sábado, 24 de novembro de 2012

EXIGE CRISTO A COBRANÇA DE DÍZIMOS?

"Cada um contribua segundo tiver proposto no coração,
não com tristeza ou por necessidade;
porque Deus ama a quem dá com alegria."
(2 Coríntios 9:7).



O texto de Malaquias citado pela maioria dos dizimistas é do Velho Testamento,
ou seja, ainda estava sob a Lei Moisaica. Não existe no Novo Testamento nenhuma referência à dízimos.

Em fevereiro de 2011, o Ministério Público denunciou a Igreja Universal, e seus representantes, sobre o crime de lavagem de dinheiro e evasão de divisas utilizando um banco de fachada. O processo ainda corre no Supremo, mas a despeito dessa guerra de acusações, toda vez que vejo esses debates o que me surpreende são os comentários de alguns religiosos defendendo o direito de pagar dízimos com uma justificativa bem simplista utilizada por picaretas mal intencionados ou leigos ingênuos: está na bíblia!  Alguns até chegam a afirmar que pagam dízimos porque está na Bíblia, e assim, está fazendo sua parte independente do que o pastor ou padre faça com o dinheiro.

Uma pesquisa um pouco mais aprofundada sobre o assunto mostra que não é bem assim...

O que é Dízimo?

É uma palavra que significa décima parte, dez por cento pago como tributo sobre alguma coisa. Na Bíblia ela aparece pela primeira vez no livro de Gênesis 14:18-20 quando o patriarca Abraão deu a Melquisedeque um décimo dos despojos de sua vitória sobre um povo inimigo. Mas não era uma Lei, era apenas uma forma de medição ao retribuir algo a alguém. - Veja também Gên. 28:20-22.
O Dízimo como Lei bíblica surgiu muitos e muitos anos mais tarde, já nos dias de Moisés logo após a libertação de Israel do Egito. Jeová Deus viu que eles ainda eram bárbaros e precisavam de Leis para reger tudo em suas vidas, seja religiosa, financeira, amorosa, interpessoal, entre outras. Assim, das mais de 600 Leis dadas ao Israel antigo - a Torá - havia a Lei sobre dízimos.

Qual objetivo do dízimo?

Deus dividiu o Israel antigo em 12 tribos. Uma delas, a de Levi, foi tirada exclusivamente para atividade de cuidar da adoração a Jeová Deus - no inicio uma tenda onde ficava a Arca da Aliança e depois do Templo erguido por Salomão. Como os levitas não tinham terras e nem direito à heranças,  sua obrigação era apenas cuidar do Santuário, não podendo produzir o seu sustento, desta forma ao serem exortados a dar um décimo de sua produção agrícola e pecuária, vale frisar, os Israelitas tinham o objetivo apenas de suprir materialmente os Levitas e manter a adoração viva. - Le.27:30-32; Num. 18:21.

Os cristão são obrigados a pagar o dízimo?

Não. Em nenhum lugar do Novo Testamento existe qualquer exortação para que o cristão retire 10% da sua renda para dar à igreja.  O objetivo do dízimo era suprir materialmente os levitas. Com a vida de Jesus Cristo e o estabelecimento da nova aliança (ou novo pacto), o qual todas as nações abençoariam a Deus por meio do prometido messias, a Lei de Israel - incluindo a dos dízimos - perdia seu valor.  Os Sacerdotes judaicos, que não aceitavam Jesus Cristo como o novo messias, continuaram com a cobrança ilícita, e deturpada, dos dízimos. Mas os cristãos estavam livres dessa cobrança. - Ef. 2:15; Col. 2:13,14.

Mas como as igrejas primitivas se sustentavam?

As primeiras igrejas cristãs tinham apenas um único objetivo: fazer o maior número de pessoas conhecer sobre Jesus Cristo. Desta forma, todo dinheiro arrecadado eram de doações voluntárias apenas com o propósito de bancar as viagens destes discípulos. Ainda assim, o que se arrecadava tão pouco que muitos dos apóstolos abriam mão desse dinheiro e viviam da hospitalidade das pessoas pelo caminho. - Compare com Atos 18:3.
Uma parte do dinheiro arrecadado voluntariamente deveria ser guardado para ajudar irmãos pobres em casos de calamidade ou necessidades. - Atos 4:32-37; 6:1-4.

É notório que algumas igrejas aboliram o termo dízimo de suas arrecadações, mas ainda assim, por meio de uma evangelização tendenciosa que chamam de "campanha" ou "oferta" conseguem arrancar mais dinheiro do que ganhariam com o  dízimos. No fim, quase sempre o doador não sabe especificamente em que está sendo aplicado o dinheiro.

As igrejas primitivas tinham trabalhos sociais ou negócios comerciais?

Não. O único objetivo da igreja era apenas espiritual, usavam o dinheiro apenas para espalhar a palavra de Deus. É notório que muitas igrejas hoje em dia se envolveram no pseudo trabalho social, mantendo creches,  escolas e até universidades. Algumas são donas de redes de televisão, lojas de roupas, gravadoras, merchandising, entre outros. Embora o objetivo até seja louvável, o de aumentar a renda da igreja para ser investido em programas de evangelização, ainda assim, não é bíblico e não espelha o trabalho realizado pela igreja primitiva.

A igreja não tem orientação bíblica de manter trabalhos sociais ou negócios comerciais e exigir que seus membros o mantenham por meio de dízimos ou doações, como fazem muitos televangelistas.

Silas Malafaia, o falamansa, já tem jatinho particular e se hospeda sempre em hotéis 5 estrelas,
mas TV chora miséria pra arrecadar fundos e vender seus produtos.

Os apóstolos e presbíteros recebiam salário pelo seu serviço?

Outra justificativa para a cobrança de dízimos se diz ao pagamento do salário de padres e pastores. Na igreja cristã os líderes não recebiam salário fixo para fazer seu trabalho. Os missionários e aqueles que viajavam, inclusive os apóstolos, para espalhar a palavra de Cristo recebiam ajuda financeira para custear essa viagem, mas ainda assim, muitos deles trabalhavam, como o apóstolo (São) Paulo que fazia rendas para ganhar seu próprio sustento. - Atos 18:3; 1 Te.2:9.

"Pois nenhum necessitado havia entre eles, porquanto os que possuíam terras ou casas, vendendo-as, traziam os valores correspondentes e depositavam aos pés dos apóstolos; então, se distribuía a qualquer um à medida que alguém tinha necessidade." (Atos 4:34-35).

Muitos cristãos, principalmente líderes de igrejas, argumentam que os tempos hoje são outros, que há novas necessidades e que a igreja não pode viver sem doações. Concordo, afinal, existem impostos e gastos com a manutenção. Contudo, o que estamos questionando não são as doações voluntárias dadas com o objetivo de edificar a igreja e divulgar o seu trabalho. Questionamos a forma como muitas igrejas, especialmente as neopentencostais que praticam a Teoria da Prosperidade* de arrecadar valores altíssimos de seus fiéis, tosquiando-os e fazendo-os crer que serão beneficiados por alguma graça. Seja por dízimo ou doação voluntária, o dinheiro arrecadado deve ser investido apenas no trabalho evangelizador. Fora isso é charlatanismo!


Embora a reportagem acima seja especificamente sobre uma determinada Igreja, a pratica de enriquecimento ilícioto tendo por justificativa o dízimo é praticada por praticamente 80% das igrejas, principalmente as neopentencostais, e inclusive, a Igreja Católica que reestabeleceu oficialmente o dízimo em 1969 por meio da CNBB.

Jesus disse: "Curai doentes, ressuscitai mortos, tornai limpos os leprosos, expulsai demônios. De graça recebestes, de graça dai. Não adquirais nem ouro, nem prata, nem cobre, para os bolsos dos vossos cintos, nem alforje para a viagem, nem duas peças de roupa interior, nem sandálias, nem bastão; pois o trabalhador merece o seu alimento." - Mateus 10:8-10.



 Publicado originalmente em Espaço Lago.

sábado, 29 de setembro de 2012

MAIS UM RETORNO A JEOVÁ!

Volteiiiiiiiiiiiiii! Quero dividir parte de uma das maiores alegrias que senti em toda minha vida. Agradeço a Jeová prontamente o apesar de todos os erros e tolices cometidos por mim ele ter me dado a chance de voltar para o rebanho.

Passei por "N" desafios nesse período.Aprendi que as iscas de Satanás talvez sejam diferentes, mas os resultados são sempre os mesmos.A principal fonte que me ajudou a superar tudo isso foi orar,ler a bíblia e lembrar-me continuamente de que meus atos corretivos agradam cada dia mais a Jeová. É verdade que de vez em quando ficava um pouco triste, mas logo superava isso. Também derivava de conforto e paz por assistir regularmente às reuniões. Apesar de não poder falar com ninguém por estar desassociada, ainda sentia o amor e a cordialidade de meus prospectivos irmãos e irmãs espirituais ali. Aprendi também que não importa quão ruim você se tornou ou que erros cometeu, Jeová Deus ainda o ajudará e o perdoará se desejar sinceramente agradá-lo e se você se dirigir a ele em fervorosa oração.

Fiquei cerca de 1 ano e 1 mês desassociada e agora fui readmitida como Testemunha de Jeová.!!!!!Resumo o momento em que fui readmitida em apenas uma frase: Nunca, nunca havia sentido uma alegria tão grande em toda minha vida..Primeiro porque Jeová me perdoou.

Segundo,porque consegui provar pra mim mesma que sou uma pessoa forte.e Terceiro,porque foi um choque pra minha família.Não contei que seria readmitida.Surpresa!!!O coraçãozinho de minha mãe gritou de emoção, quando o anúncio foi dado. Minha irmã também ficou muito contente. Após a oração formou-se uma fila enormeeeeeee e foi muito choro,muita alegria,muitos abraços,muitos parabéns e muitos "seja bem vinda de volta a nossa casa". Será inesquecível! Fui readmitida, cantou-se o cântico que eu mais gosto (91) no dia do meu aniversário (não comemoro é claro, mas cá entre nós, foi um presente daqueles!) Têm coisa melhor??

Sinceramente, que quer que aconteça comigo realmente não mais me incomoda. A única coisa que me preocupa agora é agradar a Jeová. Estou determinada a fazer o que é certo, a agir com harmonia com os desejos de Jeová, independente e acima de qualquer coisa,podendo assim cumprir com satisfação o que prometi no ato do meu batismo. Lembre-se sempre de que Jeová não nos deixa sofrer além do que aguentamos. Portanto, NÓS SOMOS DO TAMANHO DOS DESAFIOS QUE CONSEGUIMOS SUPERAR. Pense nisso. Obrigada a todos que contribuíram para a minha persistência e minha determinação. “Todas as . . . decisões judiciais [de Deus] estão diante de mim; . . . E que Jeová me pague de volta segundo a minha justiça, segundo a minha limpeza diante dos seus olhos. Com alguém leal agirás com lealdade; com o que está sem defeito, o poderoso, procederás sem defeito; com aquele que se mantém limpo, tu te mostrarás limpo . . . E salvarás o povo humilde.” — 2 Sam. 22:23-28. Fiquem com Nosso Deus,Nosso Amigo e Nosso Pai,Jeová.

Atenciosamente,
Lilian.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

PARA ONDE IREMOS?²

"Quem não tem teto de vidro,
que atire a primeira pedra"
- Pitty


Dando continuidade à discussão levantada no post, onde desafio alguém a me mostrar um caminho melhor, tem uma coisa que católicos e evangélicos costumam se unir. Sempre se referem as Testemunhas de Jeová como a "seita fundada por Charles Taze Russell".

Baseado nisso, me expliquem a fundação não-humana das seguintes religiões a seguir.

A estrutura atual a Igreja Católica foi fundada em 325 d.C, por Constantino por meio do Concílio de Nicéia.

Os luteranos foram fundados por Martinho Lutero em 1524.

A Igreja Anglicana pelo rei Henrique VIII em 1534, porque o Papa não havia permitido seu divórcio para se casar com Ana Bolena.

Os Presbiterianos por John Knox em 1560.

Os Batistas por John Smith em 1609.

Os Metodistas por John wesley em 1739 quando decidiu separar-se dos anglicanos.

Os Adventistas do Sétimo dia começaram com Guilherme Miller e pela profeta Helen White no século passado.

A Congregação Cristã do Brasil fundada por Luigi Francescom em 1910.

As igrejas Assembléia de Deus têm sua origem no despertar pentecostal de 1900 nos EUA por Charles Foz Parham. Chegou ao Brasil no Pará, mas se popularizou no Rio de Janeiro, quando teve sua primeira divisão - Ministério São Cristóvão e Madureira - e hoje é subdividida em vários segmentos diferentes.

A Igreja do Evangelho Quadrangular foi fundada na década de 20 pela missionária canadense Aimeé Semple McPathersom, que passou da igreja batista para a pentecostal.

A igreja Deus é Amor foi fundada por David Miranda em 1962.

A Igreja Universal do Reino de Deus surgiu em 1977 fundada por Edir Macedo.

A Igreja Internacional da Graça de Deus foi fundada por R.R.Soares em 1980.

A Renascer em Cristo surgiu na década de 90 fundada pelo casal Estevam Hernandez, que se auto-intitula apóstolo, e sua esposa, a "bispa" Sonia.

A Comunidade Sara Nossa Terra foi fundada por Robson Rodovalho em Brasília no ano de 1992.

A Igreja Mundial do Poder de Deus foi fundada por Valdemiro Santiago, ex pastor da Universal, depois de uma briga com Edir Macedo, em 1998.

Assim, todas as supracitadas foram fundadas por um homem,  além de outras denominações menores que foram surgindo a partir dessa, cada uma delas sendo fundadas por homens, com diferenças em suas doutrinas e cultos, e praticamente todas elas "rivais" entre si. Muitas pessoas saíram de diferentes igrejas evangélicas para formar novas congregações pentecostais, e depois, as neo-petencostais e comunidades. Até mesmo dentro do catolicismo existem várias facções como o Opus Dei, o movimento Neocacumenato e a Renovação Carismática.

Então, pra começar a falar mal das Testemunhas de Jeová, fundada, (nós preferimos chamar de reorganização) por Charles Taze Russell, tem que apresentar argumento melhor!






quinta-feira, 20 de setembro de 2012

PARA ONDE IREMOS?



"Se existe verdade melhor que esta, me avisem!" 
- Charles Taze Russell. 





"Se a verdade não estiver entre as Testemunhas de Jeová, tamos lascados!!"
- André Lago

terça-feira, 18 de setembro de 2012

FOI A IGREJA CATÓLICA A "PRIMEIRA IGREJA"?

Do ponto de vista literal, sim, ela foi a primeira igreja cristã a ser fundada. Contudo, isso não significa que ela foi a igreja original, aquela estabelecida por Jesus Cristo quando aqui na Terra esteve. Dessa "igreja" até o império que conhecemos como Igreja Católica existe um hiato muito grande. 

A Igreja Católica Apostólica Romana foi fundada en 325 d.C por meio do Concílio de Niceia
pelo então imperador Constantino.


Os evangelhos são claros quando o próprio Jesus previu que após sua morte, os cristãos sofreriam um avalanche de ataques contra sua fé por meio de heresias (apostasia), ou seja, pessoas que afirmariam seguir a Cristo mas que seguiriam por um caminho diferente ao estabelecido.  Quando João, último apóstolo vivo, escreveu sua carta (epístola) aos verdadeiros Cristãos, ele já relatava que a "igreja" já sofria ataques com adoração de deus falsos e inserção de costumes pagãos. - Mateus 7:21-23; 1 Jo. 5:21.

A igreja era muito mais conhecida como uma "seita" do que uma religião propriamente dita. Havia vários grupos divergentes que não se entendiam, que misturavam seus ritos com festividades pagãs e não havia uma unidade, eram bem parecidos com as seitas evangélicas dos nossos dias, cada um com suas leis e formas de adoração à Cristo.  Curiosamente os muitos evangelhos apócrifos como o de Judas e Madalena que denegriam a imagem de Cristo, surgiram mais ou menos nesta mesma época. 

Em 325 d.C., quando o Imperador Constantino se converteu ao cristianismo, a igreja dava os primeiros passos para se tornar uma religião importante por meio do Concilio de Niceia onde estabeleceu-se muitos dogmas, mas o mais importante, a igreja se dissociava completamente do judaísmo. Muitos afirmam que ali foi a data de fundação da Igreja Católica. 

Porém outros historiadores consideram o ano de 380 d.C, quando o então Imperador Teodósio I, ordenou que todos os súditos obedecessem fielmente ao Bispo de Roma, estabelecendo o modelo que vigorou por muitos séculos até hoje.   

Assim, desta forma, como muitos católicos hoje afirmam, de fato, ela foi a primeira igreja, mas não necessariamente a igreja fiel estabelecida por Cristo e seus apóstolos. Apenas uma evidência do que Cristo já havia profetizado quando disse que a verdadeira adoração seria destonada pela apostasia (heresia) até que se restabelecesse novamente. - Isaias 2:2-4




sexta-feira, 24 de agosto de 2012

O QUE É APOSTASIA?


Sodoma era uma cidade imunda espiritualmente. A adoração de Jeová estava longe de acontecer e práticas sexuais repugnantes, bem como idolatria, havia chegado aos céus. Jeová decidiu sumariamente destruí-la! Quem seria louco a ponto de questionar a decisão de nosso grandioso Deus Todo Poderoso ao ponto de chegar a chamá-lo de injusto?

Abraão fez isso! Genesis 18:16-33 relata o momento em que Abraão questiona a Jeová "É inconcebível a teu respeito que atues desta maneira para entregar à morte o justo junto com o iníquo, de modo que se dê com o justo o que se dá com o iníquo! [...] Não fará o Juiz de toda a terra o que é direito?" Abraão duvida de que realmente não haja nenhuma pessoa justa em Sodoma, e Jeová pacientemente ouve seus questionamentos, vez após vez, até prová-lo de que ele não é um Deus injusto e que realmente todos ali mereciam a destruição!

Abraão questionou a Jeová por 6 vezes.
Estava ele tendo uma dúvida sincera ou desenvolvendo um coração apóstata?

Esse é apenas um de vários relatos de servos de Jeová que em dúvida, questionam determinada decisão. Jonas "questionou" a Jeová e fugiu de sua missão em Nínive. Quem não lembrará das várias passagens em que o apóstolo Pedro questionava decisões de Jesus e era prontamente orientado, às vezes de modo brando, outras nem tanto?  (Mateus 19:27-29; 16:22, 23). Todas as vezes que leio esses relatos bíblicos, só uma coisa me vem à mente. Qual o limite entre questionamentos sinceros e apostasia? Parece que para muitos irmãos é uma linha bem tênue... e na dúvida, chamam de apostasia. 

Segundo o Livro dos Anciãos, na página 94, Apostasia é afastamento, deserção,defecção, rebelião, abandono; envolve o ensino de falsas doutrinas, o apoio ou a promoção de religião falsa e de seus feriados ou atividades ecumênicas. Até aqui as coisas são claras, e por exemplo, pelo que eu me lembro, não cometi nenhum dos pecados acima. Inclusive no parágrafo seguinte continua: Deve-se ajudar os que tem dúvidas sinceras, tratando-os com misericórdia. (Judas 22,23, w83 1/3 pp.20-1; w81 1/2 pp.21-2).

É aqui que vou me apegar. Quando comecei a estudar a Bíblia, sempre fui bem orientado pelo meu então instrutor, atualmente servindo como ancião coordenador de uma congregação, a estudar cabalmente. Quando você estuda, você se apega a muitas informações, e é comum ter dúvidas quanto a algumas delas.  Desta forma, conforme são orientados, devemos ter nossas dúvidas sanadas misericordiamente. Durante os meus 15 anos de serviço ativo, inclusive como Servo Ministerial por duas vezes, sempre recorri a Betel em busca de orientações sobre o qual não entendia ou não concordava. Será que não continuaria a fazê-las, mesmo desassociado?  Desta forma, para os incautos que vivem eternamente como criancinhas bebendo leite e não buscando entender a "palavra da Justiça", talvez todo questionamento que faço aqui, como dúvidas sinceras, possam parecer apostasia. Mas acreditem, não é! Quando voltar estarei fazendo as minhas pesquisas bíblicas de sempre, e se Jeová permitir, continuarei questionando minhas dúvidas à Betel, que amorosamente continuarão me respondendo como fazem pacientemente desde que me tornei Testemunha de Jeová em 11 de novembro de 1989.

Se se incomoda, não precisa vir aqui, só tem desassociados que amam a Jeová!



PS: Às vezes fico triste quando um irmão me chama de apóstata; 
mas fico feliz quando os apóstatas citam meu blog em seus fóruns imbecis e me chamam de idiota! 


quarta-feira, 18 de julho de 2012

MAIS UM FILHO PRÓDIGO QUE RETORNA!


"Quero compartilhar com todos vocês algo que aconteceu ontem que com certeza será um marco na minha vida toda. Ontém foi a minha reunião com a comissão. Claro que fiquei tenso durante alguns momentos, pois foram quase 2 horas de conversa; porém fizeram ao maximo para eu me sentir tranquilo. Posso dizer que foram muito humanos, pacientes, pude falar do meu problema sem vergonha ou medo de receber mais uma chicoteada. Mesmo sendo homem não vou negar que em alguns momentos as palavras não saiam e só o choro vinha a tona. Notei que quiseram me conscientizar da responsabilidade que é ser uma Testemunha de Jeová e de que o principal para me fazer voltar é cultivar, aumentar o amor a Jeová no coração. Mesmo com alguns pontos que não consigo concordar devido não entendimento pleno de certas regras, e eu expondo isso, senti que realmente queriam o meu melhor. A cada hora que eles liam um texto monstrando que o maior interessado na minha volta era o próprio Jeová, eu não conseguia conter as lágrimas ( asim como ainda não contenho quando me lembro disso). Na hora da consideração em particular eu voltava pra Jeová pedindo que ele ajudasse-os a tomar a decisão que ele já teria decidido nos céus. E mesmo que meu teimoso coração ainda gostasse do que é mau, que ele me ajudasse a mudar isso, assim como o apóstolo Paulo surrava o próprio corpo. Ao me chamarem devolta, senti uma grande responsabilidade nas costas ao me comunicarem que seria readmitido.. Sim, fui aceito novamente!! Apesar de ter nascido na verdade, aprendido os caminhos de Jeová desde o inicio, ter O abandonado, fazer tudo o que meu iniquo coração queria, depois de tudo isso, Jeová ainda estendeu sua mão e me deu uma oportunidade novamente!! Eu ainda não consigo acreditar!!! Jeová jogou para trás todo o mal que o fiz, todo o vitupério e dali em diante ele estaria reconsiderando minha vida.... é indescritivel essa sensação. E em pensar que amanha, quinta-feira, será o ultimo dia que terei de entrar após o inicio da reunião, que não precisarei sair as pressas logo ao termino da reunião. Que poderei olhar nos olhos de todos e que aqueles que realmente tem Jeová no coração irão se alegrar comigo....isso é bom demais!!!! Enfim amigos, agradeço a Jeová pela paciencia, por não ter desistido de mim quando eu desisti dele e suplico a ele que me de sabedoria e força para nunca mais largar de Tua mão. A todos vocês, não desistam, não se sintam mal... Jeová tem grande interesse na sua volta. Da minha parte eu continuarei a visitar este blog, sempre na expectativa de coisas boas para todos aqui. Um grande, mas um grande abraço a todos!!!"

Ass: Ricardo.


domingo, 6 de maio de 2012

TÁ RUIM? MUDE DE CONGREGAÇÃO!

Acho que já escrevi sobre isso antes, mas se for, vamos a uma nova roupagem. Está desasssociado? Quer um conselho? MUDE DE CONGREGAÇÃO!. Isso não é errado, independente do que te digam.

Infelizmente vivemos num mundo ruim, onde as pessoas são más todo o tempo, inclusive muitos de nossos chamados irmãos que costumam nos julgar e condenar. Faz parte da imperfeição ou da iniquidade, não nos cabe julgar isso, afinal, o juiz é nosso Senhor Jesus Cristo. Então, para não pecarmos ficando com raiva ou rancor dos nosso irmãos, o melhor mesmo é mudar de congregação, de preferência, uma distante, aonde ninguém te conhece e não vai te rotular pelas coisas que você fez.

 Isso não quer dizer que fazemos o papel de vítima. Você que está desassociado sabe bem o que fez! Sabe os pecados que cometeu, e sabe, principalmente, que merece sua situação. O que não precisamos, já que temos o julgamento amoroso de nosso Deus Jeová e de seu filho Jesus Cristo, o julgamente corrupto de pessoas imperfeitas. Assim, nada melhor do que começar a vida espiritual num lugar aonde as pessoas te ajudarão pelo que você é, e o que você faz atualmente, náo pelo erro que cometeu no passado.

 Conheço uma irmã, que hoje serve como Pioneira Especial, que me disse uma vez que se continuasse na mesma congregação onde ela foi desassociada, possivelmente estaria desassociada até hoje. Mas nesta nova congregação, aonde ela pode ser "julgada" pelas suas ações presentes, ela sentiu apoio dos irmãos e dos anciãos, ao ponto de se fortalecer, casar com um irmão que tinha como desejo servir no território isolado, e hoje, foram um dos casais que mais tem ajudado pessoas a conhecer a verdade no "deserto" do Ceará.

 Eu fiz isso. Mudei de congregação. Me reuno numa congregação hipér super distante de onde eu servia anteriormente. As pessoas não me conhecem, não vão me rotular, não vão criar padrões e me julgar por isso. Olho para eles, e principalmente, para os anciãos, e vejo um olhar amoroso misturado com apoio e desejo de que eu volte logo. "Precisamos de homens, precisamos de cristãos devotados para trabalhar, inclusive para vocês que estão fora", foi o que ouvi de um discurso na Reunião de Serviço. Isso edifica, isso fortalece, naquele momento em que você pensa em desistir.

 Mude de congregação, mude de tudo, só não mude de Jeová!

 Pense nisso!

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

POR QUE CARNAVAL É ERRADO?

Embora oficialmente e temporariamente sem religião, ainda me apego aos princípios bíblicos ensinados desde que ainda era um mulequinho. Não gosto de Carnaval, primeiro porque não gosto mesmo, segundo, porque não é de Deus. Não é de Deus? Como assim?

Nas Escrituras Sagradas os cristãos são advertidos a não participar de "kó-mos", palavra grega que geralmente é traduzida por muitas bíblias como festanças, glutonaria e bebedeiras, orgias, entre outras. (Romanos 13:13; Gálatas 5:19-21). A que se referia esta palavra grega utilizada pela Bíblia?

Um historiador especializado na cultura grega, Will Durant, explica: “Um grupo de pessoas transportando os falos sagrados [símbolo do órgão sexual masculino] e cantando ditirambos [canções] a Dionísio . . . constituía, na terminologia grega, um komos, ou festividade.” Dionísio, o deus do vinho na mitologia grega, foi mais tarde adotado pelos romanos, que lhe deram o nome de Baco. A relação com "kó·mos", porém, sobreviveu à mudança do nome. Outro especialista, Dr. James Macknight, erudito bíblico, escreveu: ‘A palavra kó·mois [uma forma plural de ko·mos] vem de Comus, o deus das festanças. Essas festanças homenageavam Baco, que por isso era chamado Comastes.’ As celebrações em homenagem a Dionísio e a Baco eram a própria encarnação da festança mencionada pela Bíblia. Como eram essas festas?


O Carnaval foi popularizado pelos Romanos em uma festa dedicada a Baco, deus dos prazeres.

Durante as festividades gregas em honra a Dionísio, segundo Durant, multidões de foliões “bebiam desenfreadamente, e . . . consideravam desprovidos de juízo aqueles que não o perdiam [i.e., o juízo]. Marchavam em tumultuosa procissão, . . . e enquanto bebiam e dançavam, entregavam-se a um frenesi no qual todos os preconceitos eram abandonados”. Algo bem parecido ocorria nas festividades romanas em honra a Baco (chamadas de bacanálias), em que as principais diversões eram bebedeiras, canções e música lascivas, e eram o cenário de “ações muito depravadas”, escreve Macknight. Multidões em frenesi, bebedeiras, danças e música libidinosas e sexo imoral eram os ingredientes das festanças greco-romanas.

E o que o Carnaval tem a ver com isso?

O Carnaval nada mais é do que uma versão atual das festas dedicadas a Dionisio e que mais tarde foi adotada pelo romanos em homenagem à Baco. A Igreja Católica Romana tentou proibí-la, mas quando viu que tinha resistencia do Império, que por sua vez não queria desagradar os romanos, acabou tolerando desde que a festança ocorresse a exatos 47 dias antes do domingo de Páscoa, tradição seguida até hoje para se determinar a data do Carnaval.

No século XI, a Igreja oficializou esse período como Quaresma,  período de 40 dias, aonde os fiéis deveriam praticar o jejum, que entre outras coisas, envolvia evitar comer carne, considerada impura. Desta forma, muitos foliões aproveitavam a festividade para se dedicar a todo tipo de prazeres desde que depois da quarta-feira de cinzas - dia em que se marcava o inicio da quaresma - pudessem obedecer as privações impostas pela Igreja, inclusive, de comer carnes. Assim, na Terça-Feira, último dia da folia, as pessoas davam adeus à Carne, surgindo a expressão em latim "carnis valle" que acabou dando o nome Carnaval.

Desde então o Carnaval foi oficializado como uma festa ligada paradoxalmente à religiosidade. Era uma festa dedicada aos prazeres. Podia se comer de tudo, se embrigar, e até as restrições morais eram liberadas. Todo sexo, mesmo o não consentido, era permitido o que causava muitos estupros de escravas e prostitutas. Escravos ganhavam liberdade provisória e o comércio fechava por sete dias. Até hoje, as orgias são chamadas de Bacanália ou de Bacanal.

Imoralidades, perversões sexuais, bebederias, violência, dedicação aos prazeres. Alguma semelhança com o Carnaval hoje em dia? Alguma semelhança com tudo aquilo que Deus disse que os cristãos não deveria praticar? Será que os Bacanais se sentiriam em casa ao participar de algumas das festas de Carnaval hoje em dia?

"Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição,
impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas,
dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas,
acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse,
que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus."
- Gálatas 5:19-21



quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

CURSO SUPERIOR





Tem uma coisa, que o tempo passou, as circunstancias atenuantes mudaram e ainda não entendo por que o Escravo ainda insiste: a capacitação em uma Faculdade ou Universidade. No estudo "Residentes Temporários num mundo mau", no parágrafo 11 os irmãos foram praticamente incentivados a não fazer um curso superior como argumento de não buscar um trampolim para o prestígio e a riqueza. A minha dúvida, e talvez tenha sido a minha deficiência em interpretar o texto, uma vez que os comentários dos irmãos na reunião - sem falar no fato de todo mundo condenando o "curso superior" ao mesmo tempo em que eles mesmos, ou seus filhos, fazem -  foram totalmente unilaterais, é se o conselho é não buscar o curso superior para ter prestígio e riquezas, ou se era para não buscar o curso superior em qualquer caso.

Vou citar um caso apenas para exemplificar a situação alarmante que um conselho desses pode causar na vida de uma pessoa. Lucian* era um jovem chileno que deixou de frequentar a universidade ou fazer uma especialização num curso técnico para servir como pioneiro regular. Casou-se com outra pioneira regular, e como pioneiros especiais mudaram-se para o Brasil, mais precisamente na região do interior do Goiás. Tudo ia bem até que a esposa dele engravidou. Numa gravidez de risco, o menino nasceu com autismo. Teve que deixar o serviço de pioneiro, e sem grana para poder voltar para o Peru fixou residencia numa cidade goiana próxima a Brasilia, e vive de pequenos bicos e de pequenos favores de irmãos, com alguma dificuldade, embora, graças a Jeová, sirva como ancião fielmente. Embora sua fé não tenha sido abalada, imaginou aonde quero chegar?

Há muito tempo, fazer uma faculdade ou se especializar numa educação superior, deixou de ser um trampolim para riqueza e sucesso. Hoje em dia, a falta de um diploma superior - mesmo aqueles cursos não presenciais de dois anos - pode causar a falta de um emprego melhor e um vida equilibrada que permita alguém a ter tranquilidade para servir a Jeová. É comum ouvirmos citação das palavras de Jesus em Lucas 12:22-31, mas sejamos sinceros; quem quer viver dependendo de solidariedade ou da boa vontade dos irmãos? Acho que o contexto dito por Jesus pode ser levado a outro sentido, talvez o de evitar o materialismo ou de colocar as riquezas acima do Reino, mas nunca como motivo para não deixar de se especializar.

Curiosamente, é um conselho que não só no Brasil, é violado por muitos e muitos jovens sob a conveniencia de seus pais. Aqui em Brasilia, praticamente grande maioria dos jovens ou faz faculdade ou curso preparatório para Concurso Público. Infelizmente, muitos deles de forma dezarrazoada, porque iludem dizendo que querem ser servidores públicos para "pode servir melhor a Jeová como pioneiro", mas quando conseguem, passam a acumular riquezas e diversão. Por fim, não quero julgar isso, mas sinceramente, incentivar os jovens a se entregar de corpo e alma, de qualquer jeito ao serviço integral, sem se preocupar com os imprevistos que pode ocorrer na vida da pessoa, um pouco temerário.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

MAIS UM QUE VOLTA AOS BRAÇOS DE JEOVÁ

"Eu voltei! Queria compartilhar com vocês uma das maiores alegrias que senti em toda a minha vida. Após 1 ano e 4 meses, fui readmitido como Testemunha de Jeová. Primeiro, quero agradecer a todos que com seus comentários me deram força quando eu estava desanimado. Passei por momentos difíceis, especialmente quando tive uma resposta negativa a um pedido quando tinha 9 meses desassociado. Cheguei a dizer que não iria mais voltar, cheguei a criticar aqui no blog a atitude das minhas irmãs e cunhados que não me diziam um oi quando passavam por mim. Em alguns momentos questionei a validade da desassociação. Mas em tudo isso, meu amor por Jeová foi maior e não posso negar que palavras de muitos anônimos(que certamente são cristãos zelosos e misericordiosos que vem aqui tentar ajudar os que estão na condição desassociada) e de outros como o André Lago, Sandro-SP(graças a Jeová já voltou) e Josemar, me deram o fôlego que precisava, o consolo na hora certa. Todavia, há muitos aqui que tem os mesmos sentimentos que eu tive, acham que os irmãos não os amam, que os anciãos são duros etc. O que eu posso garantir é que os irmãos nos amam e estão loucos de vontade de nos abraçar e dizer: Como você fez falta! Pois, foi isso que aconteceu comigo. Eu pensava que os irmãos não me receberiam bem, uma vez que meu pecado se tornou público, achava que ficariam com o pé atrás, mas nada disso. Acabou a reunião e havia uma fila formada para me cumprimentar. Não consigo descrever como foi bom sentir de novo os melhores amigos que posso ter. Vejo que meu erro me fez perder 1 ano e 4 meses da melhor companhia do mundo. Não há melhora alegria do que poder dizer de novo que sou uma testemunha de Jeová. Eu agradeço a Jeová que eu não fui para o mundo, talvez pensando que já que estava desassociado. Não, eu continuei me esforçando a agir como uma testemunha de Jeová. Por isso, peço que você que está nesta situação, rejeite o mundo e tenha a certeza de uma coisa, que um ancião me disse na comissão de readmissão e que eu já havia dito: Satanás não está feliz de ver que voces querem voltar. E ele vai usar especialmente aquilo que não temos, a associação para nos desviar. Portanto esteja decidido a voltar para Jeová, é o que desejo a todos que estão desassociados, pois certamente terão o mesmo sentimento que eu estou tendo. Que Jeová os ajude ao passo que mostram forte desejo de retornar. “‘Pois eu sou Jeová; não mudei. E vós sois filhos de Jacó; não chegastes ao vosso fim. Desde os dias de vossos antepassados vos desviastes dos meus regulamentos e não os guardastes. Retornai a mim e eu vou retornar a vós’, disse Jeová dos exércitos.” (Mal. 3:6, 7) Aos demais que foram de ajuda para mim, meus sinceros agradecimentos e saibam que Jeová os pagará de volta. “sabei que aquele que fizer um pecador voltar do erro do seu caminho salvará a sua alma da morte e cobrirá uma multidão de pecados.” (Tiago 5:20) Fiquem com Jeová, o nosso melhor Amigo.

Ass: Washington"

________
________________

Que Jeová te abençoe muito Washington!