sábado, 15 de abril de 2017

DEUS MANDOU LHE DIZER...


"Fiz uma aliança com Deus: 
que Ele não me mande visões, sonhos, nem mesmo anjos. 
Estou satisfeito com o dom das Escrituras Sagradas, 
que me dão instrução abundante e tudo o que preciso conhecer 
tanto para esta vida quanto para o que há de vir"

- Martinho Lutero



Um costume muito comum dentro das igrejas evangélicas, especialmente as pentecostais, são as chamadas Revelações de Deus. Eles fazem cultos, círculos de oração, onde costumeiramente aparece profetas de plantão que te aborda com a famosa "Deus mandou lhe falar..." E tome-lhe profetada e revelação.

Eu namorei por um bom tempo uma garota pentecostal. E curioso que sou, cheguei a acompanhar alguns cultos para corroborar com algumas informações que eu tinha de ouvir falar. Entre transes, discursos superficiais, louvores emocionais, e o reteté, nada disso me incomodou tanto que as tais "revelações de Deus." Por um motivo muito óbvio: é cruel influenciar a vida de alguém de forma irresponsável, uma vez que a própria Bíblia diz que não existem mais revelações e profecias em nossos dias. (1 Corintios 13:8)

Certo dia estava ouvindo o testemunho de uma crente que diz que acabou com o casamento simplesmente porque ouviu de um profeta que Deus mandou dizer que ele não era o homem ideal. Soube de um caso onde um homem deixou o emprego porque teria tido uma revelação de que ali não era um lugar para ele trabalhar. A pessoa está desempregada até hoje e vivendo de favores do que os irmãos podem dar. 

O problema é que parte do pentecostalismo brasileiro sincretizaram a fé miscigenando o cristianismo com práticas da umbanda e candomblé. Nessa perspectiva, em vez de consultar o pai de santo, consulta-se o profeteiro, com o objetivo único de que este lhe diga a vontade de Deus.

NÃO EXISTEM MAIS PROFETAS EM NOSSOS DIAS

A Bíblia tem um tema, que é o Reino de Deus e os benefícios que esse governo trará aos servos de Deus. Tudo dentro da Bíblia teve um propósito que era o de instruir e direcionar os cristãos. Todas as profecias, nos dias de Israel eram direcionados a necessidade do povo de Deus continuar esperando o messias. Elas envolviam a vontade de Deus pro seu povo, e os riscos de se afastarem. Os profetas eram instrumentos de revelação, homens a quem Deus lhes dava a conhecer a sua vontade e a quem Ele autorizou atuar como seus porta-vozes. Eles não davam opinião particular na vida pessoal de ninguém.

O mesmo ocorreu com os profetas nos dias de Jesus. Na congregação de Corinto, por exemplo, os profetas eram homens que tiveram revelações e “entenderam todos os mistérios”. Algumas vezes, a revelação era uma pregação, e em outras era uma diretiva, e em outras ocasiões (como no Apocalipse de João), era uma complexa revelação da mente de Deus que abrangia uma ampla variedade de temas doutrinários, exortativos e escatológicos.

Os profetas cumpriram seu propósito. As escrituras gregas foram estabelecidas por Deus. Depois disso, o apóstolo Paulo foi claro: Dons de profecia seriam eliminados!

Dentre as Testemunhas de Jeová não existem revelações e nem profecias. Mas pode ser que desassociado, você se sinta inclinado a ouvir amigos ou colegas de trabalho evangélicos que dizem que tem uma revelação para a sua vida. Não permita que sua situação fragilizada se deixe levar por esses falsos profetas.







quarta-feira, 12 de abril de 2017

A LOUCURA OU LUCIDEZ DA RÚSSIA?


"Se perseguiram a mim,
perseguirão também a vocês"
- João 17:20

Andrei Sivak é uma Testemunha de Jeová russa, 43 anos e pai de três filhos. Nunca pegou em armas. Nunca foi preso e possui uma ficha limpa nas delegacias de polícias de Moscou. Mas certo dia foi fazer uma tarefa simples na Rússia, um câmbio de moedas, quando percebeu que a atendente se assustou ao digitar seu nome. Ele estava classificado como perigoso, ao lado de membros da Al Qaeda, do Estado Islâmico e de outros grupos terroristas. Sim, ele era Testemunha de Jeová. 

Em um retrocesso aos tempos da União Soviética, quando os membros das Testemunhas de Jeová eram caçados como espiões e dissidentes pela KGB, os nossos irmãos voltam ao centro de uma campanha crescente das autoridades russas para conter grupos que não concordam com a política militar e nacionalista de Putin. 

Mas como assim? As Testemunhas de Jeová não pegam em armas, não participam de campanhas políticas, não brigam, não fazem protesto, cumprem suas obrigações como cidadãos, então porque o governo russo acha que eles são perigosos? É aí que entra uma terceira força do governo russo, que influencia muito as ações daquele país: a Igreja Ortodoxa Russa. 

É óbvio que a perseguição contra os nossos irmãos possui ligação direta com essa igreja. Mas para a Igreja Ortodoxa, o resultado pouco importa. Se as Testemunhas de Jeová forem banidas, ótimo, mas se não for, a igreja continua sendo a oficial da Rússia e tendo todo o "poder do mundo".  Então porque ainda assim as Testemunhas de Jeová são perseguidas. Bem, além do óbvio baseado em João 17:20, há também o fato de que os maiores interessados são justamente os traidores, que como Judas Iscariotes que traiu Jesus Cristo, ex-Testemunhas de Jeová, que por algum motivo não explicado - ou talvez o de fazer a vontade de Satanás - tem combatido o trabalho de nossos irmãos naquele país e servido como espiões, inventando, inclusive, provas contra os nossos irmãos.  Assim como os sacerdotes judaicos que ajudaram a matar Jesus Cristo, esses traidores tem usado de mentiras e falcatruas com o governo para criminalizarem as Testemunhas de Jeová.

Desde então o governo tem utilizado, inclusive, de métodos ilegais para tentar provar que as Testemunhas de Jeová são extremistas, fabricando provas, conforme esse vídeo divulgado pela TV Russa.







O fato é que as Testemunhas de Jeová são um dos poucos povos pacíficos do mundo. Não pegam em armas, não servem ao exército, não odeiam o próximo e nem pregam a guerra. E talvez essa seja a maior loucura, ou lucidez, de Vladimir Putim. Ele sabe que ao contrário da Igreja Ortodoxa, da Igreja Católica e dos evangélicos protestantes, eles não conseguem manipular as Testemunhas de Jeová. 

Desejamos, muito, que no dia 19 de abril - o julgamento foi novamente prorrogado - a Suprema Corte da Rússia chancele a inocência das Testemunhas de Jeová. Mas caso não ocorra, não tem problema, porque elas continuarão adorando e amando a Jeová como nunca antes. Igual como ocorreu na década de 90 quando foi aberta a democracia no Leste Europeu, e que quando todos achavam que não haviam Testemunhas de Jeová ativas, elas se provaram milhares e milhares mostrando que servir ao único Deus verdadeiro não depende da bonança, mas do coração.

Neste caso, perseguir o verdadeiro povo de Deus, pode não ser uma loucura para quem fazer parte do império de Satanás. Mas uma lucidez, por saber que nada pode deter o Deus Todo Poderoso. 




quarta-feira, 5 de abril de 2017

A MAIOR MULHER DO MUNDO


O ano era 1987. Minha mãe já tinha passado por tudo. Tenho flashes dos cultos em terreiros de Candomblé ou nas panaceias charlatãs da Universal do Reino de Deus, quando ainda era criança. Nessa época, já com 14 anos, ela saiu e foi ouvir um casal de Testemunhas de Jeová que bateu em nossa porta. Não sei se ela foi à contragosto, ou se foi em busca de sua necessidade espiritual. O fato é que eu estava junto, gostei das ilustrações do livro Viver para sempre no paraíso na Terra e decidi iniciar um estudo bíblico.

Cerca de dois meses depois, ao me ver estudar a Bíblia e fazer mudanças na minha vida, minha mãe resolveu estudar a Bíblia também. Logo depois vieram minhas irmãs. Meu pai, católico convicto, mas meio envolvido com o espiritismo, se tornou opositor. Agrediu minha mãe com palavras, minhas irmãs, mas com toda força possível, ela foi avante e chegou a se batizar primeiro que todos nós. 

Ela foi a minha força, e ainda é. Ela é a minha mãe, aquela que sofre em silêncio, que enfrenta a todos, como uma galinha que enfrenta raposas para proteger seus pintinhos. Ela é guerreira, maravilhosa, serva do Deus altíssimo. Ela é minha mãe. A mulher mais importante de minha vida. 

TE AMO MÃE!   



domingo, 2 de abril de 2017

A VOLTA DOS QUE NÃO FORAM

"Ó Ouvinte de Oração,
a Ti virão pessoas de todo o tipo"
- Salmo 65:2


Olá pessoas. Queridos amigos, desassociados, ou não, que acompanham esse blog com carinho. Já tem um certo tempo que não escrevo, né? Verdade. Talvez por achar que todas as coisas que já foram ditas, foram ditas o suficiente. Ou talvez por achar, ou temer, que escrever algo para desassociados seja um erro. Sinceramente não sei. Posso estar. Mas ainda assim acho que dar uma luz ou sinal de vida para quem está nessa situação ainda seja a melhor coisa a fazer. 

Muitos que são desassociados mas ainda possuem parentes que são Testemunhas de Jeová tem um benefício enorme. Por meio deles, podem ainda se apegar a um porto seguro. Já ouvi relatos de pessoas que estavam afastados, ou desassociados, há 10,20,30 anos e ainda assim tinha a Organização de Jeová como referência por causa de seus entes familiares. Comigo é a mesma coisa. Ter um irmão ancião, uma irmã casada com um ancião e outra casada com um servo ministerial, ainda me faz apegar seriamente à Organização visível do único Deus verdadeiro. Contudo, sim, tem um contudo. Nenhum deles ligam pra mim. É triste, mas faz parte. Com exceção da minha pobre mãe, que se importa comigo quase que diariamente. Meu irmão não liga muito pra mim. Minhas irmãs ligam de vez em quando, pra falar do estado de saúde de minha mãe, mas só. Meu irmão esqueceu que eu existo. Mas incluo todos eles em minhas orações à Jeová (sim, eu oro, e Ele me ouve. Chupa essa "antis"). Acredito, e espero, que eles me incluam também.

Voltei a escrever por dois motivos. A primeira é impessoal, mas vital, a segunda, mais pessoal. 

Vamos à primeira. Não é que o governo russo de Putim, o qual tanto falo bem, deu uma escorregada e me decepcionou? Pois é, a Rússia tá querendo proibir a atividade das Testemunhas de Jeová por lá. A motivação alegada é que elas são intransigentes e constitui um perigo à soberania do país. Ora, a Rússia vive um sistema de governo direitista, conservador na sua origem, onde a Igreja Ortodoxa influencia diretamente. A Rússia permite a presença de várias igrejas protestantes, desde que ela esta em coluio com o governo. Como as Testemunhas de Jeová são apolíticas, era previsível que isso acontecesse. O que espero? Que a pressão internacional feita pelos irmãos de todos os países convençam o ministério da Justiça daquele país que as Testemunhas de Jeová são inofensivas, que elas só querem apenas pregar sobre o reino de Deus. Que ocorra conforme a vontade de nosso Deus! Se não ocorrer, que Jeová abençoe cada uma delas a se tornarem firmes e fortes sob a perseguição que virá. 

Se desejar ajudar, pode escrever uma carta e enviar para a Embaixada da Rússia aqui em Brasília que fica no seguinte endereço: SHCS Quadra 801 Lote A - Brasília, DF, 70476-900. 

Meu segundo motivo, me remete há 22 anos quando ainda servia como Servo Ministerial. Eu tinha uns 20 anos mas era apaixonado por uma irmãzinha de apenas 12 anos. Pode imaginar o absurdo? Pois é, imaginei, e com todas as minhas forças tentei não alimentar esse romance que provavelmente seria condenado por todos. Por isso segui meu caminho.

O tempo passou e 22 anos depois, essa pessoa foi desassociada. E agora sofre todos os efeitos colaterais da desassociação: rejeição, amigos virando as costas, julgamento e a depressão consequente. Queira Deus que ela possa vencer tudo isso. Seus pais continuam sendo Testemunhas de Jeová firmes e forte. E como eu disse lá em cima, quem tem parentes cristãos, tem uma ajuda adicional. 

Quem não tem... pode se aproveitar das palavras que escrevo aqui no meu blog. Não somos perfeitos, temos muitos erros, podemos até não fazer parte da massa que é reconhecida como Testemunha de Jeová, mas o mais importante, somos reconhecidos por Ele, Jeová, o Deus Todo Poderoso, que não tá nem aí para com os críticos; Ele está sim, numa conexão direta com você, vendo seus pensamentos, sua vontade, suas angústias e dificuldades. Só você e Ele. Sim. 

Só você e Jeová.

E independente de sua condição, Ele o ouve. Porque Ele é Deus. E é ouvinte de oração. E a Ele, à base do sacrifício resgatador de nosso Senhor Jesus Cristo, virão pessoas de todo tipo, inclusive você que está desassociado mas ainda ama a Jeová!