domingo, 29 de maio de 2011

ME DÊ A CORAGEM DE JEREMIAS!



"E por certo lutarão contra ti, 
mas não prevalecerão contra ti, pois ‘eu estou contigo’, 
é a pronunciação de Jeová, ‘para te livrar."
- Jer. 1:19




Jeremias foi um cabra-macho, como se diz lá no Nordeste. O que é interessante notar na história do profeta Jeremias, é que sua coragem realmente não nasceu junto com ele. Assim como ocorreu com outros servos de Jeová no passado, como Moisés, "coragem" não foi uma coisa inata, mas que surgiu à medida que aumentavam sua confiança nas promessas do Deus-Pai, o Deus Todo Poderoso.

Me lembro até hoje a primeira vez que saí no serviço de campo. Coincidentemente a pregação foi justamente na rua aonde costumava "badernar" com meus amigos punks. O primeiro morador, olhou pra mim e disse: "Você? Testemunha de Jeová?". O que poderia ser o fim da minha confiança, acabou sendo bem conduzido por meu instutor Moisés (hoje ancião coordenador da congregação Nascente, no Gama-DF) e virou uma palestra de quase duas horas sobre as mudanças que a palavra de Deus pode fazer nas pessoas.

À medida que fui marcando a revista do estudo de hoje (nossa, é tão ruim marcar e depois lembrar que não vai poder comentar) são as perseguições que Jeremias acabou se confrontando e pondo à sua coragem, que ele não tinha no inicio, à prova. A cena da página 31 sempre me leva ao evento que aconteceu recentemente na Bulgária, aonde nossos irmãos foram brutalmente espancados pelos membros do partido político VMRO durante várias oportunidades, culminando na maior delas na Comemoração da Morte de Cristo.

Li em algum lugar, um crítico ex-associado dizer que isso só aumenta a nossa mania de perseguição. Outro disse que no mundo inteiro "cristãos" são perseguidos, não só as Testemunhas de Jeová, e que isso não nos coloca numa situação privilegiada.

De fato, "cristãos" são perseguidos em países não-cristãos, como pelos muçulmanos e países asiáticos, e alguns dos católicos e evangélicos, são dignos de nota, se mostram firmes apesar de tudo. A diferença de nós para eles, é que as Testemunhas de Jeová são perseguidas também em países cristãos, e não só por muçulmanos, asiáticos, mas também por religiões chamadas "cristãs". A diferença entre as Testemunhas de Jeová para as demais religiões, é que além de sermos perseguidas por levar o nome Jesus Cristo, somos especificamente por causa de nossas posições firmes em adorar a Deus antes que os homens.

Me lembrou certa vez em que fomos pregar numa cidadezinha que não lembro o nome agora, próxima a Cruz das Almas-BA, quando um homem saiu nas ruas com uma bainha de facão nos chamando de anticristo e só não ocorreu uma tragédia maior, porque felizmente o marido de uma mulher que estávamos pregando, saiu em nossa defesa e junto com mais alguns homens que estavam num bar, seguraram o homem e o entregaram a polícia. Eu tinha apenas 17 anos, e acredite, quase mijei nas calças, mas durante muito tempo fiquei imaginando, e se fosse uma turba? E se fôssemos presos ou agredidos?  Graças a Deus, depois desse dia nunca me vi numa situação parecida, mas é sempre interessante para mim, relembrar, para saber até que ponto estaria disposto a servir a Deus. Todos nós devemos nos lembrar disso. O estudo de hoje está magnífico.

Assim como ocorreu com os "Triangulos Roxos", não somos vítimas, somos mártires, porque assim como ocorreu com nossos irmãos não-judeus no Holocausto, bastaria apenas fazer pequenos acordos com partidos políticos. Mas muitos preferem continuar servindo fielmente à Jeová, sabendo que assim como Jeremias que passou por maus bocados, no fim, foi agraciado com a liberdade e salvação das mãos dos caldeus, e o mais importante, poderá viver para sempre no paraíso na Terra.

sábado, 28 de maio de 2011

EU SOU UM IDIOTA



Hoje eu reparei um pouco mais na pessoa refletida no espelho. Fiz uma séria constatação. EU SOU UM IDIOTA! Isso mesmo, idiota. Mas não pense que tenho vergonha disso. 


Nos dias de hoje, ser idiota é privilégio. Os idiotas de hoje são aqueles que conseguem sorrir mesmo quando a dor aperta. São aqueles que ainda dizem Eu Te Amo olhando nos olhos, que valorizam abraços e gostam de andar de mãos dadas. 


Idiotas são aqueles que crêem num sentimento sincero, que ainda esperam encontrar um amor perfeito, que escrevem e lêem poesias e que mandam flores. 


Idiotas são românticos, no sentido mais meloso da palavra, mas não se envergonham disso. São aqueles que se permitem chorar quando a dor machuca, quando o amor se vai ou o filme emociona. Cantam músicas de amor como se fossem hinos, mesmo porque, para seus corações apaixonados realmente são.


Idiotas são sentimentais. Se magoam com a menor das brigas e lutam pela reconciliação. São aqueles que não ligam para o que os outros dizem, eles se dão por completo.


Idiota é aquele que pede desculpa mesmo sem ter errado, que pede licença, que dá bom dia, boa tarde, boa noite. Que pergunta "como vai?", "precisa de alguma coisa?", "tá tudo bem?" ou "me preocupei contigo". É aquele que não esquece nem do amigo que não dá mais notícias, aquele que lembra da infância e comemora o quanto foi bom.


Idiota é aquele que ri de si próprio, que brinca de descobrir desenho em nuvem, anda descalço e toma banho de chuva. Que chora por briga de amor, e que a cada briga acha que o mundo acabou, mas que logo perdoa.


Idiota é aquele que, mesmo nesse mundo corrompido, insiste em ser sincero. Que estende a mão pra ajudar quem for, que faz o bem sem olhar a quem. 


Idiotas se preocupam, se arrumam e se enfeitam pra você. Querem estar sempre belos, nemq ue seja só para se olhar no espelho.


Idiotas se divertem.


Idiotas tem amigos.


Idiotas amam.


Idiotas são felizes...


Não vale à pena ser idiota?


(Texto de Juliana Lavandoski)



domingo, 22 de maio de 2011

"ORAÇÃO" - A BANDA MAIS BONITA DA CIDADE

Para quando te perguntarem o que é música de qualidade...




Fantástico. Dá vontade de entrar no clipe e cantar com eles.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

DESASSOCIADOS, MAS FIÉIS!

"Tenhamos boa coragem e digamos:
Jeová é o meu ajudador". - Heb. 13:6


O homem não é uma ilha! Foi criado para viver em grupo, em família, com seus semelhantes. Justamente por causa disso a desassociação (excomunhão) é a maior punição que Deus estabeleceu no primeiro século para os pecadores impenitentes. David, um colega de trabalho, também desassociado, me disse certa vez que a desassociação é como se estivesse correndo para uma cidade de Refúgio, longe de todos. Discordei, obviamente. Nas cidades de refúgio, além do homicida não-intencional poder conviver com outras pessoas, lá era um arranjo para toda vida, não havia retorno. Para os desassociados há! (Num. 35:6)


O primeiro grande baque para um cristão que ama a Jeová e é desassociado é cair na realidade. Durante a Comissão Judicativa não entendemos plenamente a correção que estamos tomando, a punição vem mesmo  quando ouvimos nosso nome ser anunciado na congregação, e pior, quando percebemos que a partir daquele momento estamos só no mundo, que as pessoas não poderão falar contigo, e que você será como uma pessoa inexistente. Claro que estou falando das pessoas que amam a Jeová e tem pleno conhecimento dos seus atos.  Por isso admiro muito quem é sozinho na verdade, e ainda assim, teve forças para voltar. Graças a Jeová minha família tem sido um apoio enorme na minha quarentena espiritual.


Quando isso acontece, vem o sentimento de culpa. É quando nos damos conta do quanto pecamos contra o nosso Deus. Nos sentimos envergonhados, arrependidos, se pudéssemos voltaríamos no tempo para não cometer os mesmos erros, nos sentimos solitários, tristes, passamos a sentir imensamente a falta do convívio com os irmãos, das nossas atividades espirituais.

Quando tudo isso parece ser o bastante, vem a hora em que passamos a sentir pena de nós mesmos. É neste momento que passamos pela maior prova de fogo. Acontece cerca de um mês depois de desassociados. Passamos a achar que Jeová não nos ama, que nosso Deus está zangado conosco, e que virou as costas para nós. Nos achamos indigno até mesmo de orar. - Compare com as palavras de Davi no Salmo 32.

É aí, que Satanás entra de sola.

O Diabo não pode ler nossos pensamentos, mas como o maior psicólogo que existe no universo, ele nos conhece por meio das nossas ações, nossas motivações e de nossas tendências e pode estabelecer exatamente o tipo de coisa que pode nos derrubar. Este é o ponto exato aonde "amigos amáveis" irão surgir se você for uma pessoa carente, que "mulheres gostosas" ou "o homem lindo e romântico" irá surgir se a sua auto-estima é daquelas que fica lá no fundo do poço, ou, a "oportunidade do ano" ocorrerá se você for uma pessoa materialista.

É justamente aí que alguns acabam caindo no mundo de vez. O sentimento de auto-piedade acaba fazendo com que nos tornemos vítimas. Começamos a imaginar que a punição foi dura demais, que poderia ter sido diferente, e vem a revolta. Se não for controlada, acaba virando rebeldia, e pior, apostasia.


Alegrai-vos em Jeová e sede jubilosos, ó justos;
E gritai de júbilo, todos os que sois retos no coração 
 Salmo 32:11


É neste momento que você deve gritar o nome de Jeová. Se tranque num quarto, numa sala, e fale o nome Dele bem alto. Peça, por meio de nosso Senhor Jesus Cristo, perdão por tudo que você fez, e ore, ore muito, chore se tiver vontade, suplique, porque neste momento você vai descobrir que Ele nunca se afastou de você.

Evite situações em que você possivelmente irá cometer erros. O correto seria evitar amizades no mundo, mas como não suportamos ficar sozinhos, se for, escolha amizades "menos ruim", pessoas que apesar de não serem cristãs, tenha princípios de moral e respeite os seus valores. Leia muito, revista novas, revistas antigas, devore livros (eu sempre recomendo ler "Adore a Deus" e "Proclamadores do Reino"), e nunca, jamais, perca uma reunião.

É normal se sentir envergonhado no inicio. Mas pense bem, você enfrentou tanta coisa para se tornar Testemunha de Jeová, crítica de amigos, de familiares, até perseguição, e conseguiu chegar ao batismo, vai se deixar levar agora por aquilo que supostamente você acha que seus irmãos estão pensando de você? Ah, pára com isso! Você é apenas uma curiosidade no início, não se preocupe, duas ou três reuniões depois passa. No inicio podem te olhar, apenas para ver como você está, faz parte da nossa natureza imperfeita (e futriqueira) mas acredite, ninguém está te condenando (Tudo bem, pode ter uma ou duas idiotas, mas Jeová vai cobrar deles no tempo certo), a maioria está feliz por você está ali. Da mesma forma como você estaria feliz se um(a) amigo(a) estivesse desassociado e voltasse a assistir as reuniões.

Nada de sentir pena de você! Erga essa cabeça, tenha orgulho de saber que você é uma Testemunha de Jeová. Seu cartão ainda pertence ao Salão do Reino, todas as reuniões trimestrais os anciãos estarão falando de você, em todas as visitas o Superintendente de Circuito está perguntando por você, todo ano pelo menos uma vez, os anciãos vão querer falar com você. Você não foi esquecido, você existe e é amado por todos. É amado, principalmente por Jeová e seu filho Jesus Cristo, que assim como o pai que se derramou em lágrimas quando seu filho retornou, estará lá nos céus, em lágrimas, porque não?, celebrando a sua volta quando você for finalmente readimitido(a). - 2 Corintios 2:5-8

O SEGUNDO RETORNO

Na minha atual congregação, nós éramos quatro desassociados. Cheguei aqui em Novembro do ano passado, e já havia três irmãos desassociados, na verdade, um casal. Dois homens e duas mulheres. Em dezembro, a primeira tinha sido readimitida, nem pude conhecê-la direito. Agora restam três: eu, outro irmão e uma irmã. Ontem, na reunião, ele me falou que entregou sua carta pedindo readimissão aos anciãos. Ele já tem mais de um ano desassociado e acredito que o retorno dele é certo. Senti um pouquinho de inveja "santa", como se diz entre alguns irmãos lá em Salvador. Mas espero que ele volte logo mesmo, pena que vou perder uma companhia boa no Salão do Reino, única pessoa que eu converso antes e depois das reuniões. Mas enfim, estou feliz por ele.

Esse mês eu pensei em mandar minha primeira carta, mas acho que ainda estou precisando amadurecer um pouco. São só cinco meses, sei que muita pouca gente (sic) retornou com tão pouco tempo. Preciso ainda refletir em muitas coisas e fortalecer minha fé. Se tudo der certo quero estar de volta em Setembro. Quem sabe? Só Jeová!

Por falar nisso ontem começou a visita do Superintendente do Circuito GO-08. Troquei de horário, fui de carro pro trabalho, não adiantou nada porque os diabos da Cidade Ocidental-GO fizeram uma manifestação na BR-040 e a polícia só conseguiu furar o bloqueio às 20:40. Só deu tempo de chegar no finzinho. O discurso foi ótimo, mas admito que assistir no finalzinho, do lado de fora do Salão, não dá para prestar muito a atenção. Bom mesmo foi o Dicurso Especial feito semana passada. Sabe esses discursos podersos, que prende a atenção do inicio ao fim? Ilustrações interessantes e bem focalizada para o público alvo. Tanto que durou 45 minutos, mas tenho certeza que se perguntasse para algum irmão ali, eles iam querer que ele ficasse mais 45 minutos.

Agora são 00:17. O Flamídia acabou de ser eliminado da Copa do Brasil. Que coisa boa!

Estou feliz porque algumas coisas seculares começaram a melhorar pra mim. Minha contas financeiras estão se ajustando após a crise pós-casamento, profissionalmente minha equipe tem batido todas as metas estabelecidas pela empresa (pela primeira vez depois de muito tempo recebemos até Participação nos Lucros), a vida afetiva está ainda em pedaços, afinal, ainda amo minha ex-esposa, mas digamos que as dores não doem tanto assim. Por fim, acho que Jeová tem abençoado os meus esforços.

Aos que gostam de mim; Deus lhes abençõem, aos que não gostam de mim, Deus lhes perdõem. Vou dormir, boa noite a todos e que Jeová tenha misericórdia de mim.

O NEGÓCIO TÁ BRABO

Esta semana outro amigo meu foi desassociado. Uma amiga distante também me anunciou que estava desassociada. O negócio está brabo, estamos dando muito espaço a Satanás? Caramba, é muito difícil seguir as normas justas de Jeová. Mas precisamos ter coragem para isso, porque o relativismo no mundo religioso está cada vez maior, fazendo com que as normas estabelecidas por Deus pareçam duras demais e injustas. As religiões neo-pentencostais com seu relativismo acabou puxando a permissividade para algumas igrejas evangélicas tradicionais, assim, hoje tudo é permitido desde que no fim, se adore ao Senhor. Na minha equipe tenho várias colegas e trabalho evangélicas que namoram com pessoas que não são da religião delas, vai para festas, farras, bebem, namoram, transam, mas no fim, tudo é perdoável desde que se louve o Senhor Jesus.

Justamente por causa disso as pessoas não acreditam quando descobre que ser Testemunha de Jeová exige coisas como não fornicar, casar virgem, não se meter em política, entre outras coisas. Talvez por isso, o fato de "lá fora estar tão fácil", talvez nos iluda de que de fato, as coisas aqui dentro são mais difíceis. É uma situação complicada. Mas precisamos continuar despertos, e nos esforçando a não se render às artimanhas e propagandas fajutas de Satanás.

Rachel, minha lindíssima e amável irmã, que Jeová te proteja.
Dodô, cabeçudo, não poderia esperar um pouquinho mais?
Estou orando por vocês, e que voltem rápido!!

domingo, 8 de maio de 2011

SINTO DIZER RAYMOND FRANZ, VOCÊ MORREU E NÃO FOI PRO CÉU


ATENÇÃO:  Leia o último post do blogueiro sobre Ray Franz e o livro "Crise de Consciência", aqui.

=================================================

Escritor preferido de 11 entre 10 apóstatas, Raymond Victor Franz embala o delírio de dezenas de ex-Testemunhas de Jeová que decidiram se tornar apóstatas, e gostam de usar o seu livro "Crise de Consciencia" para propagar impropérios contra os verdadeiros cristãos. Apóstasia é o termo utilizado a pessoa que definitiva e deliberadamente renuncia sua fé anterior seja qual for sua religião. Ironicamente, muitas Testemunhas de Jeová hoje são "apóstatas" da Igreja Católica ou Evangélica, como eu, que até os meus 14 aninhos era um membro dedicado da Igreja Renascer em Cristo, em Salvador.

Foto de Judas Iscariotes, digo, Raymond Franz.
Quem foi Raymond Victor Franz? Nada mais, nada menos, que um cristão ungido e membro do Corpo Governante no período de 1971 a 1980. Só para se ter idéia de sua "importancia", ele foi um dos quatro colaboradores que ajudaram a compilar a obra "Ajuda ao entendimento da Bíblia". Os apóstatas das Testemunhas de Jeová, em geral, são pessoas que foram desassociados e como ficaram "magoadozinhos" resolveram se voltar contra a sua fé anterior. Entretanto, há também aqueles que assim como Judas Iscariotes, resolveram abandonar a Jesus Cristo e seu Pai deliberadamente. Raymond Victor Franz foi um destes. Segundo o Wikipédia, em 1980 ele pediu sua saída do Corpo Governante por não concordar com algumas interpretações das Escrituras. Até aí, tudo normal, afinal, somos seres pensantes e nem sempre concordamos com tudo, embora tenhamos sempre que estar dispostos a permitir que o espirito santo de Jeová nos guie para que no tempo certo, encontremos as respostas às nossas dúvidas.

Contudo como já se era de esperar, por não se manter desperto e esperar em Jeová, Raymond Victor Franz continuou divulgando suas idéias permissivas sobre a Organização entre os irmãos. Raymond Franz era um hipócrita. Em vez dele sair dizendo pra todo mundo que não concordava e pediu pra sair, não, ele preferiu fazer igual o que Satanás fez nos ceus ao cooptar cada um dos anjos na surdina, ele ficava tentando levantar um motin no Corpo Governante influenciando os irmãos de cabeça fraca. A coisa foi ficando cada vez pior quando finalmente ele decidiu almoçar com um casal Gregerson, que eram dissociados e também as mesmas idéias permissivas e por causa disso foi desassociado (excomungado). Dizem que uma das revoltas de Franz foi justamente porque antes não havia regra de que não se podia falar com dissociados, apenas com os desassociados era que se devia evitar. Não necessariamente, de fato, antes não se era proibido falar com dissociados, contudo, conforme a reportagem da revista TIME quando o casal Franz se encontrou com os Gregerson, já havia semanas que a nova "lei" havia sido publicada pela A Sentinela. Portanto Franz sabia porque estava sendo desassociado.

Extremamente chateado e revoltado, Franz decidiu então tirar uma grana vendendo livros para os inimigos das Testemunhas de Jeová, afinal, eles são tantos entre evangélicos, católicos e "revoltadinhos com dor de cotovelo" que daria certo. Então lançou o livro "Crise de Consciência" que foi publicado em vários países, várias linguas, inclusive, claro, a nossa. Nunca li e não tenho interesse de ler. Não porque tenho medo de confundir minha mente, coisas assim, afinal, acreditem, já li coisas piores e minha fé na Organização de Jeová não foi abalada. Não li "Crise de Consciencia" pelo mesmo motivo que não leria os livros contra o Opus Dei, ou qualquer um dos ex-pastores da Igreja Universal ou qualquer outro livro feito por ex-membro de alguma coisa. Perda de Tempo ler algo tendencioso que só tem rancor como inspiração.

Ainda assim, fazendo uma rápida pesquisa no pai dos burros, o Google, o mais curioso é que as criticas que Raymond Franz faz pode ser aplicada a qualquer religião, não somente às Testemunhas de Jeová. É óbvio que Franz acreditava em algumas coisas como a esperança celestial para todos, não só para os 144.000, mas em síntese, o que Raymond Victor Franz defendia mesmo era uma espécie de anarquia religiosa conforme outro livro seu entitulado "Liberdade Cristã". Para ele, não devia haver religião, não deveria haver uma organização terrestre que representasse Deus na terra, as pessoas deveriam se unir espontaneamente servindo a Deus conforme suas consciências e interpretações. O casal Franz era contra as Testemunhas de Jeová e qualquer outra religião, tanto que até o ano passado, quando morreu, ele se considerava cristão sem religião!

A revista TIME em sua reportagem tedenciosa critica que Franz, ao começar a propagar suas idéias contrarías às verdades bíblicas, foi perseguido como numa "inquisição". Incrível, mas não li nenhum relato de fogueiras sendo acendidas em Betel, por que não adianta falar em figuras de linguagem; qualquer menção à inquisição tem que ser literal. O que os irmãos fizeram foi o que qualquer organização religiosa faria com membros que claramente se colocasse contra os seu líderes ou às suas doutrinas. O mesmo que o apóstolo Paulo fez com Himeneu e Alexandre no primeiro século. Será que se pudessem, Himeneu e Alexandre escreveriam também um livro?

Portanto, caros apóstatas, antes de ficar citando Judas Iscariotes, digo, Raymond Franz, procure ler melhor as cartas (epístolas) de Paulo e de Pedro às congregações (igrejas) no primeiro século e vejam algumas similaridades com o que ocorre em nossos dias. Criticas quanto a personalidade e a índole de irmãos são ridiculas, porque todos nós somos imperfeitos, e acusações assim podem ser encontradas em qualquer religião, não só entre as Testemunhas de Jeová - embora isso seja raro, graças a Deus. (Justamente por isso não vibro, como alguns irmãos fazem, quando saem noticias na TV de padres pedófilos ou pastores corruptos).

Enfim, o que posso dizer é que Judas Iscariotes, digo, Raymond Franz e sua esposa Cinthia conseguiram ganhar seus "15 minutos" de fama, porque sabiam que iria encontrar apóstatas idiotas prontos para acreditar em toda bobagem que ele quisesse dizer. Uma pena, afinal, era um cristão ungido, ia pro céu, hoje, não sei nem se vai sair do "inferno". Que Jeová tenha misericórdia dele, porque se dependesse de mim, ficava por lá.

sábado, 7 de maio de 2011

RAPIDINHAS

Chegamos a mais um final de semana. Incrível como cinco meses passaram tão rápidos. Cinco meses desassociado. Eu pensei bastante em mandar minha primeira carta este mês, mas acho que vou esperar mais um pouquinho. Ainda estou sensível demais para receber um "Não" e ficar inerte. Mas graças a Jeová as coisas tem sido bastante tranquilas, sobretudo por causa da minha família que tem me ajudado bastante, principalmente, minha mãe.

Por falar nisso, o estudo da revista A Sentinela passada foi um pouco constrangedor para minha família. O Corpo Governante quer mesmo que minha mãe, minhas irmãs e meu irmão me ignore completamente só porque estou desassociado?

Enfim, ainda bem que Jeová deu a liberdade de pensamento e a oportunidade para que cada um utilize sua própria consciencia para alguns princípios. Embora eu concorde com a "desassociação", sinceramente, acho que o princípio estabelecido em 1 Corintios 5:9-13 foi um pouco superestimado. Aquele que erra deliberadamente e que não aceita conselhos, ou tem consciência das coisas que faz, tem que ser afastado da congregação mesmo, para que não a contamine com suas atitudes rebeldes, enquanto for rebelde. Por isso que a Desassociação é um ato de amor à Jeová e à Congregação.

Discordo, contudo, do 3º ponto: "ajudar o pecador a se arrepender, se possível". A pessoa que volta apenas por que sente falta dos irmãos, não voltou por um motivo nobre. Além disso, o fato de ser ignorado, desprezado, como se você não existisse, só faz aumentar a mágoa e o sentimento de rejeição. Exclusão nunca atrai, só dispersa. Conheço muita gente que voltou apenas para poder passar na cara que podiam voltar, mas que hoje andam mais frios que picolé no pólo sul.
Mas, enfim, sou Testemunha de Jeová, acredito que mesmo quando se equivocam, o Escravo Fiel e Discreto fazem tudo apenas pela soberania do nosso Deus e para proteger a Organização de má influencias. Confio em Jeová e em Sua Organização. No pior dos casos, concordo com a Justiça Federal do Ceará, que dando ganho de causa para a Associação, quando foram processados por um desassociado, estabeleceu, em outras palavras que: eu sabia quais eram as regras.

____________________________________________________________________


Aviso aos apóstatas. Não adianta citar meu blog em fóruns, dizer que sou bitolado pela Torre de Vigia ou dizer que "sentem pena de mim". Eu amo a Jeová e acredito que esta seja a única Organização de Deus na terra.

Comentários colocados de uma forma interessante, poderão até ser liberados, mas criticar por criticar, com velhos argumentos imbecis, no estilo "dor de cotovelo", serão barrados mesmo. Não vou dar voz para apóstatas no meu blog.

____________________________________________________________________


Semana passada foi a minha Assembléia Especial "Refugie-se em Jeová". Uma assembléia edificante sobre a necessidade de deixarmos de nos refugiar nas coisas que o mundo nos oferece. Legal mesmo foi sentar ao lado de uma irmã muito linda. Linda, espiritual, ela me encantou totalmente, principalmente quando carinhosamente ajudava a encontrar os textos bíblicos para sua mãe idosa, ou quando cuidava do sobrinho danado pra cacete. Foi a tarde mais maravilhosa que eu tive; eu a olhava, via que ela olhava para mim, enquanto minha mãe ao lado me olhava com aquele olhar de "Tô vendo, viu?". Me encantei com ela, embora tivesse a tarde toda orando para que ela não conversasse comigo, afinal, como dizer "desculpe, sou desassociado" para a mulher que pode ser a minha futura namorada? Foi meio contrangedor quando ela me pediu o programa, eu pude apenas acenar com um sorriso sem graça. Mais constrangedor foi ao final da Assembléia, nós dois em pé, próximo do outro, possivelmente ela esperando que eu fosse falar com ela, e de repente, com minha cara de tacho vou embora me esconder dentro do carro. Ah, doce menina, com fé em Jeová, quando eu voltar, vou te procurar, seja aonde você estiver.

____________________________________________________________________

Sou admirador do ator Jason Stathan. Como diz uma amiga minha, ator com cara de homem de verdade. Amo os filmes dele, e hoje assisti dois de uma só vez. O interessante "13, o Jogador" sobre uma competição de roleta russa. Legalzinho, embora com um roteiro arrastado e um final sem graça. Stathan não está em seu melhor papel. Melhor mesmo foi vê-lo fazendo o que sabe fazer em "Assassinato a Preço Fixo", este sim, um filmaço, sobre um assassino de aluguel, que após matar um de seus mentores, acaba "adotando" e ensinando seus tecnicas para o filho dele. Para quem gosta de ação, sem frescuras, eu recomendo.

____________________________________________________________________

Musica. Ultimamente tenho baixado muitas canções adpatadas pela série Glee. Se não viram a série, e gosta de música, deveriam assistir. A série é fantástica, não vou falar muito, porque acho que eles merecem um post unico. Outra série que está ficando legal é Dexter. O início da quarta temporada foi meio estranho, ele sendo sensível demais, mas agora ta pegando o ritmo principalmente quando entra a bela Julia Stiles para servir como par romantico.

____________________________________________________________________

Cinema. O último filme que eu vi foi a adaptação para a história de Chapeuzinho Vermelho, "A menina da capa vermelha". Gostei, apesar das críticas, apesar de ter sido dirigido pela mesma autora de Crepúsculo. Claro que o filme falha muito na condução do roteiro e na direção de arte - algumas paisagens ficam artificiais demais - contudo, a história em si, é interessante e agrada.

____________________________________________________________________

Bem, apesar de toda preguiça do mundo vou ali lavar meu carro. Dizem que pobre é que lava seu próprio carro, afinal, ricos pagam para alguém lavar para eles. Mas mesmo que eu fique rico, um dia, sempre irei lavar meu carro. Acho legal todo o ritual que envolve o som ligado nas alturas, algumas latinhas de cerveja e o processo de lavar o seu próprio carro. Diversão que só homens de verdade sabem usufruir.