segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

E SE JEOVÁ DESCOBRIR QUE FOI VOCÊ?

"Sede vigilantes, porém, para que esta autoridade
vossa não se torne de algum modo uma pedra de tropeço
para os que são fracos."
- 1 Corintios 8:9



É incrível como assuntos simples e corriqueiros tomam rumos e ponto de vistas diferentes a cada estudo da revista A Sentinela. Já falamos muito sobre falsidade e como evitá-la, mas pela primeira vez vi um ponto de vista que não tinha imaginado antes.

No parágrafo 7, do último domingo (sábado, para alguns, rsrsrs) os irmãos escreveram: "Mas que dizer se usarmos de engano em palavras ou ações, resultando em que um irmão na fé tenha de pedir a ajuda de Deus? Seria muito rum para nós!". Ué, ruim para nós? por que? Sim, claro! Imagine uma pessoa suplicando a ajuda de Jeová, porque está sendo aflingida por comentários maldosos ou um ato de falsidade, aí Jeová "desce" à terra para ver o que está acontecendo e descobre que é você o causador de tudo isso?

O interessante é que nunca pensamos desta forma, ou melhor, até pensamos, mas sempre fazemos associação com coisas grandes. Mas muitas vezes pequenos comentários ou atos de falsidade pode ser uma pedra de tropeço maior do que outra coisa mais séria. Me lembrou de uma ilustração de que eu costumava usar muito quando proferia discursos públicos: "Ninguém cai diante de uma pedra grande, pois ao vê-la, é fácil desviar-se. Geralmente tropeçamos em pedras pequenas, que aparecem em nossa frente e não estamos preparados porque não a vimos".

domingo, 30 de janeiro de 2011

NÃO É ENGRAÇADO!


"E aquele que não aceita a sua estaca de tortura
e não me segue não é digno de mim."
- Mateus 10:38.


Bem, o texto abaixo "Não é engraçado" foi me passado pela internet. É interessante e deve-nos fazer refletir sobre o que estamos fazendo para nos esforçar a servir a Jeová. Sim, es-for-çar! Mas não sejamos hipócritas, porque é mais fácil fazer todas as outras coisas carnais e materiais, do que as coisas espirituais? Porque todos nós somos imperfeitos e não atingimos a glória de Deus. E além disso, somos carne pecaminosa, nossa tendencia é ser "má, todo o tempo." (Genesis 6:5; Romanos 3:23).

Quando somos exortados a nos esforçar a fazer a vontade de Deus, fica implicito que não é uma tarefa fácil. Esforço é uma palavra que denota sacrificio, fazer algo que não é agradável, mas necessário. Fazer a vontade de Jeová é um sacrificio, porque nossas tendencias pecaminosas nos impele a fazer o que é errado, mas o amor a Jeová, deve nos fazer esforçar, fazer sacrifícios, para fazer Sua vontade.

Talvez por isso seja mais fácil passar 3 horas assistindo a um filme no DVD, do que aguentar 2 horas no Salão do Reino. É mais fácio ler um romance cheio de ação ou histórias açucaradas de amor, do que ler a Bíblia que contem verdades que muitas vezes não queremos ouvir. Servir a Jeová é uma luta diária, uma batalha que você trava todos os dias contra a Organização de Satanás. É uma batalha cansativa e algumas vezes atordoante, pois normalmente as pessoas não conseguem ficar 24 horas sempre alertas, sob pressão, e é dessa forma que devemos agir para não sermos engodados pelo sistema carnal mundano que nos fazer fornicar, trair, adulterar, se desviar da fé em busca de bens materiais, entre outros.

A luta para se servir a Jeová é grandiosa e merece um esforço redobrado de cada um de nós. Às vezes caímos; mas precisamos de coragem também para levantarmos. Mas a luta é contínua e constante, até que venha sobre nós o grandioso dia de nosso Deus.

sábado, 29 de janeiro de 2011

NÃO É ENGRAÇADO??

Não é engraçado como R$1,00 parece tanto quando o levamos ao Salão e tão pouco quando vamos ao shopping?

Não é engraçado como uma hora é tão longa quando servimos a Jeová, mas tão curta quando assistimos a um jogo de futebol ou nos divertimos?

Não é engraçado como duas horas no Salão parecem mais longas do que quando assistimos a um filme?

Não é engraçado como não achamos as palavras quando oramos, mas elas estão sempre na ponta da língua para conversarmos com um amigo?

Não é engraçado como ficamos excitados quando um jogo vai para a prorrogação, mas reclamamos quando a reunião dura mais que o normal?

Não é engraçado como achamos cansativo ler um capítulo da Bíblia, mas é fácil ler 100páginas do um livro de qualquer autor de sucesso?

Não é engraçado como queremos sempre as cadeiras da frente no teatro ou num show, mas sempre sentamos no fundo do Salão?

Não é engraçado como precisamos de 2 ou 3 semanas de antecedência para agendar um compromisso no Salão, mas para outros programas estamos sempre disponíveis?

Não é engraçado como temos dificuldade de aprender a pregar, mas como é fácil aprender e contar piada ou a última fofoca?

Não é engraçado como acreditamos nos jornais e nas revistas, mas questionamos a Bíblia?

Não é engraçado como todo mundo quer se salvar desde que não tenha que acreditar, dizer ou fazer nada, no máximo marcar ponto no salão e no campo pra conseguir a entrada no Paraíso?

Não é engraçado?

NÃO, É TRISTE!

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

QUAL MELHOR OPERADORA DE INTERNET 3G?





Se na sua região você possui acesso à internet via ADSL, pare de reclamar, coloque às mãos para o céu e agradeça imensamente, pois acredite, poderia ser pior. Você poderia ser escravo do 3G. É incrível como no Brasil a ANATEL ainda permite que sejamos escravo das condições absurdas estabelecidas pelas empresas telefônicas. Elas deitam e rolam, e não há nada do que você possam fazer. Me vi obrigado a ter que aderir ao 3G. E como toda pessoa deveria fazer, fiz uma pesquisa para saber quem oferecia os melhores planos e descobri que minha jornada era para saber quem era o menos pior.

Antes de qualquer coisa você precisa saber de algumas informações básicas para escolher o melhor plano para você.

VELOCIDADE E FRANQUIA DE DADOS

Muitas operadoras oferecem planos de 1GB, 5GB e até 10GB e ingenuamente muitos pensam se tratar de velocidade. Não se engane! Isso se refere a franquia de dados, ou seja, a quantidade de dados que será transmitida pela internet. Quando você acessa um site você na verdade está baixando dados da internet. Coisas simples como ver fotos, videos, emails, som, são todos medidos e somados pela operadora e quando você ultrapassa, todas elas cobram por isso, e não é barato, custa cerca de R$ 0,10 por Megabytes. Para se ter uma idéia, se você costuma passar uma média de uma hora por dia na internet, só acessando sites, redes sciais e MSN você utilizará uma média de 60 Megabytes por dia, e estourará seu limite de 1GB em apenas duas semanas!

E quando falamos de "velocidade", estamos na verdade falando na capacidade de transferencia de dados por segundo (O termo correto é Kbps, ou seja, Kilobites por segundo). Por exemplo, imagine um cano de água; um fino e um cano grosso. Todos eles transportam a mesma água, mas o cano grosso vai transportar com mais rapidez. Então quanto mais "Kbps" melhor! Embora muitos prometam velocidade de 1Mbps a grande maioria das operadoras testadas chega no máximo a 500 Kbps, como picos, porque a CLARO e VIVO (testados por mim) não ultrapassam nem 128 Kbps, mínimo exigido pela ANATEL.

Assim sendo, vamos analisar os pacotes oferecidos pelas empresas de telefonia do país. Estabeleci o plano básico de 1GB para analisar qual a melhor proposta de cada operadora, pois acredito que a maioria das pessoas usam a internet apenas para ver emails, entrar em redes sociais, ver MSN e fazer pesquisas.

PLANOS DA CLARO

1GB = R$ 79,90 + R$ 19,90 (Modem) + R$ 0,10 por 1MB excedente.

A Claro possui vários planos que variam de 100MB (sic) até 10GB. Se você quer um plano básico de 1GB, vai ter que desembolsar mais grana, pois além do plano, a Claro vai te cobrar o modem que sairá por R$ 19,90 no esquema de concessão, ou seja, fidelidade obrigatória de 12 meses. O modem só sai de graça apartir do plano 3GB que custa R$ 89,90, que neste caso seria a melhor (?) opção. A Claro não reduz a velocidade de conexão se você passar da franquia de dados, mas cobra obrigatoriamente R$ 0,10 por cada 1MB em todos os pacotes.

A velocidade prometida em todos os casos é de até 1Mbps, mas nenhuma delas chega a tudo isso. Ultimamente ando brigando com a Claro porque meu modem não ultrapassa a marca de 75 Kbps. Uma vez um irmão me emprestou um modem da Claro, cuja velocidade estava a 25 kbps, que é metade do que chega com internet discada!

PLANOS DA VIVO

1GB = 89,90 + R$ 0,10/MB excedente ou não pagar excedente mas ter velocidade reduzida.

A VIVO oferece apenas quatro planos. O diferencial da VIVO é que ao contrário das demais operadoras, ela é a única que não possui limite de tráfico de dados, ou melhor, ela te dá uma opção aonde você não precisa pagar por isso. Quando você contrata o plano de 1GB, por exemplo, ao chegar a esse limite ela te dá duas opções: continuar com a velocidade normal pagando R$ 0,10 por cada 1MB adicional ou não pagar nada, mas ter reduzida a velocidade para 128 kbps, que lhe permite ver emails, entrar no MSN e consultar sites. No modem empretado por um irmão, a velocidade reduzida era cumprida fielmente variando entre 90 e 110 Kbps.

PLANOS DA OI

2GB = R$ 69,90 + R$ 135,00 (Modem) + R$ 0,10/MB excedente.

A OI apresentou as piores ofertas, com excessão do Plano 10GB, que é o mais barato de todos. O único diferencial é que nela você não precisa pagar multa se decidir sair antes, entretanto, tem que pagar o modem por fora. A OI não tem pacote de 1GB, mas oferece 2GB, o dobro de limite de dados que as outras oferecem, e por um valor menor. Mas não comemore antes da hora, pois em compensação ela oferece um limite de velocidade de apenas 300 kbps. Lembre-se que a ANATEL só obriga as operadoras a fornecerem apenas 10% do valor contratado. Embora não acredite que a OI forneça apenas 30 Kbbs, o que seria metade do que se consegue com internet discada, ainda assim, é muito arriscado contratar uma plano aonde você nunca vai ter esperança de chegar aos 500 kbps, velocidade que as outras operadoras conseguem disponibilizar algumas vezes. Não vi vantagem nenhuma de ser assinante da OI 3G, salvo se você quer contratar o plano de 10GB chega a ser 80 reais mais barato que as concorrentes.

PLANOS DA TIM

120 HORAS = R$ 99,90 + R$ 0,10 por hora adicional

A TIM é a mais "171" de todas. Inovou e é a única que não oferece pacotes com limites de dados, mas com limites de horas. Parece legal, mas não é, é uma picaretagem das grandes! Por que mensurando por horas, não faz diferença a menina que fica 1 hora apenas acessando o Orkut e MSN (gastando apenas 23 Megabytes) do cara que está 1 hora baixando músicas ou aplicativos, acessando Youtube e afins, estourando 500 Megabytes de dados. Além disso, em todos os pacotes a TIM informa que a velocidade pode cair para 128 kbps após o consumo de 1GB de dados. Imagina? Então nem adianta contratar o plano de 120 horas se você costuma baixar filmes, músicas e ver videos no Youtube, porque sua velocidade vai estourar de qualquer jeito. Fuja!

E O MENOS PIOR É...

Foi dificil analisar, principalmente com o sentimento de revolta ao saber que em nosso país pagamos tão caro para ter uma das piores internet do mundo. A TIM tem a pior oferta. A OI, também não ajuda muito, principalmente porque não tem cobertura em todos os lugares. A Claro é maior picareta do mundo, pois não consegue fornecer nem 10% do valor contratado de 1 MB.

Se você for um internauta comum, que gosta apenas de fazer pesquisas, acessar o Orkut e falar no MSN, o melhor plano é o da VIVO. Porque ao contrário das outras que ao completar 1GB, cobra obrigatoriamente o excedente e ainda reduz a sua velocidade para 128 kbps, a VIVO pelo menos lhe dá a opção de continuar navegando com a mesma velocidade, desde que aceite pagar o excedente, ou diminuir para 128 Kbps e não pagar nada por isso.

CONTUDO, SÓ USE 3G SE VOCÊ REALMENTE PRECISA. NA DÚVIDA, CORRA PARA ADSL, QUE APESAR DE TUDO AINDA É A MELHOR CONEXÃO.

domingo, 23 de janeiro de 2011

I´M NOT OK, I PROMISE

Um colega do meu trabalho não foi trabalhar ontem. Teve problemas causados pelo stress. Olha só, coração partido entrou no rol dos eufemismos. Embora por motivos diferentes, porém circunstanciais, estamos passando pelo mesmo problema. Ele separou de sua esposa, a minha se separou de mim. Não gosto de usar a palavra "estamos sofrendo", é piegas, brega demais. Mas não está sendo fácil.

O ruim de se trabalhar no mesmo ambiente de sua ex-esposa é que sua vida acaba virando novela para os cafezinhos do corredor, ou no nosso caso, do refeitório. Não nos falamos, mas almoçamos no mesmo horário, no mesmo bat local, e a cada vez que passo o longo caminho até a o refeitório sinto como se os olhos nos fuzilassem, cada língua ávida para palpitar, julgar ou quem sabe, apenas fofocar.

E os irmãos que trabalham comigo? Alguns deles colocados lá por mim, e agora ficam preocupados, "será que devo falar com ele?". Coitados, não precisam se sentir obrigados a falar comigo só porque eu os coloquei lá. (Ah, Henrique, não esqueci de você tá? Vamos ver se este mês rola alguma coisa).

Eu tenho hipertensão, sempre foi muito controlada, mas nos últimos quatro meses tive quatro princípios de taquicardia. Nunca falei isso para o meu médico, afinal, diante de tantos problemas morrer não era uma solução tão ruim assim. Será que desassociados quando morrem tem esperança de ressurreição? Sabe de uma coisa, melhor não arriscar. Deixa eu morrer quando voltar. Como dizia o velho Renato Russo, "Viver é uma dádiva fatal, no fim das contas ninguém sai vivo daqui, então vamos com calma".


Com quase 40 anos não quero parecer uma criança falando de lamúrias e meus problemas de depressão. Isso é tão imaturo. Escrever num blog já é imaturo. Lidar com a vida é uma forma de ser imaturo. Me lembrei de outra música do Legião; "triste coisa é querer bem a quem não sabe perdoar". Gostar de quem não se importa com você é uma forma gravíssima de imaturidade.

Já se passaram dois meses. No dia de minha comissão perguntei aos anciãos com quanto tempo poderia voltar, e me disseram que o tempo é proporcional ao número de pecados! Caracas, é tipo..., seu pecado foi grave, então reze "7 avemarias e 10 painossos"? Alguém escreveu aí, nos comentários, que deixar de falar com o desassociado é uma provisão para de fazê-lo voltar. Deixa disso, a desassociação tem apenas um único objetivo: proteger a congregação do mal elemento. Tudo bem, desculpe por derrubar alguns castelos, mas eu sou maduro suficiente para saber disso e ainda assim amar a Jeová e querer voltar à Sua organização.

Ta bom, embora esteja com uma vontade imensa de escrever uma carta agora, vou esperar por mais alguns meses. Afinal, quem estabeleceu que a desassociação tem que levar um ano inteiro? Detesto paradigmas. Preciso disso. Sem família, sem ex-esposa e sem amigos na organização. Totalmente isolado do mundo, e ainda tendo que lutar fortemente para não se envolver com os "amigos" do trabalho. 2010 foi um ano de merda (perdoem meu linguajar, mas não achei palavra melhor); espero que 2011 seja o ano da redenção.

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.



Às vezes me sinto um idiota.
Será que é só um sentimento,
ou eu sou um idiota de verdade?

sábado, 15 de janeiro de 2011

MENOS SANGUE, POR FAVOR!

Transfusões de sangue são inúteis. Os médicos aplicam muito mais por uma questão de tradição, do que por embasamento científico. Para nós não há nenhuma novidade nisso. Mas uma médica goiana - que não possui nenhum vínculo com as Testemunhas de Jeová, vale frizar - chamada Ludhmila Abrahão Hajjar, formada pela Universidade de Brasilia e que atualmente medica no InCOR em São Paulo, está criando uma verdadeira revolução na medicina por propagar uma coisa óbvia há tempos, mas que a comunidade médica mundial ainda insiste; que não há necessidade de se aplicar transfusões de sangue em pacientes.





“Não podemos continuar fazendo medicina em 2011 baseados num relato de 1942”, diz Ludhmila à Revista Época.



Segundo Ludhmila, hoje os médicos costumam aplicar transfusões de sangue de modo excessivo e sem utilidade. Na prática, os médicos aplicam transfusões sempre que uma cirurgia vá demorar mais de 3 horas ou em cirúrgias coronárias. Entretanto muitos fazem isso porque "aprenderam na faculdade" à base de uma medida estabelecida em 1942. Na verdade, segundo a reportagem da Revista Época, "A história é antiga. Em 1934, o americano John Lundy criou na Clínica Mayo o primeiro banco de sangue do mundo. Em 1942, ele propôs o limite de 10 g/dL baseado na observação de seus pacientes. Desde então a recomendação vem passando de geração em geração."

"Para colocar a recomendação à prova, ela realizou um estudo com 512 pacientes do Instituto do Coração (InCor), em São Paulo. Eram doentes graves, com perfil semelhante (tinham diabetes, hipertensão, insuficiência cardíaca), que foram submetidos a cirurgias cardíacas."

"Metade do grupo recebeu sangue quando o nível de hemoglobina caiu a 10 g/dL. A outra metade só passou pela transfusão quando o índice ficou abaixo de 7 g/dL. O que ela comprovou? Os doentes que receberam menos sangue se recuperaram tão bem quanto os que receberam mais sangue. Uma segunda comparação (pacientes graves que receberam sangue versus pacientes que não receberam sangue, por estar com índices entre 7 g/dL e 10 g/dL) revelou que a transfusão aumenta em 20% a taxa de mortalidade e de complicações clínicas a cada bolsa de sangue recebida. Ficou a impressão de que quanto menos sangue se receber, melhor."

O trabalho foi publicado na revista Journal of the American Medical Association com grandes elogios mundiais. E graças a este estudo, o InCOR em São Paulo passou a utilizar menos transfusões de sangue em seus pacientes.

Este estudo com certeza será uma grande ajuda para a COLIH, pois finalmente a idéia de que se tem de aplicar transfusões em todos os casos, vai ruir, dando oportunidade para se aplicar as técnicas alternativas que as Testemunhas de Jeová tanto difundem na comunidade médica.

domingo, 2 de janeiro de 2011

"EI, TEM ALGUM DESASSOCIADO AQUI?"

"- Ei, tem algum desassociado aqui? Não precisa levantar a mão, e nem se identificar. Eu quero apenas falar para você, e me ouça com atenção."

Tomei o maior susto quando no último discurso de hoje, "Coragem! Você pode vencer o mundo" o Superintendente de Distrito, o irmão Sebastião de Biase, falou desse jeito. Eu estava até meio distraido e dei um pulo na cadeira. Será que ele ia me condenar mais ainda? Será que ele ia dizer que a gente não vale nada? Será que ele ia dizer que iamos morrer no "mármore do inferno"?

Nada disso. De uma forma muito carinhosa ele pediu que voltássemos. Disse que éramos dignos de honra por reconhecer nossos erros e nos humilharmos a Jeová, ao ponto de passarmos por tudo que estamos passando, com o objetivo de voltar a servi-lo. Nos elogiou por estarmos ali presente na Assembléia e nos exortou a continuar nesta rotina, nos esforçando a não perder uma reunião sequer. Minha mãe, coitada, chorou. Eu não ando mais tão sensível assim, mas gostei muito. Mais uma vez me senti abraçado por Jeová.

As vezes a gente tem um sentimento de desvalorização. Nos sentimos a pior pessoa do mundo. Oro a Jeová mas sempre questiono se Ele ouve nossas orações. Acho que ouvir isso em um discurso, numa Assembléia, do Superintendente de Distrito, foi uma prova que sim, Jeová nos ouve! Que bom. Não sei se havia outros desassociados por lá, mas para mim, me fez um bem enorme.

sábado, 1 de janeiro de 2011

ASSEMBLÉIA DE CIRCUITO "NÃO FAÇAM PARTE DO MUNDO"

"E tornamo-nos como alguém impuro, todos nós,
e todos os nossos atos de justiça são como uma veste
para os períodos de menstruação; e desvaneceremos como a folhagem,
todos nós, e os nossos próprios erros nos levarão embora como o vento"
- ISA 64:6



Hoje foi minha primeira assembléia de circuito estando de "castigo". Não foi traumático, pois estou assistindo a Assembléia de Luziania-GO, da congregação aonde minha mãe se reúne. Conheço pouquíssimas pessoas de Luziania, mas ainda assim tive algumas saias justas.

Como não é a primeira vez, e sabendo que sou merecedor, não tive surpresas ruins, apenas situações engraçadas. A mãe de um amigo, assim que me viu veio me cumprimentar, meio sem graça falei "estou desassociado". Ela parecia que tinha tomado um choque, mas literalmente, a forma como ela tirou a mão de mim e se virou parecia que eu tinha dito algo como "sou o demônio" ou "estou com uma doença infecciosa". Mas foi engraçado, tudo bem irmã, sei como as pessoas reagem a isso.

No intervalo, sem ter aonde ir e com quem conversar, fui para o carro. Levei um susto quando outro irmão se aproximou todo alegre, estendendo a mão; "Então você é o irmão de Pedro...". Fiquei sem graça, até cumprimentei, porque achei que ela ia dizer uma coisas e iria embora, mas no momento que ele começou a perguntar de onde eu era, essas coisas, não teve jeito, tive que dizer e fiquei constrangido pelo constrangimento do irmão.

Mas legal mesmo foi encontrar um amigo e uma outra amiga, que mesmo depois de dizer-lhes que era desassociado, fizeram questão de me abraçar, de dizer o quanto estava feliz por eu estar ali e desejar me abraçar brevemente, o mais rápido possível, quando eu for readimitido. Certa, irmã, chegou a chorar e dizer que faria a maior festa que Luziania conheceria, na minha volta.

Não estou dizendo que essas atitudes foram corretas. A orientação bíblica de não falar com desassociados é clara (1Co 5:11; 2Jo 9, 10), mas queria apenas registrar que para mim foi muito fortalecedor e emocionante. Me senti querido, apesar dos meus erros e da minha consciência martelando diariamente suplicando o perdão de Jeová. Que Jeová me perdõe e me ajude nessa longa jornada de reflexão e arrependimento.