostaria que escrevêssemos em japonês e nos "desenhos" chineses. Poderíamos continuar falando algumas palavras lindas em francês. E o latim? Porque não? Poderíamos falar em italiano, bonjorno?

No fundo mesmo, gostaria que todos nós mantivéssemos as nossas línguas pátrias, mas como num processo inverso ao que aconteceu em Babel, que por milagre todos nós passássemos a entender plenamente o que cada um falasse, mesmo que em suas próprias línguas. Mas antes que chamem de qualquer coisa, é apenas devaneios meus.

O mais importante claro é que hoje falamos uma língua pura espiritual muito mais importante e bela que todas — a verdade sobre Jeová, nosso Deus e seus propósitos para o futuro. Um futuro aonde independe de raça ou nacionalidade - Sofonias 3:9.

sábado, 14 de agosto de 2010

A VARA DA DISCIPLINA E A LEI DA PALMADA


"A tolice está ligada ao coração do rapaz;
a vara da disciplina é a que a removerá para longe dele."
— Provérbios 22:15.




Mês passado a câmara dos deputados aprovou a Lei da Palmada - uma modificação do Estatuto da Criança e do Adolescente no artigo 18 - e agora falta apenas a sanção do presidente Molusco da Silva para vingar. A Lei, como era de se esperar, está causando polêmica. Embora ela tenha um objetivo nobre que é coibir a violência contra a criança (embora isso já seja previsto no Código Penal e no Código Civil), o adicional dessa nova Lei é que ela configura qualquer ação física dos pais, inclusive os tapinhas e as palmadas, como crime.

A Lei foi criada ouvindo uma renca de seguidores da nova psicologia moderna que tem ensinado que qualquer punição física à uma criança ou adolescente, mesmo uma pequena palmada, causa um trauma emocional. Mesmo que as evidências mostrem que a atual juventude da "conversa" tenha se tornado rebelde, violenta e possua um histórico impressionante de desvios de padrões morais em relação aos filhos da surra e da palmatória.

Por exemplo, no programa da GNT Supermommy, uma psicóloga disse que não basta dizer para uma criança de 2 anos que ela não deve tocar na boca do fogão pois ela não entenderá. É preciso mostrar para ela que tocar vai prejudicá-la. Então o que ela aconselha? Chame a criança e diga "aqui não, dói!" e dê um tapinha na mão dela. A criança vai entender que tocar na boca do fogão é dolorido e não vai nem chegar perto. Simples? Pois é, a Lei da Palmada estabelece que até isso pode dar cadeia para os pais. O pai que der uns tapinhas na criança para que ela não enfie a mão na tomada elétrica, pode ser punido com advertências, multas ou até mesmo ser acompanhado de perto pelo conselho tutelar.

É óbvio que a intenção da Lei é bem vinda, afinal os casos de espancamento de crianças cresce no país, entretanto, punição a este tipo de ato já existe no código penal. O ruim dessa Lei é que ela se intromete na educação familiar, que para alguns pais, inclui a palmada do ponto de vista pedagógico. O que fazer para acalmar a criança birrenta, que grita, esperneia e se joga no chão loucamente? "Não meu filho, vamos conversar..." A Lei quer criar um monte de mães moles.

A Lei se intromete na educação familiar e cria situações bizarras como a de um filho que denunciou a mãe ao conselho tutelar só porque ela o flagrou fumando maconha e por causa disso lhe deu uma bela de uma surra. A mãe foi presa e o filho agora pode fumar maconha à vontade no CIAGO (a FEBEM de Brasília)!!!

Para nós, cristãos, a Lei é ainda mais controversa porque ela vai de encontro a um preceito bíblico que estabelece que a "vara" pode ser aplicável em alguns casos. E agora, a Bíblia estava errada?

Vale frizar que o conceito da Bíblia sobre a "vara da disciplina" mencionado em Provérbios não significa necessariamente que a Bíblia aprova o espancamento de crianças. Embora Jeová nunca mude, não se deve desconsiderar o contexto histórico e cultural. Nos dias de Israel a disciplina aos filhos envolvia entre outras coisas a punição física com varas, que na época tinha o efeito de corrigir o erro. Mas será que a "vara" era a primeira e única solução? Como o próprio nome da Bíblia diz, o livro de Provérbios faz parte de uma coleção de livrinhos que se completam. Nos dias de Israel os pais eram alertados a aconselharem seus filhos, conversarem com eles e transmitir preceitos de moral e virtude, entre outros. Assim, a "vara" só deveria ser aplicada se todos os métodos de ensino estivessem esgotados. - Deuteronômio 6:5-9; Provérbios 22:6; Efésios 6:4; Colossenses 3:21.

À base disso, hoje, os pais Testemunhas de Jeová são orientados a criar seus filhos dentro da "regulação mental" de Deus, orientando-os com carinho, amor, dedicação e paciência. Os jovens são levados à uma reunião o qual poderão conhecer e se juntar a outros jovens que são criados da mesma forma. Mas a Bíblia alerta que em alguns casos, talvez a conversa não seja suficiente para regular um coração rebelde. Alguns pais, então, acreditam que a punição física pedagógica seja a solução.

Vou contar meu exemplo: meu pai nunca me bateu. Já minha mãe a mão dela rolava solta nas minhas costas. Durante minha adolescência tomei duas surras inesquecíveis, sendo que numa delas, de mangueira! Isso fez com que odiasse minha mãe? Isso me tornou um jovem traumatizado e fora da lei? Jamais! Sabia que todas as surras e tapas que tomei eram merecidas e agradeço a elas por ter me tornado o homem honesto que sou hoje. Amo minha mãe de todo meu coração. Toda vez que pensava em fazer alguma coisa errada eu pensava na surra que poderia levar de minha mãe.

Hoje em dia temos uma juventude estragada pela "conversa". Meninos e meninas que não respeitam mais ninguém, cheios de vontade, mimados, sem noção do que é certo e errado, tudo por causa da maldita psicologia moderna. Criaram pais inúteis ou molengas que acham que uma conversinha com os filhos já o tiraram da responsabilidade do seus atos. "Meu filho foi preso? Ah, fiz o que pude... conversei com ele".

Se a Lei for finalmente sancionada, o presidente Molusco e suas bravatas vão ganhar novamente. Como um irmão costuma me dizer, isso é apenas para cumprir os tipos de pessoas mencionadas pelo apóstolo Paulo em 2 Timóteo 3:1-5. Enfim, só me resta dizer: “Amém! Vem, Senhor Jesus.”
(Rev.22:20)

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

CONGRESSO

Povo, o meu será nos dias 20-22 de agosto. Até lá não quero saber as novidades, não quero saber quais foram os lançamentos, não quero saber de nada. Por favor, eu sei que a língua coça pra contar uma novidade, eu também sou assim, mas eu mereço não é?

THANKS!!


terça-feira, 3 de agosto de 2010

ROUBO INVISÍVEL

Semana passada, ao falar da música “Solidão” de Milionário e José Rico, mencionei que o tinha baixado a musica da internet. Como ninguém deixa escapar nada, logo fui questionado por um irmão se isso era correto. Admito, que fiquei meio sem graça, afinal, como diz a matéria “Roubo Invisível” da revista A Sentinela a regra é clara: a pessoa que baixa música, filme ou séries na internet estaria violando o código de Copyright. O maninho que usa um programa de computador sem licença estaria também violando o princípio bíblico da honestidade.

Entretanto, essa questão é algo muito difícil de se debater pelas circunstâncias atenuantes que tem permitido um batalhão de discussões pelo mundo à fora, fazendo com que inclusive a própria Justiça não tenha uma posição definida sobre algumas situações. Mas independente disso, como irmãos, temos que fazer o que é certo. O problema é quando o limite sobre o que fere, ou não, a Lei dos direitos autorais se torna tênue.

Por exemplo: usar programa de computador pirata é errado, certo? Mas sabia que possivelmente você, e milhares de irmãos, devem estar utilizando um neste momento? Se seu computador foi comprado numa loja de eletrodomésticos deve ter verificado que ele veio apenas com a edição Started Edition, que nada mais é do que o Sistema Operacional puro e simples. Assim você precisou levar para um “amigo” ou alguma loja de informática para instalar o pacote Office, correto? E se seu computador “deu pau” alguma vez e você levou para uma loja ou o mesmo amigo para formatá-lo e reinstalar os aplicativos? Bem, se você não desembolsou no mínimo R$ 400,00 para comprar um pacote Office e/ou o sistema operacional Windows que ele instalou em seu micro, então, você está usando um programa pirata!

Sim, os técnicos de manutenção de computadores utilizam programas piratas com licenças genéricas ou hackeadas para permitir a instalação de um mesmo pacote em vários computadores diferentes. Você compraria um carro roubado, lhe vendido com uma placa trocada e inclusive com nota fiscal, mas sabendo que é roubado? A situação é a mesma, mas observou como toma um contornos diferentes quando é colocado nesta situação? Então, antes de criticar alguém por usar um programa de computador pirata, compre o pacote original e peça para instalar em seu computador agora mesmo.

Na questão de baixar músicas ou série, a discussão se torna ainda mais infindável devido às situações circunstanciais. No início da década de 90 um telefone residencial custava quase quatro salários mínimos. Depois da privatização das telecomunicações e a concorrência, as operadoras instalam hoje telefones quase de graça, cobrando apenas os serviços de utilização. Porque isso aconteceu? Porque as circunstâncias mudaram e as operadores tiveram que se adaptar.

Antes quando uma série era exibida nos Estados Unidos na TV ABERTA, éramos reféns da “boa vontade” das nossas emissoras que poderiam comprar, ou não, aquela série, e ainda assim ser exibida com quase dois anos de atraso desde a primeira exibição. Hoje, é diferente, graças a globalização e a popularização da internet. Quando uma emissora de TV ABERTA (vale frizar, mais uma vez), exibe uma série ela está disponibilizando suas imagens para o público em geral que possui permissão para copiar e distribuir para seus amigos, desde que isso não gere lucro. A maioria dos sites e comunidades de seriados faz isso: copiam e colocam legendas sem ganhar um centavo por isso, só a satisfação de popularizar a sua série favorita. Quando você baixa essas séries para o seu consumo não está cometendo crime algum nem lá, como aqui no Brasil.

É claro que emissoras como Record e Globo, que compram essas séries depois para exibir no Brasil, se sentem prejudicadas, mas isso é problema administrativo delas. Quem sabe aprendem a comprar e exibir as séries quase que ininterruptamente? Veja o caso do canal AXN, a série LOST foram exibidas com um atraso de apenas 2 semanas e por causa disso sua audiência aumentou em 30%, já para muitos, assistir no conforto de sua TV, com uma boa imagem de definição é melhor do que ver na tela do computador.

Quantos as músicas, entendo que a situação é mais complicada, pois temos leis específicas sobre a utilização dela. É sabido, entretanto, que quem mais chia são as gravadoras que ao contrário das operadores de telefonia, não se permitiram adaptar às novas regras de mercado. Se há 20 anos, vender CD já não era a principal fonte de renda dos cantores, imagine hoje aonde baixar músicas não é só popular, como é incentivado, inclusive por artistas e bandas em inicio de carreira que utiliza dessa fórmula para se tornarem conhecidos? É coerente e justo que uma banda que começou sua carreira distribuindo gratuitamente suas músicas de graça na internet, venha cobrar algumas coisas depois de famoso? Enfim, questões que suscitam muita discussão.

Mas alguns casos são relevantes informar: as novas bandas de sucesso são crias da internet, começaram colocando músicas na rede e lucram tão somente pelo preço (que não é barato) dos ingressos dos shows. Bandas consagradas como Radiohead, Pearl Jam, Prince entre outros, disponibilizaram seus novos álbuns pela internet e vivem somente dos shows. Enquanto isso, bandas tradicionais que tentaram conter o avanço dos downloads, inclusive ameaçando com processos juridicos, como Metallica e a minha linda Lilly Allen, entre outros, caíram na antipatia dos seus fãs, e por isso mesmo, vivem agora no ostracismo.

Infelizmente, para quem trabalha com tecnologia, a coisa é mais complicada ainda. Se fôssemos levar ao pé da letra, não existiriam hoje tantos técnicos em informação, sistemas da informação e seus conseqüentes analistas de sistemas, pois pouquíssimas pessoas teriam como arcar com cerca de R$ 2.000,00 por mês para bancar a compra de aplicativos, upgrades, drivers, periféricos e afins, originais. Utilizar programas hackeados entre esses é mais comum do que a franjinhas e a cara de choro nos emos.

Mas enfim, somos Testemunhas de Jeová, e precisamos viver sob os princípios bíblicos de honestidade. Mas acredite irmãos, antes de tecer qualquer comentário sobre o assunto, é preciso avaliar bem a situação, pois você pode estar comentando algo, que pratica, ou que alguém bem próximo de você, esteja praticando. Por isso o assunto é polêmico.

sábado, 31 de julho de 2010

PIADINHA INFAME

Uma irmã iria se casar e esperava que sua melhor amiga, que estava à trabalho em outra cidade, estivesse presente e fosse uma de suas testemunhas. Esta, porém, não pode ir, e para que sua presença não passasse em branco, ligou para uma floricultura e pediu que um buquê das rosas mais lindas fosse entregue à ela, nem que fosse no momento da cerimônia.

Queria colocar uma mensagem linda, mas na falta de inspiração, pediu ao florista que escrevesse apenas uma frase linda como "Não pude estar presente, mas espero que o texto de 1 João 4:18 possa expressar o que sinto". Para quem não lembra, este texto diz exatamente isso:


"No amor não há temor, mas o perfeito amor lança fora o temor, porque o temor exerce uma restrição. Deveras, quem está em temor não tem sido aperfeiçoado no amor."


O problema é que na hora de escrever, o florista esqueceu de colocar o "1" na frente do texto, provavelmente achava que não fazia diferença, e mandou as flores com o cartão. As flores chegaram bem na hora da recepção do casamento, a noiva emocionada, gritou, "minha melhor amiga não esqueceu de mim, atenção, gente, vou ler o cartão que ela me mandou". Todos os irmãos, curiosos, voltaram para ler a belíssima mensagem que dizia: "Não pude estar presente, mas espero que o texto de João 4:18 possa expressar o que sinto".

(Para entender e rir da piada, leia João 4:18)

sábado, 24 de julho de 2010

JESUS FOI TRAÍDO POR 50 MIL REAIS?

"'O que me dareis para traí-lo a vós?'
Estipularam-lhe trinta moedas de prata."
- Mateus 26:15



Qualquer criança sabe responder por quanto Judas Iscariotes recebeu para trair Jesus Cristo e entregá-lo aos sacerdotes judaicos. A grande pergunta, entretanto, para alguns curiosos seria como calcular esse valor nos dias de hoje? Quanto valeria as 30 moedas de prata? A revista MUNDO ESTRANHO publicou uma matéria aonde ela chegou a seguinte conclusão: R$ 50.000,00. Será isso mesmo?

Bem, a revista chegou a esta conclusão à base do comentário de um historiador do Museu Histórico Nacional, que declara: "No Império Romano, do qual a Judéia fazia parte, as moedas de prata eram comuns no comércio de elite, como na troca de terras, por exemplo. Com as 30 moedas que Judasganhou, dava para comprar uma pequena fazenda". Então o cálculo feito pela revista tentou seguir pelo caminho mais óbvio, ou seja, vamos comparar o preço de um sítio nos dias de hoje e assim chegamos ao valor que Judas ganhou dos sacerdotes. Como alguns corretores disseram que com de 40 mil reais seria possível, por exemplo, comprar um sitiozinho pequeno em alguma cidade do interior paulista, então estabeleceram esse valor.

Indo ainda mais longe, a revista lembra que com as mesmas moedas devolvidas por Judas após arrepender-se, os Sacerdotes compraram um campo que serviu como cemitério da cidade. Indo, de novo, pelo caminho mais fácil, outro historiador chegou a seguinte conclusão: "Comparando a Jerusalém do século 1 com uma metrópole em expansão nos dias de hoje, como Ribeirão Preto (SP), chegaríamos a um outro valor hipotético: nessa cidade, um terreno de 15 mil m2 , sem benfeitorias, custa cerca de 50 mil reais. É o máximo que dá para especular sobre o "preço" de Jesus, já que a Bíblia não oferece muitos detalhes sobre o episódio." Mas, enfim, será que Judas Iscariotes recebeu tudo isso para trair nosso Grande Instrutor?

É bem provável que não, pois a revista foi muito simplista em suas declarações, levando em conta apenas essa informação limitada dos historiadores. Bem, para começar, é praticamente dificil estabelecer um valor equivalente aos nossos dias, porque seria necessário avaliar vários fatores como inflação da época, valor venal dos imóveis na Judéia no Império Romano, entre outras coisas. Além disso não levaram em consideração que a Bíblia cita apenas 30 moedas de prata, mas não informa de quê! Sim, afinal, naquela época existiam vários tipos de moedas de prata, como dracma, gera, denário, mina ou talento. Conforme o Estudo Perspicaz das Escrituras, a inflação naqueles dias eram piores do que a inflação no Brasil na década de 80, poderia subir ou cair vertiginosamente em cerca de até 04 meses, por causa das variações das estações, épocas de escassez e falta de chuvas.

Porém temos algumas passagens bíblicas que podem nos ajudar. Em Êxodo 21:32, somos esclarecidos que com 30 siclos de prata dava para comprar um escravo, que seria o equivalente ao salário de 03 meses. Assim poderíamos chegar a primeira conclusão lógica, equiparando ao nosso salário mínimo, de que Jesus foi traído por R$ 1.530,00. Uêba.. mas o que é um siclo? Siclo, não era uma moeda, mas uma espécie de unidade de medida como o "litro" ou "kilo" dos nossos dias, praticada para estabelecer padrões monetários e servia para medir tanto a prata como ouro. Por exemplo, 1 siclo equivalia a 20 geras, 50 siclos equivalia a 1 mina, e assim sucessivamente. 30 siclos poderia ser qualquer valor, uma vez, lembram?, que a Bíblia não especifica qual era a moeda.

Mas ainda assim podemos extrair mais informações da Bíblia sobre o assunto. Em Zacarias 11:12, 13, por exemplo, vemos uma passagem aonde Jeová critica o povo por pagar "30 moedas de prata" à Zacarias por seus serviços como líder espiritual de Israel. Jeová despreza esse valor e pede que Zacarias "jogasse" essas moedas na tesouraria. Como muitas passagens dos livros proféticos eram uma representação do que aconteceria com o prometido messias, entendemos que as moedas recebidas por Judas Iscariotes só poderiam ser de pouco valor, ou seja, possivelmente tenham sido 30 siclos das moedas de mínimo valor, ou de denários ou dracmas. Se foram denários, seria o equivalente hoje a R$ 34,32* ou se forem dracmas, R$ 39,07*, aproximadamente. Isso se aplica ao fato de que os sacerdotes tinham tanto desprezo por Jesus que estava disposto a pagar míseras quantias por ele.

Mas, enfim, no livro Estudo Perspicaz, sobre o vebrete "Judas", os irmãos chegaram a conclusão de que Judas recebeu o equivalente hoje a US$ 66,00, o que daria hoje cerca de R$ 116,16*. (Eu não consegui entender bem a conta que os irmãos fizeram, se alguém pude me ajudar, fico grato!) Assim, chegamos enfim, a conclusão de que por meros cem reais, cerca de 1/5 do salário mínimo, Judas Iscariotes entregou Jesus Cristo para ser preso, julgado e torturado até a morte na estaca de tortura.



(*) Cotação dolar 24.07.2010: R$ 1,76